acompanhe o blog
nas redes sociais

17.5.14

A Maravilha das Pequenas Coisas [Dawn French]

A Maravilha das Pequenas Coisas [Dawn French]
Ed. Fundamento, 2012 - 216 páginas:
      A maravilha das pequenas coisas é a divertida história de uma família moderna contada do ponto de vista de três de seus membros: a mãe, que pensa que sabe tudo, o filho, que pensa que pode tudo, e por sua vez, a filha, que pensa que não pode nada e que não sabe nada. Cada um vive em seu pequeno mundo e a vida familiar fica cada vez mais caótica - até que eles descobrem o que realmente importa. Um livro para todos os que fazem parte de uma família confusa e bagunçada, mas que no fundo se amam muito e têm certeza de que, seja qual for o problema, sempre haverá alguém pronto a lhe dar mão. 

Onde comprar:


O título pode até sugerir, mas ‘A Maravilha das Pequenas Coisas’ não é um livro de autoajuda. Atraída pela sinopse, que promete diversão, comecei a leitura sem grandes expectativas. Que bom, porque foi uma surpresa tão gostosa! Ri muito com os personagens e as situações criadas.

A família Battle é como qualquer outra, pai e mãe focados no trabalho, filhos adolescentes, desentendimentos e problemas íntimos bem comuns. Uma avó sempre disposta a ajudar e uma cachorra chamada Caca. Estão vivendo um momento bem conturbado...

Ma tem 49 anos e está em plena crise da meia-idade. Um dia não reconhece a própria imagem numa vitrine e, a partir daí, constata que está envelhecendo. Uma nova possibilidade, porém, fará Ma se jogar numa aventura. Apesar de ser psicóloga especializada em adolescentes, não consegue enxergar as necessidades da filha, parece analisá-la o tempo todo e até tenta criar espaço para um diálogo, sem sucesso. Uma personagem egocêntrica, mas muito divertida.

“Respirei fundo para me tranquilizar, pois esses mísseis irracionais de palavras são projeções de sua própria insegurança e ela se sente mais leve quando os lança para mim e ela não pode me diminuir se eu não permitir.' (Ma, p. 37)

Dora é a filha de 17 anos cheia de conflitos: só tem uma amiga (Lottie), sente-se gorda e odeia a própria imagem, ainda é virgem e tenta uma dieta maluca até a festa de formatura. Sua vida é o Facebook e sonha ser cantora. É apaixonada pelo ex-namorado, Sam, e vive em guerra com a mãe, a quem chama “astrochata”. Sua fala é bem adolescente, repetindo várias vezes a gíria “tipo”. Personagem tragicômica, garante os melhores momentos da narrativa.

“Não posso, de jeito nenhum, contar para os meus pais. Ambos são velhos e já desistiram totalmente dos sonhos que tinham. Tudo o que eles fazem é ir para o trabalho. Seja qual for o trabalho deles.” (Dora, p. 70)

Oscar é o filho de 16 anos, cujo nome verdadeiro é Peter, que ele recusa. Excêntrico, extremamente inteligente e crítico, é o típico adolescente que ‘se acha’. É um bom menino, no fundo quer ser feliz e não mede esforços para isso. Está disposto a ajudar a irmã, a quem se refere sempre com adjetivos espirituosos, como ‘desesperada Dora’, ‘rebelde Dora, ‘devastadora Dora’. Há tanta sofisticação em Oscar que a autora usa um texto mais refinado na fala dele. Oscar não tem segredos, mas não vou contar aqui uma particularidade sua, deixarei que o leitor descubra.

Tem ainda Pamela, mãe de Ma e avó adorada pelos netos. É o ombro amigo e o colo carinhoso para a família Battle, sempre preparando deliciosas receitas – que estão no final do livro, um presentão para o leitor. Tenta chamar a atenção de todos para os valores e a simplicidade da vida. Papai só aparece no final, num momento decisivo para a trama. E que problemão eles vão enfrentar!

O ritmo da leitura é intenso, alternando as vozes dos personagens Ma, Dora e Oscar, em formato de diário. Dora e Ma foram as minhas preferidas. São confusas, as típicas ‘mulheres em conflito’, em fases comprovadamente difíceis na vida de uma mulher.

Mesmo sendo uma leitura leve, a autora inseriu importantes reflexões sobre o envelhecimento, a rotina no casamento, as relações virtuais, a descoberta do sexo e, principalmente, o valor das pequenas coisas, invisíveis na correria da vida moderna. Temas como família, amizade e recomeço são bem explorados. Muitas emoções e revelações nas últimas páginas...

Foi uma leitura adorável e, acima de tudo, muito divertida! Espero pelos próximos livros da autora, que é uma comediante britânica de sucesso.

Cortesia da Editora Fundamento
Manu Hitz
Cearense, fisioterapeuta e mãe. “Eu não tenho o hábito da leitura. Eu tenho a paixão da leitura. O livro sempre foi para mim uma fonte de encantamento. Eu leio com prazer. Leio com alegria.” Ariano Suassuna.

52 comentários:

  1. Não conhecia o livro ainda, mas achei muito bacana a proposta!
    Gosto de personagens reais, com seus dilemas e problemas do dia-a-dia. Nesse caso, todos parecem bem construídos e especiais a seu modo.
    A trama parece divertida e leve.
    Espero ter a oportunidade de ler um dia.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não conhecia o livro, mas gosto de livros de auto-ajuda.
    Gosto de ler sobre algumas reflexões e este parece interessante.
    Leria com certeza.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Um livro diferente, não conhecia. E não pensaria que era assim se não lesse sua resenha. Parece bem divertido mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia essa livro, infelizmente não curto muito auto-ajuda, teve uma época em que eu até lia, mas hoje não gosto mais.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Manu
    Adorei a sua resenha. Não conhecia esse livro, mas fiquei super interessada. Os peler.rsonagens parecem bem cativantes. Gostaria muito de

    ResponderExcluir
  6. Amore!!! Não conhecia este livro e fiquei encantada com a descoberta!!

    Intenso e leve. Suave e reflexivo, foi isso que entendi na sua resenha!! Amei ♥

    Parabéns! Resenha linda!!

    Bjkas

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. O título me chamou a atenção, já a história não parece fazer muito meu estilo :/
    Beijos,K.
    Girl Spoiled
    http://girlspoiled.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nunca tinha visto nada a respeito desse livro, mas gostei do que você falou sobre ele. Amo tramas assim! Parece divertido mesmo, gostei ainda mais por ter partes reflexivas. Realmente o título nos induzem a achar (pelo menos um pouco) que se trata de um auto-ajuda. Que bom que não é! A capa é linda, aliás. Espero ter oportunidade de ler!

    ResponderExcluir
  9. Eu também quero ler este livro, porque me identifiquei um pouco com ele, sabe como é, idade da mãe e da filha, problemas do cotidiano... Mas o interessante neste tipo de relação é que os jovens acham que seus pais não tem vida própria...
    Mas posso assegurar para vocês: existe sim, vida depois dos 40!
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  10. Gostei muito da premissa do livro. Muito legal isso de explorar o cotidiano de uma família.
    Vou adicionar a minha lista com certeza.

    ResponderExcluir
  11. querida manu, me senti engolfado pelas palavras de sua resenha. primeiramente porque minha esposa está perto da idade de Ma e faz psicologia e sente as dores que perpassam toda mulher bonita. depois porque seu nome é Dora (todos a chamam assim, porque é Auxiliadora), e pra mim ainda é a mesma menininha de 17 anos que conheci. então o livro já se tornou obrigatório aqui em casa. mas não é só por isso, e sim, fundamentalmente, porque dar valor às pequenas coisas subentende um olhar mais apurado, negligenciando confortos que não estamos dispostos a abrir mão. então mais uma vez sua resenha cai como uma luva, indicando um livro pra saborearmos e aprendermos. obrigado mais uma vez pela dica e pela bela resenha!

    ResponderExcluir
  12. Gostei! ? Parece ser uma leitura muito divertida! Achei a capa bem charmosinha e a família bem cativante, cada um com suas particularidades e problemas, que poderiam ser os nossos ou dos nossos parentes e conhecidos! Obrigada pela dica!!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  13. Sabe, eu solicitei este livro para resenha pois adorei a capa, bem simples e bonita.
    Eu tenho certeza de que vou gostar muito da leitura e não vejo a hora do meu exemplar chegar para ler logo. Nem sabia que a autora é um comediante, interessante.

    Beijão, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Ai, amei o livro, a capa é bem interessante e diferente e a resenha ficou ótima! Beijos e sucesso!
    http://apenasumaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse livro a capa é linda, simples porem linda <3
    A resenha é diferente das que eu vejo adorei :D vou procurar saber mais do livro *-*

    ResponderExcluir
  16. Bem legal sua resenha,não conhecia o livro e fiquei com bastante vontade de ler.

    O blog está lindo,parabéns!!

    bjsss

    Bianca

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  17. Manu, minha linda!
    Que resenha enormemente linda! Fiquei apaixonada!
    Não conhecia o livro, mas fiquei encantada. Gosto de livros divertidas e intercaladas na narração pelos personagens. Acho que esse é um livro que não posso deixar de ler.
    Beijos
    Coisas de Meninas

    ResponderExcluir
  18. Oi Manu, acredito que esse livro seja bem dinâmico, afinal traz exemplo de pessoas e dificuldades atuais de se conviver socialmente
    tem humor, tem a dificuldade, tem o ego, tem tudo para cativar
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Manu!
    Curti a proposta do livro, abordando esse aspecto das famílias contemporâneas, onde dentro de cada residência convivem diferentes pessoas, ao mesmo tempo tão perto e tão distantes umas das outras, cada qual na sua própria "vibe" e "timing". A vovó Pamela parece ser um elo de ligação entre todos, fiquei curiosa pelas receitas dela :)
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  20. @Rodolfo Euflauzino
    Olha o Rodolfo Euflauzino todo romântico, parabéns Dora =)

    ResponderExcluir
  21. Oi Manu, mais um livro que não conhecia. Lendo sua resenha fiquei super interessada em conferir esta leitura. Já estou colocando na lista dos desejados. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  22. querida Elis, sou um romântico incurável !!!!! :D

    ResponderExcluir
  23. O lado que eu considero mais positivo de ler resenhas como a sua, Manu, é que temos a oportunidade de conhecer livros que, de outra forma, não teríamos a acesso e talvez passariam despercebidos. Esse é o caso da Maravilha das Pequenas Coisas, que eu não conhecia e nem fazia ideia de qual era a temática. Também estou aí na faixa de idade da Ma e mesmo minha filha ainda sendo criança, já posso sentir os choques de ideias e gostei demais desse enredo. E vou confessar que o que mais me chamou atenção foi esse toque de humor, acho que faz toda diferença na história. Esse já está na minha lista, Manu! Obrigada por mais uma bela resenha!

    ResponderExcluir
  24. Acho que vou gostar do Peter (quer dizer, Oscar!), sindo uma certa identificação... hahahahahahaha
    Ainda não conhecia esse livro, mas ele parece ser super legal, entrou na minha lista de desejados!
    Amo leituras leves e amo quando a voz da narrativa fica alternando. Esse livro tem tudo para eu amar, então!
    Ah, e amei a resenha!

    Beijo :*
    www.tainahrodrigues.com
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. É muito gostoso quando começamos uma leitura sem grandes expectativas e nos surpreendemos no final. Fiquei feliz em saber que temas como família, amizade e recomeço foram explorados, o livro deve ser no todo muito bom!
    Amei sua resenha!
    Beijos... Samantha Culceag.
    sopramenores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Gostei bastante da ideia que esse livro perece ter de misturar temas difíceis com uma escrita mais divertida. Fiquei bem curiosa e adorei conhecer um livro tão diferente!
    Beijos
    http;//sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Já me diverti só com a descrição das personagens. Parabéns pela resenha, me deu tanta vontade de ler que até anotei aqui na minha lista!
    Beijos,
    http://www.doceilusao.com/

    ResponderExcluir
  28. Não conhecia o livro e olhando pela capa não dava nada.
    Mais olhando agora sua resenha vi que é um livro divertido ,falando coisas do nosso dia a dia e familiaries .Já quero ler

    ResponderExcluir
  29. O título e a sinopse quase me enganaram: achei que era de autoajuda! Muito boa sua resenha! Vou adicionar o livro à lista de desejados (nunca li um livro escrito por comediante, deve ser muito divertido!!).
    Beijoo, Gabe!

    mundomagicolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  30. Manu,
    O livro parece ser realmente adorável e para aqueles momentos em que precisamos de leituras assim mais levinhas e que de certo modo nos deixam boas mensagens. Adorei sua resenha! Beijo ^^

    ResponderExcluir
  31. Oie, tudo bom?
    Eu adoro livros mais humanos como esse que aproximam os personagens dos leitores. Não conhecia o livro, mas sua resenha soube expor bem os aspectos positivos da história.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Bom dia Manu,

    Não conhecia esse livro e achei bem interessante e pela sua resenha super divertido, gostei demais da dica, vai para a listinha......abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  33. A resenha da Manu já nos faz mergulhar na leitura. Ainda não li o livro e já estou muito interessada. Passa a idéia de realidade, dos nosso conflitos familiares e pessoais, retratados de uma forma leve, reflexiva e ao mesmo tempo divertida. Ansiosa pra começar a leitura já. Obrigada pela belíssima dica Manu!!!

    ResponderExcluir
  34. Estou sem tempo para ler e gosto muito de saber mais sobre leituras leves e divertidas, sem muitas pretensões.
    E mesmo assim o livro tem algumas reflexões e isso é mais um ponto positivo que me fez querer conhecer mais sobre a estória.
    Adorei os personagens, idades e gênios diferentes... e isso sempre gera conflitos, super normal, né? hehe
    Espero ter a oportunidade de ler este livro.

    ResponderExcluir
  35. Assim que vi a capa e o título, também imaginei que era algo próximo da auto-ajuda. Que bom que não é, né?!?! kkkkkk
    Achei bem interessante essa abordagem das fases mais complicadas da vida de uma mulher: A chegada da velhice e a tão famosa aborrecência. Me parece que as passagens das duas, além de reflexivas, são divertidas. Afinal, mulheres nessas fases são praticamente protagonistas de novelas mexicanas. kkkkkkkk

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  36. Oi Manu, eu não conhecia o livro, confesso que pela capa eu achei que ele fosse puramente auto ajuda. Não curto muito esse genero, mas como vc disse que ele nos traz uma boa reflexão da vida então me interessei. Muito boa a resenha.
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Oi Manu, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas o nome e a capa são bem chamativos. Como você, eu também gosto de livros que os personagens nos fazem dar gargalhadas. Acho que irei procurar este livro para ler.
    Ótima resenha, adorei.
    Muito lindo o blog, já estou seguindo. Se puder retribuir!

    Bjs
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  38. Olá linda, tudo bem?
    É minha primeira vez aqui em seu blog e já posso dizer que adorei, até porque após ler sua resenha eu fiquei bastante impressionada, porque é o tipo de livro que adoraria ler. Espero ter a oportunidade, até porque eu estou precisando de alguns livros que abordam assuntos assim.

    Outra coisa também, queria dizer que amei seu blog, sua organização e principalmente o seu conteúdo. Gostei mesmo e espero poder passar muito mais vezes aqui para te visitar e que possamos ser BOAS AMIGAS também né?? isso é lógico (Risos)
    Enfim...Vou seguir vc nas suas redes sociais vc me retribui também?
    E se quiser, gostaria de te dar um presentinho, pegue o BANNER do meu blog pra trazer aqui e se vc aceitar parceria com o meu blog avisa, porque eu te linko também em meu blog =]

    Se cuida linda e mais uma vez PARABENS !!

    Ahh...Outra coisa...Deixa eu te perguntar uma coisa, vc por acaso tá organizando ou foi convidada para alguma promoção de blog? É que estou querendo participar...SE VC SOUBER ou vier a fazer com alguem me chama? Adoraria participar. Enfim... =]

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  39. Oi! Gostei bastante da forma que descreveu o livro, com certeza ele já está na minha lista de leitura, parece ser muito divertido!! Bjoo

    ResponderExcluir
  40. Oiee ^^
    Vendo a capa e o título pensei que era de auto-ajuda...haha' fiquei feliz em ver que não é. Gostei bastante da resenha, me deixou curiosa. Normalmente não leio muito livros com muitos conflitos, mas esse me deixou interessada.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  41. Manu, confesso que esse livro não tinha chamado minha atenção até ler sua resenha! Nunca ia imaginar que fosse tão reflexivo, leve e divertido, se eu não estivesse mergulhada na série Rangers da Fundamento ia pedir também! rs...

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  42. Oi Manu! Senti que os personagens são bem reais, isso nos permite uma proximidade maior com a história e até mesmo uma identificação. Lendo a resenhe eu gostei da filha, imagino que sus dieta malucam renda boas risadas, a história fica interessante por passar uma mensagem verdadeira, realista, com bom humor. Ótima resenha.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  43. Oi, Manu! Finalmente vim conhecer seu cantinho! E ainda bem que você deixou o link dessa resenha, porque eu nunca tinha ouvido falar sobre esse livro e me encantei. Coisa mais temida esse tal de envelhecimento, né? E é sempre bom que retratem com bom humor e de uma maneira leve. Tá anotado pra quando puder comprar. ;)
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  44. Oi Manu ,
    Percebi que é um livro com linguagem bem atual né?

    A principio logo de cara , sim me pareceu um livro de auto ajuda, mas acho que a proposta vai muito além disso.

    Parece uma leitura , leve, divertida, justamente o que eu preciso pra intercalar com as minhas leituras densas rs.

    Adorei a resenha prática e direta!!

    Bjs

    Sara

    ResponderExcluir
  45. Manu, eu estou encantada com sua resenha, acho que é a primeira que leio (me desculpe por isso), no entanto a forma como você expõe as situações e as personalidades dos personagens é bem clara e objetiva, sem se quer uma vez escorregar em spoiler, isso é raro minha cara, muito raro kkkk. Mas sobre o livro em si, confesso que não conhecia, no entanto fiquei tentada a lê-lo, já que estou em uma fase mais comédia para não cair na tão temida ressaca literária. Será que esse livro se encaixa nessa situação? Enfim, adorei mesmo e para finalizar queria agradecer seu comentário lá no blog, ele me deixou contente =D http://blogliterata.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  46. Oi Manu adorei a capa do livro achei bem fofa, gostei ainda mais da resenha pelo que você escreveu parece que os personagens são mais reais pelo fato dele serem um pouco comum, acho que isso torna a historia ainda mais interessante.
    Com certeza vou incluir na minha lista de desejados :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  47. Ah! A Manuh e suas lindas palavras! Amei a resenha, a verdade é que já estava amando os quotes que você colocava no face. Adoro histórias com conflitos familiares, ainda mais agora que tenho meu bebe, sempre me pego refletindo sobre as situações e personagens.
    Com certeza vou ler esse livro, fiquei com muita vontade.

    Bjs
    Aline Lima

    ResponderExcluir
  48. Gostei do fato do ritmo da leitura ser intenso e também de abordar o valor das pequenas coisas. Vou ler com certeza.

    ResponderExcluir
  49. Eu achava que o livro era uma coisa, mas pela sua resenha é outra. Não senti vontade de ler. Mas acho que tenho uma amiga que faz o estilo dela e posso recomendar.

    ResponderExcluir
  50. Adorei a resenha e o fato do livro abordar sobre questões como: o envelhecimento, a rotina no casamento, as relações virtuais... Pretendo lê-lo.

    ResponderExcluir
  51. Oi Manuh!
    Lembro que uma vez conversamos que vc não era de ler livros mais 'divertidos', que bom que mudou e gostou, ;)
    Bj!

    ResponderExcluir
  52. Comédia britânica?! Muito interessante *_* Achei linda a capa e a estória em si bem do gênero que gosto de ler <3 Fica a dica!

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo