acompanhe o blog
nas redes sociais

7.12.16

Winter, Vol. 4 - Série Crônicas Lunares [Marissa Meyer]

Marissa Meyer
Ed. Rocco, 2016 - 688 páginas:
      Bestseller do The New York Times, a série Crônicas Lunares conquistou os leitores com sua releitura high-tech de contos de fadas tradicionais. Depois de Cinder, Scarlet e Cress, inspirados, respectivamente, nas histórias de Cinderela, Chapeuzinho Vermelho e Rapunzel, Marissa Meyer entrega a eles o último capítulo da série, em que reconta a história de Branca de Neve com tintas distópicas. Na trama, a princesa “Winter” vive subjugada por sua madrasta, Levana, que inveja sua beleza e não aprova os sentimentos da jovem pelo amigo de infância e belo guarda real Jacin. Mas “Winter” não é tão frágil quanto parece, e, junto com a ciborgue Cinder e seus aliados, a jovem princesa é capaz de ini¬ciar uma revolução e vencer uma guerra que já está em andamento há muito tempo. Será que Cinder, Scarlet, Cress e “Winter” podem derrotar Levana e encontrar seus finais felizes?

Onde comprar:

Ei gente! A sensação da finalização de uma boa série de livros é um tanto contraditória. Primeiro, temos aquela necessidade enorme de entender e saber tudo o que vai acontecer com os personagens e a história em si. Depois, vem aquela nostalgia de que tudo acabou muito rápido e nada de novo será feito – possivelmente – daquele universo que você tanto gosta. As Crônicas Lunares me causou esses dois efeitos com a finalização da leitura de Winter. A série acabou, me senti órfã, mas compreendi no fundo que ali era o fim feito de uma forma bem correta.

Para quem ainda não leu a série, essa resenha possivelmente conterá spoilers, então fiquem ligados. Em cada volume da série temos o ponto de vista e releitura de um conto de fadas diferente, é o quarto volume seguiu os mesmos moldes. Dessa vez, conhecemos Winter, princesa lunar que sofre de um mal – por conter e reprimir seus poderes, a personagem acaba tendo surtos mentais bem sérios, como alucinações bem vívidas. E essa foi uma das características que mais se pode ter como ligação ao conto de fadas em que foi baseado. Winter é essencialmente uma princesa. E isso não mudou em momento algum durante a leitura. Ela possui surtos de heroína, mas não perde a majestade e bondade que presume-se que uma princesa deve possuir.

Concomitante a apresentação da história de Winter, temos o final da jornada de Cinder – Rainha Selene – contra os planos maquiavélicos da Rainha atual de Luna, Levana. Além, é claro, da continuidade da aparição de Scarlet e Cress. Acho que esse é o grande trunfo da autora ao longo de todos os livros: manter todas as protagonistas unidas e representadas em todos os livros, independentemente de uma “principal”. Definitivamente aqui o “Girl Power” é colocado em evidência e mostra o quão ela foi inteligente. São sutis os elementos de releitura dos Contos de Fadas em Winter como todos os outros. Me peguei sorrindo e fazendo ligações em cada um deles.

Apesar disso, o livro não é só um mar de rosas. Tenho bastante certeza que ele funcionaria com umas 150 páginas a menos. Existem muitos capítulos até mesmo desnecessários durante a trama e sua finalização. Por isso que minha leitura acabou ficando bem lenta em algumas partes. Ela engatou mesmo depois da metade dele. E os momentos de ação espalhados da metade para lá com certeza foram um grande fator para que eu fosse mais dinâmica.

De todos os personagens, ainda tenho Cress e o Capitão Thorne como favoritos, mesmo tendo cada um deles uma característica boa. Achei as conclusões na medida e satisfatórias para o que tivemos desde o primeiro livro. Vou sentir muitas saudades da escrita da Marisa Meyer e espero profundamente que ela traga novos trabalhos tão bons quanto As Crônicas Lunares foi.

 Cortesia da Editora Rocco
Aline Polito
Fonoaudióloga, capixaba e leitora. Adora seriados, música, artesanato e deixa um pedacinho do seu tempo para se dedicar a blogar. Pretende viajar o mundo, ter uma pequena biblioteca e um telescópio. Sonhadora e inconstante.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

6.12.16

Ligeiramente Pecaminosos, Vol. 5 - Série Os Bedwyns [Mary Balogh]

Série Os Bedwyns - Mary Balogh
Ed. Arqueiro, 2016 - 272 páginas:
      Em meio à Batalha de Waterloo, lorde Alleyne Bedwyn é ferido e dado como morto pela família. Ao acordar, ele se vê no quarto de um bordel sem lembrar quem é ou como foi parar ali. Sua única certeza é que deseja conquistar o coração do anjo que cuida dele todo dia. Contudo, assim como ele, Rachel York não é quem parece. Depois de enfrentar uma situação difícil, que a levou a viver numa casa de pecados, agora a bela e inteligente jovem precisa recuperar seu dinheiro e as economias das amigas prostitutas, roubados por um falso clérigo. E o belo soldado de quem vem cuidando parece perfeito para se passar por seu marido e ajudá-la em seus planos. Porém, apesar de ter perdido a memória, Alleyne não perdeu nada de sua sedução. De volta a Londres, os dois se envolvem em um escândalo pecaminoso e, a cada beijo, esquecem que seu relacionamento é apenas uma farsa e ficam mais perto de se entregar à paixão.

Onde comprar:

O que gosto nos romances de época que me fazem ler sempre mais é a ilusão que eles me transmitem de uma época onde tudo era mais simples e as pessoas valorizavam mais as relações pessoais. Esses romances desaceleram um pouco minha rotina tão corrida. E Mary Balogh já se tornou uma das minhas queridinhas no gênero. Com sua série Os Bedwyns, ela consegue me transportar, a cada livro, para o século mais romântico de rodos os tempos.

Em Ligeiramente Pecaminosos, quinto livro da série, finalmente vamos saber o que aconteceu com Alleyne Bedwyn, desde que o mesmo desapareceu e foi dado como morto pelos seus familiares.

Alleyne é mais novo dos irmãos Bedwyns, e mesmo sem necessidade de trabalhar, queria fazer algo útil de sua vida, por isso decidiu embarcar em uma carreira como Diplomata e foi então designado para Embaixada de Haia. Numa missão em Bruxelas, se ofereceu para levar uma carta ao Duque de Wellington, em plena Batalha de Waterloo. Lá Alleyne foi gravemente ferido.

Enquanto a guerra pode ser ruim para alguns, para quatro amigas ela podia significar um meio de ganhar dinheiro, foi o que aconteceu a Phyllis, Flossie, Geraldine e Bridget, que abriram um bordel em Bruxelas, para aproveitar a grande concentração de cavalheiros. Lá Bridget acidentalmente esbarrou em Rachel, uma jovem dama para a qual trabalhou como babá durante seis anos. E Rachel não virou a cara para Bridget, mesmo sabendo de sua atual ocupação. Pelo contrário, foi visitá-la com seu noivo.

Infelizmente o noivo de Rachel era um charlatão, que roubou toda a economia das quatro damas e também as de Rachel. Ela teve certeza de que as mulheres a cobririam de recriminações, mas as quatro acabaram acolhendo-a, já que ela não tinha para onde ir e lhe cederam o único quarto vago da casa. Rachel agora era mais nova moradora do bordel de suas novas amigas.

"- Aquele sapo viscoso desprezível - vociferou Geraldine. - Espere só até eu colocar as mãos nele. Vou arrancar todos os seus membros, um a um. Vou esganá-lo até a morte."

Sem dinheiro para ir atrás do cafajeste que as roubaram, resolveram tentar levantar a quantia necessária para caça-lo, saqueando os corpos dos soldados mortos na batalha. Rachel resolveu ir também, já que era a grande responsável pela perda do dinheiro das amigas. Em meio a tantos mortos, Rachel percebe que Alleyne ainda respira. Desesperada, pede ajuda a um sargento, e leva Alleyne para o Bordel.

Ao acordar Alleyne não se lembra nem de seu nome. Com a ajuda de Rachel, das quatro damas da noite e do Sargento Strickland, ele se recuperou do tiro.

"Levara um tiro na perna, lembrou a si mesmo, e caíra do cavalo, fazendo estremecer todos os ossos do corpo e terminando com uma enorme concussão. Fora resgatado e levado para um bordel habitado por pelo menos quatro prostitutas muito maquiadas e um anjo dourado. Talvez fosse tudo um sonho estranho e bizarro."

Rachel também morava no bordel, fazendo com que Alleyne deduza que aquela era sua profissão. Mas nem isso protegeu seu coração ante a beleza Rachel. Ao mesmo tempo em que está cada dia mais encantado por ela, admirando sua coragem e descobrindo uma mulher guiada por seus princípios e não pelas convenções sociais, Alleyne se aflige por não saber quem é, não ter nenhum dinheiro para ajudar suas salvadoras e, principalmente, por não saber se já é casado.

Neste cenário desolador em que todos os sete moradores do bordel se encontram, eles ainda arrumam forças para bolar um plano para saírem desta situação.

Foi aí que a trama me ganhou, as donas do bordel são muito divertidas e alto astral, que apesar de todos os dissabores da vida, ainda acreditam nas pessoas e fazem o bem, sem olhar a quem e sem esperar nada em troca. Vendo como estas pessoas simples lutam pelo pão de cada dia sem perder o sorriso no rosto, Alleyne percebe que, mesmo sem saber quem é agora, quando recuperar sua memória tentará ser um homem melhor.

Além do romance tradicional, dos bons personagens e dos relacionamentos que são criados durante toda a trama, nos divertimos com os diálogos cômicos que permeiam a obra.

 Cortesia da Editora Arqueiro
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

5.12.16

Resultado Top Comentarista: Novembro de 2016


Números Sorteados:

934 - 736 - 449 - 264254
419 - 317 - 504 - 532 - 512
193 - 173044326 - 125

264 - Desbravador de Mundos :: 19 comentários válidos - Primeiro prêmio
254 - Luciane Eleoteria :: 21 comentários válidos - Segundo prêmio
317 - Suzana Cariri :: 17 comentários válidos - Terceiro prêmio


Abaixo seguem os Prêmios disponíveis para escolha:


- 1 LIVRO a sua escolha (Será enviado 1 dos 3 livros indicados na inscrição do participante)
- O Problema dos Três Corpos [Cixin Liu]
- O Erro [Elle Kennedy]
- Star Wars: Boa Noite, Darth Vader [Jeffrey Brown]
- Esperando por Doggo [Mark B. Mills]
- Delícia, Delícia [Donna Kauffman]

Será enviado um e-mail ao vencedor, que deverá enviar seu endereço para a entrega do prêmio até 5 dias depois do aviso, caso contrário será realizado outro sorteio no dia 10/12/2016.

Obrigado pela participação de todos!!!
E aguardo vocês para o próximo Top Comentarista!

Confira abaixo todos os TOP COMENTARISTAS do ano de 2016:

Novembro
Desbravador de Mundos - Livro
Luciane Eleoteria - Livro
Suzana Cariri - Livro

Outubro
Andreza Galvão - The Kiss of Deception [Mary E. Pearsonbr]
Rita de Cássia Lima - Carry on: Ascensão e queda de Simon Snow [Rainbow Rowell]
Mayla Lima - Beleza Perdida [Amy Harmon]

Setembro
Larissa Oliveira - O Mundo Perdido [Michael Crichton]
Gislaine Silva - Perdida [Carina Rissi]
Desbravador de Mundos - Star Wars: Sombras do Império [Steve Perry]

Agosto
Andrea Barbosa - Série Hush, Hush (Sussuro, Crescendo, Silêncio, Finale)
Any - Destinado [Carina Rissi]
Vania Sampaio - Twittando o amor [Teresa Medeiros]

Julho
Theresa Cavalcanti - Trilogia TRYLLE (Trocada, Dividida, Iniciada) [Amanda Hocking)
Vania Sampaio - Tudo e Todas as Coisas [Nicola Yoon]
Luciane Eleoteria - Irmandade da Adaga Negra: Os Sombras, Vol. 13 [J. R. Ward]

Junho
Desbravador de Mundos - Doidinho [José Lins do Rego]
Monique Eloisa - Trilogia Sr. Estranho (Devoção, Conquista, Entrega) [J. C. Reed]
Suzana Cariri - Dez Coisas que Aprendi sobre o Amor [Sarah Butler]

Maio
Aline Santos - A Elite, Vol. 02 [Kiera Cass]
Desbravador de Mundos - Canção do Cuco [Frances Hardinge]
Mariana Ogawa - Todos os Nossos Ontens [Cristin Terril]

Abril
Suzana Cariri - A Elite, Vol. 02 [Kiera Cass]
Marlene Conceição - Históricos Medievais: Coração Bárbaro - Refém da Paixão - Redenção Total
Helen A. Z. - Para Você Não Se Perder no Bairro [Patrick Modiano]

Março
Bia Barros - Anjo Mecânico [Cassandra Clare]
Fernanda Martins - Trilogia O Amante [Jodi Ellen Malpas]
Marlene Conceição - A Aposta [Vanessa Bosso]

Fevereiro
Helen A. Z - O Cirurgião [Tess Gerritsen]
Jessica Lisboa - NÃO PARE! [FML Pepper]
Gislaine Silva - Dente por Dente [Siobhan Vivian]

Janeiro
Rudynalva C. Soares - TRILOGIA FIXED (Por você, Com você, Sempre você) [Laurelin Paige]
Mª Gicélia - Fiquei Com Seu Número [Sophie Kinsella]
Theresa Cavalcanti - Belas & Feras / Coração do Deserto / Corações Entrelaçados

Amor Verdadeiro [Jude Deveraux]

Jude Deveraux
Ed. Essência, 2016 - 464 páginas:
  Quando Alix Madsen está terminando a faculdade de arquitetura, Addy Kingsley, amiga de seus pais, morre. No testamento, ela estipula que a jovem tem direito a viver por um ano em sua casa do século XIX na ilha de Nantucket. O relacionamento de tia Addy com a família Madsen é um mistério para Alix, mas ela aceita a oferta e, ao chegar lá, percebe que não é má ideia passar uma temporada ali. Além de o lugar ser um sonho para qualquer arquiteto, ela conviverá com Jared Kingsley, dono de um dos mais importantes escritórios de arquitetura do país e sobrinho-neto de Addy, portanto, herdeiro natural da casa. O que Alix não imaginava era que tia Addy tinha um propósito muito específico para ela quando a colocou naquele lugar: solucionar o desaparecimento de Valentina, ocorrido cerca de dois séculos antes. Em meio ao verão na ilha, Alix e Jared serão obrigados a conviver, o que pode ser a chave para desvendar o tal mistério dos Kingsley.

Onde comprar:

Essa historia trata de amores tão profundos que só existem em livros de ficção e que fazem com que reflitamos sobre o modo como os relacionamentos são visto na época em que vivemos. Com um misto de aventura, mistério e cheio de personagens muito inteligentes, você ficará entre o ódio e a admiração em vários momentos. Amor Verdadeiro te prende e envolve como só uma grande história familiar cheia de dramas e tragédias pode fazer.

Para os que gostam, mesmo sem acreditar em ressurreição e fantasmas, a vida dos Kingsley tem um charme especial, por se tratar de uma família tradicional e rica, com gerações de pessoas extraordinárias, que moravam numa ilha chamada Nantucket. São tantas histórias de amor envolvido que gostaria de ler mais sobre as outras, pois são de uma criatividade que aguçam a curiosidade.

Mas o foco principal se trata de Alix Madsen, estudante de arquitetura que se vê fascinada pela histórica ilha, que mostra aspectos arquitetônicos que meus olhos leigos não perceberiam, mas que pela visão da autora fazem com quem lê possa imaginar a beleza de tal lugar. A personagem vive uma oportunidade inusitada de morar em uma casa histórica por um ano e resolver um mistério da família, que apesar de ela não saber, tem uma ligação com a sua própria. Isso associado ao fato de ter uma experiência que poucas pessoas poderiam de conhecer um grande ídolo de profissão e ainda se apaixonar por ele, faz com que seja ainda mais excitante.

Esse livro tem um “Q” de romance fantasmagórico, mais em minha opinião não saem de moda, pois tem vários gêneros misturados, de forma que não seja uma leitura maçante e repetitiva e sim de várias descobertas.

Não julguem o livro pelo título, deem uma segunda olhada, quem sabe ele não te conquista!

 Cortesia da Planeta Livros Brasil
Tainá Rodrigues Cunha
Guarapariense, gastrônoma e apaixonada por todos os tipo de arte. Ler é uma forma de escape prazeroso da nossa realidade. Assim como as comidas que cozinho me alimentam o corpo, os livros alimentam minha alma.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

4.12.16

Promoção #209: Esvaziando Minha Estante - Parte II

Academia de Vampiros

Esvaziando Minha Estante
Parte II

Com o intuito de liberar espaço nas minhas estantes de livros, estou dando continuação ao novo tipo de promoção do blog, sorteio dos meus queridos livros usados. Este mês serão sorteados os 3 primeiros livros da série Academia de Vampiros. Então, quem ainda não teve a oportunidade de ler esta fantasia urbana, é uma boa oportunidade de adquiri-los. (a série é composta por 6 livros)

Um único ganhador vai levar de presente os 3 primeiros volumes da série Academia de Vampiros de Richelle Mead

Regras

1. A Promoção é válida até 02 de Janeiro de 2017.
2. O sorteio será pelo Raffecopter, a partir de 03 de Janeiro de 2017.
3. O(a) ganhador(a) deve residir em território nacional.
4. É obrigatório deixar um comentário nessa postagem indicando sua participação.
5. Depois de comunicado, o ganhador têm o prazo de 7 dias para enviar os seus dados completos de endereço para o e-mail: lerparadivertir@gmail.com. Após o envio dos seus dados, o blog terá o prazo de até 30 dias para o envio dos livros.
6. Depois de postado, o blog enviará para o ganhador o código de rastreio e não será responsável em caso de extravio por parte dos Correios.

Lista de Prêmios

Verifique abaixo o estado de conservação dos livros. O capa do primeiro livro contém uma marca de amassado.

 


1. O Beijo das Sombras
2. Aura Negra
3. Tocada pelas Sombras

Inscrições

a Rafflecopter giveaway

2.12.16

K. Relato de uma Busca [Bernardo Kucinski]

Bernardo Kucinski
Ed. Companhia das Letras, 2016 - 176 páginas:
      K. foi lançado originalmente em 2011, pela editora Expressão Popular. Em 2013, ganhou nova edição, pela CosacNaify, e finalmente, em 2016, chegou à Companhia das Letras. Ao longo desses anos, só fez reforçar sua condição de clássico contemporâneo. Em 1974, a irmã do autor, professora de Química na Universidade de São Paulo, foi presa pelos militares ao lado do marido. Desapareceu sem deixar rastros – foram anos até que a família pudesse aceitar que tinha sido executada. K. é a história do pai do autor em busca do paradeiro da filha. Dono de uma loja no Bom Retiro, judeu imigrante que na juventude fora preso por suas atividades políticas, ele se depara com a muralha de silêncio em torno do desaparecimento dos presos políticos. O livro é a história dessa busca.

Onde comprar:

“A saudade é o revés de um parto, saudade é arrumar o quarto do filho que já morreu”

O luto é um período doloroso de assimilação de uma perda, tem suas fases e carrega muitos sentimentos densos e necessários. É algo real, quase palpável. Já o desaparecimento de alguém querido gera uma angústia sem prazo para acabar, enlouquecedora e cruel demais para os familiares. É um luto permanente. Este é o sentimento que predomina durante a leitura de K. Relato de uma busca, do jornalista e professor Bernardo Kucinski. Portanto, caro leitor, devo avisar: este livro dói.

Por mesclar elementos ficcionais e reais, a história é contundente. O autor baseou-se no desaparecimento de sua irmã na década de 70, durante a ditadura militar no Brasil. E preencheu as muitas lacunas do vazio de respostas criando diálogos prováveis, situações tão possíveis quanto indesejáveis. Para tanto, adianta: “Caro leitor: tudo neste livro é invenção, mas quase tudo aconteceu.”

O livro compartilha com o leitor o drama vivido por K., um senhor judeu, poeta dedicado ao iídiche, sobrevivente do ódio genocida, que buscou refúgio no Brasil. E aqui vive o desespero pela segunda vez: a filha, professora de Química da USP, desaparece. As 176 páginas são uma queda livre, um buraco que não sabemos onde vai dar, sombrio, cheio de fantasmas na descida.

"Desconhecidos andaram perguntando por ela, sabe? Há gente estranha no campus. Anotam chapas de carros. Eles estão dentro da reitoria."

O formato do texto, em recortes das informações que K. vai juntando, aproxima o leitor da angústia dessa busca. Também ficamos sufocados pela ausência de respostas, pela revolta. Só um fiozinho de esperança une o pai à filha sumida. É uma dor legítima e tão profunda que após algum tempo ele só quer saber onde estão os restos mortais para enterrar essa agonia. E colocar uma lápide sobre esse fim.

“A falta da lápide equivale a dizer que ela não existiu e isso não era verdade: ela existiu, tornou-se adulta, desenvolveu uma personalidade, criou o seu mundo, formou-se na universidade, casou-se. Sofre a falta dessa lápide como um desastre a mais, uma punição adicional por seu alheamento diante do que estava acontecendo com a filha bem debaixo de seus olhos."

Como um quebra-cabeça, as peças desse jogo são os relatos, os telefonemas, as cartas, as fotografias. Uma narração do temido delegado Fleury e de sua amante, uma consulta da faxineira da Casa da Morte com a psicóloga, a amiga mais próxima, o subordinado que distribui inúmeras pistas falsas. A tortura não tem fim nos porões da ditadura, não tem fim nos corações estraçalhados dos pais.

"(...) esse médico dispusera-se a reconhecer desaparecidos políticos observados por ele em sessões de tortura. Sua função era impedir que o supliciado morresse antes de revelar o que os algozes queriam saber."

Há ainda a culpa desse pai, outro instrumento de tortura que ele não consegue afastar. Como deixou passar os sinais da filha, como esteve ausente aos fatos tão importantes de sua vida?

"Os presos ouviam em silêncio, de olhos fixos no rosto afogueado de K., como que hipnotizados pelas órbitas intumescidas de seus olhos vermelhos e úmidos. Muitos nunca mais esqueceriam aquele momento. O sofrimento do velho os impressionava. Alguns conheceram sua filha e o marido, eram da mesma organização clandestina; todos conheciam a história, inclusive quem os havia delatado."

A estruturação do livro segue o mesmo caráter fragmentário da memória, avançando e recuando no tempo e interpondo informações que exigem atenção do leitor. O diferencial do texto de Kucinski está na abordagem do desespero do pai. Não prende pelo relato da crueldade das torturas, não ilustra a dor do preso político. Faz o leitor andar passo a passo nessa pesquisa que não dará em nada, já sabemos desde o começo. Eu quis sacudir este homem, contar a ele que não. Que não. Que não. Tive que suportar o suplício diário de K., suas perguntas sem resposta, noites de insônia, inquietação e, por fim, um tremendo cansaço. Uma devastação emocional e psicológica inimaginável.

"Lá no andar de baixo, além das celas, também tinha uma parte fechada, onde interrogavam os presos, era coisa ruim os gritos, até hoje escuto os gritos, tem muito grito nos meus pesadelos."

Fiz uma releitura deste livro nesta edição da Companhia das Letras. Senti falta do posfácio e dos dois contos extras presentes na edição anterior, da Cosac Naify, que não acrescentam um assunto novo à trama, mas são interessantes.

A busca de que trata o título é a busca de K., o pai. É ainda a busca de uma nação que precisa se reencontrar, depois de perdidos direitos civis e liberdade. Não posso deixar de mencionar o choque, durante as manifestações recentes pelas ruas deste país, ao ver alguns pedidos de intervenção militar. Pensei em como as lições dolorosas deixadas pelos Anos de Chumbo parecem esquecidas, nos livros de História que não contam dos bastidores. Justiça que não se fez aos torturadores e chefes da violência perpetrada nas esquinas.

Além da indignação inevitável após a leitura, fica a sensação de cair sem fim, o chão faltando sob os pés, que é a dor que acompanha os pais e familiares dos desaparecidos: a dor eterna de não saber.

"(...) os filhos é que deveriam enterrar os pais e não os pais enterrarem os filhos, pior que nem isso, nem enterrar podemos."

Se o leitor se interessa pelo tema, deixo um link logo abaixo com um jogo interativo, rápido e interessante, onde poderá sentir como era viver em 1964, com escolhas que levarão a caminhos diferentes.

Jogo Interativo: Você sobreviveria na época da ditadura?
http://educacao.uol.com.br/infograficos/2014/cinquenta-anos-do-golpe-de-64/

Link do livro no Skoob: https://www.skoob.com.br/k-207967ed607142.html

 Cortesia da Editora Companhia das Letras
Manu Hitz
Cearense, fisioterapeuta e mãe. “Eu não tenho o hábito da leitura. Eu tenho a paixão da leitura. O livro sempre foi para mim uma fonte de encantamento. Eu leio com prazer. Leio com alegria.” Ariano Suassuna.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

1.12.16

Top Comentarista: Dezembro 2016


O TOP COMENTARISTA do mês de DEZEMBRO de 2016 trás prêmios incríveis para os 3 (três) primeiros colocados. Veja as regras e participe!

Importante

Somente os post que contiverem a Tag: TC 1216 serão válidos para o sorteio e terão ao final da postagem o banner do Top.

Exemplo:

1 - No final da Postagem aparecerá o banner do Top. Clicando neste banner você é redirecionado para a página do TOP COMENTARISTA, facilitando a inscrição de seu comentário.
2 - A Tag: TC 1216


Regras

1. O participante deve ser seguidor do blog.
2. Deixar um comentário com algum dado de contato neste post e com os nomes dos 3 livros a sua escolha que gostaria de ganhar.
3. Fazer comentários NOS POST QUE CONTENHAM A TAG: TC 1216 publicados em DEZEMBRO de 2016 (Só é válido 1 comentário por post publicado).
4. Cada participante só poderá ganhar um dos três prêmios sorteados.
5. No caso do sorteado ter realizado menos que 15 comentários no mês será desclassificado e o próximo ganha o prêmio.
6. Serão válidas inscrições até 31/12/2016 e comentários até 03/01/2017.

Prêmios

Primeiro lugar: O ganhador irá receber em sua casa 1 LIVRO das 6 opções indicadas abaixo.

Segundo lugar: O ganhador irá receber em sua casa 1 LIVRO das 5 opções restantes abaixo, depois da escolha do primeiro colocado.

Terceiro lugar: O ganhador irá receber em sua casa 1 LIVRO das 4 opções restantes abaixo, depois da escolha do segundo colocado.


- 1 LIVRO a sua escolha (Será enviado 1 dos 3 livros indicados na inscrição do participante)
- Saga Encantadas (3 livros: Veneno, Feitiço, Poder) [ Sarah Pinborough]
- Cisne [Eleonor Hertzog] + Guardião? [Eleonor Hertzog]
- Nove Regras a Ignorar Antes de se Apaixonar [Sarah Maclean]
- Radical [Maajid Nawaz]
- Angus - Volume 1 [Orlando Paes Filho]
- Harlequin: A Coroa de Agon (3 histórias)

Inscrições

Primeira Inscrição: Deixar um comentário com algum dado para contato e o nome de 3 livros que gostaria de ganhar (A escolha de qual dos 3 livros enviar será realizada pelo blog). Pode ser qualquer livro que gostaria de ler e não deve ser os livros que já estão disponíveis na lista de prêmios. Ex:


Próximas Inscrições: Deixar um comentário com o nome do Post Comentado. Ex:


Você estará concorrendo com os números das suas inscrições no sorteio a ser realizado pela loteria federal do dia 04/01/2017.

O Método do sorteio pela loteria será como exemplificado abaixo: Serão 15 números válidos, sendo obtidos 5 números referentes as centenas (são os números do retângulo verde) e depois mais 5 números contidos no retângulo abóbora e 5 contidos no retângulo azul. 
No exemplo abaixo, os números seriam: 

743 - 078 - 874 - 253 - 804 - 477 - 960 - 598 - 692 - 898 - 774 - 607 - 987 - 925 - 980


30.11.16

Acabei de Ler - Novembro de 2016


O ano está chegando ao fim. Meta de 100 livros lidos quase atingida. Aproveitando também para terminar algumas séries, para que no próximo ano consiga me dedicar a novos gêneros de leitura.

Cordas do Coração, Vol. 03 - Série Runaway Train [Katie Ashley]

Katie Ashley
Ed. Pandorga, 2016 - 292 páginas:
      Allison Slater, 21, é apaixonada pelo colega de banda de seu irmão, Rhys McGowan, desde seus treze anos. Mas, para ele, ela sempre será a irmãzinha de Jake e fora do limite. Agora, no segundo ano de faculdade Allison tem como objetivo fazer com que Rhys a veja como alguém com quem poderia sair... talvez até se apaixonar. Sua oportunidade surge quando Rhys viaja para a casa dos pais em Savannah, cidade na qual estuda. Mas a noite com a qual sempre sonhou acaba se tornando uma grande decepção, e ela percebe que nunca será a pessoa certa para Rhys. Para Rhys McGowan, o pesadelo começa quando acorda nu e de ressaca ao lado da irmãzinha de seu colega de banda. Ele piora a situação mentindo para Allison, dizendo que não está interessado nela. Sua decisão é testada quando Allison parte em uma turnê com a Runaway Train, como babá de Jake e Abby, para cumprir seu estágio em design de moda. Quanto mais Rhys fica ao lado de Allison nas pequenas instalações do ônibus, mais difícil é resistir a ela.

Onde comprar:

Cordas do Coração é o terceiro livro da série Runaway Train e seu protagonista é o baixista da banda, Rhys McGowan e também seu integrante mais novo. Rhys sempre foi o mais reservado da banda, ao contrario de seus amigos Jake Slater (Música do Coração, vol. 01) e AJ Resendiz (Batida do Coração, vol. 02), ele não era um mulherengo. Rhys considerava os integrantes da Runaway Train sua família, já que seus pais, milionários esnobes, nunca lhe deram atenção e amor. Allison é a irmãzinha mais nova de Jake, que desde seus treze anos é apaixonada por Rhys. Só que Allison é o fruto proibido de Rhys, já que seu irmão de banda, Jake, nunca vai aceitar o relacionamento entre os dois.

O livro é dividido em capítulos narrados por Rhys e outros pela Allison, permitindo ao leitor conhecer o ponto de vista dos dois personagens principais. Quando eles se encontram sozinhos por três meses em Savannah, cidade onde vivem os pais de Rhys e na qual Allison está fazendo sua graduação, acabam se conhecendo melhor e despertando em Rhys uma atração proibida pela irmãzinha, agora uma mulher, de seu amigo. Rhys é um fofo, e se considera um pervertido por estar sentindo tamanha atração por Allison, que conhece desde que ainda era uma adolescente, fazendo com que ele lute contra esse sentimento.

Katie Ashley sempre me encanta com seus livros, suas histórias são leves, mais carregadas de emoção. Esta série retrata o dia-a-dia dos integrantes da banda Runaway Train e por isso mesmo, neste livro convivemos um pouco com todos eles. O mais legal é que já se passaram quatro anos desde o primeiro livro, então temos o prazer de vivenciar o pós "the end" de Jake e AJ. O último livro da série será "Melody of the Heart", com Brayden e Lily.

Perfeito para relaxar curtindo um doce romance.

Os livros abaixo também foram os lidos e resenhados em novembro. Clique nas capas para ler as resenhas:

Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo