acompanhe o blog
nas redes sociais

22.2.17

Diário de uma Escrava [Rô Mierling]

Rô Mierling
Ed. Darkside Books, 2016 - 224 páginas:
      No Brasil, todo ano, 250 mil pessoas desaparecem sem deixar vestígios. Desse total, 40 mil são menores de idade, dos quais um terço são meninas destinadas a fins sexuais. Muitas escapam ou são encontradas, contando histórias terríveis; outras nunca mais são vistas com vida. Laura foi raptada e jogada no fundo de um buraco por um completo desconhecido. Ela vê sua vida mudar, e passa a descrever com detalhes íntimos cada dia, cada ato, cada dor que o sequestro e o aprisionamento lhe fazem passar. Estevão é um homem casado e trabalhador, mas que guarda em seu íntimo uma personalidade psicopata. Ele percorre ruas e cidades se apossando da vida de meninas ainda muito jovens. Mergulhando fundo nessa fantasia, ele destrói vidas, famílias e sonhos, deixando atrás de si um rastro de dor e morte. 

Onde comprar:

O renascimento da morta

Depois da vida, a liberdade é, sem dúvida, o bem mais precioso que temos. Prive o ser humano de sua liberdade e teremos aí alguém que venderá sua alma para reconquistá-la. Basta observar alguns delinquentes que, quando presos, gastam fortunas, enriquecem advogados, vendem o que têm e o que não têm, só para deixarem de ver o sol nascer quadrado.

Quando esta privação vem acompanhada de torturas físicas e psicológicas, é possível que quem sofra tal mal consiga enxergar o inferno contido em cada dia, em cada surra, estupro, humilhação. Será preciso morrer em vida e ressurgir, reinventar-se. E nem sempre quem renasce após uma morte desta natureza consegue ressurgir sem mácula.

Este é o enredo de Diário de uma escrava (Darkside, 224 páginas) da escritora gaúcha Rô Mierling, que aborda com propriedade mazelas e sequelas da vítima de um sequestro que passa por fases muitas vezes incompreensíveis para aqueles que vivem no conforto de um lar em que se é amado e respeitado.

Num belo dia você é uma doce menina caçando uma borboleta para imortalizá-la em seu quadro:

“A menina levantou o frasco e ficou observando o inseto se debater até que, cansado e sem ar, cedeu e caiu no fundo do pote. Ela esperou por mais dez minutos, abriu o pote, pegou um alfinete e espetou entre as suas asas, matando-a enfim... A borboleta agora era sua, eternamente sua.”

No outro você é a própria borboleta, sem asas e sem fôlego, dentro de um buraco sem saber por quê. O nome da vítima é Laura. Bem, o nome dela não importa, poderia ser qualquer um, afinal de contas isso não é tão incomum quanto possa parecer (na contracapa diz que no Brasil, 250 mil pessoas somem sem deixar vestígios). Sua mãe costumava chamá-la de Ursinha, um apelido fofo que ela já começava a achar infantil. Porém, o mundo não é fofo, nem as pessoas que nele habitam. O mundo é uma fábrica de Ogros (que é como Laura chama seu captor), patologicamente desequilibrados, cheios de taras e desejos.

Laura percebeu que aquele homem, o Ogro, aparecia nos lugares mais inusitados e sempre com o olhar fixo nela. Mas não deu importância, este foi seu maior erro. Só foi percebê-lo depois, dentro de um buraco infecto:

“Estou com o balde grande lotado de fezes e não sobrou muita água. A vontade que tenho é de me afundar nesse balde tão cheio de merda quanto a minha vida.”

Logicamente que isso não é o pior que poderia lhe acontecer. Há uma rotina monstruosa a se seguir, afinal de contas, ela tenta negar, está lá para satisfazer o Ogro, em toda sua perversão e violência. Daí nasce o ódio, o desejo insano de vingança:

“Olha só para você! A verdadeira mulher para mim, que me entende, me ama e tenta me agradar. A única que me aguentou até hoje. Sei que você foi feita para mim, a verdadeira mulher, forte, feroz, mas submissa. Até desse seu olhar de ódio, que você tenta disfarçar, eu gosto. Inclusive, até me excita...”

Não há a quem recorrer, não há com quem negociar (há quem recorra a Deus e passa a não acreditar em mais nada). Sua vida é feita de medo e tentativas frustradas de fuga, todas com consequências e castigos lúbricos e rigorosos.

“— Estou brincando... se acalme... Vamos, não chore, foi só uma trepadinha, nem foi tão ruim assim. Só usei gasolina para te limpar porque não tenho outra coisa.”

Isso mesmo que você leu – gasolina para limpar os ferimentos após um estupro de todas as formas possíveis, sem dó ou piedade.

A depressão vai tomando conta daquele corpo maltratado e é lógico que o mesmo vai se desumanizando:

“Hoje, eu me levantei para fazer minhas necessidades, comi um pedaço de pão e chorei. Sempre chega uma hora em que o ser humano deixa de ser humano, deixa de ter esperanças. Cheguei ao meu limite.”

O que mais dói é saber que ela vai perdendo o controle sobre si mesma. Quanto mais fundo você vai chegando neste poço, mais começa a se observar como outra pessoa. Deixa de ser uma menina cheia de sonhos e passa a ser apenas um pedaço de carne a saciar a fome de um animal. Passa a depender dos humores do Ogro, das necessidades do Ogro e, pasmem, dos carinhos do Ogro. Acredita que sua vida anterior não exista mais e que ela precisa viver com o pouco (seja lá o que ela entenda por pouco nestas condições) que tem:

“Não quero ser um fugitiva e muito menos uma cúmplice desse monstro... Minhas lágrimas molham o lençol e eu, por incrível que pareça, me sinto segura nesse buraco... Porém, se sairmos daqui juntos, o que será de mim? E se a polícia pegar esse monstro e eu voltar para casa? Como vou olhar para minha mãe e meus amigos? E se eles puderem ver em meu rosto as atrocidades que o Ogro fez comigo? Como vou poder aguentar a dor da humilhação? Nunca mais serei a mesma pessoa, não serei mãe, esposa, não terei família, nunca serei feliz. Então, por que sair daqui? Me pego torcendo para nunca mais ver a luz do sol...”

É a inversão de papéis. Em sua cabeça seu algoz passa a ser o único que a compreende e ela tem que conviver com alguém que lhe mostra um pouco de carinho já que ninguém mais irá demonstrá-lo. Este tipo de aceitação faz o leitor encher-se de um rancor impotente, difícil de levar adiante a Síndrome de Estocolmo que invade as páginas.

E o que dizer dos familiares, principalmente de uma mãe que nunca perde a esperança?

“— Não! Você não está dentro do meu coração, da minha alma, não chora toda vez que passa na porta do quarto dela. Você não escuta o eco da voz dela ressoando pelos cantos da casa na madrugada. A risada dela no banheiro, enquanto escovava os dentes. As caretas que ela fazia quando eu a mandava tirar o lixo. Você vê isso na sua mente dia e noite? Não, claro que não, você se acomodou com essa frase ridícula de que tudo tem um motivo, se escondendo da dor, mas eu não, eu sinto, dói e, todo dia, eu morro um pouco pela falta dela.”

Laura não pensa assim. A Laura de antigamente está morta e a esperança foi enterrada junto a ela. Só que a luz surge de onde menos se espera e um caçador incansável entra no jogo. É neste momento que, se estivéssemos em um cinema, bateríamos palmas. Não é um príncipe, mas é talhado para a caça, um justiceiro para nos redimir:

“Daniel fumava desesperadamente. Ele sabia que isso ainda ia matá-lo, mas não ligava. Na verdade, desde seus 16 anos ele vivia no limiar entre o foda-se e a sobrevivência. Devido ao seu espírito duro e seco, o serviço policial lhe pareceu uma boa opção. Ele passou em todos os testes com louvor, mas não por ser um ícone do bom comportamento e da disciplina – não, ele passou porque queria passar e tudo que Daniel queria, ele conseguia.”

Ainda estou digerindo o final, final que engoli sem um copo d’água sequer, assim à seco e passou doloridamente pela garganta, queimando meu estômago e meu espírito, tudo a um só tempo. Transcorrido algum tempo as coisas foram de assentando e tomei consciência de que o final foi prudente e espelhou a realidade. Não digo mais nada!

A edição é belíssima, mas dizer isso da Darkside é chover no molhado. Ao final há notas de casos e fatores os quais o livro se baseou, todos eles reais e documentados, além da bibliografia consultada para aqueles que gostam de se aprofundar mais na leitura.

O que posso dizer é que é sempre prudente seguir o conselho de nossos pais: não aceite nada vindo de um estranho! A não ser que ele caridosamente queira nos dar um livro da Darkside.

Rodolfo Luiz Euflauzino
Ciumento por natureza, descobri-me por amor aos livros, então os tenho em alta conta. Revelam aquilo que está soterrado em meu subconsciente e por isso o escorpiano em mim vive em constante penitência, sem jamais se dar por vencido. Culpa dos livros!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

21.2.17

Mistborn - Nascidos da Bruma: O Herói Das Eras, Vol. 3 [Brandon Sanderson]

Brandon Sanderson
Ed. Leya, 2016 - 688 páginas:
      O capítulo final da trilogia Mistborn, de Brandon Sanderson Após subverter a lógica dos livros de fantasia tradicional e arrebatar uma quantidade incrível de admiradores, entre eles George R. R. Martin em pessoa, Brandon Sanderson encerra a trilogia fantástica Mistborn de forma no mínimo surpreendente. Para acabar com o Império Final e restaurar a liberdade, Vin matou Lord Ruler. Mas, em consequência, poderosos terremotos causaram o retorno das trevas, e a humanidade parece estar definitivamente condenada. Resta saber como Vin poderá se livrar da culpa e reverter este cenário. A conclusão da série promete não decepcionar os leitores dos dois primeiros volumes, já que está repleta de revelações e reviravoltas, dignas dos leitores mais exigentes.

Onde comprar:


Dificilmente um autor consegue me deixar extasiado e sair do prumo. Poucos têm essa destreza tão singular de, não apenas a mim, provocar sensações diversas em várias pessoas e deixá-las atônitas, corrijam-me se eu estiver errado. E é com enorme prazer que venho aqui hoje falar de uma trilogia e de um autor que nos últimos meses vem me deixando sem fôlego toda vez que começo a falar dela. Estou falando de Mistborn: Nascidos da Bruma.

Ao término do segundo livro descobrimos que Vin sem saber de nada acabou libertando uma força destruidora que se intitula Ruína, e que nosso rei Elend Venture tornou-se um Nascido da Bruma capaz de controlar todos os metais com a Alomancia. Neste terceiro livro que se encerra toda a trama bem trabalhada e descritiva do autor, vemos não apenas um amadurecimento dos personagens, mas também da própria estória. Não que Sanderson tenha começado de forma errada, pelo contrário, já no primeiro livro vemos um potencial gigantesco de sua escrita e o quanto fascinante e incrível ela é, mas que ao passar dos acontecimentos vemos que até o diamante já lapidado torna-se mais precioso ainda. Sanderson só ascende em toda a trama.

O Império Final está cada vez mais um caos, o que ocasiona um desequilíbrio da ordem natural de seu mundo. Desde a queda do Senhor Soberano terremotos e ameaças surgiram, mas nunca tão intensas como nos dias atuais fazendo Elend temer pela vida de seu povo. É então que por meio de documentos deixados pelo próprio Senhor Soberano, Elend e seus alomânticos, sua amada Vin e o terrisano Sazed, descobrem as cavernas depósitos construídas a muito tempo pelo Senhor Soberano afim de abrigar as pessoas para o dia da destruição. Nelas ha inúmeras quantidades de água potável e alimentos de suma importância. Determinado a proteger e defender seu povo, Elend decide procurar as cavernas depósitos por todo o reino, e tomar posse de todas elas custe o que custar para o bem de todos.

Por meio disso acabamos conhecendo outras cidades, expandindo mais ainda a cultura presente na estória, cenários enriquecidos com grandiosa descrição, assim como novos personagens de extrema importância para essa conclusão perfeita.

Sanderson, neste ultimo volume, explora mais ainda o mundo que tem em mãos. Conhecemos neste enredo mais um sistema mágico. A alomancia conhecemos no primeiro livro, a Feruquemia no segundo livro, e neste somos apresentados a Hemalurgia, que se eu contar se quer um pouquinho irei acabar revelando alguns segredos crucias, e não quero dar spoilers. Não obstante, o autor vai nos apresentando mais ainda os Kandras, criaturas criadas pelo Senhor Soberano que na minha opinião são mal interpretadas. São criaturas que podem assumir um corpo e que na sua forma original recriam corpos de madeira, cristal, diamante... Suas regras são extremamente rígidas, seguem os ensinamentos do Pai –Sr. Soberano– , e presam pela perpetuação de suas palavras.

Descobrimos um pouco mais sobre os Kollos, que são criaturas enormes com uma força descomunal que mata sua própria espécie sem pensar duas vezes. Deles sabemos da sua criação e como se multiplicam, já que não há como distinguir fêmeas e machos. Assim como os terrissanos, que apesar de ficarmos cientes de sua cultura desde o primeiro livro, neste sabemos um pouco mais da vida do eunuco Sazed.

Sazed, que buscava descobrir uma religião em que se encaixasse e fizesse sentido, desde a morte de suão paixão Tindwyl, aparenta estar cada vez mais decepcionado com qualquer religião, e sua perda de fé neste livro é visível, perpassando ao leitor um certo desconforto ao lermos seus pensamentos de mundo. Mesmo assim ele é um dos melhores personagens e percebi isto desde o primeiro livro, onde ele sempre é fiel, inteligente e quer proteger quem está a sua volta.

Em meio a busca incessante pelas cavernas, nosso grupo vai se deparar com reis tiranos que regem suas cidades a mão de ferro e estão dispostos a impedir Elend. Elend está convicto do que quer e pelo bem de todos declara guerra, fazendo alguns se perguntarem e até mesmo o leitor se suas atitudes estão cada vez mais assemelhadas as do Sr. Soberano. Em contrapartida Ruína vai aparecendo para Vin na forma de seu irmão morto, Reen, e aos poucos vai deixando-a aflita, temorosa pelos dias futuros, mas simultaneamente a deixa possessa para acabar de uma vez por todas com ela.

É um livro fantástico. Todos os fios amarrados de forma brilhante e inteligente. Vemos o melhor do Sanderson em ação. Perguntas das mais complicadas as mais fáceis, são fechadas e nos deixam boquiabertos com tamanha genialidade. As brumas que vagueiam a noite, assim como as que apareceram durante o dia no segundo livro, são explicadas de forma surpreendente.

Um personagem que cresce e toma destaque é o Fantasma, que desde o livro anterior vem procurando se redimir e se mostrar mais útil e eficaz. No meu ver ele será um dos protagonistas principais da segunda era de Mistborn. Sim pessoal, para a felicidades dos fãs assim como eu, Brandon Sanderson escreveu uma outra trilogia que se passa 300 anos depois de “O Herói das Eras” e que é chamada de Segunda Era. Estou mais do que ansioso para ler.

Em suma, o final que nos é apresentando não deixa, em hipótese nenhuma, a desejar. Completamente fantástico e ficamos de cara no chão com a mente desse autor que já se tornou um dos melhores da atualidade para mim. O único ponto que não me agradou, foi algo repetido do primeiro livro. Ao chegar numa cidade para toma-la a força, eles decidem primeiro tentar conversar com o rei e decidem se infiltrar no palácio para participar do baile, algo que acontece constantemente no primeiro volume, e quando eu li virei a cara e pensei “Sério que isso vai acontecer de novo?” No mais foram cenas curtas, que não se prolongaram e eu disse “Ok”, hehehe, deu pra engolir.

Indico muitíssimo a leitura desta trilogia. Possui milhares de motivos para sua leitura. O que estão esperando?

Clique nas capas para ler as resenhas dos livros anteriores:


 Cortesia da Editora Leya
Douglas Brandão
Geminiano, formado em Magistério e futuro professor de História. Mora na Bahia e louco por livros. Um pouco ciumento e orgulho. Fanático por Harry Potter e chegou a receber o apelido de "Vírgula" por sempre dar uma opinião ou comentário, porque sempre usa "Entretanto", "Contudo" e "Todavia" por ser sempre "Do Contra". Sincero ao extremo e venho para compartilhar meu gosto de leitura com vocês.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

20.2.17

Escândalos na Primavera, Vol. 4 - Série As Quatro Estações do Amor [Lisa Kleypas]

Lisa Kleypas
Ed. Arqueiro, 2017 - 224 páginas:
      Daisy Bowman já está na terceira temporada de eventos sociais em Londres sem encontrar um marido. Cansado da solteirice da filha, Thomas Bowman lhe dá um ultimato: se não conseguir arranjar logo um pretendente adequado, ela será forçada a se casar com Matthew Swift, seu braço direito na empresa. Daisy está horrorizada com a possibilidade de viver para sempre com alguém tão sério e controlador, tão parecido com seu pai. Mas não admitirá a derrota. Com a ajuda de suas amigas, está decidida a se casar com qualquer um, menos o Sr. Swift. Ela só não contava com o charme inesperado de Matthew nem com a ardente atração que nasce entre os dois. Será que o homem ganancioso de quem se lembrava era apenas fachada e ele na verdade é tão romântico quanto os heróis dos livros que ela lê? Ou, como sua irmã Lillian suspeita, o Sr. Swift é apenas um interesseiro com algum segredo escandaloso muito bem guardado?

Onde comprar:

Lisa Kleypas já se tornou uma das minhas autoras preferidas, não só pela sua habilidade e destreza para construir belos romances de época, mas também pelos seus também maravilhosos romances contemporâneos. Gosto de tudo que Lisa escreve e com o fim da série As Quatro Estações do Amor já estou me sentindo órfã.

Como não podia deixar de ser, Escândalos na Primavera é outra obra prima da autora no gênero, e mesmo sendo o quarto livro da série, não deixou de ser surpreendentemente lindo. Sim, Daisy Bowman e Matthew Swift não podiam ser mais diferentes um do outro, mas se uniram com perfeição neste delicioso romance. E a última solteira do clube As Flores Secas, tem enfim o final digno que sempre mereceu.

Para quem ainda não conhece, as irmãs Bowman são americanas e mudaram-se com seus pais para Europa com o objetivo de arranjarem um bom casamento, preferencialmente dentro da aristocracia inglesa. Infelizmente os ingleses são muito conservadores e mesmo sendo muito ricas, as duas irmãs não tiveram nenhuma chance nos salões, tomando chá de cadeira em todos os bailes que frequentavam. Foi então que conheceram Annabelle Peyton e Evangeline Jenner, duas jovens também desprezadas pela mesma sociedade. As quatro ficaram amigas, criaram um clube chamado As Flores Secas e resolveram se unir para se ajudarem a conquistar bons pretendentes. Três delas foram bem sucedidas, menos Daisy, a mais nova das irmãs Bowman.

"Seu fracasso se tornou inconveniente, filha. Preocupa-me o gasto desnecessário com vestidos e bugigangas... O tédio de levá-la de um baile improdutivo a outro. Mais que isso, preocupa-me essa aventura ter me mantido na Inglaterra quando sou necessário em Nova York. Por isso, decidi escolher um marido para você."

O pai de Dayse, já descrente que ela conseguisse ser bem sucedida neste empreendimento casamenteiro, resolveu após dois anos de investimentos no assunto, dar-lhe um xeque-mate. Ou ela arranja um marido em um mês ou ele vai casa-la com seu homem de confiança nos negócios, um jovem americano, que não possui riqueza significativa, mas é uma das pessoas com mais tino para negócios que ele já conheceu, sendo assim, desejava muito tê-lo como genro, para que ele herde sua empresa quando chegar a hora.

Daisy, aflita com a perspectiva de se casar com alguém como Matthew, um jovem que ela considerava esquisito, alto, desproporcional, magro e pior de tudo, frio e com um insuportável ar de superioridade, solicita a ajuda de sua irmã, Lillian, que promete socorre-la.

As quatro amiga vão se unir novamente para evitar que Daisy seja obrigada a se casar com Matthew. Daisy vai até o poço dos desejos, na vã esperança de ser auxiliada com um pouco de magia.

"Espírito do Poço, como tive tão pouca sorte em encontrar um marido, estou deixando isso a seu cargo. Sem exigências, sem condições. Meu desejo é... o homem certo para mim. Estou preparada para ser receptiva."

Mas quando ela inesperadamente esbarra em Matthew, percebe nele uma grande transformação, o "sacos de ossos" se transformou em um homem forte e bem-sucedido que irradia saúde e vigor, mas infelizmente, mantem-se irritantemente frio e dominador. E teve o descaramento de dizer a Daisy que não estava a par dos planos de seu pai e que não desejava se casar com ela. Seria isso mesmo verdade? Matthew era um homem enigmático e cheio de segredos.

Toda a trama é muito bem construída e desenvolvida, rivalizando com o Livro de Lillian, que até então era o meu preferido da série. Daisy tem um jeito todo especial de ser, é pequena e delicada, determinada, mas de uma forma doce. Já Matthew também é diferente, pois não é aristocrata, pelo contrario, é alguém que precisou trabalhar muito para chegar onde está. A autora sabe dar a importância certa na condução da história, afinal isso é a parte fundamental dos romances de época. Lisa dosa bem seus diálogos, sempre com pitadas de humor e cria como ninguém uma empatia entre os leitores e seus personagens, de forma que nos sentimos fazendo parte da história.

Espero de coração que novas séries de Lisa Kleypas sejam lançadas pela editora Arqueiro. Recomendo As Quatro Estações do Amor para todos os fãs de romances de época. Divirtam-se com a leitura.

Conheçam os livros anteriores da Série As Quatro Estações, clicando sobre as capas:


Aproveitem e participem do sorteio da Série As Quatro Estações (válido até 03/03/2017), além dos quatro livros você ainda ganha 2 marcadores, 1 botton e 4 imãs personalizados.: Clique Aqui.


 Cortesia da Editora Arqueiro
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

17.2.17

Desvendando Minha Estante


Eu sempre estou comentando que tenho mais livros na minha estante para ler do que tempo disponível para isso. Resolvi então fazer um balanço e mostrar para vocês o que tem na minha estante: São 211 livros físicos (alguns são muito infantis pois eram da minha filha) e 21 livros digitais (estes até podem ser mais pois meu controle não é preciso nesta modalidade).

Este ano tenho como meta ler pelo menos uns 50 livros desta lista. E aí, alguma sugestão por onde começo?

AutorLivroEditoraTipo
Abbi Glines Trilogia Sem Limites: Vol. 01 - Paixão sem Limites Arqueiro Livro
AbbiGlines Trilogia Sem Limites: Vol. 02 - Tentação sem Limites Arqueiro Livro
AbbiGlinesTrilogiaSem Limites: Vol. 03 - Amor sem LimitesArqueiroLivro
AlmaKatsuTrilogiaLadrão de Almas: Vol. 2 - Refém da ObsessãoNovoConceitoLivro
AlmudenaGrandesAsIdades de LuluBertrandBrasilLivro
AmyPlumTrilogiaRevenants: Vol. 3 - Se Eu MorrerFarolLiterárioLivro
AndréViancoOVampiro - Rei - BentoNovoSéculoLivro
AndréViancoOVampiro - Rei - A Bruxa TerezaNovoSéculoLivro
AndréViancoOVampiro - Rei - CantarzoNovoSéculoLivro
AndrewFukudaACaçadaIntrínsecaLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 01. Piores Inimigas/Melhores AmigasFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 02. Más Notícias/Boas NotíciasFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 03. Cartas da AlmaFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 04. Ultrapassando LimitesFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 05. Promessas E Mais PromessasFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 06. o Lago RescueFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 07. em PânicoFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 08. Amuleto da SorteFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 09. Paixão Pela ModaFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 10. BrincadeirinhaFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 11. Cidade FantasmaFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 12. Acabou o TempoFundamentoLivro
AnnieBryantGarotasda Rua Beacon: Vol. 13 - Algas Verdes e Guerra de ChicletesFundamentoLivro
BernardCornwellSérieCrônicas Saxônicas – Vol.1 – O Último ReinoRecordLivro
BernardCornwellSérieCrônicas Saxônicas – Vol.2 – O Cavaleiro da MorteRecordLivro
BernardCornwellSérieCrônicas Saxônicas – Vol.3 – Os Senhores Do NorteRecordLivro
BernardCornwellSérieCrônicas Saxônicas – Vol.4 – A Canção da EspadaRecordLivro
BernardCornwellSérieCrônicas Saxônicas – Vol.5 – Terra em ChamasRecordLivro
BernardCornwellStonehenge Livro
BrandonSandersonMistborn- Nascidos da Bruma: O Herói Das Eras, Vol. 3LeyaLivro
CamilaFerreiraDepoisque te encontreiAmazonKindle
CamilaFerreiraDescobrindovocêAmazonKindle
CANDACECAMPEscândaloHarlequinLivro
CarinaRissiMentiraPerfeitaVerusLivro
Carina RissiNoMundo Da LunaVerusLivro
CarpinejarFelicidadeIncurávelBertrandBrasilLivro
CassandraClareAsPeças Infernais: Vol. 01 - Anjo MecânicoGaleraRecordLivro
CassandraClareAsPeças Infernais: Vol. 02 - Príncipe MecânicoGaleraRecordLivro
CassandraClareAsPeças Infernais: Vol. 03 - Princesa MecânicaGaleraRecordLivro
CecilyVon ZiegesarGossipGirl: Vol. 1 - As Delícias da FofocaRecordLivro
CesárioVerdeO Livrodo Cesário VerdeL&PMLivro
ChrisMeloSob aluz dos seus olhosAmazonKindle
ClariceLispectorUmaAprendizagem Ou O Livro Dos PrazeresRoccoLivro
CorneliaFunkeMundode Tinta: Vol.1 - Coração de TintaCia dasLetrasLivro
CorneliaFunkeMundode Tinta: Vol.2 - Sangue de TintaCia dasLetrasLivro
CorneliaFunkeMundode Tinta: Vol.3 - Morte de TintaCia dasLetrasLivro
DaniAtkinsAHistória de Nós DoisArqueiroLivro
DaniAtkinsUmaCurva no TempoArqueiroLivro
DaniloBarbosaAPrincesa da LapaUniversodos LivrosKindle
DavidFddingsO Tronode Diamante - Vol. 01AlephLivro
DeviTitusAexperiência da mesaMundoCristãoLivro
EduardoSpohrFilhosdo Éden: Vol. 1, Herdeiros de AtlântidaVerusLivro
EduardoSpohrFilhosdo Éden: Vol. 2, Anjos da MorteVerusLivro
EduardoSpohrFilhosdo Éden: Vol. 3, Paraiso perdidoVerusLivro
EilisO´NealA FalsaPrincesaFarolLiterárioLivro
EmilyBronteO Morrodos Ventos Uivantes Livro
ÉricoVeríssimoUmLugar ao Sol Livro
GeorgeR. R. MartinOcavaleiro dos Sete Reinos  – ilustradoLeyaLivro
George R.R.MartinAsCrônicas de Gelo e Fogo: Vol. 5 - A Dança Dos DragõesLeyaLivro
GermanoPereiraPríncipeda NoiteNovoConceitoLivro
HarukiMurakami1Q84 -livro 1AlfaguaraLivro
HelenaGomesACaverna de Cristais: Vol.4 - A TríadeRoccoKindle
HelenaGomesSanguede LoboFarolLiterárioLivro
HollyBlackAMenina Mais Fria de ColdtownNovoConceitoLivro
IvanSaraivaEsperançaViva Livro
J. R.R. TolkienOSenhor dos Anéis: Vol. 3 - O Retorno do ReiMartinsFontesLivro
J. R.WARDFallen Angels- Vol.1 - CobiçaUniversodos LivrosLivro
J. R.WARDFallenAngels - Vol.2 - DesejoUniversodos LivrosLivro
J. R.WARDFallenAngels - Vol.3 - InvejaUniversodos LivrosLivro
J. R.WARDFallenAngels - Vol.4 - Fascínio Universodos LivrosLivro
J. R.WARDMistériosNoturnosUniversodos LivrosLivro
J. R.WARDOs Reisdo BourbonUniversodos LivrosLivro
J.K.RowlingHarryPotter e a Criança AmaldiçoadaRoccoLivro
J.M.DarhowerSempre Universodos LivrosKindle
J.M.DarhowerSempre- A redenção Universodos LivrosKindle
JamesDashnerMazeRunner: Vol. 01 - Correr ou Morrer Vergarae RibaLivro
JamesDashnerMazeRunner: Vol. 02 - Prova de FogoVergarae RibaLivro
JamesDashnerMazeRunner: Vol. 03 - A Cura MortalVergarae RibaLivro
JamesDashnerMazeRunner: Vol. 04 - Ordem de ExtermínioVergarae RibaLivro
JaneAustenLadySusanLandmarkLivro
JaneAustenObrasInacabadasLandmarkLivro
JoãoGuimaraes Rosa
Primeiras Estórias
 Livro
JohnGreenA Culpaé das EstrelasIntrínsecaLivro
K.BrombergDriven Universodos LivrosKindle
KamilaCavalcanteEntreSegredos e Verdades - Livro 1AmazonKindle
KassMorganVol. 01- The 100 - Os EscolhidosGaleraRecordLivro
KassMorganVol. 02- Dia 21GaleraRecordLivro
KassMorganVol. 03- De VoltaGaleraRecordLivro
KateTempestOstijolos nas paredes das casasLeyaAldiko
KenFollettOSéculo: Vol. 2 - Inverno Do MundoArqueiroLivro
KieraCassVol. 4- A HerdeiraSeguinteLivro
KieraCassVol. 5- A CoroaSeguinteLivro
L. F.ValadaresFacesOpostasNovoSéculoLivro
L. J.SmithCírculoSecreto: Vol. 1 - A IniciaçãoRecordLivro
L. J.SmithCírculoSecreto: Vol. 2 - A PrisioneiraRecordLivro
LeoHubermanHistóriada Riqueza do Homem Livro
LeonardoMidasRedesSensuaisGeraçãoLivro
LevTolstoiGuerraE Paz - Vol. 1L&PMLivro
LevTolstoiGuerraE Paz - Vol. 2L&PMLivro
LevTolstoiGuerraE Paz - Vol. 2L&PMLivro
LevTolstoiGuerraE Paz - Vol. 4L&PMLivro
Lewis,CliveAsCrônicas de NárniaMartinsFontesLivro
LiciaTroisi AsGuerras do Mundo Emerso: Vol. 1 - A Seita dos AssassinosRoccoLivro
LiciaTroisi AsGuerras do Mundo Emerso: Vol. 2 - As Duas GuerreirasRoccoLivro
LiciaTroisi AsGuerras do Mundo Emerso: Vol. 3 - Um Novo ReinoRoccoLivro
LiciaTroisi Lendasdo Mundo Emerso: Vol.1 - O Destino de AdharaRoccoLivro
LiciaTroisi Lendasdo Mundo Emerso: Vol.2 - Filha do SangueRoccoLivro
LiciaTroisi Lendasdo Mundo Emerso: Vol.3 - Os Últimos HeróiRoccoLivro
LisiHarrisonTorpedo Livro
LoisLowryODoador de MemóriasArqueiroLivro
MariaJosé DupreA Minade OuroÁticaLivro
MarieLuJovensde EliteRoccoLivro
MarieLuSociedadeda RosaRoccoLivro
MarinaCarvalhoDeRepente, AnaNovoConceitoLivro
MarionZimmer BradleyA Quedade Atlântida - vol. 1Círculodo LivroLivro
MarionZimmer BradleyA Quedade Atlântida - vol. 2Círculodo LivroLivro
MarisaFerrariArrabale a Noiva do CapitãoNovoConceitoLivro
MarissaMeyerCrônicasLunares: Vol 01 - CinderRoccoLivro
MarissaMeyerCrônicasLunares:Vol 02 - ScarletRoccoLivro
MarissaMeyerCrônicasLunares:Vol 03 - CressRoccoLivro
MarissaMeyerCrônicasLunares:Vol 04 - WinterRoccoLivro
MarkLawrenceTrilogiados Espinhos: Vol. 01 - Prince of ThornsDarksideLivro
MarkLawrenceTrilogiados Espinhos: Vol. 02 - King of ThornsDarksideLivro
MarkLawrenceTrilogiados Espinhos: Vol. 03 - Emperor of ThornsDarksideLivro
MegCabotAGarota Americana - Vol. 1GaleraRecordLivro
MegCabotAGarota Americana - Vol. 2GaleraRecordLivro
MegCabotAs Leisde Allie Finkle para Meninas - Dia da MudançaGaleraRecordLivro
MegCabotComoSer PopularGaleraRecordLivro
MegCabotGarotoEncontra GarotaGaleraRecordLivro
MegCabotÍdoloTeenGalera RecordLivro
MegCabotODiário da Princesa - Vol. 06 - A Princesa em TreinamentoGaleraRecordLivro
MegCabotODiário da Princesa - Vol. 07 - A Princesa na BaladaGaleraRecordLivro
MegCabotODiário da Princesa - Vol. 08 - A Princesa no LimiteGaleraRecordLivro
MegCabotODiário da Princesa - Vol. 08 - No LimiteGaleraRecordLivro
MegCabotODiário da Princesa - Vol. 09 - Princesa Mia: o Diário da PrincesaGaleraRecordLivro
MegCabotODiário da Princesa - Vol. 10 - Princesa para SempreGaleraRecordLivro
MegCabotODiário da Princesa - Vol. 11 - O Casamento da PrincesaGaleraRecordLivro
MegCabotOGaroto da Casa Ao LadoGaleraRecordLivro
MegCabotPegandoFogoGaleraRecordLivro
MeganMaxwellPeça-meo que Quiser, Vol. 04 - Surpreenda-meSuma deLetrasLivro
MiaCoutoTerraSonambula Livro
NealShustermanFragmentadosNovoConceitoLivro
NeilGaimanSandmanGloboLivro
NicolaYoonTudo eTodas as CoisasNovoConceitoLivro
PatrickLeeRunner- a perseguição (Sam Dryden)Universodos LivrosKindle
PatrickRothfuss ACrônica do Matador de Rei - Vol.2 - O Temor do SábioSextanteLivro
PaulHoffmanTrilogiaA Mão Esquerda de Deus: Vol.3 - O Bater De Suas AsasSuma deLetrasLivro
PaulaPimentaFazendoMeu Filme 1 - A Estreia de Fani GutenbergLivro
PaulaPimentaFazendoMeu Filme 2 - Fani na Terra da RainhaGutenbergLivro
PaulaPimentaFazendoMeu Filme 3 - O Roteiro Inesperado de FaniGutenbergLivro
PaulaPimentaFazendoMeu Filme 4 - Fani Em Busca do Final FelizGutenbergLivro
PaulaPimentaMinhavida fora de série - 1ª temporadaAutenticaLivro
PaulaPimentaMinhavida fora de série - 2ª temporadaAutenticaLivro
PaulaPimentaUm AnoInesquecívelAutenticaLivro
PenelopeDouglasSemprefui suaUniversodos LivrosKindle
PhilipPullmanTrilogiaFronteiras do Universo: Vol.1 - A Bússola de OuroObjetivaLivro
PhilipPullmanTrilogiaFronteiras Do Universo: Vol.2 - A Faca SutilObjetivaLivro
PhilipPullmanTrilogiaFronteiras Do Universo: Vol.3 - A Luneta ÂmbarObjetivaLivro
PittacusLoreOslegados de Lorien: Vol. 1 - Eu sou o Número QuatroIntrínsecaLivro
PittacusLoreOslegados de Lorien: Vol. 2 - O Poder dos SeisIntrínsecaLivro
PittacusLoreOslegados de Lorien: Vol. 3 - A Ascensão Dos NoveIntrínsecaLivro
PittacusLoreOslegados de Lorien: Vol. 4 - A Queda dos CincoIntrínsecaLivro
PittacusLoreOslegados de Lorien: Vol. 5 - O destino do número dezIntrínsecaLivro
RayBraoburyFahrenheit451BibliotecaAzulLivro
RickRiordanOsHeróis Do Olimpo: Vol.1 - Os Heróis Do OlimpoIntrínsecaLivro
RickRiordanOsHeróis Do Olimpo: Vol.2 - O Filho De NetunoIntrínsecaLivro
RickRiordanOsHeróis Do Olimpo: Vol.3 - A Marca de AthenaIntrínsecaLivro
RickRiordanOsHeróis Do Olimpo: Vol.4 - A Casa De HadesIntrínsecaLivro
RickRiordanOsHeróis Do Olimpo: Vol.5 - O Sangue do OlimpoIntrínsecaLivro
RickRiordanAsCrônicas de Kane: Vol. 1 : A Pirâmide VermelhaIntrínsecaLivro
RickRiordanAsCrônicas de Kane: Vol. 2 : O Trono De FogoIntrínsecaLivro
RickRiordanAsCrônicas de Kane: Vol. 3: A Sombra Da SerpenteIntrínsecaLivro
RickYanceyA 5aOnda - Nós RevidamosFundamentoLivro
RickYanceyAQuinta OndaFundamentoLivro
RubemBragaAi deTi CopacabanaRecordLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 01 - MaldosasRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 02 - ImpecáveisRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 03 - PerfeitasRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 04 - InacreditáveisRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 05 - PerversasRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 06 - DestruidorasRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 07 - ImpiedosasRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 08 - PerigosasRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 09 - TraiçoeirasRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 10 - ImplacáveisRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 11 - EstonteantesRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 12 - DevastadorasRoccoLivro
SaraShepardPrettyLittle Liars: Vol. 13 - ArrasadorasRoccoLivro
SarahJ. MaasCortede Espinhos e Rosas - Vol 01Galera RecordLivro
SarahJ. MaasVol. 01- Trono de VidroGaleraRecordLivro
SarahJ. MaasVol. 02- Coroa Da Meia-NoiteGaleraRecordLivro
SarahJ. MaasVol. 02- Herdeira do FogoGaleraRecordLivro
SarahMacLeanCiladapara um marquês GutenbergKindle
ScottMcEwenSniperde EliteUniversodos LivrosKindle
SergioKleinA Feraem Mim - A história do príncipe da BelaFundamentoLivro
SergioKleinPoderosa2FundamentoLivro
SergioKleinPoderosa3FundamentoLivro
SergioKleinPoderosa4FundamentoLivro
SergioKleinPoderosa5FundamentoLivro
SergioKleinPoderosa6FundamentoLivro
SimoneO MarquesSaboresdo Sangue: Vol. 1 - AgridoceLiterataLivro
SimoneO MarquesSaboresdo Sangue: Vol. 2 - CítricoLiterataLivro
SimoneO MarquesSaboresdo Sangue: Vol. 3 - EtílicoLiterataLivro
SophiaMullerO tipocerto de amorAmazonKindle
StephenKingA TorreNegra Vol. 2 A Escolha Dos TrêsSuma deLetrasLivro
StephenKingA TorreNegra Vol. 3 As Terras DevastadasSuma deLetrasLivro
StephenKingA TorreNegra Vol. 4 Mago E VidroSuma deLetrasLivro
StephenKingA TorreNegra Vol. 5 Lobos De CallaSuma deLetrasLivro
StephenKingA TorreNegra Vol. 6 Canção De SusannahSuma deLetrasLivro
StephenKingA TorreNegra Vol. 7 A Torre NegraSuma deLetrasLivro
StephenieMeyerVida eMorteIntrínsecaLivro
StevenK. ScottSalomão,o homem mais rico que já existiuSextanteLivro
SusanFoxVol. 01- De Repente, o amorÚnicaLivro
SusanFoxVol. 02- De Repente, é eleÚnicaLivro
SusanFoxVol. 03- De Repente, o destinoÚnicaLivro
SusanFoxVol. 04- De Repente, o desejoÚnicaLivro
TaraSue MeOtreinamento - A submissa - vol. 3RecordKindle
TatianaAmaralOProfessorPandorgaKindle
TessaDareVol. 01- Romance com o DuqueGutenbergKindle
TessaDareVol. 02- Diga sim ao MarquêsAmazonKindle
ThalitaRebouçasFalaSério, Amiga!RoccoLivro
ThalitaRebouçasFalaSério, Amor!RoccoLivro
ThalitaRebouçasFalaSério, Mãe!RoccoLivro
ThalitaRebouçasFalaSério, Pai!RoccoLivro
ThalitaRebouçasFalaSério, Professor!RoccoLivro
TiagoHaubertEnigmasdos Sonhos - O Pergaminho encantadoSeloJovemLivro
UiaraBarzzottoOndemora o coração (De volta para casa)Universodos LivrosKindle
UiaraBarzzottoOndemora o coraçãoUniversodos LivrosKindle
VáriosAutoresDiasContados Vol. 3 Livro
VeronicaRossiPelaNoite EternaRoccoLivro
VeronicaRossiSob oCéu do NuncaRoccoLivro
VeronicaRothVol. 4- QuatroRoccoLivro
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

16.2.17

A Menina Submersa [Caitlín R. Kiernan]

Ed. Darkside, 2015 - 320 páginas:
      'A Menina Submersa - Memórias' é um verdadeiro conto de fadas, uma história de fantasmas habitada por sereias e licantropos. Mas antes de tudo uma grande história de amor construída como um quebra-cabeça pós-moderno, uma viagem através do labirinto de uma crescente doença mental. Um romance repleto de camadas, mitos e mistério, beleza e horror, em um fluxo de arquétipos que desafiam a primazia do 'real' sobre o 'verdadeiro' e resultam em uma das mais poderosas fantasias dark dos últimos anos. Considerado uma 'obra-prima do terror' da nova geração, o romance é repleto de elementos de realismo mágico e foi indicado a mais de cinco prêmios de literatura fantástica, e vencedor do importante Bram Stoker Awards 2013. 

Onde comprar:

QUANDO QUEREMOS ESTAR LIVRES DA PRÓPRIA CARNE

Uma frase nesse livro me abalou bastante:

"Sobre ser mantido prisioneiro pela carne, e querer ser livre com tanta força que finalmente a morte se torna uma opção..."

Neste livro, entramos na mente de India Morgan Phelps, conhecida por todos como Imp (Imp, significa diabrete em inglês, uma espécie de diabo de baixo nível), uma pessoa mentalmente perturbada, cujo histórico familiar de suicídio, deixa muito claro que há muita perturbação na mente desta pessoa.

Ao ver um quadro em uma exposição, ela desenvolve uma obsessão pelo personagem da imagem, quanto mais se aprofunda nas pesquisas do personagem e do quadro, mais vai enlouquecendo e levando o leitor consigo. Ela passa a ver e falar com a personagem do quadro, em momentos muito peculiares. A vida em torno dela, vai ruindo e fica muito difícil não ruir com ela.

A experiência, para mim, foi bem complicada. Não conseguia ler o livro rapidamente pois ele me causava uma certa "depressão". A linguagem repetitiva, obsessiva e cheia de detalhes desconexos, conferia uma volta constante ao mesmo ponto, me deixando bastante confuso muitas vezes. Uma leitura para quem realmente gosta de avaliações psíquicas, pois a personagem é bastante perturbada.

Por outro lado, a Dark Side mais uma vez impressiona com a altíssima qualidade do material. O livro, em capa dura, tem detalhes em relevo e que lembram uma caixa de metal onde são guardadas memórias. O miolo recebeu um tratamento colorido rosa, que dá a impressão que foi feito não para impedir os insetos de entrarem no livro, mas sim, para impedir que eles saíssem e entrassem em nossas cabeças. Impossível não ficar curioso e pesquisar algumas das obras que o personagem fala, mas acho que, se você leitor, fizer isso, com certeza poderá acabar de mãos dadas a Imp, e não voltar mais quando mergulhar em uma banheira de água gelada!! ahahahahaha

Recomendo a leitura, mas por sua conta e risco!!
Marcos Graminha
Marcos Graminha é leitor viciado em terror e vampiros. Conta com um acervo de mais de 1500 livros sobre esses assunto. Proprietário de um sebo na cidade de Vila Velha, dedica sua vida a desvendar os mistérios desses "filhos da noite". contato: marcos.graminha@gmail.com
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

15.2.17

E Viveram Felizes Para Sempre, Vol. 9 - Série Os Bridgertons [Julia Quinn]

Ed. Arqueiro, 2016 - 256 páginas:
      Alguns finais são apenas o começo... Era uma vez uma família criada por uma autora de romances históricos... Mas não era uma família comum. Oito irmãos e irmãs, seus maridos e esposas, filhos e filhas, sobrinhas e sobrinhos, além de uma irresistível matriarca. Esses são os Bridgertons: mais que uma família, uma força da natureza. A última página de um livro realmente tem que ser o fim da história? Julia Quinn acha que não e, em “E viveram felizes para sempre”, oferece oito epílogos extras, todos sensuais, engraçados e reconfortantes, e responde aos anseios dos leitores trazendo, ainda, um drama inesperado, um final feliz para um personagem muito merecedor e um delicioso conto no qual ficamos conhecendo melhor ninguém menos que a sábia e espirituosa matriarca Violet Bridgerton. Veja como tudo começou e descubra o que veio depois do fim desta série que encantou leitores no mundo inteiro.

Onde comprar:

Este livro só faz sentido para quem já leu a coleção completa de Os Bridgertons de Julia Quinn. Ao longo dos oito livros convivemos com a família Bridgertons e aprendemos a amá-los. E neste nono volume, a querida Julia Quinn fez aquilo que todo leitor apaixonado por uma série sonha, nos mostrou um pouco do pós Happy Ending.

E então ela nos brindou com oito deles, isso mesmo, um para cada livro e ainda, como cereja do bolo, um conto de Violet e Edmund, chamado "O florescer de Violet", contando como tudo começou. Nem preciso dizer que chorei rios de lágrimas neste, né? E ele bastou para que me apaixonasse ainda mais pela sábia Violet, e como não podia deixar de ser, também pelo Edmund.

Alguns contos são melhores que os outros, particularmente gostei mais dos segundos epílogos de... muito difícil escolher... posso escolher todos? não? bem... Ok, desisto, não vou escolher os melhores, pois amei cada minutinho que passei um pouco mais na companhia dos Bridgertons e seus familiares (A família cresceu, e muito, para felicidade de Violet).

Quer relembrar o quanto eles são apaixonantes e divertidos? veja alguns quotes selecionados:

O Duque e Eu: O Segundo epílogo

"- O duque de Hastings não precisa economizar - disse Simon friamente.
- Sério? - Ela passou para a próxima página, murmurando: - Vou me lembrar disso na próxima vez que for à modista."

O Visconde Que Me Amava: O Segundo epílogo

"Anthony concluiu que havia poucos momentos tão deliciosos quanto levar a melhor, completa e absolutamente, sobre a esposa. Isso dependia da esposa, é claro, mas como ele tinha escolhido se casar com uma mulher de intelecto e sagacidade incríveis, seus momentos, ele tinha certeza, eram mais deliciosos que a maioria."

Um Perfeito Cavalheiro: O Segundo epílogo

"- Só que você não deveria ter concordado comigo - murmurou ela. - Mas até admito que isso é ridículo.
Benedict já tinha percebido havia muito tempo que era maravilhoso ter uma mulher sensata."

Os Segredos de Colin Bridgerton: O Segundo epílogo

"- Santo Deus - murmurou Colin - Parece até que entrei para esta família ontem. É claro que a subornei."

Para Sir Phillip, com Amor: O Segundo epílogo

"Devo acrescentar que uma das razões pelas quais estou convencida de que minha mãe é a melhor da Inglaterra é o fato de ela raramente ser inocente e doce."

O Conde Enfeitiçado: O Segundo epílogo

"Violet era sua mãe e sofria pelos sonhos perdidos da filha. Isso não devia ser doloroso? E a ironia era que Francesca nunca saberia. Nunca saberia qual era a sensação de sofrer por um filho, porque nunca saberia o que era ser mãe."

Um Beijo Inesquecível: O Segundo epílogo

"Ele riu. Hyacinth ainda era Hyacinth. Ficara um pouco mais tranquila com a idade, mas ainda era a mesma franca, encantadora e incrivelmente maravilhosa Hyacinth."

A Caminho do Altar: O Segundo epílogo

"- Meu marido me apoia em tudo - disse Hyacinth.
- Seu marido é um santo - comentou Gregory, - Ou talvez seja apenas insano. De qualquer maneira, somos eternamente gratos a ele por ter se casado com você."

Julia colocou uma pitadinha de vários ingredientes nestes contos, utilizou de seus diálogos divertidos, abusou daquela comicidade baseada na cumplicidade entre os irmãos, que tornou a série tão agradável, porém em certos momentos não tornou "as coisas fáceis" para o leitor, e nos mostrou um pouco de seu lado dramático. É um livro que nos faz rir em algumas cenas e nos leva a chorar em outras.

Vocês repararam como utilizei a palavra "apaixonada" seis vezes durante toda a resenha? Porque é isso que os livros de Julia Quinn nos fazem, nos transformam em pessoas apaixonadas e sonhadoras. Não deixem de conferir a Série Os Bridgertons e apaixone-se você também.


 Cortesia da Editora Arqueiro
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

14.2.17

O Tribunal da Quinta-Feira [Michel Laub]

Michel Laub
Ed. Companhia Das Letras, 2016 - 184 páginas:
      Um publicitário faz confissões por e-mail ao melhor amigo. Os textos falam de sexo e amor, casamento e traição, usando termos e piadas ofensivas que contam a história de uma longa crise pessoal. Quando a ex-mulher do protagonista faz cópias das mensagens e as distribui, tem início o escândalo que é o centro deste romance explosivo. O fio condutor da história, que une o destino dos personagens diante de um tribunal inusitado, são os reflexos tardios e ainda hoje incômodos da epidemia da aids, e o que está em jogo são os limites do que entendemos por tolerância — mas para chegarmos a eles é preciso ir além do que seria uma literatura “correta” ao tratar de homofobia, assédio, violência, empatia, liberdade e solidariedade. 

Onde comprar:

Execução sumária

Procuramos alguns livros pela empatia, outros pela familiaridade com o estilo do escritor, por ser fã, entre outras características menos ou mais nobres. Este livro, especificamente, quis ler por causa do medo que a sinopse me causava. Medo sim, medo de me identificar com a personagem, medo das consequências de me observar tão culpado e sem defesa quanto José Victor. Então, sentem que a conversa será longa.

Minhas expectativas ao iniciar a leitura de O tribunal da quinta-feira (Companhia das Letras, 184 páginas), de Michel Laub, eram enormes e não me frustrei em momento algum. O início repulsivo nos prepara para o que vem pela frente. A linguagem é crua, não procura poupar o leitor, quer antes atingir e, se possível, ferir.

José Victor mantém conversas absurdas pelo Whatsapp, próprias de amigos antigos, com Walter, um sobrevivente que mantém sob controle o vírus da AIDS em seu organismo:

“Há toda uma história de evolução do humor que se tornou o nosso código preferencial fora e dentro das mensagens... e o fato de as piadas passarem a se referir não apenas a episódios externos e sem importância, mas a episódios da intimidade minha e do meu amigo, não muda nada... impossível a qualquer um de fora entender o contexto em que aquelas expressões foram usadas... É preciso ser muito estúpido para transformar este registro teatral e hiperbólico entre duas pessoas conversando em privado numa declaração literal e pública que revela intenções e caráter.”

Logicamente que há piadas de humor negro nas mensagens, brincadeiras das mais variadas, todas com alto teor de combustão, que fora de contexto poderiam causar danos irreparáveis. Mas quem nunca enviou uma mensagem assim para um amigo ou enviou e depois se arrependeu e cruzou os dedos e fez promessas para que esta mensagem não fosse reproduzida? Digo um daqueles comentários que era pra ser privado e acidentalmente saiu público e quando você percebe o erro corre pra apagar, rezando para que ninguém (sua sogra talvez) tenha lido. Ou pior de todas as desgraças: esqueceu-se de apagar. O comentário, mais dia menos dia, voltará para te assombrar. Quem nunca enviou ou leu um comentário idiota ou racista ou sexista, certamente nunca viveu no mundo virtual, apenas passeou por ele, vegetou na grande teia.

José Victor caiu na rotina de um casamento sem amor com Teca, mas não foi da noite para o dia, foi acontecendo, e a grande pá de cal na relação foi Dani, 20 anos mais nova que ele, que surge para chacoalhar suas convicções. É o preâmbulo da morte anunciada de um casamento sem tesão. Em qual momento começa a acontecer o “desgostar”?

“... as perguntas que você começa a se fazer de uma hora para outra, tomando um copo de água na cozinha, a simulação da ausência dela como um teste, o que eu faria se ela conhecesse outra pessoa ou fosse chamada pra trabalhar em outra cidade, se um ônibus a atropelasse na frente de testemunhas cujo relato eu teria de ouvir e em função do qual teria de expressar o quanto estava sofrendo – a demonstração externa de que eu ainda tinha algo a perder numa história que começou tanto tempo antes e no início era tão viva.”

Claro que isso tudo nunca é dito em voz alta. É apenas imaginado e muitas vezes pretendido por alguém que procura uma solução para sair de um relacionamento falido. Não é simples, nem indolor. José Victor encontra saídas nas mensagens enviadas para Walter, são brincadeiras, mas ao mesmo tempo válvulas de escape dessas e de outras situações do dia-a-dia. José Victor é um hedonista, um egoísta ou fala o que ninguém teria coragem de falar?

Você como leitor deverá escolher um caminho, o lado em que ficará neste julgamento. José Victor abandona Teca e as palavras de Laub, na voz da personagem para esta separação, são belíssimas:

“Na noite em que botei duas malas no carro e fui embora de casa, depois que as diferenças entre as minhas piadas e as de Teca se tornaram inconciliáveis, assim como as diferenças entre nossa visão de mundo, nossos planos e a maneira como cada um lidou com a estabilidade inevitável de um casamento de quatro anos – naquela noite Teca assistiu a um desses filmes antigos e delicados... pensei se ainda valia a pena dizer qualquer coisa...”

Não existem palavras ou gestos que confortem quem está sendo abandonado. Aquilo deve ficar remoendo o fígado uma vida inteira. Mas não pra Teca que por um golpe infeliz do destino tem acesso às mensagens trocadas entre José Victor e Walter. Daí para a vingança é um salto bem pequeno, com consequências gigantescas. Teca recorta algumas mensagens escolhidas a dedo e manda para as amigas do casal que envia para seus amigos que remetem para conhecidos e em pouco tempo espalham-se pela grande rede. Não adianta lutar contra a avalanche de comentários posteriores, mas ele decide lutar:

“Não adiantará coisa alguma, tudo continuará onde sempre esteve no debate público dos últimos tempos, a glória do próprio ego numa batalha inútil que ninguém é capaz de interromper, mas ao menos uma vez eles ouvirão algo distinto da própria voz de criança, as certezas de quem nunca saiu do próprio bairro mental.”

No Brasil, um escândalo atropela o outro, nem temos tempo de nos acostumar com um e lá vem outro enterrando sem piedade o recém-falecido. Mas isso se dá no âmbito nacional, no atacado. Mas e no das relações interpessoais, do varejo, do dia-a-dia? Bem, estes demoram a passar a vai ceifando nome e sobrenome que levaram anos para ser construídos. A enxurrada de comentários feministas, como um Estado Islâmico às avessas, causa terror e assombro:

“Todo fascista julga estar fazendo o bem. Todo linchador age em nome de princípios nobres. Toda vingança pessoal pode ser elevada a causa política, e quem está do outro lado deixa de ser um indivíduo que erra como qualquer indivíduo... para se tornar o sintoma vivo de uma injustiça histórica e coletiva baseada em horrores permanentes e imperdoáveis.”

Quando me deparo com pessoas desta natureza, que comentam sem conhecimento de causa apenas para se tornarem defensores de uma suposta justiça cega, me revolto. Não consigo ficar quieto vendo alguém afirmar que justiça é olho-por-olho, dente-por-dente. Isso não é justiça, isso é vingança. Isso deixa de ter conotação social e passa a ser pessoal. É o grande dilema do crime e seu castigo.

Grande parte de minha vida são regidas por duas leis: 1 – ser feliz; 2 – não machucar ninguém com isso. São regras que impus à minha vida seguindo preceitos religiosos rígidos que me foram ensinados na infância. A regra 1 se dá porque a vida é uma dádiva, então devemos vivê-la da melhor forma possível. A busca pela felicidade envolve tantas variáveis incontroláveis que muitas vezes ela se depara com a regra 2 e nem sempre do mesmo lado da estrada.

Pois bem, Dani é o suprassumo da regra 1, porém a subversão da regra 2, já que o relacionamento de José Victor com ela irá ferir Teca. Mas será que é tão simples assim? Então não há como buscar a felicidade, já que com Teca ele não será feliz e poderá causar mais danos ainda a ela? E como resistir à sintonia fina com Dani que os liga tão estreita e intelectualmente? Eu diria mais, eles não têm somente sintonia fina, têm “ironia fina”:

“Quantos alunos no campus inteiro tinham lido mais que cinco livros na vida? De quantos ali eu poderia ser realmente próximo? Meia dúzia de frases da pessoa, e você já sabe o grau de inteligência e informação dela, como esta relação poderá ser – se a pessoa entenderá o que você diz, se conversará de igual para igual, se a conversa escapará da condescendência, do mínimo denominador de estupidez e ignorância, do receio de ferir suscetibilidades, do sarcasmo, do desprezo.”

O relacionamento dos dois (José Victor e Dani) é intenso, irônico, inteligente. É tão difícil encontrar alguém com o qual nos identifiquemos. Muitas pessoas passam uma vida inteira sem conhecê-lo. Há um preço a se pagar e é preciso enfrentá-lo:

“Dani: ao sairmos do tribunal você não será mais quem foi até hoje. Nem eu poderei ser. Nem o mundo que conhecemos existirá do mesmo jeito. É preciso nomear as coisas para que elas se fixem no tempo, portanto, e possam morrer como o que foram de fato para que daí nasça algo igualmente verdadeiro.”

Não há dificuldade na leitura deste belo texto, já na reflexão da pós-leitura eu não diria o mesmo. Pegava-me refletindo sobre a condição de José Victor a todo momento, comparando a situações que vivi, já vi acontecer ou ouvi falar (estas vividas pelos que estão à minha volta). Não me causaram estranheza, mas me senti incomodado. Não, incomodado não é a palavra correta, me senti amedrontado, essa sim é correta. Como diria o protagonista:

“... Pode-se escapar de uma época, mas não de todas as épocas...”

Perdoo qualquer desatino exagerado entre José Victor e Walter, eu os entendo. E deixo claro que não é só a execução sumária pela urbe ensandecida que me deixou ligado neste livro, há também o desabafo de quem viveu os horrores da “peste gay”, quase um estudo psicossocial das consequências da AIDS e das inconsequências que levaram tantas pessoas a se defrontarem com ela. Não toquei nesse assunto porque já estava me alongando demais, mas ele não é menos importante.

Nunca uma obra de ficção foi tão real e amedrontadora.

 Cortesia do Grupo Companhia das Letras
Rodolfo Luiz Euflauzino
Ciumento por natureza, descobri-me por amor aos livros, então os tenho em alta conta. Revelam aquilo que está soterrado em meu subconsciente e por isso o escorpiano em mim vive em constante penitência, sem jamais se dar por vencido. Culpa dos livros!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!
 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo