acompanhe o blog
nas redes sociais

21.2.12

O Nome do Vento, A Crônica do Matador Rei: Primeiro Dia [Patrick Rothfuss]

Ed. Sextante, 2007 – 648 páginas:

        Meu nome é Kvothe, que significa ‘saber’. Os nomes são importantes porque dizem muito sobre as pessoas. Já tive mais nomes do que alguém tem o direito de possuir. Fui chamado de muitas outras coisas, é claro. Grosseiras, na maioria, embora pouquíssimas não tenham sido merecidas.

Uma das características que me faz gostar ou não de um livro é a maneira do autor de narrar à história. Existem Livros em que a narrativa é cortada, densa. Outros, a narrativa simplesmente flui com simplicidade, como se saísse da boca dos velhos contadores de história. O Nome do Vento é assim. Li o livro sem ver o tempo passar...
A História acontece num mundo de fantasia, lembrando um pouco a idade média. Os elementos de aventura, amor, ódio, violência e figuras sobrenaturais estão presentes.
Enganei-me redondamente com o que imaginei ser a história deste livro.
Pela capa e algumas coisas que tinha lido, achei que ia encontrar nele a história de um mocinho que luta contra as forças do mal para salvar um reino, mas neste primeiro volume, apenas conhecemos a história da adolescência do personagem principal (Kvothe ou kote), contada por ele mesmo a um cronista que quer escrever sua biografia, pois seus feitos já são famosos naquele mundo.
Kvothe tem uma personalidade forte e corajosa, além de ser muito inteligente. Mesmo cometendo alguns deslizes, ele o faz de maneira que o perdoamos logo. O grande amor da vida dele é bela e enigmática.
Quando o livro vai chegando ao fim, percebo que ainda tem tanta coisa para ser esclarecida nos restantes de páginas que ainda faltam a serem lidas, que acontece o que previa, ele termina e quase todos os mistérios continuam sem solução. Temos que partir para o segundo volume “O Temor do Sábio”.
Recomendado para todo o tipo de público.

Sinopse:

Kote é um homem enigmático que se esconde sob a identidade de proprietário da hospedaria Marco do Percurso. Da infância numa trupe de artistas itinerantes, passando pelos anos vividos numa cidade hostil e pelo esforço para ingressar na escola de magia, O Nome do Vento acompanha a trajetória de Kote e as duas forças que movem sua vida: o desejo de aprender o mistério por trás da arte de nomear as coisas e a necessidade de reunir informações sobre o Chandriano - os lendários demônios que assassinaram sua família no passado.


comentários pelo facebook:

15 comentários em "O Nome do Vento, A Crônica do Matador Rei: Primeiro Dia [Patrick Rothfuss]"

  1. Querida Gi, a primeira vez que li algo a respeito deste livro fiquei alucinado. A aquisição dele se tornou obrigatória, impensável não tê-lo em minha estante. E não é que uma amiga "especial" me presenteou com ele? Maravilhoso. Como nunca o desejo caminha sozinho, portanto já tornou-se prioridade prioritária a aquisição do segundo.
    Num primeiro momento o que me encantou foi a capa, uma pintura belíssima. Logo depois veio a sinopse que enfatizava a "arte de nomear as coisas". Como professor de português que fui sei o quão é importante dar nome a tudo. O nome carrega uma força que não há quem possa mensurar. Por estas e tantas outras resenhas é que a qualidade desta saga não se coloca em votação - é sucesso.
    Parabéns pela resenha como sempre encantadora e encantada!

    ResponderExcluir
  2. Rodolfo, agradeço o seu carinho. Adoro seus comentários e este livro foi "dica" sua. Não conhecia o autor e nem tinha reparado nele até você menciona-lo.
    um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde.

    Vim hoje divulgar um projeto de resenhas literárias, o qual mais duas pessoas participam, colaborando com diversas opiniões e visões de diferentes estilos literários.
    Se quiser ir fazer uma visitinha e seguir, eu agradeço:

    http://oleitor2.blogspot.com

    Obrigada e espero você lá,

    Pamela.

    ResponderExcluir
  4. Incrivel essa resenha, ja estava lendo em outros sites, mas a do LerParaDivertir foi incrivel agora estou numa ânsia para ler.

    ResponderExcluir
  5. Tô louquinha para ler o livro agora. É tão bom livros nesse estilo! *-----*
    Gisela, o layout novo ficou muiiiiiiiiito lindo! :D

    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  6. Sempre quis ler esse livro, preciso tomar logo vergonha na cara xD
    Todos os meus amigos gostam!

    ResponderExcluir
  7. Tenho muita vontade de ler essa série. Todas as resenhas que li foram positivas e a sua foi bastante entusiasmadora, já que diz que nem vemos o tempo passar quando estamos lendo. Então esse é dos bons! Quero demais ler.

    ResponderExcluir
  8. Gisela, sua resenha foi a primeira que eu li sobre esse livro. Eu também tinha essa ideia sobre o livro, de ser uma história de fantasia do bem contra o mal com uma mistura de Senhor dos Anéis e tantas outras histórias do tipo.

    Que ótimo que a narrativa flui bem, afinal esse não é um livro pequeno e o segundo menos ainda haha. Quando eu tiver a oportunidade, lerei!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Ah, não acredito ainda que ganhei esse livro de ti *-*
    A capa é tão bonita, ele é minha próxima leitura, não vejo a hora de lê-lo, ainda mais agora com sua opinião. \o/
    Já ganhei O Temor do Sábio, assim se eu não aguentar já tenho o 2º pra ler. \o/

    ResponderExcluir
  10. Linda essa capa, né?
    E o livro não deixa a desejar!
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Gosto muito desse tipo de enredo, que mistura romance, aventura e fantasia. já peguei ela na mão umas 3 vezes pra comprar, mas sempre acabei levando outro. Vai pra minha lista de aniversário.
    Bj
    Mariska

    ResponderExcluir
  12. Oi Gisela!
    Conheci seu blog hoje, e estou gostando muito!
    Li este livro nesta semana, peguei da biblioteca da escola e ainda estou me sentindo meio que 'extasiada'. Adorei de verdade, e vim pesquisar na web mais sobre ele. Foi asim que encontrei seu blog.
    Adorei sua resenha! Concordo ocm você, também me senti como que acompanhando uma história, livros narrados em primeira pessoa sempre me deixam com essa sensação.
    Não achei a amada de Kvothe tão misteriosa assim... vc acha que não é a Dhenna?
    Agoraestou doida para ler o segundo que já consegui emprestado...
    Bjus

    ResponderExcluir
  13. nao sei o livro e muito bom mas quero ler!!!

    ResponderExcluir
  14. Realmente dizem que este livro é muito bom , Geralmente gosto de livros de fantasia , quem sabe eu me animo.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir