acompanhe o blog
nas redes sociais

22.2.16

O Despertar do Príncipe, vol. 01 - Série Deuses do Egito [Colleen Houck]

Colleen Houck
Ed. Arqueiro, 2015 - 377 páginas:
  Aos 17 anos, Liliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras- só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho- uma múmia na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis.

Veja o preço:

Colleen Houck é a autora da saga do Tigre, livro voltado para o público jovem. Li todos eles e gostei do estilo da autora que mistura romance e aventura com mitologia. O Despertar do Príncipe é o primeiro livro de sua nova série, chamada Deuses do Egito e tem os mesmo ingredientes da anterior, com a diferença que a primeira era voltada a Mitologia Hindu e esta nova saga trata da Mitologia Egípcia. Esse traço mitológico é que faz toda a diferença nas suas obras.

Foi difícil realizar a leitura sem fazer comparações com a obra anterior, inclusive a boa notícia para quem leu a Saga do Tigre e não gostou muito da Kelsey, pois achou a jovem um tanto mimizenta, pode ficar mais descansando, pois Liliana Young, sua nova heroína não é chata, pelo menos essa foi a minha opinião sobre garota, que sabia dos seus pontos fracos, mas que durante todo o livro se esforçou para supera-los. Ponto para Lily.

Outro ponto de comparação foram os personagens masculinos, sim, Colleen gosta de cercar a mocinha de lindos jovens milenares, com aparências bem jovens. Em O Despertar do Príncipe conhecemos três príncipes egípcios que nasceram antes dos faraós (mais de 2000 AC) e que foram amaldiçoados a renascer a cada mil anos para salvar o mundo das garras do maligno Deus Seth. Minha curiosidade maior agora é saber se eles ainda são virgens, como os nossos tigres eram (deletem isso, estou sendo irônica).

Agora chega de comparações e vamos falar somente dos Deuses do Egito. Há milhares de anos três jovens príncipes egípcios foram sacrificados pelos seus próprios pais para proteger o povo egípcio da ira de Seth, deus da escuridão. E nos tempos atuais, Liliana Young, uma jovem de 17 anos está sofrendo a tormenta de escolher qual universidade irá cursar. Ela é filha única, de pais milionários, não muito presentes em sua vida, mas que exigem dela certa disciplina. Liliana é culta e sensata, sabe que é privilegiada financeiramente mas se sente um pouco reprimida.

Um dos seus lugares prediletos para pensar é no Metropolitan Museum of Art, e foi justamente lá que acabou esbarrando com uma múmia milenar, que acabava de acordar de um sono de mil anos. Amon despertou meio desorientado, não conhecia este novo local e precisou realizar um encantamento que o uniu a Lily, de forma que esta se sentia compelida a ajuda-lo. E Amon precisava urgentemente encontrar seus dois irmãos adormecidos para realizarem uma cerimonia para salvar o mundo do Deus Seth.

Lily não teve nenhuma chance contra este lindo príncipe com poderes divinos, logo sentiu-se imensamente atraída por ele, mas como fazer para flertar com uma múmia ressuscitada?

"Lily, posso dizer com toda a sinceridade que nunca em toda minha vida longa vida encontrei uma criatura tão encantadora assim. Você é bela como um botão de flor beijado pelo orvalho de uma manhã dourada. Quando sinto seu cheiro, o sabor do sol, da vida e da esperança me preenche."

Rompendo suas amarras, Lily parte para esta grande aventura no Vale dos Reis, no Egito.

Colleen soube tratar muito bem a ambientação de Amon neste milênio tecnológico, sem ser maçante, esse desajuste até criou alguma cenas divertidas. E livro é contado em primeira pessoa mas possui algumas partes que faz referencia o passado.

Para que gosta do estilo de Urban Fantasy e Young Adult, temperada de ação, romance e mitologia, aventure-se nesta jornada.

 Cortesia da Editora Arqueiro
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

20 comentários em "O Despertar do Príncipe, vol. 01 - Série Deuses do Egito [Colleen Houck]"

  1. Amei a resenha.
    Apesar de não fazer meu gênero literário, achei bem interessante o tema, achei um pouco clichê, mas com certeza despertou minha curiosidade, espero em breve poder desfrutar dessa leitura.

    ResponderExcluir
  2. Oi!!! Tudo bem?
    Ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora. Já vi bons comentários deste livro e recomendações. Gosto bastante de livros do gênero e espero poder conhecer logo.

    Aproveitando para avisar que tem indicação de prêmio no blog, passa lá e confira.
    http://livrosqueliblog.blogspot.com.br/2016/02/premio-dardos.html

    Beijos
    Carla Fernanda

    ResponderExcluir
  3. Só li coisas desse gênero com o tio Rick, mas a resenha de despertou curiosidade a capa também é linda!

    ResponderExcluir
  4. Amo historia com mitologia ( eterna fan de Rick Riordan). Ouvi falar muito bem de Collen pela saga do Tigre, que ainda nao li :( pretendo ler O Despertar do Principe em breve..

    ResponderExcluir
  5. O livro parece ser ótimos, assim como todos da Colleen, só acho que as semelhanças entre essa saga e a saga do tigre são muitas! Enfim, quero ler as duas séries :D Abraços, adorei a resenha :)

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Já tinha visto esse livro da Colleen Houck e ficado bem curiosa para ler mas é a primeira resenha que leio e gostei bastante, acho bem legal essa mistura como mitologia que a autora faz ainda mais sendo a egípcia que não conheço e gostei dos personagens !!

    ResponderExcluir
  7. Admiro muito a autora, sei o importante papel dela na literatura juvenil fantástica, mas não sou muito uma pessoa de fantasia. Com excessão de Harry Potter, fantasias não me atraem muito.

    ResponderExcluir
  8. Oi
    Estou com esse livro ao meu lado e vou iniciar a leitura dele em breve. Acho que vou apreciar essa história, estou bem curiosa e cheia de expectativas :)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  9. cara Gi, acho maravilhoso quando algum escritor nos dá a honra de ensinar um pouco mais sobre mitologia, seja ela qual for e da maneira que for. é um universo que encanta, fascina. a saga do tigre tinha capas de tirar o fôlego, fiquei inclinado a lê-la e acabei optando por outra saga. agora vem "deseus do egito" e mais uma vez me sinto daquele jeito (quero ler também). haja tempo pra tanto livro desejado, rs.
    que negócio é este de encantamento? precisou de encantamento mesmo sendo um "lindo jovem"? é já vi que vou gostar de lily, foi preciso mais do que um rostinho bonito pra agradar, rsrsrs. ou não?
    ótima resenha, esclarecedora e ao mesmo tempo apetitosa. parabéns!

    ResponderExcluir
  10. Oiii Gi! Qro ler tô super ansiosa! Uma amiga disse q a série eh ótima! E a sua resenha me deixou mtoooo ,ais ansiosa ainda pra ler! Bjs!!

    ResponderExcluir
  11. Olá, Gisela.
    Desde que li as obras do Rick Riordan sobre mitologia, vejo as demais com traços bem parecidos e isso me desanima um pouco. Porém, com sua dica, talvez eu acabe lendo. A premissa não agradou tanto, mas o fato da protagonista não ficar de mimimi já me faz ficar bem feliz.
    Ótima resenha.


    Devido ao ataque hacker sofrido pelo blog, voltamos com novo nome e layout. Venha conhecer! Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
  12. Apesar de gostar da mitologia indiana apresentada na saga do tigre,não continue justamente pela Kelsey!Bom ver que a Liliana Young tem uma personalidade bem distinta dessa outra personagem da autora.

    ResponderExcluir
  13. Oie, tudo bom?
    Adorei a frase "mas como fazer para flertar com uma múmia ressuscitada?" kkkk
    Gosto de A Maldição do tigre, porque ela tem esse referencial de mitologia, que eu adoro, mas detesto a Kelsey, então a sua resenha me fez sentir aliviada.
    Espero que em breve, eu possa desfrutar da leitura.

    Bjux ;)
    http://entrelinhasalways.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu pretendo me aventurar mesmo Gisela, já até baixei o livro pela Amazon. Não li nada da autora ainda, por isso estou empolgada com esta leitura. Mas como é uma série, estou segurando um pouco.
    Bjs, rose.

    ResponderExcluir
  15. Não li a saga do Tigre - e sinceramente atualmente não tenho interesse em ler - mas acabou que me interessei por essa nova série da Colleen, essa mistura de romance com aventura e Mitologia Egípcia - esse último algo que acho fascinante - são características que despertaram meu interesse, além da Lily não ser mimizenta igual a Kelsey, uma protagonista que conheço apenas por resenhas mais que acho uma chata.
    Enfim, estou ansiosa para conhecer Amon e o universo de O despertar do príncipe!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Não costumo ler esse tipo de livro, mas a estória contada me deixou curiosa. Vou adicionar a minha lista e espero gostar de leitura.

    ResponderExcluir
  17. Eu adorei a Saga do Tigre e pretendo me aventurar em mais esta aventura da Colleen.
    A Kelsey é uma chata mesmo (moh mimizenta), mas acho que pelo Ren valeu a leitura. haha

    Bem, eu adoro a escrita da autora e ela descreve muito bem os lugares.
    Este envolvendo mitologia egípcia deve ser demais.
    Quero muito ler, uma protagonista que não é de mimimi tem seu valor...

    ResponderExcluir
  18. Olha eu vi esse livro e achava que era mais um da serie da Maldição do Tigre kkkk que vergonha, nunca pesquisei muito sobre esses livros então perdoa o vacilo. Agora que li a sinopse não pude deixar de lembrar do filme Uma Noite no Museu, que bom que o primeiro livro não foca no romance, o legal é conhecer mais da cultura egípcia e já me despertou o interesse nos demais irmãos.

    ResponderExcluir
  19. Sua resenha está muito boa, o primeiro livro que li da autora Colleen Houck foi A Maldição do Tigre da Saga do Tigre e adorei a história, eu tenho o livro O Despertar do Príncipe mas ainda não li, lendo um pouco mais sobre a história do livro da sua resenha, deu até vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  20. Tenho muita curiosidade de conhecer a escrita de Colleen, principalmente porque ela adora inserir outras culturas em suas obras. Pela sua resenha o livro parece ótimo e isso faz com que minha curiosidade aumente ainda mais. Ótima resenha!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir