acompanhe o blog
nas redes sociais

9.5.14

Querida Sue [Jessica Brockmole]

Querida-Sue
Ed. Arqueiro, 2014 - 256 páginas:
      Querida Sue é uma história envolvente contada em cartas. Com uma escrita sensível e cheia de detalhes de épocas que já se foram, Jessica Brockmole se revela uma nova e impressionante voz no mundo literário.



Onde comprar:

Querida Sue despertou minha atenção imediatamente, sou fã de capas bonitas e títulos sugestivos, e mais ainda de histórias passadas em períodos de guerra. Depois de ler a sinopse minha intuição apontava para uma leitura maravilhosa... exatamente como foi!

A história é contada através de cartas e atravessa as duas grandes guerras. A autora conseguiu inserir todas as informações necessárias para a compreensão dos conflitos e sentimentos dos personagens, imprimiu personalidade à escrita de cada um, de maneira que percebemos a diferença entre seus textos. Imaginei que perderia observações importantes, que ficam implícitas num romance epistolar, mas ainda assim a narrativa ficou completa.

Elspeth é uma jovem poetisa que vive isolada na Ilha de Skye, na Escócia. Ao receber a carta de David Graham, um fã norte-americano, em 1912, não imaginava as mudanças que a intensa troca de cartas provocaria na vida de ambos. Aos poucos a amizade, gerada na admiração mútua e na troca de confissões e provocações divertidas, se transforma em paixão. E que paixão!

“O chalé não é grande o bastante para eles três e para meus sonhos e eu.” (p. 142)

Margareth é a filha de Elspeth e o ano é 1940. Apaixonada por Paul, que parte para a guerra, acaba se desentendendo com a mãe, que quer proteger a filha. Elspeth tenta alertá-la para a dor e o sofrimento de viver um amor em tempos de guerra. Afinal, vive amargurada por um afastamento semelhante. Até que uma explosão derruba uma das paredes da casa em que vivem, revelando inúmeras cartas escondidas, que Elspeth recolhe desesperadamente. Mas deixa escapar uma. É com esta carta, dirigida à ‘Querida Sue’, que Margareth sai em busca do passado de sua mãe, que também lhe diz respeito.

Ah, caro leitor, o que sucede a partir desses amores sofridos é um encadeamento de desencontros e surpresas, as incertezas tomando os personagens e também a nós, que sofremos com eles, planejamos e desejamos ardentemente que as coisas se arranjem da melhor forma. Imagine viver um grande amor através de cartas. Não havia e-mail ou qualquer facilidade dos nossos tempos! É preciso muita paciência e resignação para esperar a chegada de alguma comunicação, além de muita esperança de que sejam boas notícias. Sem falar na saudade...

A narrativa alterna as cartas trocadas entre Elspeth e David, de 1912 a 1917, e entre Margareth e Paul, em 1940. Há outras cartas ainda, dirigidas a personagens importantes, que juntam as pontas desse romance tão intenso e rico em detalhes. Bombas, trincheiras, medo, o ambiente da guerra é assustador e ameaça os dois romances! É difícil fazer uma pausa e deixar pendente o que a próxima página reserva...

Os personagens são fortes e muito bem construídos. Ao longo dos anos podemos perceber o amadurecimento de Elspeth e David, ele muito mais do que ela, por ser tão jovem e dependente dos pais. Elspeth é corajosa, inteligente, bem-humorada, muito à frente de sua época. David é encantador, seduz não somente sua amada, mas também a leitora, que se descobre apaixonada... Os secundários também têm seu brilho, destaco a mãe de Elspeth que, silenciosamente, vai mostrar o quanto é admirável.

'Pense em quando você trava conhecimento com uma pessoa pela primeira vez, Sue. É preciso passar por todas aquelas bobagens superficiais, pelas avaliações dos sotaques e dos paletós xadrez. Um questionamento das aparências. Depois que cada um considera que o outro vale a pena, os dois podem de fato tratar de se conhecer, de dar início àquelas primeiras sondagens. Descobrir que tipo de coisa move o outro - o que o faz gritar, o que o faz rir, o que o faz tremer. Você e eu temos sorte. Nunca tivemos de nos preocupar com a primeira parte, a avaliação visual. Entramos direto na parte interessante. Em conhecer as profundezas e a amplitude da alma do outro.' (David, p. 64)

Espero que os românticos leiam este livro. Com o romance de estreia, Jessica Brockmole revela-se uma talentosa escritora, da qual virei admiradora. Querida Sue é um livro inesquecível!

Cortesia da Editora Arqueiro
Manu Hitz
Cearense, fisioterapeuta e mãe. “Eu não tenho o hábito da leitura. Eu tenho a paixão da leitura. O livro sempre foi para mim uma fonte de encantamento. Eu leio com prazer. Leio com alegria.” Ariano Suassuna.

comentários pelo facebook:

34 comentários em "Querida Sue [Jessica Brockmole]"

  1. A capa é mesmo muito linda, fiquei encantada. Essa deve ser uma boa leitura já que a autora conseguiu inserir todas as informações necessárias para a compreensão dos conflitos e sentimentos dos personagens, é bem chato quando a gente não entende o que se passa no coraçãozinho dos personagens não é?
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
  2. Esse livro parece ser muito bom, cara... Eu amo romances, e parece que esse é ótimo mesmo. Acho que nunca li nada onde tinha tudo com a narrativa epistolar. Mas acho que esse seria ótimo pra começar. rs Espero muito ter oportunidade de ler, parece valer muito a pena!

    ResponderExcluir
  3. A capa desse livro é super bonita pena que eu não gosto de romances muito meloso...Mais ainda não li nenhum livro desse autora vai que é tipo ótimo é eu nem to sabendo... Vou procurar algum livro da autora que combina mais comigo uma historia que mi deixa morrendo para poder ler *-* :P

    ResponderExcluir
  4. Belíssima mistura de romance com o clima de guerra.
    Não imagino como é viver num contexto como esse, muito menos como é se comunicar exclusivamente por cartas. As dificuldades devem ser absurdas realmente.
    A trama parece bem envolvente, assim como os personagens.
    Espero ter a chance de ler esse livro. Provavelmente vou gostar demais!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Não é um livro que me desperta interesse =/

    ResponderExcluir
  6. Adorei, Manu.
    Estou numa fase distópica, lendo tudo que posso... Aderi a "modinha" e estou adorando.
    Tenho uma lista de leituras para este ano e vou incluir este livro na lista com certeza.
    Queria poder adquiri-lo já, mas tudo a seu tempo, hehe.
    Bem, eu adoro estórias ambientadas em meio a guerra. Aprendo muito sobre os fatos também.
    Sou romântica ao extremo e sei que vou adorar este livro.
    Achei a capa lindíssima e a estória por meio de cartas despertou meu interesse ainda mais por saber que a estória é tão completa e os personagens tão bem construídos.
    Fico pensando o quanto é doloroso ficar esperando uma carta do seu amado (ou amada) chegar. Ainda bem que temos e-mail, mas cartas é tão maravilhoso. Já passei pela fase de trocas de cartas, acredita? É emocionante receber uma :D
    Enfim, quero ler este livro. Amei sua resenha.
    Bjão.

    ResponderExcluir
  7. Um belíssimo livro!! Quero muito ler!

    ResponderExcluir
  8. Manu, essa é a primeira resenha que leio do livro e confesso que não sabia o que esperar. Acho muito interessante quando o enredo é focado em cartas porque dá um tom mais intimista e até mesmo mais real à narrativa. E quando se trata de um romance de uma época de guerra, acho que surgem as mais belas histórias. Realmente é de se pensar na dificuldade da comunicação e do tempo angustiante de espera entre uma carta e outra. Uma belíssima recomendação, Manu!

    ResponderExcluir
  9. Este livro já está encabeçando minha "listinha". Amo um bom romance.
    um baraço
    Gisela

    ResponderExcluir
  10. Também adoro romances dos tempos de guerra, à la John Boyne. rsrsrs
    'Querida Sue' me chamou a atenção desde o lançamento com essa capa linda!
    Agora estou ainda mais encantada com o livro só de ler sua resenha... preciso ler agora, como faz?
    Bela resenha, Manu. Mais um para os desejados! :)

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Quero muito ler esse livro. Adoro livros que falam sobre as Grandes Guerras Mundiais . Deve retratar bem como sofriam os apaixonados separados pela guerra. A capa é linda e muito delicada.

    ResponderExcluir
  12. Ah parece mesmo ser um livro bem romantico.
    Fiquei ainda mais curiosa. Eu preciso muito deste livro.
    Querendo muito ler ele.
    Parabéns pela resenha.


    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Manu, oi Gisela!
    Livros com enredos que se passam no período da guerra não costumam me atrair, mas confesso que fiquei curiosa com "Querida Sue" pela peculiaridade da narrativa utilizando cartas e pela sensibilidade com que a autora parece abordar o tema. Troquei muitas cartas com amigas na adolescência, porque eu não tinha telefone e utilizávamos esse meio de comunicação no período de férias, a sensação de receber uma carta de quem se está com saudades é indescritível.
    Adorei a resenha ♥
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
  14. Linda resenha Manu. Estou com o livro aqui, mas ainda tenho uns 3 antes que chegue a vez dele. Espero saborear esta história e gostar tanto, quanto você gostou. A capa é belíssima. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  15. Nossa quero muito ler esse livro. A premissa desse livro me chamou a atenção e pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  16. Eu também sou louca por capas bonitas, as vezes compro o livro só pela capa.
    E a capa desse realmente é muito bonita, a história também me parece ser muito bom. Depois de ler sua resenha fiquei com bastante vontade de lê-lo.
    Já está na minha lista de desejados.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  17. querida Manu, se o livro é para românticos então sou um forte candidato. sou daqueles que choram até em filme do bambi, mas não largo o osso e não tenho medo de confessar, gosto muito dessa angústia que é o amar. livros recheados de missivas são também meu ponto fraco, porque elas como nenhuma outra revela o que levamos no peito. em tempos de email e relacionamento global, as cartas ficaram em segundo plano, mas elas ainda carregam essa aura romântica, época em que colocávamos o coração na ponta da caneta. a segunda guerra ou as consequências geradas a partir dela também me pegam pelas mãos, faz com que eu pesquise cada detalhe de um livro histórico. então bora ler mais este livro, porque sua resenha, como sempre me deixou com sabor de quero também na boca. bela, belíssima!

    ResponderExcluir
  18. Um romance contado através de cartas
    A capa está linda, tem tudo que um livro de romance precisa
    E ainda de época perfeito

    ResponderExcluir
  19. Oi Manu, mais um para os desejados, rsrs.
    Enredo em época de guerra, cartas permeando toda a trama, tudo que eu curto em um livro, =D
    Bj!

    ResponderExcluir
  20. Eu já tinha ouvido coisas boas sobre esse livro, inclusive lido resenhas que falam tão bem quanto a sua.

    Bom demais quando um livro nos emociona dessa forma, permite que nos apaixonemos.

    Bjs

    ResponderExcluir
  21. A capa realmente é linda, Manu. Lendo a resenha, me lembrou do filme "A Casa do Lago", com Keanu Reeves e Sandra Bullock, que me emocionou profundamente. Fiquei chorando no cinema. Estou curiosíssima para ler!

    ResponderExcluir
  22. Olá Manu e Gisela :)
    Resenha muito bem escrita. Como romântica inveterada que sou, já curti o livro :)
    E concordo contigo Manu, a capa é mesmo belíssima!
    Parabens pela resenha, amei a dica de leitura!
    Beijos, até mais!

    Doce Insensatez
    @morenalilica

    ResponderExcluir
  23. Oi Manu.
    Este romance parece ser cheio de emoção. Você conseguiu passar pra resenha muita coisa interessante. Adorei o fato das relações mencionadas da guerra com a estória dos personagens. É legal isso que a autora fez. mencionar fatos da história em seu livro. Já pensava em ler e realmente a capa é show. Com certeza, depois de ler a resenha, vou amar este livro. Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Manu do céu, como não amar esses livros? eu não dava nada pelo livro, mas ja me imagino lendo e adorando
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Manu essa é a minha leitura atual e confesso que estou achando ela meio arrastada e sem sair da mesmice. Mas mesmo assim vou insistir. Assim como você gostei dos personagens e espero dar 5 estrelas assim como você deu no final.
    Bjss e Parabéns pela resenha.

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Oi Manu!
    Você falou algo que é completamente verdadeiro: a maneira de como a autora imprimiu personalidade em cada escrita. Cada carta parece realmente ter sido feita por pessoas diferentes.
    Eu ficava imaginando, também, das angústias de se viver esse amor a distância, com as demoras no recebimento de cada carta.
    Enfim, é realmente um romance inesquecível e admirável, e leitura obrigatória para os românticos de plantão!
    Sua resenha, como sempre, está repleta de sensibilidade, além de muito bem estruturada :)
    Beijão, querida!

    ResponderExcluir
  27. Manu, com essa resenha não tem como não se interessar pelo livro. Vou comprar hoje.

    ResponderExcluir
  28. Adorei a resenha, Manu!!! Como você sabe, não é o tipo de livro que leio geralmente, mas, às vezes, até me arrisco a ler algo com essa carga dramática um pouco mais latente. Nunca li nenhum romance epistolar, mas sempre tive curiosidade. O legal aqui é que a autora trás muito dos sentimentos que as pessoas passavam em épocas sem tecnologia, e o pior, em tempos de guerras.
    Mais uma vez, parabéns pela resenha!!!!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  29. Amante de um bom romance e depois de ler um livro resenhado de maneira perfeita pela Manu, é claro que eu vou querer ler.
    O interesse veio logo que vi este livro como lançamento, a capa e a apresentação sintética da história me deixaram curiosa, mas nada como poder ler a opinião de alguém que tem um bom gosto de leitura e sabe resenhar tão bem que nos deixa com gosto de quero mais.
    Com certeza "Querida Sue" vai entrar definitivamente na minha meta de leitura.
    Obrigada Manu!! ;)

    ResponderExcluir
  30. Concordo com você, também achei o livro inesquecível e virei admiradora da Jessica! Eu até sonhei com esse livro quando estava lendo! hahahaha É muito lindo ♥

    Beijos :*
    www.tainahrodrigues.com
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. Não estou no clima para ler todo esse drama amoroso. Tem uma história interessante, mas por enquanto não quero ler. A capa é realmente linda.

    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir
  32. Adoro amores em tempos de guerra e amei o fato da história ser contada através de cartas.

    ResponderExcluir
  33. Oi Manu!
    Já li algumas resenhas positivas sobre esse livro e estou bem curiosa sobre a leitura. Parece ser uma história linda e envolve duas coisas que são perfeitas em romances: cartas e um período de guerra... Gostei muito da sua resenha, me deixou ainda mais curiosa!
    Beijos
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir