acompanhe o blog
nas redes sociais

25.8.14

Desejo À Meia-Noite, Vol. 1 - Série Os Hathaways [Lisa Kleypas]

Desejo-À-Meia-Noite-Lisa Kleypas-Série-Os-Hathaways
Ed. Arqueiro, 2013 - 272 páginas:
        Após sofrer uma decepção amorosa, Amelia Hathaway perdeu as esperanças de se casar. Desde a morte dos pais, ela se dedica exclusivamente a cuidar dos quatro irmãos – uma tarefa nada fácil, sobretudo porque Leo, o mais velho, anda desperdiçando dinheiro com mulheres, jogos e bebida. Certa noite, quando sai em busca de Leo pelos redutos boêmios de Londres, Amelia conhece Cam Rohan. Meio cigano, meio irlandês, Rohan é um homem difícil de se definir e, embora tenha ficado muito rico, nunca se acostumou com a vida na sociedade londrina. Quando se muda com a família para a propriedade recém-herdada em Hampshire, Amelia se reencontra com o sedutor Rohan, que parece determinado a ajudá-la a resolver seus problemas. 

Onde comprar:

Estou tão apaixonada pelos livros da Arqueiro de Romances Históricos que me arrisquei numa nova série, Os Hathaways, que quero apresentar a vocês também, já que merece entrar na "listinha" dos fã do gênero, pois é simplesmente apaixonante.

Eu nunca conheci uma família tão desajustada como os irmãos Hathaways, o que os tornam únicos e também muito divertidos. Eles são cinco: Amélia, a mais velha, seguida por Leo, único homem, Win, Poppy e Beatrix. Cada um deles com características bem diferentes entre si e por isso mesmo com uma beleza singular.

- Não existe "calmo e sereno" na nossa casa - falou Poppy com tristeza. - Ah, Amélia, porque nossa família é tão esquisita?"

Depois que perderam os pais, Amélia, por ser a mais velha e responsável, passa a cuidar de seus irmãos como se fossem filhos e acaba se vendo solteira as 26 anos (para época era considerada uma solteirona). Mas isso tão pouco a incomodava, sua família preenchia todas as lacunas de sua vida, e depois de uma decepção amorosa, não pensava mais em se casar.

Leo, seu único irmão, que deveria estar fazendo o seu papel, além de ter herdado um Titulo amaldiçoado, aprontava todas, desperdiçando o pouco dinheiro da família com mulheres, jogos e bebidas, e na verdade, era quem mais trabalho dava a Amélia. 

Uma noite ao sair com Merripen, um cigano criado em sua casa quase como um irmão, para procurar Leo, desaparecido em mais uma noitada, ela se depara com Cam Rohan, também cigano, gerente de uma casa de jogo e talvez a única pessoa que pudesse socorre-los. Cam se mostra reticente em ajuda-los, mas ao ouvir Merripen falar em romani (língua cigana) decide faze-lo.

Cam Rohan, é um belo homem,  filho de mãe cigana com pai irlandês, criado pela avó cigana, é um tipo exótico, com um rosto que, com certeza, fora criado para o pecado, tendo o espírito de um homem livre. Cam com seu jeito irreverente me conquistou de cara. 

Cam e Amélia tiveram suas estruturas abaladas neste primeiro encontro, rolou uma atração forte entre eles, mas que de maneira alguma queriam admitir para si mesmos, já que eram como água e óleo. A sorte é que, provavelmente, nunca mais se veriam. 

A história não se concentra nos personagens principais, ela é bem distribuída e isso contribui para seu enriquecimento, criando aquela empatia necessária para deixar o leitor com o desejo de "quero mais", fazendo com que parta logo para a leitura do próximo volume da série.

Apaixone-se você também pelos Hathaways!! Porque eu já fui conquistada.

Cortesia da Editora Arqueiro

Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

15 comentários em "Desejo À Meia-Noite, Vol. 1 - Série Os Hathaways [Lisa Kleypas]"

  1. Gi, de vez em quando adoro fugir para outros tempos, para o romantismo da espera, quando tudo era mais demorado. .. romances de época são ótimos para isso.
    Adorei os opostos... água e óleo, rsrs,acredito que quando estiverem juntos farão uma bela combinação.
    E essa mistura de irlandês com cigano deve ser muito atraente... huuum.
    Adorei as capas dessa série. Uma hora vou ler, já que vc diz que é apaixonante.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha, ainda não li nenhum romance histórico e confesso que quanto mais leio sobre esse tipo de literatura mais tenho vontade de adquirir e me afogar nesses romances rsrsrsrs.

    ResponderExcluir
  3. Romances históricos são minha paixão literária!! São doces, sensíveis e nos enchem de amor e esperança.
    Ainda nem comecei a ler a série, mas pelo visto é muito boa e vale a pena!!
    Gosto da caracterização da família, com seus desajustes, e também do Cam, cigano. Aliás, acho que até hoje não li nenhum livro que abordasse (mesmo que só um pouco) os costumes ciganos. Muito interessante!
    bjs

    ResponderExcluir
  4. sou um daqueles apaixonados por romances históricos, principalmente se tiverem passagens reais, próprias da época. agora tem um tema que sempre me fascinou - ciganos! essa caixa preta, seus costumes e sua vida perambulante me fazem querer viajar, estar pelo mundo. ótima dica Gi, resenha gostosa de se ler!

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Ainda não li os livros da série, mas estou lendo muitas ótimas resenhas sobre ela e estou ficando cada vez mais ansiosa para ler!!
    Estou esperando o último livro da série ser lançado para poder comprar tudo junto!! Não tenho paciência de esperar rsrsrs
    O livro parece ser incrível com um enredo de tirar o fôlego e prender qualquer leitor!!

    ResponderExcluir
  6. Gi, Amélia deve ter sofrido um bocado, com a morte dos pais e tendo que cuidar dos filhos. Acredito que agora ela precise de um romance para viver feliz rs
    Também gosto muito dos romances da Arqueiro, em especial os de época que nos prendem do início ao fim

    ResponderExcluir
  7. Não sou muito fã de romance, mas os históricos geram uma certa curiosidade em mim. A capa é maravilhosa, e eu confesso que a primeira vez que a vi esperava um romance erótico. É bom saber que os históricos ainda tem seu lugar, pois, para mim, são os melhores!

    ResponderExcluir
  8. Oi Gisela.
    Eu adoro romances históricos, mas tenho um problema sério com essa capa rsrs, e por conta disso fico protelando a leitura, apesar de toda resenha que leio ser positiva.
    Mas assim quer surgir uma brecha vou dar uma oportunidade a essa leitura, gosto quando o autor explora bem os personagens secundários.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. Dessa série, o único que já li foi justamente Desejo à meia noite e como você, também me encantei pela família e pela história. Acho que a Arqueiro acertou em cheio com essas séries dos romances históricos e pretendo ler os outros livros também que prometem ser tão bons quanto esse.

    ResponderExcluir
  10. Apesar de ainda não ter lido nenhum desses romances históricos, o que me agrada bastante neles é que, mesmo tendo um casal principal para cada volume, a autora não se foca apenas neles. Ela sai expandindo a trama aos outros que já tiveram seu livro, ou os que ainda protagonizarão o seus. Enfim, quero muito ler.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. Oi Gisela!
    Acredita que eu nunca li um romance histórico? Mas gostaria muito de ler, só to esperando a verba pra livros aumentar pra eu comprar algum do gênero rs Essa série parece ser bem interessante, e a capa é linda.
    beijos

    ResponderExcluir
  12. Eu amo ler romances históricos! Ainda não comecei a ler essa série, mas com certeza está na minha lista de desejados! E como você estou apaixonada pelos livros de romance da editora arqueiro, principalmente os da Julia Quinn

    ResponderExcluir
  13. Oiee
    Já faz um tempinho que quero ler Os Hathaways mas primeiro vou me dedicar a série da Julia Quinn.Eu nunca li uma resenha sobre esse primeiro livro e ele já começa com chave de ouro.Cam é uma mistura de cigano com irlandês,adorei! Esses romances históricos estão fazendo bastante sucesso e eu sou super adepta a leituras desse gênero,e boa sorte na leitura do próximo livro da coleção com certeza vai ser maravilhoso como esse.
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu ainda não li esse livro, comecei pelo segundo e gostei bastante. Tenho que concordar com a Poppy, a família é bem esquisita, mas são tão engraçados. É dá para perceber que se amam e se importam uns com os outros. Quero muito ler os livros do Leo e da Beatix. Sem dúvida são os personagens mais divertidos. Muito legal a Arqueiro estar relançando esses livros assim com de outras séries de romance de época. Esse é um gênero que a gente nunca se cansa de ler.

    ResponderExcluir
  15. Adoro romances de época e quando tem personagens que foge dos padrões não tem como resistir.
    Eu estou me segurando para adquirir os livros, já que tenho tantos e muitos na fila de leitura.
    Com certeza lerei a série.
    Adoro quando as estórias tem personagens ciganos, adoro a cultura deste povo e geralmente os romances são bem gostosos de ler.
    Li em algum lugar que a Lisa tem um alinha mais adulta, os romances não são melosos e isso me agrada também.
    Espero que Leo crie juízo também, o livro que conta a estória dele deve ser muito booom!!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir