acompanhe o blog
nas redes sociais

3.1.20

Sessão da Meia-Noite com Rayne e Delilah [Jeff Zentner]

Jeff Zentner
Cortesia do Grupo Companhia das Letras

Sessão da Meia-Noite com Rayne e Delilah é o terceiro livro de Jeff Zentner. O segundo livro do autor é Dias de Despedida, mas ele foi lançado no Brasil antes de Juntos Somos Eternos. Eu amei Dias de Despedida e ainda não li Juntos Somos Eternos. Todos os três livros foram lançados pela Editora Seguinte.

Sessão da Meia-Noite com Rayne e Delilah
Título: Sessão da Meia-Noite com Rayne e Delilah
Autor: Jeff Zentner
Tradutor: Guilherme Miranda
Editora: Seguinte
Gênero: Romance, Young adult
Páginas: 406
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Josie e Délia se transformam em Rayne Ravenscroft e Delilah Darkwood, duas vampiras que apresentam o Sessão da Meia-Noite com Rayne e Delilah, um programa que exibe filmes de terror antigos e de baixo orçamento, sob os comentários sarcásticos das duas amigas.

“Se a pessoa tivesse alguma noção, não colocaria esse tipo de filme no mundo. Monstros ruins. Trabalho de Câmera que dá náuseas. Finais abruptos e anticlimáticos que dão a impressão de que o orçamento acabou antes do fim da história. ”

O programa é exibido na TV local e em mais sete outras emissoras. Délia sonha que o pai, um fã de filmes de terror que abandonou a família quando ela tinha apenas 8 anos, descubra o programa e resolva aparecer.

Josie sempre quis trabalhar na TV e adora fazer o programa junto com a melhor amiga, mas sua mãe conseguiu um estágio na Food Network, em Knoxville. Josie sabe que Délia tem problemas de autoestima porque foi abandonada pelo pai e não gostaria de deixar a amiga e o programa que criaram juntas para se mudar.

A esperança surge quando as meninas são convidadas para participar da ShiverCon, a maior convenção do universo de terror, onde Jack Divine, um importante produtor, também vai estar. Se elas conseguirem que ele produza o programa delas, Josie não vai precisar mais deixar o programa.

O tema central de Sessão da Meia-Noite com Rayne e Delilah são as relações familiares e de amizade. Quando comecei a ler o livro, pensei: Tá... é só isso? Dias de Despedida é melhor! Realmente, a história não tem grandes acontecimentos no início, mas a narrativa de Zentner é tão envolvente. Você vai conhecendo as personagens, se apaixonando por elas e torcendo para que tudo termine bem no final.

Délia e Josie são duas adolescentes que estão terminando o ensino médio e pensando o que será do futuro. Adorei que o autor viajou nos pensamentos malucos das personagens. Ele entende muito bem esses personagens jovens.

“A infância parece durar para sempre quando você está vivendo, mas um dia você acorda e tem 18 anos e está indo para a faculdade.”

Em um certo momento, Délia está conversando com o namorado de Jesmyn, uma antiga amiga, e ele fala que perdeu três amigos em um acidente de carro. Achei muita coincidência e fui verificar em Dias de Despedida. Sim, era mesmo o Carver! Uma grande sacada. Os personagens secundários também são muito legais. Adorei o ranzinza do Arliss, funcionário da TV que grava o programa, e fofo do Lawson.

A história narra algumas gravações do Sessão da Meia-Noite e a identificação dos youtubers com esses momentos deve ser muito grande, porque eles também precisam preparar os roteiros, gravar, editar... Gostei de acompanhar esse processo.

A narrativa é na primeira pessoa, alternando o ponto de vista entre as duas amigas. Não gosto muito desse estilo porque costumo me confundir e tenho sempre que voltar para ver sob qual ponto de vista está sendo narrado aquele capítulo. Mas é apenas um gosto pessoal.

“É bom que as coisas acabam. Isso obriga você a amá-las furiosamente enquanto as tem.”

O autor me comoveu mais uma vez. Terminei de ler o livro secando as lágrimas e com o coração batendo forte. Ele sabe escrever histórias cotidianas, mas emocionantes, como poucos conseguem. Viver é lidar com as emoções e Jeff Zentner escreve sobre a vida.

Com amor, André

15 comentários em "Sessão da Meia-Noite com Rayne e Delilah [Jeff Zentner]"

  1. Eu nunca consegui ler Dias de Despedida,mas me recordo e muito do quanto este livro foi elogiado na época do seu lançamento!
    Agora lendo essa resenha acima, não dava nadinha pelo livro. Até o título é meio que bagunçado,mas que surpresa boa ver que mais uma vez, o cotidiano, a vida está ali, em cada página e os sentimentos vão surgindo com tanta facilidade.
    Transformar o que é simples em algo mais sentido!
    Amei e com certeza, os livros vão para a lista dos mais desejados!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Oi, André
    Minha única e prazerosa experiência com o autor foi com o livro Dias de despedida que gostei muito.
    Se antes eu já queria ler esse livro por causa foi autor, agora tenho mais um motivo Carver aparece nele. Legal ele trazer seus personagens de outros livros para esse.
    Chorei lendo Dias de despedida e nesse pelo jeito a caixa de lenços tem que ser minha companheira de leitura.
    Não vejo a hora de poder ler e saber se os planos das personagens deu certo e claro saber se Délia encontra o pai.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi André, Feliz 2020!
    Desde que vi o livro nas redes sociais da Seguinte me encantei pela sinopse, pelas meninas, pela amizade delas, pela premissa. Mal posso esperar para descobrir como essa história termina.
    Ainda não li nada do Jeff, mas pelo que vi dos outros livros dele me identifiquei com o que ele escreve. 

    ResponderExcluir
  4. ANDRÉ!
    Nada como uma boa narrativa do autor para tornar assuntos do cotidiano em algo envolvente e cativante.
    Não li nenhum livro da série ainda, mas fiquei bem interessada.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Esse foi o primeiro livro do autor que li, e já estou desejando os outros dois.
    Gostei muito da Délia, ela me envolveu mais por conta da fragilidade.
    É uma história bela, divertida e emocionante - chorei muito com o final!
    Não li Dias de despedidas, mas consegui entender a referência. Acho maravilhoso quando há essas conexões.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá André!
    Ainda não li nada do autor mas tenho esse livra na estante. A premissa me chamou a atenção por ser algo descontraído mas de onde podemos tirar alguma lição pra vida. Além disso, uma boa amizade é algo que gosto muito de ver nas histórias. E que bacana o autor misturar os personagens de suas obras. Acho que todos já tivemos um sonho grandioso um dia, então ver essas garotas buscarem realizar suas mais improváveis loucuras deve ser algo bem prazeroso. Espero ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi André,
    Muito já ouvi falar da escrita de Jeff Zentner, mas ainda não tive a oportunidade de conhecer suas obras. Como sempre fui uma amante de filmes de terror sinto que este livro é para mim. Achei muito interessante a ideia do enredo que parece que levará o leitor por uma viagem ao mundo cinéfilo, mas não é isso ou, ao menos, não somente. Adoro quando um autor explora as relações familiares e de amizade em um livro e mais ainda quando os protagonistas são adolescentes. Mesmo parecendo que o enredo não tem muito a desenvolver, para quem estiver passando por algo semelhante à vida de Josie e Délia irá se identificar com algum elemento. Fazer uma referência e uso de um personagem de outro livro de sua autoria, foi uma sacada genial do autor e, com certeza, muito empolgante para quem for ler Sessão da Meia-Noite já tendo lido Dias de despedida.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li nenhum livro do autor ainda. Parece ser um livro que mexe muito com as emoções do leitor, a Delia deve sentir muita falta do pai, deve ser tudo muito triste para ela. Elas passam por problemas que muitos jovens passam na realidade. Os temas são bem reais estão a nossa volta. Deve ser gostoso poder acompanhar a amizade das duas.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, parece bem comovente mesmo, apesar de parecer devagar, passa uma mensagem bem legal em torno da amizade.

    ResponderExcluir
  10. Olá! Esse parece ser um livro cheio de emoções, daqueles que, com certeza, você vai amar, ainda não tive a oportunidade de ler os demais livros do autor, mas fiquei empolgada em saber que ele tem esse dom em escrever histórias emocionantes que nos fazem refletir sobre a vida.

    ResponderExcluir
  11. Já faz um tempo que venho me deparando com resenhas desse livro. O enredo me desperto bastante a atenção já que nunca li algo parecido, e fiquei super curiosa para saber se a Délia encontra o pai e curiosa também para conferir as aventuras das duas na convenção.

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Já tinha lido uma resenha desse livro e achei bem interessante. Tem uma trama envolvente e claro, uma mistura de jovens e terror já que é nessa fase que os jovens se apaixonada por medo. Gostei muito!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  13. Oi, André
    Adorei a história dessas duas amigas, essa busca pelo sucesso e o que fazer no futuro é bem interessante.
    Eu já tô velha e ainda tô passando por isso! kkkkk
    Pelo jeito ele tem um final bem emocionante e tocante, mostrando a importância da amizade e da família.
    Gosto de livros assim!
    Vai pra lista!
    bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi, André!!
    Para falar a verdade nunca li nada do autor lembro vagamente da história Dias de despedida mas nunca fiquei curiosa para ler nada do Jeff Zentner, mas gostei da premissa do livro e se tiver oportunidade vou fazer essa leitura, pois gosto de livro que abordam amizades.
    Bjs

    ResponderExcluir
  15. No geral eu gostei do livro. A historia da Delia e do seu pai é emocionante mas eu esperava mais do livro. Nenhum dos outros trabalho dele chamou a minha atenção

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir