acompanhe o blog
nas redes sociais

8.11.12

Condenáveis - Uma História de Filho e Pai [Leonardo Torres]

Edição do Autor, 2012 - 114 páginas
       Leonardo Torres é jornalista, blogueiro e pós-graduando em Jornalismo Cultural pela UERJ. No momento, escreve sobre música pop para o Portal POPLine, da MTV. Suas experiências anteriores incluem passagens pelos sites Plus TV, SRZD e Pipoca Moderna, sempre focado na cobertura cultural. Também é conhecido pelo extinto blog Estou em Transe.

O lançamento do livro “Condenáveis – Uma História de Filho e Pai” traz um novo ponto de vista sobre a Operação Guilhotina, que levou 33 policiais civis e militares à prisão no ano passado. Na história, o jornalista Leonardo Torres conta sua reação quando descobriu, através da TV, que seu pai havia sido preso.

Filho de pais separados, o autor não tinha vínculo afetivo com o acusado de, entre outros crimes, formação de quadrilha e comércio ilegal de arma de fogo. Mas a notícia da prisão piorou a relação entre os dois, afastando-os ainda mais. O filho não prestou apoio ao pai, nem o pai buscou o filho para dar qualquer explicação.

A partir deste incidente grave, Leonardo Torres repensou sua infância e adolescência para entender a falta de afinidade com o pai machista, grosso e ditador. Duro e realista, o relato autobiográfico mostra que os laços sanguíneos não significam obrigatoriamente a existência de afeto.

O livro está à venda no site oficial do jornalista, nas versões impressa e e-book: www.falaleonardo/livro.

Sinopse

Ele descobriu que o pai havia sido preso através de um programa de TV. No início, sentiu culpa e vergonha por acreditar ser filho de um criminoso. Depois, raiva e aversão. Tudo o que queria era distância.
Policial civil conhecido pelo combate ao tráfico de drogas, o pai foi acusado de venda de armas e repasse de informações sigilosas a traficantes procurados no Rio de Janeiro. Era a chamada Operação Guilhotina, que ocupou os noticiários nacionais em 2011.
Estudante de Jornalismo, o filho tinha pânico que os colegas de trabalho descobrissem sua descendência. Nunca pensou em visitar o pai na cadeia ou em telefonar para ele após sua libertação. O filho condenou o pai e, neste livro, explica o porquê.

CONTATOS

E-mail: falaleonardo@gmail.com | leonardotorres@hotmail.com.br

Site (vendas): www.falaleonardo.com/livro

Página do livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/236784

comentários pelo facebook:

14 comentários em "Condenáveis - Uma História de Filho e Pai [Leonardo Torres]"

  1. Eu já tinha visto algumas coisas sobre esse livro, mais confesso que ele não me chamou muito atenção.
    Bjos...

    ResponderExcluir
  2. Não sou muito fã de autobiografias mas tô disposta a dar uma chance... Realmente me chamou atenção o fato de familia nao significar de fato afeto segundo o autor...

    ResponderExcluir
  3. Biografias e romances históricos são o meu fraco, fico maluco quando me deparo com eles. Li sua postagem esperando uma opinião sua querida Gi, mas percebi que você ainda não o leu. Quero dizer que este livro já está em minha mira também.

    ResponderExcluir
  4. Gostei demais da sinopse. Acho o tema muito delicado e forte. Fiquei aqui tentando me colocar no lugar do filho... muito difícil. Mesmo que não haja ligação, convivência, fica um sentimento ecoando nos pensamentos: é o meu pai... Gostaria muito de ler essa história.

    ResponderExcluir
  5. confesso que esse livro não me atraiu, não gosto de autobiografia

    ResponderExcluir
  6. Eu não gostei muito do tema do livro (que é bem profundo, por sinal), mas acho que discutir essas coisas faz parte. Muitas pessoas passam por situações semelhantes e por tanta dor por causa de relações familiares disfuncionais.
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Não sou uma apaixonada por biografia e quando leio, prefiro algo mais leve. Ultimamente tenho fugido desses temas mais densos, mais pesados.

    ResponderExcluir
  8. Eu não achei graça. Pronto, falei. Não gosto de livros assim, então nem tem como...

    ResponderExcluir
  9. Oi Gi :)
    Hum, tenho que confessar que esse não é meu estilo de livro preferido. Até já li biografias, mas sempre fico naquela enrolação pra ler sabe.
    Apesar do tema não me agradar, gostei de sua resenha, como sempre vc extrai o melhor de tudo que vc lê :)
    Beijos, lindo final semana =*

    @morenalilica
    <a href="http://doceinsensatez.com/blog

    ResponderExcluir
  10. Hum... pensei que era resenha, mas é divulgação...
    Confesso que não sou de ler livros assim, mas o tema parece bem interessante...
    Agora achei que podiam fazer uma capa melhorzinha...
    Bem, eu não gosta de livros assim, mas pra quem gosta parece um prato cheio.
    bj

    ResponderExcluir
  11. Nossa, deve ser um livro extremamente forte. Não é um livro para se ler em qualquer momento, com certeza.
    Lerei, se possível, mas não é uma das minhas prioridades.

    Thais Vianna
    2dathais

    ResponderExcluir
  12. Não gosto muito de autobiografia, mas essa parece ser bem forte!
    Uma pena que essa capa seja tão feia!

    ResponderExcluir
  13. É uma situação complicada da realidade do Brasil,entendo o filho explorando o que ele passou,explicando a falta de apoio ao pai,mas não me atraiu.

    ResponderExcluir
  14. Eu não gosto muito de autobiografia (e pelo o que vi nos comentários, não sou o único), esse livro não é um livro que eu fique ancioso para ler nem nada, mas também eu não falo que nunca vou ler esse livro, porque esse livro parece ser bom até.
    Eu posso ler em um futuro próximo, mas não agora, realmente não estou muito em uma época desse tipo de livro.
    E realmente, essa capa piorou tudo. Se eu for ler esse livro, eu vou baixar na internet ou pegar emprestado. KKKK

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir