acompanhe o blog
nas redes sociais

21.8.14

Manuscrito do Mar Morto [Adam Blake]

Manuscrito-do-Mar-Morto-Adam-Blake
Ed. Novo Conceito, 2014 - 480 páginas:
      A ambiciosa policial Heather Kennedy está em seu trabalho mais difícil: seus métodos de investigação são criticados e ela está sendo assediada por colegas rancorosos porque não lhes dá atenção. Até que lhe é atribuída o que parece ser uma investigação de rotina, sobre a morte acidental de um professor da Faculdade Prince Regent, mas a autópsia deste caso volta com algumas descobertas incomuns: o inquérito vincula a morte deste professor às de outros historiadores que trabalharam juntos em um obscuro projeto sobre um manuscrito do início da Era Cristã. Escondido entre os pergaminhos do Mar Morto, um códice mortal pretende desvendar os segredos que envolvem a morte de Jesus Cristo. 

Onde comprar:
Submarino, Saraiva, Fnac, Travessa, Cultura




A promessa: “Um thriller de tirar o fôlego, que vai faze-lo pensar: Será Possível”. A realidade: precisei de oxigênio.

A promessa você encontra logo na capa, junto com uma cruz que se assemelha a uma Cruz da ordem de Cristo ou a uma Cruz Pátea (me chamou tanta atenção que fui pesquisar), um pergaminho com escritas em aramaico e gotas de sangue, em um fundo que nos remete a uma praia, toda em tons terrosos. Linda! A realidade em 477 páginas, narrador observador que nos leva, a partir de quatro ângulos de visão, a uma trama eloquente. Adam Blake me deixou, literalmente, sem fôlego e angustiada para saber o desenrolar daquele quebra cabeça. Com a promessa de não ler a última página (sim, eu faço isso as vezes, muitas vezes) tive que me controlar.

A trama nos apresenta um xerife, Webster Gayler, lidando com os mistérios da queda de um avião em L.A. A policial, Heather Kennedy, investigando a morte acidental de um professor da Faculdade Prince em Londres. E, o ex-mercenário, Leo Tillman, em busca de vingança no México. E tem também, Solomon Kuutma, sua viagem começa em Paris e ele esta disposto a ir a qualquer lugar para proteger uma sociedade altamente secreta mantida a qualquer preço ao longo dos séculos. Desde os Illuminatis (com Dan Brown) não vejo uma sociedade antiga ressurgir com um conflito tão fascinante. E, em questão de ação, é um livro muito movimentado cheio de aventuras e ação, com um final realmente surpreendente.

Histórias diferentes, visões diferentes, que convergem para um único enredo envolvente. O ritmo é simplesmente empolgante. Como nos filmes de suspense que você não consegue tirar os olhos da tela, neste caso do papel, os capítulos acabam sempre em um clímax e a leitura é emocionante e empolgante. Para quem gosta de estilo, denominado “teologia-ficção”, que abrange teorias de conspirações, mistérios da antiguidade, manipulações ideológicas e o controle da humanidade e do mundo atual, é um prato cheio.


Cortesia da Editora Novo Conceito

Sou baiana e estou há 9 anos morando em Vitória-ES. Vim estudar e encontrei verdadeiros amigos que transformaram essa cidade num lar. Dizem que sou divertida, sonhadora e que falo demais. Apaixonada por livros, filmes e séries; e tentando conciliar esse amor com o trabalho. Uma pessoa me disse que "a leitura faz de nós todos emigrantes, mas mais importante que isso nos dá casas por toda parte".

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

13 comentários em "Manuscrito do Mar Morto [Adam Blake]"

  1. Tenho o livro, mas ainda não li. E confesso que fiquei super animada depois de ler sua resenha, Rayana!
    Gosto muito desse estilo "quebra-cabeças", em que as partes vão se juntando aos poucos e no final, tudo faz sentido. E mais do que isso, a narrativa envolvente e empolgante fecha a trama com chave de ouro.
    Estou ansiosa pela leitura e espero gostar tanto quanto você!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Rayana, li recentemente este livro, e apesar de ter achado o início um pouco parado, depois a trama pegou um ritmo que foi difícil de largar o livro.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esse livro, o tema parece bem empolgante, ainda mais quando você comentou que os capítulos terminam e nos deixam com vontade de quero mais. Amo livros, assim, que me prendem e eu não consigo parar de ler.

    ResponderExcluir
  4. Já faz um tempo que tenho esse livro mas ainda não li. É um tipo de história que me encanta e agora, depois de ler sua resenha tão empolgada, com certeza vou acelerar essa leitura.

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca li nada do gênero, nem sabia que tinha um gênero específico, não sabia mesmo da existência do "teologia-ficção", claro que já vi inúmeros livros assim. Os de Dan Brown são assim né? Mas os dele nunca me despertou curiosidade. Mas esse do Adam Blake, depois dessa resenha, me deixou bem curiosa. Quero saber mais e mais!! Vou correr pra comprá-lo, parece valer muito a pena.

    ResponderExcluir
  6. Amo livros policiais e a capa desse dá um motivo a mais pra sentirmos vontade de ler logo o livro. Apesar de não conhecer o autor, já ouvi falar do livro, e estou ansiosa para descobrir logo os mistérios que envolvem a trama.

    ResponderExcluir
  7. Oi Rayana
    Eu também tenho essa mania de ler a última página, to tentando parar com isso rs
    Gosto muito de ler sobre teorias de conspiração e antiguidades, esse livro parece ser excelente pra mim. Vai pra minha lista de desejados com certeza. beijos

    ResponderExcluir
  8. Confesso que nem sabia que tinha essa temática, e tenho até um certo receio, apesar da resenha ser ótima! Esse tipo de mistério me lembrou os livros do Daw Brown e eu sinceramente não consigo ler os livros dele, desisti na verdade, e acho que, infelizmente, com esse tambem seria assim!

    ResponderExcluir
  9. Oie...
    Desconhecia o livro e achei bem interessante!!
    Gosto bastante de livros com esse mistério! Isso prende bastante minha atenção e me deixa louca para terminar logo de ler o livro e descobrir tudo!!
    Ainda não li muitos livros policiais e acho que esse se tornou um forte candidato para ler!!

    ResponderExcluir
  10. Quando uma trama nos envolve dessa forma, é uma delícia. Adorei a capa, o nome, a história em si e me lembrou muito a forma que Brown narra os fatos e nos deixa ansiosos pela leitura

    ResponderExcluir
  11. Eu me amarro em livros desse gênero. Como sou fã das tramas do Dan Brown que se encaixam nessa vibe de teorias da conspiração, sociedades antigas secretas, e etc., creio que esse "Manuscritos do Mar Morto" deve ser bem semelhante. Claro que vou querer ler, pois gosto dessa sensação de tensão a flor da pele.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  12. Oiee
    Só essa capa já é chamativa o suficiente para me fazer prestar atenção na história,e que história!Faz tempo que não leio algo empolgante e misterioso dessa forma.Esse é um daqueles livros que merecem estar na sua estante,adoro o Dan Brown então enredos com essa mesma essência dos dele vão me atrair com certeza.A leitura deve ser fluida e quando acaba você se sente muito satisfeita com os personagens e história.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Eu curto “teologia-ficção”, desde que não seja uma critica velada a alguma religião específica.
    Adorei a resenha! E sua pesquisa mostrou o quão envolvente a estória é a ponto de aguçar tanto a curiosidade.
    A capa realmente é muito linda e diz muito do livro pelo que percebi!
    Estou a fim de ler o livro a algum tempo, mas não imaginava que eu tivesse que providenciar um balão de oxigênio antes, hehehe...
    Adorei! Parabéns!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir