acompanhe o blog
nas redes sociais

12.9.13

A Saga do Assassino: Aprendiz de Assassino, Vol.1 [Robin Hobb]

Ed. Leya, 1995 - 416 páginas:
      O jovem Fitz é o filho bastardo do nobre Príncipe Cavalaria e foi criado pelo cocheiro de seu pai, à sombra da corte real. Ele é tratado como um penetra por todos na realeza, com exceção do Rei Sagaz, que faz com que ele seja secretamente treinado na arte do assassinato. Porque nas veias de Fitz corre a mágica do Talento e o conhecimento obscuro de um garoto criado em um estábulo, entre cães, e rejeitado por sua família.
Quando assaltantes bárbaros invadem a costa, Fitz está se tornando um homem. Logo ele enfrentará sua primeira missão, perigosa e que despedaçará sua alma. E embora alguns o vejam como uma ameaça ao trono, ele pode ser a chave para a sobrevivência do reino.

Uma coisa ficou bem clara para mim, Robin Hobb é realmente uma contadora de histórias. Sempre gostei deste estilo de escrita, pois ela envolve o leitor, aproximando-o dos personagens.

A história se passa num reino chamado Os Seis Ducados, que lembra a idade média, com seus castelos, príncipes e princesas. É contada pelo próprio protagonista principal, o Jovem Fitz (do latim filius, significa "filho de", "bastardo"), um menino que foi abandonado por seu avô materno aos 6 anos na porta do castelo de seu pai, o príncipe Cavalaria, filho mais velho e preferido do rei Sagaz (reparem no nome dos personagem reais, eles representam as virtudes que lhes eram atribuídas ao nascer através de magia, assim o Rei Sagaz deveria ser dotado de sagacidade, perspicácia e ter agilidade de espírito e facilidade de compreensão).

Por ser bastardo, Fitz não tem importância para sua nova família, mesmo sendo filho do príncipe herdeiro. Ele é criado no estábulo, pelo cavalariço de seu pai. Já na sua infância,  percebemos que ele não é uma criança qualquer, pois tem alguns dons, como se comunicar com animais.

Mais Frits não se resume a contar somente sua própria história. Por ser  uma criança quieta e bastante observadora, é um excelente narrador, conseguindo passar ao leitor, de maneira bastante satisfatória, suas percepções acerca do modo de vida dos Os Seis Ducados, além de suas principais relações pessoas, como seu relacionamento com seu tio Veracidade e com seu professor Breu, encarregado de transforma-lo num assassino a disposição do Rei, quando ele ainda é uma criança. Por falar nisso, isto é o mais interessante, ver como Fitz, um garoto de bom coração tenta lidar com seus conflitos pessoas ao ser praticamente obrigado a aprender a arte do assassinato.

- Não gosto muito disso - balbuciei de repente. - A ideia de matar gente.

É um estilo de livro para um público que gosta do gênero, os personagens vão se construindo durante a narrativa, os mocinhos e os vilões são apresentados e a trama vai surgindo devagar mais de forma consistente. Faltou somente neste volume um romance arrebatador, mas agora que nosso personagem principal já cresceu, acredito que isso logo vai pintar por aí...


comentários pelo facebook:

19 comentários em "A Saga do Assassino: Aprendiz de Assassino, Vol.1 [Robin Hobb]"

  1. Ah e vai ter próximo? Eu tenho vontade de ler um livro assim mais épico, mas apesar de ter alguns ainda não os li. Realmente parece algo de um contador de historias, ja imagino ele contando para todos os mistérios da vida do Fitz, que alais que nome eim. Historia intrigante que me deixou com água na boca por mais. Uma pena mesmo não ter nenhum romance, assim fica um pouco enfadonho, mas vindo nos próximos ficara ainda melhor.
    Bj

    ResponderExcluir
  2. @GreicielyGreiviely, tem um pouco de romance, sim, só que leves

    ResponderExcluir
  3. Desta vez eu não fiquei muito animada com a leitura, realmente não faz meu estilo. Por mais que a narrativa seja ótima e a autora uma exímia contadora de história, não rolou pra mim.
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Confesso que pela capa eu n me interessei mas ao ler do q se trata despertou minha curiosidade!!!

    Bjooooos

    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Gisela !! Tudo bem??
    Primeira resenha que li do livro, e confesso que me interessou pelo fato de ser em um reino em outra época,mas estou fugindo de livros que possuem continuação ( por que quero completar outras minhas). Mas espero mais adiante poder conferir esta historia!!
    Bjuss

    ResponderExcluir
  6. Esse livro não me chamou tanta atenção pela capa. Mas lendo a sua resenha fiquei mais curiosa. Ultimamente estou com um problema com os livros narrados em primeira pessoa. Fico querendo saber mais dos personagens e o que eles estão pensando e não temos isso, só de quem está narrando.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nada do autor mas a sinopse e a sua opinião me ganharam, porque gosto muito desse tipo de enredo épico. É daqueles que a gente acompanha o personagem desde pequeno e segue crescendo com ele.

    ResponderExcluir
  8. Esse livro tem uma trama muito boa pelo que vi de resenhas dele. É lega, gostei e queria ler se pudesse. Vale a pena.

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada da autora e adorei a capa desse livro, apesar de não gostar tanto de histórias que se passam na Idade Média, não faz muito meu tipo mas eu me interessei.

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada da autora, por que não tinha achado nada que me agradasse, e pelo jeito vou continuar sem ler, esse livro não me chamou a atenção em nada.

    ResponderExcluir
  11. A capa não me deu interesse e nem a sinopse. Não é a minha leitura, é o tipo de história que eu sou de assistir a ler.

    ResponderExcluir
  12. Gosto muito desse meio medieval, me interessei em ler, apesar de não ter gostado da capa, nem do título (previsível) :B
    Curti bastante esse conflito do personagem quanto a ser uma boa pessoa x ser um assassino! =D

    ResponderExcluir
  13. Ah, quero começar a ler romances estilo épicos, sabe? Acho que são interessantes. Acho que esse seria um bom começo. Vai pra minha lista de Vou ler do Skoob.

    @mmundodetinta
    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br
    https://www.facebook.com/maravilhosomundodetinta?fref=ts

    ResponderExcluir
  14. Não li o livro e como AMO romance e percebi que esse não tinha acabei não sentindo vontade de le-lo!
    Mas tenho que confessar que acho muito legal um personagem masculino, ja que a maioria é feminino!

    ResponderExcluir
  15. Acho muito legal dar um nome que mostra as virtudes atribuídas a pessoa. Gostei do enredo do livro. Legal poder acompanhar o crescimento de um personagem. É uma série? Quantos livros?

    ResponderExcluir
  16. Gosto de histórias com clima Medieval. Esse ambiente cheio de castelos, príncipes e princesas me causam uma sensação bem interessante. Gosto também de tramas narradas por crianças. Outro ponto forte são os nomes/características das personagens, pois assim, já podemos imaginar a personalidade delas. Quero muito ter a oportunidade de ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  17. Uma pena não ter romance, mas mesmo assim me interessei pela história. Quero ver qual será o destino de Fitz, os mistérios de 'Os seis ducados' e como é que ele vai lhe dar com a responsabilidade de ser a maior esperança de salvação do reino.

    ResponderExcluir
  18. Gosto de livros assim, passados em épocas medievais com um reino, intrigas e tal. O romance vem com o tempo numa série em que o protagonista começa criança. Espero poder ler em breve.

    Érica Martins
    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir
  19. É a primeira vez que leio algo dessa trama.
    Parece bem diferente e interessante.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir