acompanhe o blog
nas redes sociais

24.1.14

A Base do Iceberg [Flávio Sanso]

A Base do Iceberg [Flávio Sanso]
Ed. Schoba, 2013 - 324 páginas:
        Pedro é um jornalista aficionado pela história de seu país, sobretudo no que diz respeito ao episódio conhecido como Revolução Fraterna. Em meio a conflitos internos que envolvem a culpa pelo fim do casamento e a frustração causada pela derrocada de sua carreira, ele tem a grande oportunidade de se dedicar a um projeto que lhe permite extravasar o seu idealismo. Mas essa também será a forma de descobrir que tudo vai muito mais além do que aquilo que se pensa conhecer.




A base do Iceberg mostra a busca de um homem por seus ideais. Pedro é um jornalista apaixonado pela História de seu país, “com predileção a tudo que diz respeito à Donatelo Veras e a sua Revolução Fraterna. Era mas que um interesse, beirava a devoção”.

O pai de Pedro e seu patrão Iago eram amigos no período pré-revolução, como gratidão, Iago atendeu a dois pedidos do pai de Pedro, dar o emprego ao filho e que permanecesse no jornal. Mas eles nunca chegaram a se entender, Iago só manteve Pedro no emprego por causa da promessa e para ter alguém a quem rebaixar constantemente.

Pedro não estava feliz no trabalho e nem no casamento, ao qual descrevia como melancólico. Assim, quando Iago falece e seu casamento é desfeito, ele se vê quase que encurralado para aceitar a proposta de seu amigo Miguel, também jornalista, mas de um carisma e sagacidade envolventes. Proposta essa que na atual situação de Pedro podia ser vista como um tiro no escuro, e bem propenso a erros que poderiam levar a sua decadência total.

O irmão de Miguel tem uma editora, e esse vê em Pedro potencial para recriar uma grande história. Com toda sua paixão pela vida de Donatelo Veras, Miguel convence Pedro a escrever a biografia do revolucionário médico. Então começa a jornada pela história que ele já conhece e os detalhes que ele ainda não descobriu. O livro estava pronto até que Pedro resolve procurar Donatelo Veras para concluir seu livro de forma real.

E assim que surge a pergunta: “até que ponto conheço o que se passa ao meu redor?” O autor mostra os pontos de vista dos personagens e faz com que vejamos a verdade real escondida atrás das histórias que os governantes querem que saibamos. Apesar de ser uma ficção, é um modo interessante e inteligente de ver a história do país. Sua trama conspiratória me empolgou do início ao fim.

Resenhado por:
Tainá Rodrigues Cunha, "Ler é uma forma de escape prazeroso da nossa realidade, onde se pode ser o que quiser e quem quiser. Livros são meus refúgios, esconderijos onde me sinto mais livre."

comentários pelo facebook:

21 comentários em "A Base do Iceberg [Flávio Sanso]"

  1. Gosto de livros que te fazem pensar, ou têm uma "conexão" com o mundo real. Acho isso muito bom, porque às vezes, deixamos as coisas de lado, como se não importasse, e quando lemos algo assim, a gente entende que aquilo que nós desprezávamos, é preciso. Lerei assim que puder : )

    ResponderExcluir
  2. Não costumo ler livros nesse estilo, mas acho que a proposta de aproximar o leitor da "realidade" por meio de uma história fictícia é genial. Aliás, reflexões são sempre bem vindas, ainda mais quando se trata do país em que vivemos.
    bjs

    ResponderExcluir
  3. O livro até parece ser interessante mas não faz muito meu estilo e por enquanto não tenho vontade de lê-lo :/

    ResponderExcluir
  4. Não fiquei interessada no livro porque não é meu estilo. Mas achei bem interessante a proposta que ele impõe de trazer uma pouco a realidade ao livro. Isso faz que nos despertemos para o mundo real.

    ResponderExcluir
  5. Ja tinha visto outras resenhas, mas realmente não despertou meu interesse!

    ResponderExcluir
  6. O enredo é até interessante, mas não conseguiu me conquistar. Não conseguiu me chamar a atenção. E a capa também não. Acho que não faz muito o meu estilo, por isso não me cativou. Talvez pra quem goste, seja algo mais gostoso de se ler.

    ResponderExcluir
  7. Achei a história interessante, mas não chamou tanto minha atenção. Não sei se me aventuraria nesta leitura. Quem sabe mais tarde. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Sua resenha ficou boa, mas esse não é o tipo de estória que eu leio e ela não me chamou a atenção e nem me despertou vontade de lê-la =/

    ResponderExcluir
  9. Gosto de livros que trazem um quê de realidade e tudo mais, mas esse em especial não me conquistou. Não despertou em mim interesse nenhum, nem de pesquisas mais sobre.

    ResponderExcluir
  10. Achei muito cabeça este livro...
    não sei se leria no momento... hehe
    Mas é bem realista... "o que sabemos muitas vezes é manipulado"...

    ResponderExcluir
  11. Apesar de ser uma ficção, suas reflexões são bem reais. Aliás, gosto de livros que tem um pezinho na realidade, mas que não seja triste e depressivo demais. Acho que esse é bem legal.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  12. Gostei da resenha. o livro vai par minha lista de leituras. Goste de livros que levam a reflexões.

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia a obra, mas achei interessante! Confesso não ser muito fã de história, mas acredito que seja uma leitura que vale a pena!

    ResponderExcluir
  14. Não gosto e nem sou muito de ler esse tipo de livro,mas é resenha está muito boa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Esse tipo de livro não faz muito meu estilo, prefiro uma coisa mais jovem e descontraída.
    Também não gostei da capa, ela nem mesmo me instigou a conhecer um pouco mais do livro!

    ResponderExcluir
  16. Apesar de gostar de livros que nos façam refletir, esse não me chamou a minha atenção. Não é que não seja o meu estilo, acho que é mais o enredo deste que não me foi atrativo em nenhum momento, então dificilmente o leria. Mas se o ganhasse ou surgisse a oportunidade, acabaria lendo mais por curiosidade que por prazer.

    ResponderExcluir
  17. A resenha do livro tá bem boa, mas não me chamou atenção a lê-lo =/

    ResponderExcluir
  18. Não é meu estilo de leitura, gosto de coisas mais fantasiosas...

    ResponderExcluir
  19. Até gostei do enredo mas não é uma leitura para esse momento, pelo menos no meu caso. Acho que é daqueles livros que devem ser lidos com muita atenção, para absorver as mensagens.

    ResponderExcluir
  20. Sou apaixonada por história, e este livro parece ser cativante. Eles aparenta deixar claro para nem sempre acreditarmos naquilo que nos é ensinado....
    Procurarei masi a respeito destemaravilhoso livro que eu não conhecia...

    ResponderExcluir
  21. Apesar da sua resenha eu não consegui ter vontade de ler o livro. Mas vou recomendar pro meu amigo que gosta de teorias da conspiração.

    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir