acompanhe o blog
nas redes sociais

24.7.12

SHIBUMI [Trevanian]

Ed. Landscape, 1979 – 479 páginas:
       Acabei de ler este livro que sempre tive vontade. Não me arrependi. O livro é maravilhoso, apesar de muitas vezes ser cansativo e exigir uma busca pelo "São Google". O livro é a edição mais nova, lançada pela Landscape, em 2006, com muito capricho. Já havia visto em sebos em capa mole e papel jornal. Espero que o pessoal se interesse por ele e desde já indico pra ti que gosta de viagens diferentes. - Rodolfo Luiz Euflauzino

A seção Recomendado pelo Leitor foi criada para  melhorar a troca de informações sobre livros e aqui posto a resenha realizada por um Leitor participante do blog. Publico exatamente o que enviam, sem alterações. Participe Também!

Quem Indicou: Rodolfo Luiz Euflauzino

Nota: (com um pé na quinta estrelinha, só não dei 5 estrelas por capricho, o livro é perfeito)

Opinião: Acho que este é um livro para poucos, talvez até perigoso. Trevanian é um autor estranhíssimo, pouco conhecido, um eremita. Alguém aqui já ouviu falar dele? Pois é, mal se encontram fotografias. Este é o pseudônimo de Rodney William Whitaker, avesso à impressa só concedia entrevistas por telefone. Falecido em 2005, é autor de "O verão de Katya" (sucesso no extinto Clube do Livro). Incitado a escrever um livro policial de espionagem, o autor não se limita ao célebre "quem é o espião?" e escreve "o livro" de espionagem, cheio de referências cruzadas. "Shibumi" é um marco e não há tradução para este vocábulo, é algo como "a percepção da simplicidade da beleza das coisas imperfeitas", próximo ao nirvana budista, uma iluminação. Pelo título já da para perceber o vespeiro em que estamos nos metendo. Através de um chauvinismo cáustico, Trevanian detona o capitalismo americano e a maioria dos países europeus. Também trata o mundo árabe de forma caricata e isso chega a incomodar. Por outro lado o livro é ágil e com reviravoltas espetaculares que mantém nossa atenção até o final. Existem passagens angustiantes e outras de rara beleza, com fortes pitadas de erotismo, porém nunca de forma apelativa. Enfim, é um livro que nos força a uma reflexão sobre o motivo de nossa existência. E cito aqui um momento mori presente no livro: "cada hora fere, a última mata".


Porque indicou:  Porque é um best-seller arrasa quarteirão, com mais de dois milhões de livros vendidos. Apesar disso é um livro de difícil assimilação.

Pontos positivos:  Um livro de espionagem diferente, cheio de recursos inusitados, que nos faz pensar a respeito da educação oriental, um mundo completamente diverso do nosso. Cheio de notas do tradutor, a edição da editora Landscape é primorosa.

Pontos negativos: Existem trechos enormes sobre espeleologia que fazem com que um leitor desacostumado (quase todos) fique um pouco sonolento.

Público: Voltado ao público adulto, forte conteúdo filosófico e psicológico.

Sinopse:

Nicholai Hel é filho de uma aristocrata russa e um alemão. Homem sem pátria é criado por um japonês e fica aos cuidados de um mestre de Go (jogo oriental). Hel aprende com tudo e por tudo o que passou. Sobrevivente da Segunda Guerra, como uma fênix, ressurge como um amante habilidoso, poderoso assassino de aluguel, temido por nações e organizações. Versado em várias línguas e culturas, Hel é o que podemos chamar de gênio ou místico. Vivendo isolado numa fortaleza em terras bascas, em companhia de sua amante, é arrastado ao mundo da espionagem contra sua vontade por uma estranha garota que lhe pede auxílio. De caçador torna-se caça de uma organização internacional sem escrúpulos conhecida apenas como Companhia-mãe. A guerra está declarada: de um lado o poder sem limites, a corrupção, a vingança, e do outro o "shibumi". Confesso nunca ter lido um livro dessa natureza, não tem nada a ver com os livros de espionagem de John Le Carré, os quais estou acostumado. Deixo pra vocês o que está escrito na capa: "Ele foi treinado para ser o melhor e agora todos o querem morto".

comentários pelo facebook:

22 comentários em "SHIBUMI [Trevanian]"

  1. Nossa, adorei a resenha! Gosto de literatura de "peso", e fiquei muito interessanda nesse livro... Nunca tinha ouvido falar, nem do livro, nem do autor, mas história realmente me deixou curiosa, e também, esse gênero de livro de espionagem me agrada bastante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo. Faz mais de 20 anos que li e ainda não encontrei um do gênero que superasse. Comecei a ler despretensiosamente. Não consegui parar. Li de uma vez. Demorei um domingo inteiro!

      Excluir
  2. Então cara Lorraine, este livro é pra você. Livros como este, ou Memorial do Convento, ou O nome da rosa, são livros com fortes conteúdos filosóficos, psicológicos e/ou eruditos. São livros para se ler e reler e sempre encontrar significados ocultos se vistos de um ângulo diverso. Corra lá menina, depois me conta o que achou.

    ResponderExcluir
  3. Hum Rodolfo, acho que não leria esse livro não. Não gosto de dizer dessa água não beberei, afinal, nos aperfeiçoamos a cada dia, mas achei a temática muito confusa e complicada =\
    No momento, estou preferindo leituras mais fáceis e mais ágeis, dessas que vc lê numa sentada? Então, rs.
    Obrigada pela indicação, mesmo não sendo do meu agrado, gosto de saber sobre os diversos estilos de livros disponíveis ^^
    Beijos, tenha uma ótima semana =*

    @morenalilica
    Doce Insensatez

    ResponderExcluir
  4. Nossa so pela sua descrição a achei o livro complicado,mas ao mesmo tempo atraente.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Já vi esse livro e até gostei dele. Conseguir ler é que não consegui ¬¬
    O livro parece ser bom mesmo.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia este livro e apesar de se tratar sobre espionagens, que não é meu forte, interessei-me bastante por este porém creio que eu não seja a pessoa mais indicada para lê-lo. Pelo menos não por enquanto pois pareceu-me um livro daqueles que você tem de ter um conhecimento o qual, infelizmente, não disponibilizo.
    Mas gostei muito da dica. ^-^

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Ótima resenha fiquei interessada.
    O melhor de tudo foi saber sobre esse livro,que eu infelizmente não conhecia
    bjs Nati

    ResponderExcluir
  8. Bom gente... realmente é um livro diferente, mas pode ser lido como um livro comum de agente secreto e tudo mais. É um livro mais abrangente, isso não quer dizer impossível de se ler. Por outro lado quem se adapta melhor a livros infanto-juvenis sentirá um pouco de dificuldade. Leitura é importante seja ela qual for, não se sintam menores por preferirem uma leitura passageira - é fundamental que leiam. Todos terão bagagem para ler livros mais complexos, porém devemos começar a ler livros mais simples, tudo tem um começo.
    Aos que se interessaram aconselho adquirirem, não irão se arrepender. Aos que acharam o livro complicado, não desanimem, afinal como bem disse Lilica: nunca diga "dessa água não beberei". Obrigado a todos!

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro e nem o autor mas senti pela descrição do Rodolfo que é bom estar preparada, com a mente aberta e bem disposta para encarar toda essa trama. Realmente, não aparenta ser apenas mais um livro de espionagem, mas uma trama mais intrincada e complexa, onde temos uma visão de uma cultura muito diferente da nossa. Gostei muito da indicação e espero ter oportunidade de conhecer a obra em breve.

    ResponderExcluir
  10. olha, ........podem me chamar do que quiserem, mas nao sou fã de livro filosófico demais nao....
    porém sou uma grande fã de livros de investigação, porem
    peneeeeei demais pra ler "O espião que sabia demais" do Le Carré, como citado...acredito que nao pela historia monotona em si, mas pela tradução estranha! ;o

    mas bem, eu sou uma grande fã do Haruki Murakami (que ja citei aqui) que escreve muito misteriosamente e tem histórias bem complexas, mas sem usar um linguajar rebuscado e de dificil compreensão.
    Se você me disser que esse SHIBUMI tem uma linguagem tão rebuscada como a resenha do Rodolfo, então me manterei longe! hauhehaeuehueahae

    Senão tudo bem.

    Pois é como minha madrasta fala..."que gosta de comidas que não dao trabalho de comer" se referindo ao peixe, e suas espinhas...
    e o mesmo pensamento me vale para os livros hauehaeuaeeueaheu

    ResponderExcluir
  11. Cara Vanilda, na realidade a trama não é intrincada, digamos que seja até simples. O entorno é que parece um pouco mais complexo, mas só um tiquinho.
    Cara sra.Bates, recuso-me a comentar o rebuscado, como o faria de maneira simples? Como o próprio Shibumi explica - a beleza está na simplicidade das coisas imperfeitas. Talvez seja melhor que se mantenha distante deste livro rs.

    ResponderExcluir
  12. Fiquei curiosa a respeito da história. Só li um livro que trata da cultura oriental e não consegui gostar. Uma realidade muito diferente da nossa. Talvez com este seja diferente, já que trata de espionagem. Apesar de parecer ser bastante complexo, acho que vale a pena dar uma chance a ele.

    ResponderExcluir
  13. Não tenho interesse em ler esse livro, mas gostei da forma como recomendou ele. Com certeza não vai faltar pessoas que vão querer ler ele por sua causa.

    ----Leituras & Fofuras----
    www.leiturasefofuras.com.br

    ResponderExcluir
  14. O conteúdo parece ser bem forte!
    De qualquer maneira, a capa é muito linda, mas não sei se o conteúdo me agrada muito.

    ResponderExcluir
  15. Um dos melhores livros que já li. Mesmo depois de 20 anos, ainda lembro da história e da maioria dos detalhes, como a descrição fantástica da água produzindo o som perfeito ao correr sobre as pedras do Jardim que o Nicolai tenta tornar ainda melhor ou da dor que ele sente ao final, vendo o que fizeram com seu Jardim.

    ResponderExcluir
  16. Pelo amor de Deus, onde encontro esse livro?

    ResponderExcluir
  17. Pelo amor de Deus, onde encontro esse livro?

    ResponderExcluir
  18. Oi Willian só encontrei no mercado livre, veja o link abaixo:
    http://lista.mercadolivre.com.br/livro-shibumi-trevanian

    ResponderExcluir
  19. Já li há uns trocentos anos...É muito bom!! E, cara menina, dou-lhe os parabéns pela primorosa resenha!!

    ResponderExcluir
  20. Já li há uns trocentos anos...É muito bom!! E, cara menina, dou-lhe os parabéns pela primorosa resenha!!

    ResponderExcluir
  21. Este livro é espetacular, leiam com calma e não se arrependerão.


    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir