acompanhe o blog
nas redes sociais

18.10.18

Os Números Do Amor [Helen Hoang]

Helen Hoang
Ed. Paralela, 2018 - 280 páginas
- "Já passou da hora de Stella se casar e constituir família — pelo menos é isso que sua mãe acha. Mas se relacionar com o sexo oposto não é nada fácil para ela: talentosa e bem-sucedida, a econometrista é portadora de Asperger, um transtorno do espectro autista caracterizado por dificuldades nas relações sociais. Se para ela a análise de dados é uma tarefa simples, lidar com os embaraços que uma interação cara a cara podem trazer parece uma missão impossível. Diante desse impasse, Stella bola um plano bem inusitado: contratar um acompanhante para ensiná-la a ser uma boa namorada.Enfrentando uma pilha cada vez maior de contas, Michael Phan usa seu charme e sua aparência para conseguir um dinheiro extra.

Onde comprar:

SURPREENDENTEMENTE NECESSÁRIO!

Esta é a única maneira de iniciar a resenha de hoje. Vamos lá, vou explicar tudinho...

"Existem bilhões de pessoas no mundo, e o amor não pode ser uma coisa forçada."

Os números do Amor é um livro surpreendente e lindo. Como um enredo cheio de significado e muito necessário.

No livro conhecemos Stella Lane. Ela é uma excelente econometrista. Super bem sucedida Stella é feliz na sua profissão, porém interagir socialmente não é seu forte, e seus pais acham que aos 30 anos já passou da hora dela ser bem sucedida na vida pessoal também.

"Seu cérebro não tinha sido programado para interações sociais complexas."

Stella tem TEA (Síndrome de Asperger) – TRANSTORNO DO EXPECTRO AUTISTA. Uma das características de pessoas com TEA é tradução literal das coisas, assim sendo, ela possui um grande dificuldade de lidar com sentimentos, ironias e etc.

Helen Hoang

Mas nossa jovem e inteligente protagonista meio que concorda que está na hora de interagir mais na sociedade e namorar – mesmo que todas as experiências passadas de Stela tenham sido horríveis.

" [...] ela queria deixar sua mãe orgulhosa e contente. Não importava o que fizesse, nunca conseguia parecer bem-sucedida aos olhos dela e, em consequência, aos seus próprios olhos."

Stella é racional. Então, ela tem uma ideia meio “maluca” para conseguir agradar sua mãe. Neste ponto da história que surge o lindo Michael.

A autora descreve Michael como um cara bem parecido com Daniel Henney (olha ai no Google quem é haha). Porém, a vida dele não esta no melhor momento. E precisando de dinheiro – MUITO DINHEIRO. Michael começa a trabalhar como acompanhante de luxo. Pegou a idéia de Stella? Parabéns! Essa era a ideia dela: Contratar um cara que pudesse ensinar a ela como namorar e interagir fora do escritório.

A partir desse momento da história os caminhos de Stella e Michael se cruzam, e tudo começa a acontecer de verdade na vida de Stella. Poderia ficar aqui horas e horas falando sobre vários pontos do enredo e do romance. Porém o que mais me fez gostar do livro não foram as cenas quentes, as de comédia ou os toques de drama. Mas sim, o fato de que quase não vemos livros abordando temas assim.

Os Números Do Amor

Nos dias de hoje ainda vemos pessoas “diferentes” sendo excluídas. E isto é INACEITÁVEL!! E justamente a forma como a autora leva a história e aborda não só o TEA, mas como outros temas importantes que me fez amar tanto Stella e Michael. Mesmo sendo uma excelente profissional Stella não era bem aceita na sociedade, e Michael fez o oposto. Ele a aceitou, respeitou e a inseriu em seu mundo.

O relacionamento entre os protagonistas foi sendo formado e desenvolvido aos poucos, o leitor pode acompanhar o “crescimento social” de Stella e ainda observar que Michael entra no mundo dela.

Os Números do Amor veio para arrebatar meu coração! Como pedagoga, adorei o tema abordado e certamente o livro trás umas das histórias mais lindas que li em 2018, entrando na lista de favoritos sem pestanejar.

A Editora Paralela está de parabéns! Seus livros estão com capas lindas e diagramações simples e delicadas. O livro é narrado em terceira pessoas, mesmo não sendo grande fã de livros narrados assim, eu AMEI! Este tipo de narrativa foi fundamental para tudo no enredo.

Bom, espero que tenham gostado.

"Quando você ama uma pessoa, precisa lutar por ela de todas as formas."


Renara Pavez
Capixaba, pedagoga, casada com o David - amor da minha vida!, um pouco "avoada", adoro mudar o assunto da conversa "do nada". Louca por livros desde a infância, não sei viver sem ter um livro nas mãos. Gosto de ler de quase tudo (não rola terror comigo, não me julgue!) Quote da minha vida: 'Somos letras e números, opostos que se completam, a multiplicação e a narração. O amor em todas as formas.' Cinthia Freira, Meu Erro
Cortesia do Grupo Companhia das Letras
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

20 comentários em "Os Números Do Amor [Helen Hoang]"

  1. Oi, Renara,

    É fabulosa essa dosagem - na medida certa, bem equilibrada - de um assunto que requer atenção com essa leveza escolhida pela autora. Abre margem para deixar o leitor mais conectado com a história.

    Livro super desejado. Espero ler brevemente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me surpreendeu demais a história, espero que vc tb goste 😄😍

      Excluir
  2. Que resenha mais linda!!!
    No mundo que vivemos, ainda é possível sim, quase que diariamente vermos o diferente e o condenarmos de cara à solidão e a indiferença. Penso que não seja muitas vezes por maldade, mas sim como algo que a maioria de nós aprendeu assim desde que saímos do colo de nossas mães.
    Felizmente hoje em dia, isso tem evoluído um pouco, com pais mais abertos a explicações e isso é maravilhoso.
    Asperger é ainda uma síndrome muito desconhecia e pelo que li acima, mesmo assim, Stella consegue ter sua vida "normal", pois..o que é normal?
    Daí vem um personagem masculino, derrubando os tabus e mostrando sentimentos tão reais e cuidadosos que já emocionam.
    Com certeza, espero ter e ler!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suas palavras foram perfeitas. Feliz por vc ter gostado.

      Excluir
  3. Fiquei interessada nesse livro quando vi a capa, amo capas nesse estilo e essa ficou incrível!
    Já estou DESEJANDO esse livro, gostei de saber que aborda a Síndrome de Asperger, de fato é um tema pouco falado.
    Sua resenha está linda, me deixou com mais vontade de conhecer e me encantar com essa história.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Eita que já estou de olho nesse livro desde o lançamento, muito curiosa para acompanhar o relacionamento dos protagonistas e é realmente muito triste, que mesmo hoje, as pessoas ainda possam ser julgadas em razão das suas diferenças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O relacionamento deles é lindo...
      Infelizmente isso ainda acontece msm.

      Excluir
  5. Olá, só por construir a trama com uma protagonista figurante das minorias excluídas a autora está de parabéns, uma vez que promove um pouco de autoconhecimento aos leitores sobre a Síndrome de Asperger. Como um bom fã de The Good Doctor que sou, é claro que fiquei muito animado para conhecer a obra, a qual parece contar com uma trama leve porém não isenta de alguns questionamentos. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem como falou. Uma leitura que vale a pena.

      Excluir
  6. Oi, Renara
    Adorei a capa do livro e principalmente sobre o enredo que me chamou muito atenção.
    Claro que fui pesquisar o ator no Google como é lindo, será que Michael sério seria tão sexy quanto Daniel é? kkk
    Em pleno século XXI ainda excluímos as pessoas "diferentes", mas ainda existe pessoas e famílias que lutam pela igualdade/direito dos seus entes queridos e amigos.
    Na creche onde trabalho temos um aluno com microcefalia e com TEA não excluímos eles e sim fazemos de tudo para compreender seu modo de aprender e socializar com o outro.
    Obrigada pela dica, vai para a lista de desejos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luana, voce não sabe como seu comentário me deixou feliz. Confesso que muitas vezes durante a leitura a fiz com meu olhar de pedagoga,creio que por ser da educação a trama me chamou tanta atenção.

      Excluir
  7. Realmente o tema abordado nesse livro foi uma excelente aposta da autora. E é ótimo saber que ela fez isso de forma divertida e descontraída.
    Com certeza é uma ótima opção de leitura. Ainda não li mas vou fazer isso.

    ResponderExcluir
  8. A ideia do enredo é bem legal e interessante. Encaixar um tema sério dentro de um enredo como esse é algo bastante positivo, porque instrui sem se tornar técnico. Falar sobre TEA e acrescentar dentro dos problemas enfrentados pela personagem esse toque de humor que as situações podem gerar foi uma ideia que pelo visto funcionou muito bem. A edição da Paralela está mesmo bem bonita.

    ResponderExcluir
  9. Oi Renara!
    Namoro esse livro desde seu lançamento, capa e sinopse lindos, qro mto conseguir ler em breve.
    Pelas resenhas que acompanhei, o enredo é lindo msm.
    bjs!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu já li uma resenha desse livro e fiquei um tanto curiosa sobre ele..Eu já tenho em minha lista de comprinhas, haha..A premissa é ótima, tem um clichê super fofo e adorei muito abordagem sobre essa doença que e muito difícil de se encontrada na literatura.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  11. Oi, Renara!!
    Adorei a indicação e já estou de olho nesse livro desde o lançamento e achei a história muito interessante, e devo confessar que não resisti e fui olhar no google quem era o Daniel Henney e nossa que gato quero um desses na minha vida!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  12. Eu achei a capa uma gracinha! Você conseguiu me empolgar com sua resenha. Não li nenhum livro que introduza esse Transtorno, o que me leva a querer ainda mais ler o livro. Aparentemente a autora o manipulou muito bem. Achei a ideia de Stella de contratar Michel como seu "professor" bastante divertida, haha. Confesso que livros em terceira pessoa não são o meu forte, mas achei a obra muito interessante.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Renara!
    Li apenas um livro que abordava a Síndrome de Asperger (Cante para mim da Luciana Ramos, é nacional) e eu amei a filha da protagonista que sofre Síndrome de Asperger, e não tenho dúvidas de que vou amar conhecer Stella também!
    Valeu pela dica, não vejo a hora de ler Os números do Amor! Bjos!

    ResponderExcluir
  14. OS NÚMEROS DO AMOR me fez lembrar da série que vem roubando meu coração The Good Doctor,onde o protagonista tem suas limitações e isso é mostrado mais real possível,amo livros que aborda temas da saúde,quebrando tabus.

    ResponderExcluir
  15. A proposta desse livro me chamou atenção de uma forma impressionante gosto de livros que os protagonistas possuem algum tipo de transtorno ou síndrome e vê que a protagonista desse livro tem a síndrome de Asperger realmente chamou minha atenção já que a maioria dos livros onde tem protagonista deficientes eles são pessoas com síndrome de Down e eu acho isso muito chato já que existe várias outras definições e síndromes e só abordam essa Sem falar que todo romance dos protagonistas conseguiu me deixar muito boba

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir