acompanhe o blog
nas redes sociais

13.12.18

A Perdição Do Barão [Lucy Vargas]

Lucy Vargas
Ed. Bertrand Brasil, 2018 - 378 páginas
- "A família de Patrick, como muitas da aristocracia inglesa, foi marcada por escândalos amorosos e sofrimentos. Não é à toa que ele acredita estar amaldiçoado pelo "mal do amor". Quando se apaixona por Hannah, cuja família também esconde segredos, Patrick não consegue confiar nela e muito menos acreditar que um dia seu amor será correspondido. Ele parte decidido a esquecê-la, mas incapaz de conter o amor que sente, ele aceita: Hannah é a sua perdição. Se permitir que fantasmas do passado continuem a assombrá-los, Hannah pode escapar por entre seus dedos, pondo em risco seus votos e seu elo inquebrável. Quanto mais esse elo é capaz de resistir? Até onde Patrick é capaz de ir por sua baronesa?"

Onde comprar:

Ganhei um livro de Lucy Vargas no natal do ano passado (ou no meio do ano passado já não me lembro mais), mas acabou que este livro, A Perdição do Barão, foi minha estreia com a autora. E ela começou muito bem, diga-se de passagem.

A família de Patrick, o Barão de Evenly, assim como muitas outras da aristocracia inglesa, foi marcado por escândalos amorosos nas diferentes gerações de sua família.

Infelizmente para Patrick, ele também é acometido pelo que ela chama de “mal do amor”, pois é incapaz de dar um basta nos sentimentos que nutre por Hannah, amiga de sua irmã mais nova. O que lhe dói é saber que ela nunca o considerara sequer como uma possibilidade, e também é ver, como todos ao redor deles, que o coração da moça já dedica sua atenção a outro cavalheiro.

Decidido a esquecê-la, e também objetivando fazer negócios no exterior, Patrick parte em viajem, só para, pouco depois de sua volta ao lar, Hannah, mais uma vez, apareça em seu caminho, e dessa vez para um enlace que, de uma maneira ou de outra, é um bom negócio para os dois.

A Perdição Do Barão

Mas não será fácil. Afundado em incertezas e incapaz de esconder totalmente o que sente por Hannah, Patrick se lança no desafio de conquistá-la e de mantê-la a seu lado pelo resto de suas vidas.

“Essa gente ama demais, eu escutava dizerem com desdém e repulsa. Em um tempo e uma sociedade em que amar não era visto com bons olhos, o descontrole apelidado de amor por aqueles de mau gosto era reservado apenas aos escândalos. Sempre entre amantes. Amor juramentado e legitimado pela igreja não parecia ser de bom-tom.”

Diferentemente da esmagadora maioria dos romances de época que conhecemos, A Perdição do Barão é narrado somente pelo lado masculino da história, e o interessante é que, em nenhum momento, a personalidade de Patrick se perde, e isso, tenho certeza, mostra muito da habilidade de escrita de Lucy Vargas (como aspirante a escritora, sinto-me na obrigação de dizer: narrar pelo ponto de vista masculino é muito mais difícil que narrar pelo ponto de vista feminino).

É impossível para mim deixar de citar os quotes que abrem os capítulos: eu me apaixonei por eles desde de o primeiro (um quote de Norte e Sul, de Elizabeth Gaskell). Além dela, também apareceram Jane Austen, duas das irmãs Brönte, Willian Shakespeare, Marry Shelley e Florbela Espanca, e isso só para citar alguns nomes. Na minha humilde condição de apreciadora dos grandes clássicos da literatura mundial, a vontade foi jogar minha lista atual para os ares e refazê-la de modo a incluir todos os livros indicados (e os títulos são uma ótima dica para quem quiser e aventurar por eles).


Luíza Thereza
Capixaba de coração e de nascença, Bacharel em Administração e apaixonada pela literatura desde o primeiro "Era uma vez". Fã incondicional da fantasia e apreciadora inveterada dos romances, os autores Anne Rice, J. K. Rowling e J. R. R, Tolkien ocupam um lugar especial em minha estante.
Cortesia do Grupo Editorial Record
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

15 comentários em "A Perdição Do Barão [Lucy Vargas]"

  1. Oi, Luíza,

    Estou começando a me encantar completamente por romances de época, e esse livro contém tudo o que pode me agradar de uma maneira diferente.

    Começando pela construção dos personagens cativantes e tudo o que o enredo traz.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Ainda não li esse livro da autora, mas conheço a escrita da Lucy Vargas, (li seus outros livros de época e a série Ward), e tenho certeza que irei AMAR. Gosto que a história seja narrada do ponto de vista do mocinho, Patrick parece ser muito encantador e estou aqui imaginando como que a Hannah pôde não se apaixonar por ele ainda.

    ResponderExcluir
  3. Andei lendo e muito sobre este trabalho da autora, que aliás, arrasou na Bienal! Como fã de romances de época, mas também meio que mal acostumada a só ler o lado feminino da questão, foi bom demais saber que nesta história, é o lado masculino do enredo que manda nos sentimentos e nas ações!
    Gosto muito também do amor construído pouco a pouco, ainda mais quando há toda este lance de se negar os sentimentos!!!
    Está na lista de desejados!
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Outro ponto que diferencia dos outros romances de época é que, aparentemente, não tem um lado descontraído e bem humorado.
    Confesso que a história não me chama atenção, mas no caso, eu não sou grande fã do gênero. Mas senti que faltou algo mais.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, realmente é raro encontrar um romance de época que é narrado por um personagem do sexo masculino, e isso por si só já torna a trama bastante atrativa. O enredo aparentemente não conta com nada de muito original em se tratando do gênero, porém é necessário levar em consideração que há um bom desenvolvimento tanto da trama quanto dos personagens. Além disso, esses quotes realmente tornam a escrita mais prazerosa. Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Luíza
    Gosto muito de romance, mas ainda não me aventurei pelos romances de época. Tenho um aqui para ler, mas estou passando outros livros na frente.
    Mas gostei da premissa do livro e por ser narrado pelo personagem masculino, e poder ver um amor que é conquistado aos poucos.
    Espero poder ler o livro em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, Luíza
    Estava procurando algum livro de romance de época, então muito obrigada pela dica KKKK Acho que esse vai ser muito bom, e passada que é tudo narrado por ele. Acho que nunca li um livro narrado inteiramente pelo homem, então estou empolgada.

    ResponderExcluir
  8. Olá Luíza!
    Luca Vargas é um nome inédito para mim no mundo dos romances de época. Nunca li nada dela. Achei inusitada a narração pelo ponto de vista masculino, acho que a autora quis passar a mensagem de que os homens também sofrem por amor. Acredito que será uma experiência bem bacana. As frases de autores consagrados no início dos capítulos dão um charme a mais para o livro. Dica anotadíssima.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. A capa desse livro me incomodou um pouco,não sei dizer o porque,mas amei saber que é escrito na perspectiva do homem,amo romance de época acho que funciona muito bem pra mim...

    ResponderExcluir
  10. Nunca li nada da autora mas, com certeza vou colocar esse na lista de desejados. Nada como começar com um livro que se sabe que não vai decepcionar.
    Gosto muito de romances de época mas ler sempre os mesmos autores pode ser cansativo. E isso da Lucy escolher escrever a visão masculina do relacionamento é um diferencial e tanto.

    ResponderExcluir
  11. Oi, Luíza!!
    Gostei de saber que esse livro é narrado totalmente pelo lado Patrick e deve disser que não me recordo de ler um livro de época narrado somente pelo mocinho. Ainda não li nada da Lucy Vargas mais estou bem curiosa para conhecer um pouco mais sobe essa história.
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Oi, Luíza
    Hum, interessante ser narrado apenas pelo lado masculino da história.
    Adoro quotes no começo dos capítulos s2 os autores escolhidos são maravilhosos, também tenho vontade de incluir direto na fila de leituras.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Luiza!
    Não li nada da Lucy Vargas mas como uma leitora de livros nacionais tenho interesse em conhecer sua escrita.
    Gostei desse diferencial em A Perdição do Barão, em relação a narrativa ser somente pelo lado de Patrick, como você disse não se ver isso nos romances de época...
    Já estou adicionando A Perdição do Barão na minha lista de leitura e espero lê-lo em breve. Valeu pela dica! Abraços.

    ResponderExcluir
  14. Oi Luíza,
    Já vi ótimas recomendações das obras de Lucy Vargas, mas ainda não li nenhuma delas. Romance de época é um gênero que vem me conquistado pouco a pouco, por isso sempre gosto de receber indicações de obras neste estilo. Sofrer por amor é um bom tema para este gênero e gostei de como essa história se inicia, pois Patrick já nutri um amor pela protagonista que, aparentemente, não é correspondido. O livro tem muitos pontos a favor e trás um enredo onde veremos um barão lutando para conquistar o amor e tudo narrado pelo seu ponto de vista. Lucy Vargas me aprece ser uma autora que gosta de inovar em suas histórias e isso é o suficiente para coloca-las em minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  15. O que mais me chamou atenção nesse romance de época da Lucy Vargas é o fato do livro narrado pelo ponto de vista do Mocinho E isso não é algo muito frequente nos universos dos livros de romance de época e eu gosto a forma como os autores estão inovando cada vez mais nos seus seguimentos literários como por exemplo do livro da Mary balogh ano de um dos mocinhos cegos e nesse livro da Lucy que é narrado pelo garoto não por uma menina como normalmente é feito

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir