acompanhe o blog
nas redes sociais

2.3.20

Nocturna, Vol. 01 [Maya Motayne]

Cortesia do Grupo Companhia das Letras

“Um homem de escuridão e uma mulher de luz se uniram e se tornaram um só. O homem caiu e se estirou aos pés da mulher, tornando-se sua sombra. A união dos dois criou a humanidade como devia ser: um equilíbrio de luz e escuridão. Desse equilíbrio, surgiu a magia e o mundo enfim encontrou sua estabilidade. ”

Não conhecia a fantasia criada pela autora americana Maya Motayne até receber Nocturna e imergir neste mundo cheio de magia em que um príncipe traumatizado e uma ladra sem rosto precisam derrotar uma magia capaz de trazer a escuridão e quebrar o equilíbrio do mundo.

Título: Nocturna
Autor: Maya Motayne
Tradutor: Flávia Souto Maior
Série: Nocturna
Editora: Seguinte
Gênero: Fantasia
Páginas: 480
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Alfehr é o príncipe de Castallan. Quando seu irmão mais velho e herdeiro do trono foi assassinato na sua frente, Alfie se tornou o próximo na linha de sucessão real, mas ele ainda acredita que seu irmão pode estar vivo. Alfie busca por provas e informações que possam trazer seu irmão de volta. Em um jogo ilegal de cartas ele espera ganhar antigos livros de magia que podem conter as respostas que busca.

Finn é uma ladra que tem o poder de mudar sua aparência física e se transformar em qualquer pessoa. Ela também deseja os livros de magia para vender e fazer uma boa grana, mas as coisas não acabam muito bem para ela. Finn acaba presa por uma poderosa mafiosa e é obrigada a usar sua magia para ajudá-la com seus crimes.

Quando Alfie e Finn se encontram novamente, ele acaba liberando uma magia maligna capaz de mergulhar o mundo em Nocturna: uma noite sem fim na qual o Deus das trevas reinará. Juntos, o casal parte para prender novamente a magia, antes que ela destrua tudo o que há de bom. Tanto Afie como Finn precisam vencer alguns traumas para conseguirem vencer essa jornada mágica.

Castallan é um reino inspirado na América Latina. Vários termos são similares ao castelhano e o reino foi dominado pelos inglésios (!!) por muitos anos. Os inglésios achavam que a magia deveria ser usada somente pelos puros, mas Castallan recuperou sua liberdade e segue acreditando que a magia é para todos. Além da magia ensinada, algumas pessoas possuem o proprio: um poder especial e único.

“A magia é colorida pelas experiências, lembranças e emoções de um indivíduo.”

Achei o início do livro um pouco lento, mas todo o universo criado pela autora Maya Motayne me manteve preso na história que melhora após algumas páginas. Os personagens são interessantes. A cada momento estamos descobrindo alguma coisa sobre o passado deles. Pena que a sinopse do livro entrega muita coisa. Não são spoilers, mas gosto quando a gente vai descobrindo esses detalhes durante a leitura. Amei Alfie e Finn. É claro que eles formarão um casal mais adiante. Aqui, eles ainda estão se conhecendo e percebendo o quanto um é importante para o outro. É uma relação de amizade e de carinho, apesar das inúmeras farpas que eles soltam. É uma relação bem divertida!

Luka, primo de Alfie, é outro personagem intrigante. Ele é gay e espero que ele apareça mais nos próximos livros da trilogia. Além de trazer um personagem LGBTQ+, todos os personagens de Castallan são descritos como de pele escura e morena, assim como a autora (own voices). Ponto para a diversidade!

O livro é um pouco pesado, mas essa é uma consequência das folhas amarelas e grossas. A diagramação da Editora Seguinte é ótima para a leitura, com letras de bom tamanho e um ótimo espaçamento entre as linhas e nas margens. A tradução foi feita pela ótima Flávia Souto Maior. A capa é linda e a lombada do livro é identificada como sendo o primeiro da trilogia. Acho isso muito importante para o meu TOC [risos].

Assista o Book Trailer de Nocturna.

Gostei muito de acompanhar a jornada mágica de Alfie e Finn. Com personagens carismáticos e divertidos a gente se envolve facilmente no universo fantástico de Nocturna, primeiro livro da autora Maya Motayne. Já estou ansioso por Oculta, segundo livro da trilogia que será lançado nos EUA em setembro deste ano e que a Seguinte logo publicará por aqui.

Com amor, André

comentários pelo facebook:

22 comentários em "Nocturna, Vol. 01 [Maya Motayne]"

  1. Esta é uma obra que dividiu muito as opiniões desde seu recente lançamento. Eu estou doida para conferir,mesmo tendo essa ressalva da lentidão no início da história.
    Amo fantasia, mas também amo isso das diferenças do casal e claro, das respostas que lutarão para conseguirem!
    Já está na listinha de desejados e espero ter e ler a obra em breve!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Enquanto lia a resenha percebi também certas semelhanças com A Rebelde do Deserto e A Rainha Vermelha.
    O universo da história é novo mas o enredo nem tanto.
    Será que a história suficiente para 3 livros?

    ResponderExcluir
  3. Já tinha ouvido algumas pessoas falarem sobre esse livro, só que não tinha parado para ler do que se tratava a história. Gostei de saber que se trata de uma fantasia, fiquei ainda mais curiosa ao saber que a América latina teve influência para criação do reino. Uma pena que o inicio do livro tenha sido meio lento, odeio quando isso acontece, mas mesmo assim acho que darei uma chance a esse livro...

    ResponderExcluir
  4. Olá André!
    Embora a autora não entregue nada de muito original nesta fantasia, o universo criado com inspiração na cultura latina chama bastante atenção, sendo este o grande diferencial trazido por Nocturna.
    Gosto também da representatividade ética e de gênero que a autora explora na obra, sem contar que o conceito de magia é muito bem explicado para introduzir o leitor neste mundo.
    Fico muito decepcionado com a Segunte por não concluir algumas trilogias (sim, estou falando de Echo, totalmente injustiçada) aqui no Brasil, mas espero que esta vá para frente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi, André
    O livro tem dividido opiniões e nada atrapalha minha curiosidade para ler.
    Mesmo que a autora não trouxe algo diferente do que vemos em muitos outros livros, o diferencial é a cultura latina.
    Espero que as continuações sejam maravilhosas, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi André,
    Não vou negar que vejo muitos elementos clichês no enredo e em se tratando de fantasia é algo esperado, mas a autora consegue contorná-los ou deixa-los mais interessantes ao inserir alguns detalhes como uma personagem que pode mudar sua aparência ou uma magia que precisa de um corpo para habitar. Eu nem sempre prefiro ler trilogias ou séries, pois muitas vezes os autores enrolam demais para concluir a história, mas com Nocturna sinto que em um livro seria impossível explorar tudo proposto pela autora e vejo grande potencial para as sequências. Espero ter a chance de conhecer essa aventura logo e que a Seguinte lance o segundo livro assim que sair lá fora.

    ResponderExcluir
  7. André!
    Já gostei por vários motivos: vi que tem mapa e amo livros com mapas, uma ficção com personagens diversos e ainda a magia, amo livros com magia.
    Fiquei muito curiosa, ainda mais por saber que é uma série e parece bem boa.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada dessa autora e devo admitir,não leio livros da seguinte,na grande maioria são livros de fantasia e esse gênero não é o meu favorito,mas adorei sua resenha,gosto de sinceridade em relação as leituras,final isso é muito importante na hora de comprar um livro.

    ResponderExcluir
  9. Quando vi o lançamento desse livro fiquei com muita vontade de conferir, já que fantasia é um dos meus gêneros favoritos. Mas confesso que fiquei, um pouco, com o pé atrás, já que pelo que vi o livro dividiu opiniões, que deixou a desejar e tudo mais.
    Apesar disso, pretendo conferir conferir a trilogia e tirar minhas próprias conclusões.

    ResponderExcluir
  10. OLA
    confesso que fantasia não é um genero que me atrai
    tambem não digo que naõ darei uma chance a esse genero que bom que o livro que a autora traz uma cultura diferente
    acredito que isso pode ser um diferencial na obra

    ResponderExcluir
  11. Já tinha ouvido algumas pessoas falarem sobre esse livro, só que não tinha parado para ler do que se tratava a história. Gostei de saber que se trata de uma fantasia beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá! Essa foi minha primeira leitura do ano e posso afirmar que comecei com o pé direito, o livro já tinha chamado minha atenção por essa capa maravilhosa e nem mesmo a palavra trilogia me parou (risos). Realmente o começo foi um pouco lento, mas como eu estava lendo em doses homeopáticas (culpa da loucura de janeiro) em nem senti tanto. Eu amei a história no geral, por vezes me via querendo esganar o Alfie, colocar a Finn num potinho e me divertir horrores com o Luka, o misto de sentimentos foi enorme e deu para sentir todas as angústias dos nossos protagonistas, e mesmo o final não me deixou assim tão aflita pela continuação, mas é claro que eu quero descobrir um pouco mais do que aconteceu e se certo príncipe “perdido” tem chance de aparecer, confesso que fiquei o livro todo na torcida.

    ResponderExcluir
  13. Olá André!
    Estava de olho nesse livro já mas sempre espero pelas resenhas para ter uma segunda impressão. A capa é linda mesmo. Ainda bem que não li a sinopse, também gosto de descobrir as coisas no decorrer da leitura. Esse casal ainda não formado promete muita animação, adorei saber essas curiosidades sobre onde a história se passa. Acho que esse é primeiro livro que tenho conhecimento em que todos os personagens são negros, estava faltando mais representatividade no universo literário mesmo. Estou ansiosa para o lançamento do segundo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Iniciei essa leitura com uma certa expectativa, mas acabei não curtindo tanto. O início é lento mesmo, e o que salvou foi a Finn.
    Ela é uma protagonista maravilhosa, forte e tudo mais. Alfie deixou a desejar.
    E gostei da magia na história.
    No final, consegui me envolver um pouquinho.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi André,
    Um príncipe traumatiza, uma ladra e magia são elementos que por is só certamente me fariam querer ler esse livro hahaha. Personagens interessantes e bem construídos são ótimos. Amei o Luka ser LGBTQ+, acho que essa temática deve ser trabalhada. O único detalhe que me deixou meio receosa é ser uma trilogia, já estou com muitas série/trilogias inacabadas. Vou aguardar até a Seguinte trazer todos os livros.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li o livro, mas o enredo parece ser bem interessante, a capa é realmente muito bonita, também gosto bastante quando livros que fazem parte de uma série vêm numerado.

    ResponderExcluir
  17. Fantasia não é meu estilo preferido, mas nada que impeça a leitura. Gostei do fato da personagem mudar a aparência, achei interessante. Com certeza é um livro que quero ler ainda esse ano.

    ResponderExcluir
  18. Olá André,
    Fantasia é um gênero que tenho carinho, a capa, o nome,o enredo... já começou a me cativar.
    Hum, o reino é baseado na América Latina, fiquei interessada em saber mais desse universo.
    Espero que quando sair a continuação ele atenda as expectativas.

    ResponderExcluir
  19. Como eu disse em algum outro post, eu não sou muito fã de fantasias. Não conhecia esse livro e apesar da sua resenha positiva não me despertou o interesse em ler. Porém, achei muito legal saber dessa representatividade no livro, algo que é importante demais. E adorei esse poder dela de mudar a aparência e poder se transformar em outra pessoa, achei bem criativo.

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Fiquei bastante curiosa por esse mundo que a autora criou. Tem uma ótima premissa e uma historia bem envolvida. Já irei anotar na listinha de compras!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  21. Oi,André
    Que legal!
    Ainda não conhecia o livro,mas amo fantasia e esse parece ser um dos bons.
    Os personagens parecem ser superintrigantes e com esses traumas e lutas pessoais já me ganharam.
    Só não gostei da capa.
    Assim que der lerei.
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Eu adoro livros de fantasia e fiquei completamente apaixonada pela história só espero que o livro não seja uma daquelas séries enormes que demora 11 anos para serem publicadas e essa tem cara de ser uma daquela fantasias que ele se faz virar a noite

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir