acompanhe o blog
nas redes sociais

18.8.16

Má Feminista - Ensaios Provocativos de Uma Ativista Desastrosa [Roxane Gay]

Roxane Gay
Ed. Novo Século, 2016 - 312 páginas:
      Nesta seleção de ensaios engraçados e perspicazes, Roxane Gay nos leva a uma viagem sobre sua própria evolução como mulher negra, ao mesmo tempo em que nos transporta a um passeio pela cultura nos últimos anos. O retrato que emerge não é apenas o de uma mulher incrivelmente sagaz em contínuo crescimento para compreender a si mesma e à nossa sociedade, mas também o espelho de nós mesmos. Gay fomenta um debate ácido e cômico sobre o feminismo atual – e suas contradições –, política, racismo, violência, transitando entre a cultura pop e a análise crítica. “Má feminista” é um olhar afiado, e nos alerta, acima de tudo, para a maneira pela qual a cultura que nos envolve torna-nos quem somos.

Onde comprar:


Os ensaios de Roxane, contam sua vida de forma diferente, e transitam entre sua vida pessoal, as críticas sobre os mais diversos temas (dentre livros, series de TV), a cultura norte americana em geral (no seu ponto de vista) e mostra a imagem que se passa das mulheres e como o feminismo age nessa sociedade tão diversa.

Roxane é uma mulher negra, que batalhou por todos os seus objetivos e encontra em seu caminho um mundo de desigualdade e um aprendizado que ela passa para seus alunos negros quando trabalha na pós-graduação como conselheira da associação, e vive cada realidade, cada vitória e sofrimento. Mesmo que os alunos não retribuam todos os seus esforços como ela deseja, Roxane começa a enxergar uma realidade que antes ela não vira.

“Adoto abertamente o rótulo de má feminista. E faço isso porque sou imperfeita e humana.”

A Má Feminista mostra a visão que os filmes e series passam das mulheres e as discrepâncias que os gêneros sofrem, muito pior para mulheres, negras e acima do peso e, como sem perceber, aceitamos uma imagem que foge a realidade da massa, mas sem nos atermos a dar devida importância a detalhes que ela mostra sucintamente.

“Prefiro ser uma má feminista a não ser feminista de modo algum”

Um livro cheio de informações sobre a cultura pop americana, que irá agradar os apaixonados por cinema e literatura em um nível mais profundo. E que mostra um feminismo que não se prende a erros humanos de pessoas que dizem ser e fazer, o que não são, na verdade, princípios feministas.

A Má Feminista mostra de forma provocativa uma visão diferente dessa corrente. É uma forma de viajar pela cultura norte americana que abrirá seus olhos para fatos que você não sabia.

 Cortesia da Editora Novo Século
Tainá Rodrigues Cunha
Guarapariense, gastrônoma e apaixonada por todos os tipo de arte. Ler é uma forma de escape prazeroso da nossa realidade. Assim como as comidas que cozinho me alimentam o corpo, os livros alimentam minha alma.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

15 comentários em "Má Feminista - Ensaios Provocativos de Uma Ativista Desastrosa [Roxane Gay]"

  1. O livro não me chamou muito a atenção, apesar do título ser bem chamativo.
    Mais talvez eu até leria para saber a opinião dela.

    ResponderExcluir
  2. Tainá!
    É tão bom podermos ler resenhas diversificadas...
    Acho interessante saber um pouco mais sobre a cultura pop, mesmo que seja a americana.
    “O que importa afinal, viver ou saber que se está vivendo?” (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de agosto com 3 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, fiquei curiosa com o livro por falar de cultura pop americana e feminismo, mesmo que de forma diferente. Por tudo que você disse creio que seja um bom livro e que valha à pena ser lido.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  4. Oi.
    Gastei da premissa do livro, mas confesso que não me interessei não, e olha que amo saber de outras culturas e tudo mais, mas infelizmente acho que não funcionaria para mim, gostei bastante que a personagem principal é negra, isso da um diferencial bem interessante a história.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Tainá! É sempre bom termos livros que abordam temas importantes e que nos levam a debate-los. E esse, resenhado aqui, me pareceu mto interessante. Fiquei curiosa a respeito dessa visão diferente do movimento feminista que o livro apresenta. Gostaria de ler.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Tainá.
    Um livro interessante, principalmente por ter uma abordagem diferenciada do feminismo sobre a cultura pop. Sem dúvidas, as críticas e observações da autora devem enriquecer demais o leitor.
    Quero conferir.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de agosto. Serão dois vencedores e um deles levará um vale compras!

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Com certeza o livro tem uma premissa muito interessante, mas não me chama a atenção. Então, deixo passar a dica. Mas acredito que será uma leitura bem enriquecedora, para aqueles leitores que se propuserem a ler. Obrigada por suas palavras. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oiie, tudo bom?
    É a primeira vez que vejo o livro e achei ele super interessante, não é o tipo de leitura que estou acostumada, mas é algo que enriquece nosso conhecimento, principalmente sobre uma cultura na qual é diferente da nossa.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  9. Oi Tainá!
    O livro ter uma referência a cultura pop americana deve ser realmente interessante. Fiquei curiosa com os temas que a autora traz. Provavelmente são de extrema importância. E provavelmente vai nos mostrar perspectivas diferentes sobre o assunto. Adorei saber que o livro envolve assuntos tão importantes como o feminismo.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Olá! Nunca tinha visto esse livro...achei bem forte e determinado, com toda ctz qro ler e conhecer mais esse mundo...
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia esse livro,além de tratar da trajetória dela achei interessante por trabalhar a visão das mulheres em series e filmes também.

    ResponderExcluir
  12. Confesso que Má Feminista não faz meu estilo de leitura, prefiro romances por isso dificilmente o leria...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Confesso que Má Feminista não faz meu estilo de leitura, prefiro romances por isso dificilmente o leria...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Oi tudo bem..
    Apesar da historia do livro se tratar de um assunto bem interessante ,nao gostei muito,o livro nao me pegou ,nem a historia.
    Um abraço e muito sucesso :)

    ResponderExcluir
  15. Muito interessante e atual os temas abordados no livro. Achei atrativo o livro ser escrito por uma mulher negra. Representatividade é tudo! Com certeza é um livro que leria, principalmente por falar de cultura pop que adoro.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir