acompanhe o blog
nas redes sociais

22.6.15

O Pacto [Joe Hill]

Ed. Sextante, 2010 - 319 páginas:
      Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Descobre também algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Até agora. Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim.  

Onde comprar:

AS COISAS BOAS SURGIRAM PARA FACILITAR O PECADO?

O que você faria se, ao acordar, depois de uma tremenda bebedeira, percebesse que tem um par de chifres?

E se percebesse que estes chifres lhe conferiam o estranho poder de fazer as pessoas lhe contarem as verdades e desejos mais sórdidos?

Esta é a história de Ignatius Perrish. Culpado injustamente pelo estupro e assassinato da mulher da sua vida, não há como comprovar sua inocência ou sua culpa. Um ano depois da morte de Merrin, ele deixou de acreditar em Deus, e um dia, acordou com um par de chifres na cabeça e ouvindo a verdade de todas as pessoas, inclusive de seus pais.

A trama é muito envolvente e o que deveria ser um livro de terror, torna-se muito interessante e muitas vezes divertido. O texto tem muitas referências criticas a religião, o que, a meu ver, tornou a história absolutamente genial.

O autor Joe Hill é filho de Stephen King, nada mais que o mestre do terror. Não vi qualquer comparação entre os dois, mas posso dizer que o filho herdou realmente o talento do pai para escrever livros que nos envolvem na trama e nos faz esperar, até o final, todas as reviravoltas assustadoras que vão ocorrer.

Uma passagem me chamou especial atenção: "Desde o início, o Diabo e as mulheres se uniram contra Deus, desde quando Satanás, na forma de uma serpente, se aproximou do primeiro homem e sussurrou no ouvido de Adão que a verdadeira felicidade não estava nas preces, mas sim (no meio das pernas) de Eva". Tomei a liberdade de trocar o termo do livro por "no meio das pernas", pra não inserir um palavrão na resenha.

Se você imagina que de alguma forma esse livro é previsível, sinto lhe informar: Esse livro é maravilhoso e repleto de surpresas incríveis.

Recomendo completamente

Marcos Graminha é leitor viciado em terror e vampiros. Conta com um acervo de mais de 1500 livros sobre esses assunto. Proprietário de um sebo na cidade de Vila Velha, dedica sua vida a desvendar os mistérios desses "filhos da noite". contato: marcos.graminha@gmail.com

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

13 comentários em "O Pacto [Joe Hill]"

  1. Aonde vou vejo resenhas e resenhas sobre esse livro, mas apesar de ele me despertar certa curiosidade não acho que o lerei. Talvez Joe Hill simplesmente não seja para mim, mesmo após ler A Estrada da Noite - livro que apesar de não ter horrível, não me envolveu o suficiente.
    Talvez no futuro eu repense minha decisão, mas por enquanto meu foco é outro.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. @Karina Valshe apesar do Joe Hill ser filho do mestre Stephen King, em nada se parece com o estilo do pai. Achei o livro bem interessante principalmente pelo fato das reviravoltas interessantes. O final é bem surpreendente e confesso que eu queria mais... Se tiver interesse e ler o livro, venha debater sobre ele.. vou adorar!!! Abraços

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ouvir muitos elogios sobre o livro não leria, pois não faz parte do meu estilo.

    ResponderExcluir
  4. @Gislaine Silva obrigado por sua opinião. É importante que saibamos exatamente qual nosso estilo. Abraços

    ResponderExcluir
  5. Oi, Marcos! Ainda não li nada de Joe Hill, mas tenho muita vontade de ler Nosferatu. Adoro Stephen King e você disse que eles seguem estilos diferentes, né? Muito bom, fiquei ainda mais curiosa para conhecer suas obras.
    Quanto ao livro, achei bem bizarra a história rsrs... acordar com chifres e ter o poder de fazer as pessoas confessarem os seus mais terríveis pecados? Bizarro, mas incrível haha!
    Se eu tiver oportunidade, quero ler.

    ResponderExcluir
  6. Vi muitos comentários favoráveis a respeito desse livro, se não estou enganada fizeram uma adaptação para os cinemas... Geralmente não leio esse tipo de leitura, gosto mais de assistir, então provavelmente eu assista o filme em vez de ler o livro, mas me resta saber se o filme foi fiel ao livro...
    Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Marcos!
    Recomendação muito boa por sinal, porque fiquei bem interessada em poder ler o filho do mestre do terror.
    E que bom saber que apesar de ter herdado o dom da escrita do pai, não se assemelhe a ele em seus livros, seria bem degradante para ele.
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  8. Minha leitura mais recente foi "Estrada da Noite", do próprio, e concordo com você, o garoto tem muito talento. O interessante é que as situações são tão absurdas que parecem até real. E as reviravoltas são uma constante em suas tramas mesmo. Esse "O Pacto" já está na minha listinha de leitura pra esse ano.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  9. @Larissa Oliveira o livro mexeu comigo só por conta desse inicio... mas a história foi ganhando força ao longo da leitura e realmente tudo me surpreendeu. Nosferatu tbm ta na minha estante de leitura, e em breve eu devo publicar uma resenha dele...ahahahaa De qualquer forma, leia e venha debater quando quiser sobre o livro. Obrigado por acompanhar minhas resenhas... Abraços

    ResponderExcluir
  10. @Any eu soube que tem o filme...mas ainda não o vi.. vou procurar depois e assistir e faço um comentário aqui na resenha pra vc!!! haaahha de qualquer forma, vale a leitura... é bem legal. Outra coisa, o mais divertido é experimentar novas leituras... ir por caminhos que vc nunca seguiu sempre agregam ainda mais bagagem aos seus conhecimentos. Bjs e obrigado por acompanhar as minhas resenhas!!

    ResponderExcluir
  11. @RUDY Que bom que vc se interessou. Acho que muita gente espera que seja sempre "tal pai, tal filho", porém isso seria muito previsível e sem qualidade... A identidade própria de Joe Hill é demais e mantém apenas a tradição de provocar medo em nossos corações, talento grandiosamente lindo herdado do pai... ahahaha Leia o livro e vamos debater sobre ele... obrigado por seguir as minhas resenhas... como vc diz sempre... Cheirinhos!!! haahahah

    ResponderExcluir
  12. @@_Dom_Dom Meu amigo... quando ler, não deixe de vir aqui deixar seu comentário (pode marcar se tiver spoiler.. ahahahaaha) vou adorar debater sobre o livro, que é algo que as pessoas não fazem muito... ahahaha Obrigado por acompanhar as minhas resenhas... Abraços

    ResponderExcluir
  13. @AnyAssisti o filme e vou dizer pra vc... é muito ruim. Mudou muitas coisas do livro, tantas que vc vai achar que o filme dá sono. Tentei ver o filme até o fim, mas tinha tantas coisas mudadas que começou a perder o sentido. A graça do filme está em vc ir descobrindo, com o personagem, o que foi que aconteceu. No filme, parece que tudo é revelado logo de cara, e vc fica esperando uma revira-volta sem noção. Acho que há muitos fragmentos do livro no filme, mas mudou muita coisa. Acho mais interessante vc ler o livro... mas se ver o filme, saiba que, pra variar, o livro é melhor!!! bjs

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir