acompanhe o blog
nas redes sociais

6.6.13

Proteja-me [Juliette Fay]

Ed. Novo Conceite, 2009 - 448 páginas:

       Quatro meses após a morte do marido, Janie LaMarche continua tomada pela dor e pela raiva. Seu luto é interrompido, no entanto, pela chegada inesperada de um construtor com um contrato em mãos para a obra de uma varanda em sua casa. Conforme Janie permite, que a construção comece, ela se apega aos assuntos paralelos à sua tristeza: cuidando de seus dois filhos de forma violentamente protetora, ignorando amigos e família e se afundando em um sentimento de ira do qual não consegue se livrar. Quando a varanda vai tomando forma, Janie descobre que o território desconhecido do futuro fica melhor com a ajuda dos outros. Até daqueles com os quais menos esperamos contar.



Proteja-me é um daqueles livros que eu nunca leria se não tivesse recebido da editora e que sorte a minha tê-lo ganhado, pois foi uma surpresa bem agradável. Gostei demais da leitura, tanto que li em dois dias, simplesmente não conseguia ficar longe dos personagens, acho que fiz amizade com eles...

Como a própria sinopse do livro mostra, não se trata de uma grande história de amor ou de uma aventura cheia de suspenses, pelo contrario, conta o dia a dia de uma dona de casa de 38 anos que perdeu o marido e está tentando seguir em frente com seus dois filhos, um menino de 4 anos e uma menina de 6 meses. Mas acreditem, o livro te faz rir e chorar ao mesmo tempo, emociona e envolve.

Mesmo depois de 4 meses após o acidente em que perdeu o marido, Janie ainda está deprimida e com “raiva” da vida, reagindo a situações com descrença e sarcasmo. Só segue adiante porque tem os dois filhos para criar. Seus familiares estão tentando lhe ajudar neste momento difícil, principalmente sua tia Jude e seu simpático primo Cormac, além de sua vizinha Shelly.

"Os amigos e vizinhos tinham parado de vir vê-la, percebendo, ela sabia, que a companhia deles era praticamente insuportável para ela. Era simplesmente muito difícil ficar respondendo de novo aquelas perguntas idiotas. “Como você está?” Ela mal conseguia se conter de dizer “Ainda uma merda, obrigado por perguntar.”

A autora conseguiu fazer um romance tão comovente a partir de um enredo muito simples, acredito que seja porque ela trata muito bem os sentimentos de cada personagem, mostrando que todos temos problemas, uns maiores que os de outros, mas o que importa mesmo é como lidamos com eles. Janie aos poucos vai percebendo isso e tenta então abrir seu coração para que outras pessoas possam entrar...

Outro ponto forte do livro são os personagens masculinos, Jake e Tuc, totalmente humanos e sem comportamento estereotipado.

Talvez eu tenha gostado tando por ser um livro mais maduro e o tema tratar de assuntos familiares que tocam o coração de uma mulher, principalmente se ela já for mãe....
Proteja-me é o primeiro romance de Juliette Fay e foi vencedor da categoria Livro do Ano do 2009 Massachusetts Book Award.

comentários pelo facebook:

38 comentários em "Proteja-me [Juliette Fay]"

  1. Vixe, você realmente gostou do livro. Suas resenhas normalmente são bem mais curtas e nessa você escreveu bastante hahaha.

    Ah, eu ainda não li. Mas acho que vou dar uma oportunidade para o livro em breve. Ele tem mesmo a sua cara, porque você sempre fala sobre a importância da família quando a gente se encontra nos eventos.

    Gostei da resenha, escreva sempre assim!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Este livro está na minha wishlist desde o lançamento. Acho que uma história do dia a dia me convence muito, ainda mais por ser sensível, comovente e realista na maioria dos pontos.
    Achei bacana você dar uma chance ao livro, mesmo não sendo o que você leria normalmente. As vezes a gente se surpreende numa dessas.
    Quero muito ler e espero gostar tanto quanto você.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. acho que como vc no primeiro momento eu não me interessaria pelo livro, porém poderia me surpreender como aconteceu contigo! Eu realmente gosto de livros que me faça rir e me envolva, acho que faz parte da magia que é ler! No momento minha lista de livros desejados estão sem apoio financeiro, porém quem sabe tenho a oportunidade de ler esse livro e talvez ficar tão encantada quanto vc! XD

    ResponderExcluir
  4. Realmente estas coisas acontecem, e estou falando do fato de que a gente só sabe se um livro é bom ou não depois que começamos a leitura. Esse livro eu só leria se tivesse ele, não seria do tipo que eu compraria.

    ResponderExcluir
  5. É um livro bem legal, apesar de que vi muitas resenhas negativas dele...mas cada um acha o que acha não é! Se levar em conta resenha acabo não lendo livro nenhum..Gostei dele, a história é bonita, boa.

    ResponderExcluir
  6. Oie :)

    Não tenho tanta vontade assim de ler esse livro porque pelo o que você disse acho que não irei me identificar com ele kkkkkk, beijos :D

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
  7. Gosto muito desse tipo de livro, parece triste, mas ao mesmo tempo comovente.
    Sempre que leio histórias em que o protagonista lida com a perda eu sofro junto. Quero muito ler esse livro.

    ResponderExcluir
  8. Acredito que eu me surpreenderia tanto quanto você ao ler esse livro, pois a sinopse realmente não chama atenção. Mas é sempre bom dar uma chance à um livro quando vemos algo de positivo sobre ele, e você trouxe esse lado bom, mostrando como ele pode ser divertido e emocionante ao mesmo tempo. Parece ser muito bonito.

    ResponderExcluir
  9. Esse não seria um livro que eu descartaria totalmente, mas tbm não seria uma das primeiras opções para compra. Esse tipo de temática sofre bastante preconceito, e a editora não ajuda colocando essas capas tão mortas. Mas eu particularmente me interessei pela história, se a autora focou bastante no sentimento da personagem e escreveu algo maduro, vale a pena ler.

    ResponderExcluir
  10. Não gosto muito desse tipo de livro e sei que não é uma leitura que me agrada, então não vou pegar ele para ler. Mas a resenha ficou legal e caso eu não gostasse de livros com essa temática, talvez eu chegasse até a ler. Ao contrário de outras pessoas, eu costumo fugir de histórias tristes, onde os personagens sofrem (trauma).

    ResponderExcluir
  11. Oi Gisela!
    Eu li muitas resenhas negativas sobre esse livro, o que me fez não ter tanta vontade de lê-lo... Gosto de histórias tocantes e que nos fazem refletir, como esse livro parece ser mas não sei não se o leria... parece ser um livro bom mas ao mesmo tempo não sei se eu irei me agradar! rs

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  12. Oi Gisela
    Pelo seu entusiasmo você gostou mesmo do livro , mas sinceramente não acho que este ai faça o meu estilo . Acho pouco provavel que eu lei mas quem sabe no futuro .
    Bjs
    Adriana.
    http://meupassatempoblablabla.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Esse é o tipo de livro, que como você disse, nunca chamaria minha atenção em uma livraria. Mas confesso que fiquei até com vontade de ler esse livro, sabia? Estou pensando seriamente em comprar, obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  14. Que resenha linda, gostei muito do livro, quero muito ler esse livro, achei um drama muito bom e interessante... :O curiosa para ler esse livro.
    :D

    ResponderExcluir
  15. Muito bom saber que esse livro vale a pena. É bem o meu estilo: dramas pessoais, superação de conflitos, luta interior para se superar... e se envolve família e filhos, fica perfeito pra mim. Quero ler!

    ResponderExcluir
  16. Eu nunca tinha prestado atenção nesse livro e não fosse ler seu relato, também me teria passado despercebido. Pra nós, mulheres e mães, tudo fica mais forte quando se envolve família, filhos. Acho que não tem como não se envolver.

    ResponderExcluir
  17. Espero também me surpreender com o livro! Que bom a trama ser envolvente. Gosto de livros assim, que me fazem não querer parar a leitura! Fiquei ainda mais ansiosa para lê-lo! Já o tenho na estante, farei de tudo para que seja minha próxima leitura.

    ResponderExcluir
  18. Gostei do livro, mesmo sabendo assim que seria bom mais para uma verdadeira Mãe, porém gosto disso. Essas historias que tocam os leitoras, gosto dessa proteção de mãe <3 Curti muito o livro.

    ResponderExcluir
  19. Então estou receosa sobre o livro escuto tanto criticas boas como ruins vou ter que ler pra ter minha própria opinião o ruim é que minha lista é enorme

    bjos

    ResponderExcluir
  20. Nossa que legal GI !
    Essa capa e esse título nos sugerem algo tãao comum gostei !

    ResponderExcluir
  21. Oi Gisela!
    Confesso que não tinha me interessado por esse livro, mas agora fiquei curiosa por causa das suas 4 estrelas.
    Especialmente por vc dizer que é um romance envolvente a partir de um enredo simples. Só uma boa história consegue envolver, fazer chorar e rir, e fazer amizade com os personagens.
    Ahhhhh eu adoro sentir saudades dos personagens dp que acabo de ler um livro.
    Vai para a whislist.
    bjs

    ResponderExcluir
  22. Li tantos livros sobre a superação da dor da perda que estórias assim começaram a perder a graça para mim. Esse é um livro que não me interessou e não pretendo lê-lo.

    ResponderExcluir
  23. Eu tbm não me interessaria por um livro assim, mas fiquei curiosa por você dizer que emociona e envolve, adoro livros envolventes.

    ResponderExcluir
  24. Ele relamente não me interessa, não faz meu estilo mesmo.
    Eu tenho até em casa Um Ano Inesquecível da mesma editora e tô protelando ao máximo a leitura, sendo assim não gostaria muito desse. Sei lá, não me interesso muito por esse tipo de leitura.

    ResponderExcluir
  25. Ao contrario eu quero ler desde seu lançamento pois gosto do tema, fico feliz que tenha gostado.
    Achei que teria mais romance..uma pena, mas livros que falam de perda, mas mesmo assim não são pesados eu gosto desta forma,
    beijos.

    ResponderExcluir
  26. Já li algumas resenhas e me interessei muito nessa história e com a sua resenha não foi diferente!! Quero muito ler esse livro....
    Parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  27. Mesmo sua resenha sendo bem positiva, não consegui sentir vontade de ler o livro... Talvez por estar mais acostumada a ler livros com ação, aventura e suspense. Talvez eu leia, se algum dia estiver com vontade de ler algo mais dramático.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Definitivamente fora no meu escopo de interesse mesmo depois de uma resenha tão positiva. Tenho a impressão de que vi esse livro nas máquinas de venda de livros das estações de metrô de SP, mas posso estar enganada.

    Mas que bom que você aproveitou a leitura!

    ResponderExcluir
  29. Nossa, você parece ter gostado mesmo do livro. Achei a história bem interessante. É bom ler algo mais real as vezes e deixar de lado as distopias, vampiros e anjos caídos. Acho que quando tiver um tempinho posso dar uma chance a esse livro.

    ResponderExcluir
  30. Prefiro um romance, mas vou dar uma chance para esse livro...

    ResponderExcluir
  31. Interessante *--*, quero dar uma chance para esse livro a sua resenha ficou show.bjs

    ResponderExcluir
  32. Awn, o livro parece ser lindo! Adorei a resenha, aguçou a vontade de ler!

    ResponderExcluir
  33. Vou ser sincera e dizer que se não fosse a resenha eu nunca leria esse livro... Não gostei muito da história, me pareceu uma coisinha meio água com açúcar. Acho que mesmo assim posso me surpreender com o livro, e quem sabe um dia eu não decido arriscar

    ResponderExcluir
  34. Livro lindo e sua história também.sua resenha estava ótima e me cativou.Beijos.Vou querer ler sim.Beijos.

    ResponderExcluir
  35. Fiquei bem curiosa com esse livro, achei uma história bem madura e interessante. Consigo me imaginar nessa situação e fiquei com bastante vontade de ler.

    ResponderExcluir
  36. Confesso que de início também não daria nada por esse livro, mas que bom que ele conseguiu surpreender positivamente. O que me chamou a atenção é que ele não é melodramático demais. Geralmente fujo de narrativas muito carregadas no drama.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  37. Já tinha lido uma resenha sobre ele e sinceramente não achei grande coisa, na resenha que li falava bem menos sobre ele então não entendi bem. Depois de ler essa me de vontade de dar uma chance a esse livro. Realmente, me encantei.

    ResponderExcluir
  38. Hum, esse livro não conseguiu despertar minha vontade em lê-lo mesmo com sua resenha. Acho que não sou muito chegada a dramas.

    Érica Martins
    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir