acompanhe o blog
nas redes sociais

15.8.14

Intenso Demais, Vol. 1 - Trilogia Rock Star [S. C. Stephens]

Ed. Valentina, 2014 - 464 páginas:
      Ela ultrapassou perigosos limites e agora não há mais volta. Traição, amor e paixão. Chegou a hora da decisão de uma vida. Há quase dois anos, o namorado de Kiera, Denny, é tudo que ela sempre quis: apaixonado, carinhoso e totalmente dedicado. Quando os dois se mudam para outra cidade a fim de começar uma nova vida – Denny no emprego de seus sonhos, Kiera numa conceituada universidade –, tudo parece perfeito. Mas então, um imprevisto separa o feliz casal. Sentindo-se sozinha, confusa e carente, Kiera se aproxima de Kellan Kyle, o sexy e sedutor vocalista de uma banda de rock. No começo, ele é apenas um amigo em cujo ombro ela pode chorar suas mágoas, mas, à medida que sua solidão aumenta, o relacionamento ganha força. Até que, uma noite, tudo muda... e nenhum deles jamais será o mesmo.  

Onde comprar:

A história começa com a mudança de Kiera e Denny para Seattle. Denny acabou de se formar e arrumou o emprego dos sonhos de todo recém formado, Kiera, sua namorada a dois anos, para não ficar afastada de seu grande amor, conseguiu bolsa de estudos e transferência para uma universidade em Seattle e mudou-se junto com Denny. Como os dois são jovens e sem dinheiro, Denny conseguiu um quarto na casa de seu melhor amigo, Kellan Kyle, cantor de rock, vocalista da banda D-bags (diminutivo da gíria douchebag: babaca, mané, otário).

A banda de Kellan é formada por 4 integrantes, ele, Griffin, o baixista, Matt, o guitarrista e Evan, o baterista e tocam sempre no bar Pete´s, que é também o ponto de encontro da turma. Denny e Kiera, ao chegarem em Seattle, vão encontrar seu roommate lá. Kiera consegue um emprego de garçonete no bar e  tudo vira um sonho feliz. Perfeito. Até que Denny, nas primeiras semanas logo após a mudança, precisa viajar por dois meses a trabalho, deixando Kiera sozinha.

Naturalmente, por morarem na mesma casa, Kiera foi convivendo com Kellan, que ainda não comentei, mas é uma espécie espetacular de homem, lindo de morrer, usando as palavras da própria Kiera: Kellan era uma aberração de tão lindo! E os dois foram tornando-se "melhores amigos", na falta do Denny, Kellan levou Kiera para a universidade, dava caronas para o trabalho, levava-a para sair e se distrair nos seus dias de folga e a confortava, quando a saudade de Denny batia forte.

"No fundo, no fundo eu sabia que provavelmente isso era bem mais do que Denny aprovaria, mas era tão confortante, tão gostoso. Era meio preocupante o quanto eu gostava de estar perto de Kellan... mas, mesmo assim, não consegui resistir."

Kiera se mostrava muito tímida e certinha, cheia de puderes, incomodava-se sempre com o Griffin, integrante mais escrachado da banda, ruborizando-se quando ele falava palavão ou sobre sexo. Bom, ser autentico como Griffin, não pode, mas trair o lindinho do seu namorado, pode! Por estes motivos não consegui sentir empatia com a personagem principal. 

Achei o livro bom, a autora escreve bem e é detalhista no seu enredo, parece que estamos vivenciando a história, sentindo o que os personagens sentiam. Só não me cativei por eles, pois não concordo com este tipo de ação, principalmente quando o prejudicado tem um caráter maravilhoso e era tão amigo de Kellan e tão apaixonado pela Kiera. Denny era tudo que eu queria para minha filha, caso uma mãe pudesse escolher.... 

Mas é difícil ler um livro romântico escrito sobre uma premissa que não aceito, e para ser bem sincera, me considero uma pessoa de mente aberta, procurando não julgar, pois acredito que as pessoas devem procurar o caminho que as façam felizes, desde que para isso não ajam de forma a prejudicar ninguém. E foi neste ponto que a história derrapou, um caso de amor todo desenvolvido na traição, e ainda dupla, namorada e melhor amigo do namorado juntos. 

Este livro foi divulgado aqui no Blog na #SemanaIntensaDemais, veja abaixo alguns artigos e conheça mais sobre Intenso Demais:

INTENSO DEMAIS - Trilogia Rock Star
A autora conta sobre a sua vida e a criação de Intenso Demais
Mais sobre Intenso Demais e Playlist
Dreamcast de Os D-bags
Curiosidades

Cortesia da Editora Valentina

Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

12 comentários em "Intenso Demais, Vol. 1 - Trilogia Rock Star [S. C. Stephens]"

  1. Eu tinha muita vontade de ler esse livro, mas agora passou. Eu leio vários livros e faço como ti, tento não julgar. Mas peraí, fazer um livro de romance em base de uma mocinha cheia de pudores que trai o próprio namorado. Não menina, esse eu passo. Prefiro mil vezes ler o Grey (50 tons) fazendo as putarias com a Ana, com o contrato de submissa, do que traição. Em dose dupla, ainda por cima tem fura-olho. Tantas formas de desenvolver um livro e a autora opta por esse.
    As vezes sou tão chata, acho que o livro não fluiria pra mim por causa disso. rs

    ResponderExcluir
  2. Gostei demais do seu ponto de vista!
    Também busco não julgar as histórias e as escolhas das pessoas, mas acredito que o direito de um vai até onde começa o do outro. E simplesmente não consigo ver algo "bonito" em uma relação baseada em traição e desonestidade.
    Respeito quem gostou da trama, até porque a narrativa parece muito boa, mas não pretendo ler o livro!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Parece aquele estilo de história que as mulheres escolhem, de cara, pela aparência, e depois acabam melhor refletindo sobre como isso é ruim. Traição nunca é o meu forte como envolvimento numa leitura. Concordo com você quando disse sobre ser mente aberta, é necessário. Gostei da resenha, mas não me senti atraída pela obra.

    ResponderExcluir
  4. Confesso que não tenho muito interesse em livros desse gênero, mas confesso que achei a diagramação da capa linda. Gostei da resenha, deu bastante detalhes sem colocar spoillers. Parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir
  5. Oie...
    Ainda não li nenhum livro que fosse do gênero, então não posso dizer se gosto ou não. Mas fiquei bastante interessada no livro por causa da resenha, então acho que daria uma chance para essa leitura e experimentaria essa novidade.
    Que capa é essa minha gente!! rsrsrs

    ResponderExcluir
  6. A capa chama atenção de nós mulheres, não podemos negar, mas eu não tenho a mínima vontade de ler esse livro. Sou super mente aberta, leio de tudo, mas se tem uma coisa que eu não concordo com traição, é fim da picada pra mim. Se tivesse uma história de amor bonita pelo menos, mas pelo que eu li em todas as resenhas até agora, a menina gostou do cara por ele ser bonito; beleza não é tudo, ainda mais quando já se tem um namorado "perfeito". Não gosto de personagens assim e já sei que não vou gostar do livro. beijo

    ResponderExcluir
  7. Concordo com você Gisela, também não consigo gostar de uma história da qual não aceito o rumo que os personagens levam para conseguir o que querem, principalmente, quando as atitudes machucam outras pessoas, pior ainda se a vítima for alguém de bom caráter. Gostei de saber disso, seria muito ruim adquirir o livro e depois descobrir que não tem nada a ver com o que eu procuro em uma leitura.

    ResponderExcluir
  8. Realmente a temática não me agrada e, talvez por esse motivo, não me despertou vontade alguma para vler! Acredito que independente da temática deve ter no mínimo de interesse e, infelizmente, isso não ocorreu dessa vez!

    ResponderExcluir
  9. Não gostei da premissa, da capa... apesar de ter a ver com o Griffin... mas eu não gostei.
    Odeio essas capas que mostram corpos sarados, hehe.
    Achei bacana as estórias que se enlaçam dos jovens que tocam em uma banda, a universitária e recém-formado.
    Mas a traição é de doerrr... a guria se mudou por causa do namorado se viu que não ia dar mais porque não caiu fora? Ahh não!!
    Mas fiquei curiosa para saber se o Denny descobre e como e o que acontece...

    ResponderExcluir
  10. Também penso como você, Gisela! Não acho legal quando rola traição. O traído pode até ser um mau-caráter, mas mesmo assim, nunca irei concordar com isso.
    Esse livro já não tinha me interessado tanto, agora, menos ainda.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  11. É realmente chato quando isso acontece e eu também não gosto muito. Independente disso, é uma série que eu quero ler.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  12. Gisela, eu tenho fugido um pouco desse estilo porque às vezes acho os livros muito parecidos uns com os outros. Eu também tento ler as histórias sem preconceitos mas essa coisa de traição, dessa forma, também não me agrada e por isso talvez não dê uma chance a esse livro.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir