acompanhe o blog
nas redes sociais

16.5.12

A Sombra do Vento [Carlos Ruiz Zafón]

Ed. Suma de Letras, 2001 – 399 páginas
       Carlos Ruiz Zafón nos últimos anos transformou-se numa das maiores revelações literárias dos últimos tempos com A Sombra do Vento, que foi traduzido em mais de 30 idiomas e publicado em cerca de 45 países, e foi finalista dos prêmios literários espanhóis Fernando Lara 2001 e Llibreter 2002. Em Portugal, essa obra foi premiada com as Correntes d'Escritas, do ano de 2006. – Fonte: wikipedia.

A seção Recomendado pelo Leitor foi criada para  melhorar a troca de informações sobre livros e aqui posto a resenha realizada por um Leitor participante do blog. Publico exatamente o que enviam, sem alterações. Participe Também!

Quem Indicou: Rodolfo Luiz Euflauzino

Nota:  porque não tem mais estrelas!

Opinião: Gosto de escrever sobre um livro, enquanto o mesmo ainda está fresquinho na memória, mas abro uma exceção para este. Na livraria, reparei nele por causa da capa. Era linda. Fui embora e não pensei no assunto. Decorridos alguns dias e após essa declaração de King, não parei de pensar no livro: "Se alguém pensava que o romance gótico tinha morrido no século XIX, [A Sombra do Vento] lhe fará mudar de ideia. É preciso ser romântico de verdade para apreciar seu valor, mas se você não é, então é uma leitura maravilhosa. Com livros assim, quem precisa de boas notícias ou bons programas de televisão?". Comprei o livro imediatamente e pra ser sincero, não consegui largá-lo, é maravilhoso. É muito mais do que King falou. Só consigo compará-lo ao filme "O labirinto do fauno" (sei que são veículos diferentes, mas é o único parâmetro que tenho).

Porque indicou: Porque é um livro de amor, amor às pessoas, e principalmente, amor aos livros. Bastante descritivo, criterioso. Todos têm direito a uma leitura que os transformem ou pelo menos que os tornem melhores e este é imperdível!

Pontos positivos: A maioria das frases parece ser exaustivamente estudada, está ali para nos maravilhar. Cada ensinamento de Fermín é um alento e uma revelação. Há livros que marcam e outros que além de marcar tornam-se livros de cabeceira. Este é meu livro de cabeceira.

Pontos negativos: Para alguns amigos meus (que não conseguiram largá-lo também) o livro é previsível, mas não acho isso um ponto negativo, já que mesmo imaginando o final não conseguimos fechá-lo, aliás este é mais um mérito que demérito. Como um autor consegue nos prender com um enredo que parece simples? Só pode ser magia (ou melhor, talento).

Público:A beleza independe de público. Este é para todos aqueles que acreditam que um livro pode mudar uma vida.

Sinopse:
A narrativa transcorre na primeira metade do séc.XX, pós revolução franquista. Daniel é levado pelo pai a um sebo, ou melhor, ao Cemitério dos Livros Esquecidos e lá tem contato com um livro de Julián Carax (último e único exemplar existente - todos os outros haviam sido queimados, portanto um livro raro) que permeará o enredo até o seu final. O livro é o portal para as descobertas e um labirinto para Daniel. À semelhança do que acontece no livro de Carax, Daniel passa por diversas complicações, inclusive a descoberta do amor. Tem como aliado o escudeiro Fermín Romero de Torres (olho nele - é uma personagem magnífica, anotei a maioria de seus pensamentos), uma espécie de Sancho Pança, sem a estupidez do mesmo.

comentários pelo facebook:

14 comentários em "A Sombra do Vento [Carlos Ruiz Zafón]"

  1. Ainda não li nada do Carlos Ruiz Zafón, mas todas as pessoas que leram recomendam seus livros. Confesso que fiquei com um pé atrás sobre eles, mas depois que li essa indicação fiquei mais animada para ler! *-*

    Beiijos
    Aline
    Memoirs and Books

    ResponderExcluir
  2. Eu também ainda não li nada dele. O Rodolfo já tinha me indicado "Marina" e agora este. Lá no submarino tem um pacote com os dois livros. Vou compra-los para preencher esta minha lacuna literária.
    um abraço
    Gisela

    ResponderExcluir
  3. Eu já tinha lido a respeito desse livro, mas nunca uma resenha tão boa quanto esta! Estou maravilhada com suas palavras Rodolfo e este livro estará, com certeza, entre minhas próximas aquisições literárias ^^
    Parabens pela resenha, muito boa mesmo!
    Bom final de semana ^^

    @morenalilica
    http://doceinsensatez.com/blog

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não entendi... Como assim parece com o labirinto do fauno? Eu amei esse filme *-*
    Nunca li nada do Zafon, mas estou louca para ler um livro dele, principalmente Marina. Já me falaram que a escrita dele é interessante, mas que nem sempre compreendemos, parece que é um livro pra ser lido com calma. Acho que um final previsível nem sempre é um ponto negativo. É claro que é sempre bom vê uma surpresa maravilhosa, mas já vi finais horríveis, então prefiro previsibilidade a má escrita.
    Bj

    ResponderExcluir
  5. Uau, Rodolfo! Ameiiiiii o que vc escreveu sobre o livro.
    Agora eu tbém quero #eagora? huaauhuaua
    Tô pobre pobre pobre de marré marré marré!
    A capa é mesmo linda, eu já tinha ouvido boas recomendações sobre este livro, mas nunca realmente parei para ler na íntegra resenha alguma. gosto de livros com bons quotes ( como O pequeno principe, por exemplo?)
    Bjus e a parabéns pela dica!

    ResponderExcluir
  6. Aline - não perca tempo, o cara manda muito bem.
    Gisela - estas promoções desfalcam a gente, mas você não irá se arrepender.
    Lilian - querida, obrigado por suas doces palavras.
    Greicy lobinha - é que o Labirinto do Fauno tem uma atmosfera meio escura. Eu não tinha parâmetros pra falar do livro e então escolhi este por ter sido um dos filmes mais belos que já vi.
    Soninha - se você retirar "quotes" deste livro dará pra formar outro livro rs.

    ResponderExcluir
  7. Oi ..

    Como a Aline, também não li nada deste autor. Mas não é por falta de indicações, até porque a blogosfera está cheia de resenhas positivas por ai. É por falta de oportunidade mesmo. Espero em breve por conhecer trabalho dele.

    Ótima resenha!

    João Victor - Amigo do Livro
    http://amigodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. João Victor - confesso que adquiri o livro por causa do título e da força dada pelo mestre King e não me arrependi. Só pra constar, este livro pertence à saga "O cemitério dos livros esquecidos" que tem também "O jogo do anjo" e o mais recente "O prisioneiro do céu".

    ResponderExcluir
  9. Vou aumentar a lista dos que ainda não leram Zafón. Falta de oportunidade, não sei. Também tenho que corrigir isso e mergulhar nesse mundo incrível. Realmente Rodolfo, você escreveu de forma tão apaixonada que não tem como ficar alheia à vontade de adquirir correndo o livro. Adorei seu texto. Se tem uma coisa que gosto demais são textos bem escritos e o seu está irrepreensível! Parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Já vi algumas coisas desse livro e sabe, eu até achei interessante, mas ainda não tenho vontade de ler não =/ A sinopse me deixou curiosa, parece ser uma história boa, mas a vontade ler...vishi :S

    ResponderExcluir
  11. Vanilda - corra menina, ainda há tempo para reparar esta falta grave rs.
    Cristiane - contra a vontade de ler não há remédio, espero que mude de ideia, não irá se arrepender.

    ResponderExcluir
  12. Eu já ouvi falar muito do autor e li algumas resenhas de Marina, mas ainda não conhecia esse livro. Eu não gostei muito de O Labirinto do Fauno, e por alguma razão o livro não me encantou =/
    Mas, quando estiver no clima para um livro mais 'profundo', vou me lembrar da sugestão :D

    ResponderExcluir
  13. Querida Luisa, O Labirinto do Fauno era apenas uma comparação devido a ser um filme um tanto lúgubre. Mas o livro também tem aventura e romance. Pode ser lido como diversão, apesar de ter uma mensagem mais elaborada.

    ResponderExcluir
  14. Esses dias um amigo meu pegou esse livro na biblioteca e falou muito bem dele, acho que vou dar uma lida nele um dia desses.
    Depois da sua nota então, acho que vou correr e pega-lo e devora-lo.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir