acompanhe o blog
nas redes sociais

14.7.14

O Cavaleiro de Bronze, Livro II - O Portão Dourado [Paullina Simons]

O Cavaleiro de Bronze, Livro II - O Portão Dourado [Paullina Simons]
Ed. Novo Século, 2014 - 430 páginas:
      No início da guerra, em 22 de junho de 1941, o dia em que Alexander e Tatiana se conheceram, havia três milhões de civis em Leningrado. Na primavera de 1942, apenas um milhão de pessoas permaneciam ali. E o cerco não havia terminado. Depois de deixar Tatiana e Dasha Metanova dentro de um caminhão que seguia pela Estrada da Vida com destino a Molotov, Alexander não tinha nada além de esperanças. Não havia uma única correspondência sequer de Dasha ou Tatiana, nada que indicasse que ambas haviam chegado em segurança a seu destino.  

Onde comprar:


A aguardada continuação de O Cavaleiro de Bronze foi uma leitura tão intensa quanto sua parte I (Resenha). Este livro (parte I + parte II) já entrou na minha lista de preferidos. É uma das mais belas histórias de amor que já li, e mais emocionante também. O livro me fez rir, chorar, pensar, rezar, agradecer... Simplesmente inesquecível.

No início da guerra, em 22 de junho de 1941, quando Alexander e Tatiana se conheceram, havia 3 milhões de civis em Leningrado. Na primavera de 1942, apenas 1 milhão de pessoas permaneciam ali. O cerco realizado pelos alemães praticamente destruiu a cidade, quem não morria decorrente das bombas alemães, acabava morrendo de fome. Em meio a todo máximo caos, destruidor de almas, que dilacerava os homens, surgiu o amor destes dois jovens. Ele um oficial do Exército Vermelho, ela, ainda menina, mas que dentre tanto sofrimento, amadureceu precocemente, tentando salvar sua família e seu amor.

"Faça três perguntas a si mesma, Tatiana Metanova, e você vai saber quem você é. Pergunte: Em que você acredita? O que você espera? Mas, o que é mais importante, pergunte O que você ama?"

O sentimento mais lindo nesta história é a doação que cada um destes dois jovens faz de si mesmo para manter o outro vivo em todo o horror da guerra. Alexander tem um segredo que pode destruiu-los, mas cada um só pensa em como poderá salvar o outro. E em meio a tantas atrocidades da guerra, eles ainda mantinham suas atitudes altruístas.

"- Não, Alexander. O que você me disse, suas exatas palavras, foi que todas as grandes coisas que valem a pena ter exigem grandes sacrifícios que valem a pena fazer"

Passaram seis meses desde que Alexander conseguiu tirar Tatiana e Dasha de Leningrado, e ele não recebeu nenhuma carta delas. Mesmo aterrorizado com o que poderia ter acontecido com as irmãs, não perdeu as esperanças, já que sua Tatiana era uma sobrevivente, se alguém conseguisse sobreviver, seria ela, a moça que, toda manhã, marchava através de Leningrado moribunda para conseguir pão para sua família. Mas, com a falta de notícias, Alexander pede uma licença ao exército e sai a procura delas.

"Ele não tinha medo de morrer.
Tinha medo que ela morresse. O espectro da morte dela tirou-lhe a coragem"

A força interior de Tatiana era tão grande que me emocionava a cada página, apesar de suas perdas e seu enorme sofrimento, tudo que fazia era com o intuito de ajudar aos que estavam a sua volta. Mesmo com sua pouca idade, tinha uma grande sabedoria.

"- Dê um peixe a um homem, e ele vai comer um dia - disse Tatiana. - Ensine-o a pescar, e ele vai comer a vida inteira."

E também era muito determinada e teimosa, difícil de ser dobrada. Momentos em que eu me divertia.

"- Tania, para eu fazer você obedecer a todas as minhas ordens, vou ter que me tornar general - replicou Alexander"

"- Nós vamos fazer exatamente como você quer - disse Alexander, suspirando pesadamente. - Como sempre"

A medida que ia lendo, ia agradecendo por tudo que tenho, pela sorte que tive em nascer em tempos de paz. E torci, torci muito para que os dois vencessem todas as barreiras da guerra, da inveja humana, da mesquinhares, para que pudessem viver esse intenso amor.

"- Alexander, como podemos ser tão ligados? Como podemos ter esta conexão? Desde o começo.
- Nós não somos tão ligados.
- Não?
- Não. Nós não temos uma conexão.
- Não?
- Não. Nós temos uma comunhão."

É um livro que passa ao leitor uma forte carga emocional. Só tenho uma palavra a dizer: Imperdível.

Cortesia da Editora Novo Século
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

16 comentários em "O Cavaleiro de Bronze, Livro II - O Portão Dourado [Paullina Simons]"

  1. Não curtia muito esse tipo de livro, mas dei uma chance e acabei gostando. Vou adicionar a lista e talvez leia.

    ResponderExcluir
  2. querida Gi, adorei a capa do livro. e vc bem sabe que romances ou dramas históricos me fascinam desde sempre. gosto de me enfurnar num livro em que os protagonistas são fortes e determinados, porém o faço para aprender com suas fraquezas, porque numa guerra nunca há vencedores. então já tô colocando na minha listinha. obrigado pela bela dica de sempre!

    ResponderExcluir
  3. Eu quero muito ler os dois livros, caramba, parece ser realmente incrível. Já fiquei com uma certa empatia pela protagonista, ela parece ser forte, determinada, daquelas personagens cativantes mesmo. Adoro livros que se passam no período da segunda guerra, sempre nos faz refletir e agradece mesmo né?! Por não termos nascido naquela época.

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito ler esses livros, pois gosto de ler livros sobre a Segunda Guerra Mundial. Só de ler essa resenha, já me apaixonei pelo casal.

    ResponderExcluir
  5. Amei a resenha e já estou ansiosa para ler esse livro. ótima resenha .

    abraços

    Joyce

    ResponderExcluir
  6. Não gosto de livros que tem a guerra como cenário principal, mas ao ler sua resenha me interessei por ele, pois gosto de ler histórias que falam das dificuldades e superações para se viver um grande amor.

    ResponderExcluir
  7. Ainda não li nenhum livro da série.
    Não conhecia a autora nem os livros dela.
    Gosto bastante de livros de guerra e estou ansiosa para começar a ler o primeiro da série.

    ResponderExcluir
  8. Quero muito tanto este livro como o primeiro, gosto de livros que desestrutura o meu emocional e esse parece ser exatamente este tipo de livro.
    Obrigada pela resenha, quero muito ler os livros agora.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Amo livros de época,mais quando tem guerra sempre é muito triste.Não conhecia mais gostei muito da sua resenha acho que vou ler

    ResponderExcluir
  10. Lembro de ter lido a resenha do primeiro livro, mas tenho dúvidas se eu me entregaria tanto na leitura, apesar da história ser tão envolvente. De qualquer forma está na minha lista e quem sabe eu me surpreenda XD

    ResponderExcluir
  11. Nossa senhora! Eu preciso ler os dois livros, urgentemente.
    Que história mais linda. O drama vivido pelo casal levanta tantas outras coisas que é inacreditável. Muitos sentimentos, muitas reflexões, muito amor amor em meio ao caos.
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Adoro livros cujas estórias são ambientadas durante a guerra.
    Os romances ficam mais intensos e emocionantes!
    Como não li o livro 1 ainda, li a resenha por cima.
    Sei que já deveria ter lido ao menos a parte I porque gostei do que li até o momento sobre e a parte II parece fechar com chave de ouro.
    Adorei

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o livro, mas, depois de ler sua resenha, fiquei com uma vontade de ler esta história de amor entre Alexander e Tatiana *-*

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li o primeiro livro, mas gostei muito da resenha e de saber que a estória continua tão boa e prendendo tanto o leitor quanto o primeiro volume. Gosto muito de estórias em guerras, sempre são cheias de ação e acho que é impossível não nos pegar agradecendo por não vivermos em tempos assim! Acho bem legal o casal se manter tão unido. Fiquei com vontade de acompanhar. :)

    ResponderExcluir
  15. Nossa, com esses quotes tenho certeza que o livro é realmente muito emocionante. Por todas as emoções e sentimentos que ele transmite já se tornou um queridinho só de ler a resenha haha. Dica mais que anotada.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  16. Pelo que entendi é uma história belíssima, mas bastante densa. Geralmente, quando leio histórias assim, sempre entro em ressaca literária. Lendo histórias assim, temos realmente que agradecer por estarmos longe dessas guerras espalhadas pelo mundo.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir