acompanhe o blog
nas redes sociais

16.3.15

Amores Proibidos Na História do Brasil [Mauricio Oliveira]

Ed. Contexto, 2012 - 160 páginas:
      A história de uma nação é feita não apenas de brados retumbantes, mas também de palavras de amor sussurradas, muitas vezes, às escondidas. Este livro conta às dificuldades que importantes personagens da nossa história tiveram para efetivar suas paixões, nem sempre aceitas pela sociedade. Os casais retratados neste livro viveram cada um ao seu modo, um romance proibido, deliciosamente apresentado pelo autor, o jornalista e pesquisador Maurício Oliveira. Os cenários são as ruas fracamente iluminadas do Rio de Janeiro, a cabine de um navio rumo à Europa e até um cemitério de São Paulo. Permeados por brigas, traições e separações, mas também por comunhão, romance e muito desejo, estes contos da vida real nos mostram que as grandes personalidades também estão sujeitas às intempéries e às delícias do amor. 

Onde comprar:

O que dizer de Amores Proibidos Na História do Brasil para ser justa com a obra? Nunca passou pela minha cabeça que fosse gostar tanto de um livro não-ficção, que nos apresenta fragmentos da nossa história, sob um ponto de vista diferente: o amor. O livro me surpreendeu logo nas primeiras páginas, com a maneira agradável e respeitosa que o autor teve ao relatar estes romances verídicos que se destacaram na memória de nosso país, uns por serem escandalosos, outros por quebrarem regras, outros por desafiarem toda uma sociedade, mas seja qual for o motivo destes romances terem entrado para história, garanto a vocês que podemos tirar deles várias lições aprendidas.

"Amores proibidos nunca foram fáceis. Por influência de algum mecanismo insensato da psiquê humana, as paixões se tornam ainda mais sedutoras, perturbadoras e atraentes quando há algum impedimento para que se realizem em toda sua plenitude."

Os casais retratados no livro são:

Chica da Silva e João Fernandes (1753-1779), Dom Pedro I e Marquesa de Santos (1822-1829), Giuseppe e Anita Garibaldi (1839-1849), Joaquim Nabuco e Eufrásia Teixeira Leite (1873-1889), Chiquinha Gonzaga e João Batista Lage (1899-1935), Oswald de Andrade e Patrícia Galvão (a Pagu) (1928-1935) e Lampião e Maria Bonita (1930-1938).

 
Dom Pedro I e Marquesa de Santos - Joaquim Nabuco e Eufrásia Teixeira Leite

 
Giuseppe e Anita Garibaldi - Lampião e Maria Bonita

Acredito que todos já ouviram falar deles, senão pelos livros escolares, por algumas séries exibidas na televisão, mas aqui suas vidas são retratadas de modo diferente, um pouco mais detalhada que nos livros e menos fantasiosas que nas séries. Ao ler cada uma delas, acreditamos na precisa narração de Mauricio, algumas vezes pontudas por trechos de cartas correspondidas entre os amantes ou pelas descrições de diários pessoas.

O que mais me impressionou no livro foi sua narrativa leve a descritiva, expondo os sentimentos dos amantes, suas características físicas, como se conheceram, o que pensavam e ao mesmo tempo inserindo-os nos contextos históricos do Brasil, afinal, cada um destes personagens deixou sua marca na nossa história.

O livro conta com 160 páginas, então se eu me delongar vou acabar com a surpresa reservada a cada casal, mas gostaria de deixar aqui alguns trechos que me marcaram, pois mostram como nosso povo desde cedo foi ludibriado pelos seus governastes. Vejam um trecho de 1753, onde João Fernandes tem que deixar o Brasil para estudar, já que a Coroa Portuguesa evita educa-lo na tentativa de mantê-lo dominado:

"Não havia universidades na colônia, por proibição expressa da Coroa, que queria evitar o surgimento de uma geração de brasileiros críticos o suficiente para começar a pleitear a independência."

Ou quando Delfim Pereira, mesmo sabendo que D. Pedro dormiu com sua mulher, fica logo conformado com o caso, pois por meio dele, consegue um importante cargo que lhe permitiria enriquecer ilicitamente:

"Com o tempo, Pereira esqueceria de vez qualquer ressentimento para se tornar amigo íntimo de D.Pedro, que lhe valeria uma nomeação como superintendente das quintas e fazendas imperiais. Era um cargo extremamente compensador do ponto de vista financeiro - menos pelo salário e muito mais porque facilitava a cobrança de propinas."

E alguns amantes ainda nos ensinam que a vida não perdoa, então nós temos que aprender a perdoar.

"Se pudessem voltar ao dia em que se conheceram a bordo do Chimborazo, é provável que tanto Joaquim quanto Eufrásia tivessem se esforçado para mudar seus destinos. Mas a vida é uma só - e não costuma perdoar indecisões."

Conheça um pouco mais sobre os amores proibidos da história de nosso país, será uma experiência deliciosamente agradável.

"Em seu favor pode-se argumentar, ao menos, que nenhum grande amor deve ser considerado um erro."

Cortesia da Editora Contexto

Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

21 comentários em "Amores Proibidos Na História do Brasil [Mauricio Oliveira]"

  1. De fato, a abordagem da história do nosso país pelo enfoque do amor é bem inusitada e, aparentemente, muito boa. Achei muito interessante a resenha e mesmo sem gostar tanto de livros de não ficção, fiquei curiosa.
    Os personagens reais, que conhecemos da escola, passam a se mostrar de formas inimagináveis e diferentes. E isso é demais!
    Se tiver a chance de ler um dia, assim o farei.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Adoraria ler esse livro. Eu sinto muita falta de conhecer a história do nosso país porque na escola, por incrível que pareça, eu não aprendo. As únicas coisas que sei é porque meu pai me conta ou eu leio na internet. Mas tem muita coisa pra aprender e com certeza precisarei de ajuda.

    ResponderExcluir
  3. Que interessante, Gisela! Adoro quando descubro aqui livros que não são tão comentados, mas que valem a pena dar uma lida. Gostei muito da forma como a história do nosso país foi contada nesse livro. Sempre ouvimos falar desses casais no colégio, mas não de uma maneira aprofundada. Fiquei curiosa para saber mais sobre eles!

    ResponderExcluir
  4. Menina, tem muita não-ficção que é incrível!!

    Essa pelo jeito tem tudo pra ganhar meu coração.

    Adorei a resenha!!!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Gisela!
    Amo/sou um bom livro de história real. Sou apaixonada por história desde que me entendo por gente e gostei de conhecer a respeito dessa obra; não tinha ouvido falar, mas parece fascinante *-*
    Conhecer romances históricos que realmente aconteceram sempre deixa tudo mais emocionante.
    Giuseppe e Anita, Lampião e Maria Bonita, Oswald e Patrícia! PRECISO deste livro!
    A resenha ficou excelente *-*

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. nuuuuuuuu fiquei boquiaberto com este livro, quero lê-lo um dia, é claro. é o tipo de livro que eu gosto, que fala dos "bastidores", de decisões tomadas na alcova. e como poderia ser diferente num país tropical cheio de encantos? brincadeirinha! gosto de chafurdar na lama da história e todos os personagens que citou me encantam, um em especial: Lampião.
    nem preciso dizer o quanto gostei de sua resenha, já estou ficando redundante. parabéns... se seu objetivo era fazer vontade... conseguiu!!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Gisela.
    Eu sou suspeito para falar porque adoro não-ficção e sou fã da Contexto, tanto na área destinada ao público em geral como na área de letras. Esse livro deles, em particular, eu não conhecia. Mas achei bem interessante a premissa e ver como o amor pode fazer surgir casos quase impossíveis é sempre interessante.
    Mais um livro que irá para a minha meta de leitura.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de março. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir
  8. Não li nenhum livro desse tipo ainda, mas pretendo mudar isso. Gostei da premissa do livro e pretendo lê-lo.

    ResponderExcluir
  9. Não é muito o meu estilo de leitura, mas não é que achei essa abordagem interessante. Como você disse, conhecia esses casais dos livros de História ou das minisséries televisivas, mas nunca foi um assunto ao qual imaginei me aprofundar. E, depois de ler essa resenha, me bateu uma pontinha de curiosidade.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  10. Olá
    acabei lendo esse livro no meu último ano de ensino médio a dois anos atrás, realmente é uma não-ficção que encanta. Acho muito bom conhecer a forma como os romances eram antigamente, nos faz ver que todos esses personagens conseguiam amar e ser amados, mesmo com todos contra eles, nos faz nunca pensar em desistir do que queremos sabe?
    Abraços
    www.estantedepapel.com

    ResponderExcluir
  11. Muito interessante mostrar o amor de uma forma diferente, como era antigamente e e os personagens lutando contra tudo.
    Lindo, a historia parece ser emocionante.
    Vai para minha meta de leitura

    ResponderExcluir
  12. Olá! Sou o autor do livro e fui informado da resenha por um serviço de alerta do Google. Fiquei feliz com a sua opinião, Gisela, e também com os comentários. E mais ainda por conhecer este ponto de encontro de amantes da literatura. Abraços a todos e, se quiserem entrar em contato, fiquem à vontade: jornalistamauriciooliveira@gmail.com.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Que livro interessante! Normalmente não gosto muito de não-ficção mas esse livro eu acho que leria, é legal saber desses casos rs alguns casais aí eu conheço um mas não conheço o outro.

    beijos

    ResponderExcluir
  15. Que interessante, não sabia da existência desse livro, gostei da resenha e estou curiosa para saber mais sobre esses romances da vida real.

    ResponderExcluir
  16. Nossa, Gisela! Nem sabia que esse livro existia e agora fiquei SUPER interessada nele. Esses fatos históricos do brasil muito me interessam, principalmente quando o assunto é romance e mais ainda quando esse romance, essa relação, não é bem vista e motivo de sei lá... guerras e lutas! (rsrs)
    Amei sua resenha e as passagens que você tirou do livro.

    Beijo
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Gisela!
    Ai que delícia poder ver uma resenha de livro não-ficção... saindo da rotina.
    Deve ser mais que interessante esse livro, ainda mais com as descrições das personalidades históricas, deve ser maravilhoso.
    Bom demais!
    Desejo uma semaninha carregada de luz, paz e amor!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Necessito deste livro. Li sobre a vida destes personagens tão importantes da nossa historia e são fascinantes. Ter a oportunidade de ler trechos de cartas trocadas é mais um ponto a favor do livro. Pena que o livro tem poucas paginas. Gostei dos trechos destacados.

    ResponderExcluir
  19. Nossa Gisela, lendo sua resenha o livro parece ser bem interessante. Confesso que não seria um livro que normalmente me chamaria a atenção. Mas a abordagem parece muito bacana ao enfocar no amor sem ser julgado se é certo ou errado o que eles estavam fazendo ou se deveriam ficar juntos. Boa indicação.

    ResponderExcluir
  20. Parece realmente interessante. Mas não me interessei pelo livro no momento.
    Não é o tipo de leitura que estou querendo. Que bom que você gostou.

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Nunca pensei que iria gostar tanto desse livro ao ler a resenha fui me lembrado de minhas aulas de historia e adorei saber sobre os amores literalmente do passado achei uma grande ideia o livro e quero dar uma olhada !!!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir