acompanhe o blog
nas redes sociais

6.5.20

Aqui, Agora, Sempre [Catherine Isaac]

Catherine Isaac
Cortesia da Editora Rocco

Olá pessoal, dizem que experimentar novos autores é bom, eu particularmente tenho um pouco de receio de ler algo novo sem ter nenhuma indicação, principalmente sem saber se o final do livro vai ser feliz, mas de vez em quando eu me aventuro em ler novos romances e foi o que aconteceu com este livro. Um romance que me prendeu na sinopse por causa do suspense e o drama retratado e resolvi dar uma chance para conhecer a escrita desta autora. Confesso desde já que não me arrependi.

Aqui, Agora, Sempre
Título: Aqui, Agora, Sempre
Autor: Catherine Isaac
Tradutor: Alyda Sauer
Editora: Rocco
Gênero: Romance Contemporâneo
Páginas: 352
Edição:
Ano: 2020
Onde comprar: Amazon

A história já começa em um momento dramático e que irá permear todo o futuro a frente dos personagens. Jess não tem uma família perfeita, mas seus pais sempre fizeram de tudo para ser bons pais. Quando ela engravida do Adam, mesmo sabendo que ele não planejava ter filhos, ela esperava que já que aconteceu, ele iria fazer o possível para ser um bom pai e ficar com ela. Mas não é assim que os fatos se desenrolam e por fim, após o dia do nascimento do William o relacionamento dos dois foi de ladeira a baixo.

Ela seguiu em frente como mãe solteira, tendo toda a ajuda de seus pais e uma mínima participação do Adam, afinal pagar pensão não torna ninguém pai. Mas William ama o pai, mesmo convivendo pouco com ele. Após 10 anos, sua mãe lhe convence a ir passar todo o período de férias no interior da França onde o pai do Adam vive sendo proprietário de um “hotel” rustico, onde as pessoas alugam chalés ao invés de quartos. Mesmo preocupada, ela sabe que precisa fazer isso, afinal Adam e William precisam se conhecer mais profundamente e realmente passar um tempo juntos para se tornarem pai e filho.

Catherine Isaac

Aqui entra um fato bacana da história: eles não se tornaram inimigos, a Jess passou a ter um relacionamento de amigos distantes com o Adam. A personagem fica intercalando relatos do momento presente com lembranças do passado e assim vamos entendendo o enredo da história, porém aos poucos percebemos também que o Adam apesar de ter sido fraco no início, não foi o único culpado pelo fim trágico do relacionamento dos dois. E passamos a ter uma certa simpatia por ele.

Uma coisa bem bacana na história é o envolvimento de outros personagens e seus próprios dramas familiares em meio ao a história do casal principal. Eu realmente me comovi muito em determinadas partes e ri bastante em outras. Tive uma empatia muito bacana com a Jess, mesmo querendo dar uns tapas nela em alguns momentos. E a medida que vamos lendo, queremos saber porque era tão importante esta viagem e quais as verdadeiras motivações da Jess.

“– Você pode achar que eu devia ter muitos arrependimentos, Jess, mas não tenho nenhum. Casei com um o homem que amo e tenho uma filha que adoro, e tenho a sorte de ter passado muitos anos com os dois. – Ela segurou minha mão. – Eu não estou morrendo da doença de Huntington. (...) – Estou vivendo com isso – ela disse. – Existe uma diferença. Estou vivendo como se cada dia fosse o último. E até as coisas ficarem realmente feias, é o que pretendo fazer.”

A escrita da autora é excelente e amei o livro, mesmo tendo algumas ressalvas pessoais na história. A autora conseguiu criar um suspense bacana e me surpreender com o final, fiquei muito feliz pois foi além do que estava imaginando ao ler a sinopse. É um livro que nos traz lindas lições de vida e nos mostra o quanto o amor, de todas as formas, é importante em nossas vidas.

Carolina Finco | Blog Pretenses

20 comentários em "Aqui, Agora, Sempre [Catherine Isaac]"

  1. Sangue frio..rs sei lá se faria o mesmo.Digo tipo essa relação de amizade com ex...mas também penso que por conta desse amor incondicional aos filhos a gente acabe fazendo de tudo(eu sou meio rancorosa..rs)
    Mas a gente precisa aprender a perdoar, ainda mais nessa época triste que estamos vivendo.
    Hoje falava com minha mãe sobre o valor que a gente tem, ou seja, nenhum.
    Por isso com certeza, já vou colocar o livro na minha listinha de desejados e quero muito poder sentir tudo isso!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  2. Será que Jess está a beira da morte? É a única explicação que encontro para essa ansia dela em reunir pai e filho.
    Tenho a mesma dificuldade que você Carolina, em me aventurar por autores novos e também ler sem saber se tem final feliz.

    ResponderExcluir
  3. Olá Carolina!
    A autora aborda a relação entre os pais separados com o filho de uma forma interessante e que com certeza corrobora para que cada um dos personagens seja bem construído.
    É claro que a criança sente todo esse clima de separação, mas Adam e Jess apresentam uma maturidade incrível e mostram como superar essa situação difícil para que William cresça em um ambiente amoroso, de união e companheirismo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Carolina!
    Gosto de livros que trazem dramas familiares e em relacionamentos e ainda podem no mostrar experiências de vida, até diferentes da nossa.
    Já gostei da Jess pelo fato dela não proibir o filho de ter contato com o pai e de mesmo a distância, ainda manter uma relação de amizade, afinal, a criança nada tem haver com o relacionamento deles, não é mesmo? E será filho para toda vida.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  5. Oi Carolina,
    Eu gosto de ler novos autores, tanto que sempre vou atrás de algo novo, mas também fico com medo de a leitura não me agradar. Quando se trata de romance com drama é aí que me jogo mesmo, pois é uma combinação que sempre chama minha atenção. Já digo logo que gostei muita da premissa de Aqui, Agora, Sempre onde dramas familiares se desenrolam em um certo período de tempo e permite ao leitor a chance de conhecer os personagens em diferentes momentos da vida. Narrativas desse tipo me agradam, pois deixam a trama mais real e dá até para fazer comparativos com a vida pessoal. Fiquei intrigada para conhecer Jess e Adam e, principalmente, para entender o relacionamento deles como casal, amigos e como pais de William. Mas confesso que o suspense é o que me deixou mais curiosa para conhecer a história criada por Catherine Isaac.

    ResponderExcluir
  6. Estou de olho nesse livro de tão elogiado que é, mas não sabia se tratar de um suspense.
    Não é um gênero que estou acostumada, mas eu gostei da premissa e fiquei curiosa com a lição que ele passa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. ingriD Figueiredo8 de maio de 2020 21:28

    É uma leitura que traz várias emoções ao mesmo tempo. Em alguns momentos eu ri, em outros suor pelos olhos rolam, em outros traz paz, e ao mesmo tempo um livro leve. O que sei é que amei a história. E o final entao? ao estilo carpe diem!

    ResponderExcluir
  8. Adoro histórias que interligam passado com presente, acabam dando uma visão geral dos fatos, por outras perspectivas. Achei que essa capa nao combinou com o enredo, mas gostaria de ler e me emocionar.

    ResponderExcluir
  9. Olá Carolina!
    Eu também tenho medo de arriscar ler um livro assim sem nenhuma informação prévia, mas às vezes temos gratas surpresas. Eu não conhecia esse livro,é uma história bem diferente e realista sobre relacionamentos. Já fiquei curiosa para saber o que levou ao rompimento dos dois e qual o papel de cada um nesse acontecimento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá, Carolina

    Não gostei muito da capa do livro, mas a história parece muito boa,
    é muito comum, mães cuidando dos filhos sozinha, e o pais achando que só por pagar pensão, já estão fazendo algo. Triste realidade.
    Vou adicionar esse livro na minha lista
    Obrigada pela indicação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. OLA
    entendo o seu receio de ler algum autor desconhecido sempre bate aquele medo da gente não gostar mas tambem podemos ser surpreendidos com uma boa estoria que foi o caso desse livro que voce leu me interessei pelo livro trata se um assunto de um assunto que gosto
    já adicionei na minha lista
    não sei quando pretendo ler devido a tanto livros que estão na minha lista

    ResponderExcluir
  12. Oi, Carolina
    Não sabia da existência desse livro, gostei da capa é como se estivesse olhando da janela de um castelo.
    Drama familiar rende umas boas tramas, mas sinto que Jess esconde algo.
    A separação da família para os filhos nunca é saudável, mesmo que os pais combinem tem que tomar cuidado para o filho não sentir abandonado.
    Quero ter chance de ler, estou curiosa para saber o desenrolar da trama.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá! É claro que já fiquei aqui curiosíssima para poder conferir esse livro, que tenho certeza me fará precisar de alguns lencinhos, a história ainda parece ter alguns mistérios que deixaram meu Tico e Teco bastante ansiosos para realizar essa leitura.

    ResponderExcluir
  14. Adoro livros de romance que envolvem Suspense e drama. Também fico com certo receio de experimentar coisas novas, mas sempre acabo me surpreendendo. Esse livro tem uma premissa incrível, nunca ouvi ninguém comentar sobre ele, mas parece ser bem divertido e com uma trama muito boa. Esses livros geralmente nos encantam do início ao fim. Adorei

    ResponderExcluir
  15. Confesso que nunca li nada dessa autora, mas fiquei bastante curiosa com para ler esse livro. Parece ser um livro que apesar de abordar um tema triste, consegue fazer isso de forma leve e emocionante e ser daqueles que te fazem refletir sobre alguns assuntos ao terminar a leitura. Estou bastante curiosa para ler e conhecer mais os personagens!!

    ResponderExcluir
  16. Que livro interessante, pois é bem cotidiano esse relacionamento amigável, sem nenhum querer matar o outro. Quero ler esse livro para saber o final e quem sabe um final inesperado para os dois.

    ResponderExcluir
  17. Também estou em uma fase de conhecer novos autores, então é claro que vou anotar essa dica, até porque essa sinopse me tocou, fiquei bem curiosa para saber todos esses segredos e entender melhor os personagens.

    ResponderExcluir
  18. Fiquei com um pé atrás com Aqui, agora, sempre. Eu adoro o tema de relações familiares abordado no livro, mas, neste em específico, fiquei um pouco incomodado imaginando a forma que a autora abordaria a figura do pai nesse relacionamento. Ao longo da resenha, você comentou sobre as várias faces da culpa e destruição do relacionamento, e isso me deu curiosidade para saber como ela vai tratar o assunto. Coloquei na lista!

    ResponderExcluir
  19. Olha, eu realmente não costumo ler romances, mas esse não parece de todo ruim. Quer dizer, já vi algumas coisas na resenha que me deixaram irritada (como assim abandonou ela??? Como assim só paga pensão, mas não tem contato com a cria??) mas néééééé hahahaha prefiro acreditar que a sua recomendação de que é um bom livro é 100% válida, apesar dos pesares.

    E apesar de eu até gostar de ler resenhas de outros livros, eu não me baseio na opinião dos outros pra decidir o que ler. Frequentemente o que eu adoro os outros odeiam e vice-versa. MAs cada um cada um

    ResponderExcluir
  20. Oi, Carolina
    Que livro fofo. Parece ser cheio de boas reflexões sobre amor e família.
    Fiquei curiosa para saber o que acontece nessa viagem e qual o suspense.
    A Jess parece ser uma personagem cativante.
    Bjs

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir