acompanhe o blog
nas redes sociais

4.10.17

Lugar Nenhum [Neil Gaiman]

Ed. Intrínseca, 2016 - 336 páginas
- "Em Lugar Nenhum, Richard Mayhew é um homem simples de coração bom que tem a vida transformada quando ajuda uma jovem que encontra ferida numa calçada. De um dia para o outro, Richard se torna invisível na Londres que sempre conheceu: não tem mais trabalho, não tem mais noiva, não tem mais casa. Para recuperar sua vida, ele se embrenha em um mundo que nunca sonhou existir, uma cidade que se abre nos esgotos e nos túneis subterrâneos: a chamada Londres de Baixo, em que personagens únicos e cenários mirabolantes fazem a Londres de Cima parecer uma mera paisagem cinza. Com muita ação, um bom humor peculiar e evocações sombrias de um mundo fantástico, Lugar Nenhum é leitura indispensável para os fãs de Neil Gaiman e um rico prazer para os que ainda não conhecem o autor."

Onde comprar:

Neil é o cara. Se você ainda não ouviu falar desse sujeito, faz uma pesquisa aí rapidinha. Fez? Então agora você já sabe que ele escreveu Sandman, Deuses Americanos (que virou seriado de TV), O Oceano no Fim do Caminho e outras maravilhas. Então vamos falar sobre Lugar Nenhum (Neverwhere, 1996). Essa história foi originalmente concebida como um roteiro de um seriado para a BBC, mas o programa ficou assim, digamos, meia-boca, e o Neil resolveu lançar em livro sua versão original, e ainda bem que ele fez isso!

Se você, assim como eu, é um fã de fantasia, então já vou logo dizendo que esse é um livro obrigatório, e também o indico como uma iniciação ao autor. Agora vamos ao que interessa. A história nos apresenta Richard Mayhen, que se muda do interior da Inglaterra para Londres, a fim de melhorar de vida. Richard é o típico sujeito desligado, mas não insensível. Ele tem um bom coração e está sempre pronto para ajudar a quem precisa, o que é bem raro na Londres em que ele passa a morar. Após um tempo na capital, Richard consegue um bom emprego, um apartamento razoável e uma bela, porém esnobe, namorada, a Jéssica, alcançando assim a vida que ansiava. Mas quando tudo parecia encaminhado, eis que o destino coloca na frente do rapaz uma garota em apuros, ferida e perdendo muito sangue. A menina, suja e maltrapilha, não deixa dúvidas de que é apenas mais uma entre os milhares de indigentes que habitam as ruas escuras da cidade, e se fosse outro a encontrá-la, provavelmente ela morria ali, no meio da calçada.

Richard leva a pobre indigente para casa, pois ela se recusa a ir para um hospital, mas afinal o que aconteceu com ela? Quem é aquela garota? Então as coisas começam a ficar estranhas, muito estranhas, sinistramente estanhas. Da noite para o dia, a vida do pacato Richard entra em uma espiral alucinante, que quase o leva à loucura. Pessoas sinistras e misteriosas o perseguem e pessoas que ele conhecia parecem não se lembrar dele. Tudo vira uma confusão, e aí Richard acaba por descobrir um mundo novo, estranho, perigoso e incomodamente familiar: a Londres de Baixo, e ele está preso lá, mas preso de um jeito diferente, e que eu não vou contar para não estragar a surpresa.

A partir desse ponto, o livro nos presenteia com personagens incríveis e marcantes, sejam eles bons ou maus, cenários fantásticos, magia, humor, muita aventura, ação, suspensa e até pitadas de terror, e a trama prende até o último capítulo. A história vai ganhando forma e conteúdo e quando nos damos conta já estamos imersos. Além disso, o livro faz uma contundente e atual crítica social, muito bem construída nas relações entre os habitantes das duas Londres.

A escrita de Gaiman é muito fluída e divertida, e ele consegue imprimir uma carga emocional no texto que prende ainda mais o leitor. Os personagens foram muito bem construídos, e o elemento do conflito, que é o motor de qualquer história, nesse livro se divide em dois, um para cada protagonistas (Richard e você já deve saber quem é o outro) e mesmo os personagens secundários foram trabalhados ao ponto de não soarem genéricos ou rasos. Existem vários trechos poéticos, expressados nas falas e ações de alguns personagens, e algumas partes tristes, incrivelmente realistas.

O mundo da Londres de Baixo é cativante, misturando elementos medievais, góticos e fantásticos com algumas tecnologias estranhas, sendo quase um steampunk. É um dos mundos mais originais e criativos que eu já vi. O legal é que ele é de fato o subsolo londrino, cortado pelas linhas de metro - são mais de 400 Km de trilhos -, assim, o mapa é o mapa do metro e cada estação funciona como um 'mini-reino', com suas tribos, raças e nobreza. Além disso, existem outros lugares lá embaixo, alguns deles inclusive são aterrorizantes, habitados por criaturas sinistras e nevoeiros atemporais, e o coitado do Richard no meio disso tudo.

Por tudo isso, Lugar Nenhum é um livro essencial, inclusive, se você não é muito chegado em fantasia, mesmo assim vale a pena ler, pois Gaiman é sem sombra de dúvida um dos mestres da literatura moderna. E fica aqui um aviso: se você entrar na Londres de Baixo, tome muito cuidado, pois é capaz de não querer mais sair de lá!


André Luis Almeida Barreto
Aspirante a escritor, inquieto por natureza, ainda tenho vontade de mudar o mundo ou pelo menos colocar um monte de gente para pensar. Viciado em livros, games, idéias loucas e sempre procurando coisas que desafiem minha imaginação.
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

30 comentários em "Lugar Nenhum [Neil Gaiman]"

  1. Oi André, a Londres de baixa parece ser infinitamente mais fascinante e se você não tivesse me dito que essa história foi preparada pra uma adaptação eu ia mesmo pensar que a premissa tem cara de filme ou série excelentes :) Gostei e da indicação que serve pra quem está iniciando nos livros desse autor (eu) :) Assim que surgir a oportunidade vu querer ler com certeza ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se fantasia é a sua praia, pode mergulhar de cabeça, Lili! Abraços!

      Excluir
  2. Nunca li nada desse autor, então não sei muito o que esperar, mas acho que vou gostar desse livro! Parece ser muito bom.

    ResponderExcluir
  3. Andre!
    Bacana ver você fazendo resenha.
    Tão bom quando uma história nos prende e ainda tem um final feliz!
    E melhor ainda saber que gostou também desse livro do autor, porque Sandman já sei que gosta muito.
    O que não gostei muito foi de saber qu Richard é passivo e se deixa dominar e levar pela outras personagens, espero que no decorrer do livro ele aprenda mais a se defender.
    Que outubro venha carregado de boas energias!
    “A missão suprema do homem é saber o que precisa para ser homem.” (Immanuel Kant)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rudy! Não se preocupe com o Richard, rs. Só posso adiantar que os personagens nesse livro não são estáticos, planos e caricatos. Abração!

      Excluir
  4. E ai Andre! Tudo bem?

    Tenho vontade de ler os livros do autor, mas ainda não tive oportunidade, contudo este foi pro topo da lista para introdução do autor nos meus gostos.

    Grande abraço!
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livrão. Vou começar Deuses Americanos, que esse sim, virou seriado de sucesso. Valeu, Victor, abraços!

      Excluir
  5. Ainda não li nada do autor, mas recentemente comprei um livro dele. E como adoro fantasia já fiquei interessada nesse e tem muitos elementos que atraem o leitor como essa pitada de terror e ação que adoro, fiquei bem curiosa com essa Londres de baixo parece ser bem estranha e ao mesmo tempo interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria, é muito interessante mesmo. Qual livro do Gaiman você comprou?

      Excluir
  6. Oi André.
    Eu Adoro fantasia porém não me julgue pelo que eu vou falar a seguir eu ganhei Deuses nórdicos Neil Gaiman de uma amiga e até hoje não li, não é que eu não tenha gostado da premissa muito pelo contrário adorei Entretanto a escrita do autor não funcionou muito bem para mim por isso resolvi dar um tempo e tentar ler depois. Fiquei feliz em saber que achou a escrita do alto bem fluida e realmente fico triste em saber que ela não funcionou para mim, Estou curiosa para saber o porque que ele está sendo perseguido e se tem alguma coisa a ver com a jovem que ele salvou, eu adoro essas capas e espero muito em breve tentar ler novamente.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei, Marlene! Muito obrigado pela resposta. Com certeza, por mais renomado que seja o escritor, ele dificilmente vai ser uma unanimidade. Sobre o Lugar Nenhum, não vou te adiantar, rs. Abraços!

      Excluir
  7. Eu nunca li nada do Neil e confesso que não gosto muito de fantasia, então não sei se leria.
    Porém sempre tento mudar um pouco de gênero literário e eu já vi várias resenhas positivas desse livro.
    talvez em um futuro próximo eu leia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Herica, vale a pena. Outra coisa legal é sempre que possível dar uma variada na leitura. Eu, por exemplo, leio com frequência fantasia, terror e FC, mas sempre que termino um ciclo nesses gêneros vou para algo completamente diferente. Abraços!

      Excluir
  8. Oi André,
    Ainda não li nada de Neil Gaiman, mas é um autor que faço questão de dar uma chance para conhecer alguma de suas histórias. Quem iria imaginar que por causa de uma boa ação em ajudar alguém (um desconhecido) uma história tão surreal poderia surgir? Na certa Richard jamais pensaria na mudança que sua vida ganharia ao oferecer ajuda a Jéssica. Uma coisa que me chamou atenção é essa ideia de que uma cidade inteira está localizada em baixo de uma outra e isso me faz lembrar da minha infância e do quanto a imaginação fértil me fazia pensar em tudo que poderia existir em baixo das coisas (móveis, terra, etc.). Acho que isso é uma característica do autor, ele sabe trabalhar bem com a imaginação do leitor e faz referência a muitas coisas reais, mas de um jeito mais fantasioso. A premissa deste livro, realmente, me chamou atenção e como sou fã de fantasia e estou querendo iniciar uma leitura de Gaiman aceitarei a sugestão e quando possível comprarei um exemplar de Lugar Nenhum.

    ResponderExcluir
  9. Bacana, Gislaine. É exatamente o que você falou sobre ele saber trabalhar com a imaginação do leitor, isso é um ponto fundamental para provocar a imersão na história. Leia sim, e depois volte para dar sua opinião! Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Olá André,
    Eu sou super do Neil, acho a escrita dele incrível e um dos melhores no gênero de fantasia.
    Ainda não conhecia este livro, mas gosteei muuuito da premissa e já quero ler também.
    Adorei a dica e parabéns pela resenha;

    beijos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  11. Hey André!
    Nunca tinha lido nenhuma resenha de algum livro de Neil...Gostei bastante de conhecer o enredo qro ler qdo surgir uma oportunidade.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Oi, André
    Concordo com tudo o que você falou,assino embaixo! Apaixonada pelo Neil Gaiman aqui,rs
    Li Lugar Nenhum e desde então pego o metrô imaginando se no próximo vagão tem algum "reino" com essas pessoas peculiares.
    E o Marquês de Carabás?Quando li sabia que o nome não me era estranho...depois descobri que era do Gato de Botas, tem um conto "Como o Marquês Recuperou Seu Casaco", recomendo pra quem quer ter o gostinho de reencontrar esse personagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Helen.Valeu! Cara, eu realmente não sabia que o nome do Marquês vinha do Gato de Botas, muito bom! Ah, esse conto tem na edição Preferida do Autor, essa aí mesmo que eu li! Abraços!

      Excluir
  13. Oi, André!
    Nunca li nenhum livro do Neil Gaiman, e confesso que não sou muito chegada a fantasia, mas lendo sua resenha - se eu tiver a oportunidade - vou dá uma chance a Lugar Nenhum sim, fiquei curiosa para conhecer a história de Richard e sobre a Londres de Baixo. Então, valeu pela dica. Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EI, Any. Recomendo muito, acho que você não vai se arrepender! Abraços!

      Excluir
  14. Olá! Já tinha ouvido falar deste livro, mas ainda não li nem uma obra deste autor, gostei bastante da sua resenha, fiquei bem curiosa em conhecer o mundo da Londres de Baixo, adoro livros de fantasia, quem sabe não comece a ler Neil Gaiman por este livro…

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Elizete. Fico feliz que tenha gostado da resenha, e, se você ler por causa dela, ficarei ainda mais satisfeito! Abraços!

      Excluir
  15. Oi André
    Nunca li nada do Neil, mas só ouço comentários maravilhosos sobre a escrita dele. Que bom que a leitura foi ótima, confesso que richard não me convenceu mto, mas o mundo fantasioso de duas Londres, e os outros personagens citados parecem fazer a leitura ainda melhor.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vitória, no início eu também não fui com a cara dele, o Richard é muito tapado, rs. Mas enfim, durante a leitura existe uma evolução de personagem, aí só você lendo para tirar mais conclusões. Bjs e obrigado!

      Excluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir