acompanhe o blog
nas redes sociais

22.3.17

Indesejadas [Kristina Ohlsson]

Kristina Ohlsson
Ed. Vestígio, 2014 - 400 páginas:
      Suécia, meados de um verão chuvoso. O inspetor Alex Recht e sua equipe, auxiliada pela analista criminal Fredrika Bergman, começam a investigar o que parece ser um caso clássico de disputa familiar pela guarda de uma criança. No entanto, quando a menina é encontrada morta no extremo norte da Suécia, com a palavra “indesejada” escrita na testa, o caso se transforma rapidamente no pior pesadelo da equipe de investigadores.


Onde comprar:

Crimes brutais marcam um verão sueco

Este é primeiro livro da série que tem como protagonista a investigadora Fredrika Bergman e já posso dizer que ficaria muito satisfeita em ler os que virão, pois não é apenas um romance policial com investigações intrigantes, mas também mostra o lado pessoal dos personagens fazendo com que seja possível perceber os "porquês" que envolvem as tramas e como alguma atitudes podem mudar o rumo dos acontecimentos.

Fredrika é a nova analista criminal da equipe do inspetor Alex Recht, que é especialista em casos de desaparecimento de crianças, e com os anos de casa e experiência, ainda não enxerga em Fredrika a sensibilidade para o trabalho investigativo. Por ser uma pessoa diferente e meio excêntrica, a personagem tem que conquistar a confiança de seus colegas ou mudar a área de atuação.


Mas quando o caso se complica, passando de uma disputa familiar pela guarda de uma criança para um assassinato com características, no mínimo peculiares, as diferenças do modo de pensar de Fredrika acabam por fazer com que o caso tome rumos que o inspetor não estava esperando. A analista passa a enfrentar as próprias “dificuldade de socialização” para que o caso seja resolvido sem que outra criança seja assassinada.

Uma historia intrigante de uma realidade brutal que nossa sociedade vive, onde nem as crianças são poupadas da violência doentia de pessoas que tem uma visão distorcida do mundo.

"Kristina Ohlsson nasceu em Kristianstad, no sul da Suécia, e hoje vive em Estocolmo. É cientista política, ex-analista estratégica de segurança da Polícia Nacional da Suécia e trabalha como agente contra o terrorismo na Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Indesejadas, Silenciadas e Desaparecidas são parte da série que tem como protagonista a investigadora Fredrika Bergman."

 Cortesia da Editora Autêntica
Tainá Rodrigues Cunha
Guarapariense, gastrônoma e apaixonada por todos os tipo de arte. Ler é uma forma de escape prazeroso da nossa realidade. Assim como as comidas que cozinho me alimentam o corpo, os livros alimentam minha alma.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

16 comentários:

  1. Ual, e como é realidade! Pela capa e sinopse parece bom, apesar de triste tenho vontade de conhecer sim..
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Adoro um romance policial esse clima de mistério que envolve as investigações deixa a leitura mais atraente e fluída. Deve ser uma leitura pesada pois envolve violência contra as crianças, isso mexe mais ainda com o leitor e deve nos deixar questionando sobre essa realidade.

    ResponderExcluir
  3. Oi Tainá!
    Com certeza Indesejadas deve ser um livro intrigante. Adoro livros do gênero policial, investigação de crimes e aquele fundo de suspense. No mínimo chocante por se tratar de crianças mas com certeza o tipo de livro que prende o leitor do começo ao fim do livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha e a historia, me pareceu triste pois uma criança que foi morta tem livro que eu fico indignada quando um caso assim acontece, mas fiquei super intrigada com a historia do livro.
    Até mais!!

    ResponderExcluir
  5. Oi.
    Que premissa mais interessante, fiquei curiosa para saber o desfecho da história, não gosto quando os livros assim tem crianças porque fico ansiosa e com medo de que algo aconteça com elas, mas irei ler com certeza.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Um livro que parece deixar bem claro que o ser humano muitas vezes tem o seu lado ruim. Livros assim deixam qualquer leitor avido por mais, pelo menos foi o que aconteceu comigo, afinal quem pode ler uma resenha dessas e não senti vontade de ler o livro para poder descobrir quem fez isso com a criança ? Procurando quanto este livro está custando na livraria.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito do enredo, adoro o gênero e esta premissa é realmente boa. Gostei da protagonista ser uma mulher. Realmente neste mundo cruel nem as crianças são poupadas. Ótima resenha e dica.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  8. Tainá!
    Em sendo um livro policial já é atraente e ver que no enredo é mostrado uma realidade cruel em relação as pequenas crianças, porém que acontecem na vida real de forma constante, torna o livro ainda mais crível e claro que quero ler.
    “Não ganhe o mundo e perca sua alma; sabedoria é melhor que prata e ouro.” (Bob Marley)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Olá!!! A história parece ser bem intensa, gosto deste gênero de leitura: policial e suspense, me deixa empolgada e prende mais minha atenção. Apesar de abordar um tema forte espero conseguir ler.

    ResponderExcluir
  10. Amo o gênero romance policial mas confesso que faz um tempão que não leio algo do gênero... Não conhecia essa série mas como curto protagonistas diferente e meio excêntrica como a Fredrika já fiquei interessada. Vou pesquisar mais sobre essa série. Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia o livro e a autora.
    Falou em suspense minha curiosidade já aparece.
    Fredrika parece uma personagem que envolve durante a leitura.

    ResponderExcluir
  12. Oi Tainá!
    Eu quis muito esse livro desde o lançamento, pois adoro romances policiais e principalmente por esse aspecto mais pessoal, revelando os "lados" dos personagens e os motivos de suas ações.
    Parece intrigante!

    ResponderExcluir
  13. Oi Tainá, tudo bem?
    Eu gostei da sua resenha, mas gostaria de saber um pouco mais sobre a história. Gosto muito de livros desse gênero, principalmente porque, geralmente, eles nos forçam a pensar e a montar o quebra cabeça junto com os personagens.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  14. Não gosto de livros com assassinatos de crianças. Acho que este é meu limite, não me sinto confortável durante a leitura sabendo que a ficção muitas vezes espelha a realidade. O livro parece ter um enredo interessante, mas não é a minha praia.

    ResponderExcluir
  15. Olá, esse livro deve ser muito intigante e ao mesmo tempo agoniante de ser ler porque envolve criança, e um ser fragil, totalmente inocente, então deve ser um livro bem diferente dos que já li mas a historia me pareceu algo assustador porque parece ser ficção mas ao mesmo tempo ali esta contando uma realidade!

    ResponderExcluir
  16. Oi!
    Ainda não conhecia esse livro, com certeza parece ser uma historia forte com cenas fortes, ainda mais tendo assassinatos de crianças como tema dos crimes, mas parece ser uma historia bem escrita e que acaba nos chamando atenção !!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo