acompanhe o blog
nas redes sociais

7.7.15

O Príncipe dos Canalhas [Loretta Chase]

Ed. Arqueiro, 2015 - 288 páginas:
      Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu- um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent... Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu. Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. Agora, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes. 

Onde comprar:

Príncipe dos Canalhas já agradou no título, bem sugestivo, mas não se preocupem, trata-se de mais um excelente romance de época que a editora Arqueiro presenteia a nós, fãs do gênero.

Sebastian Ballister, marquês de Dain, não teve uma infância feliz, foi rejeitado pelo pai assim que nasceu, pois ao lhe ver pera primeira vez, seu pai ficou chocado com sua aparência verde e enrugada, e também pelos braços e pernas desproporcionais, além de um nariz grosseiro e exagerado. Para piorar, sua mãe fugiu de casa por volta dos seus sete anos e logo depois seu pai lhe enviou para Eton. Lá, também não foi melhor para Sebastian, os garotos da escola explodiram em risos assim que o viram, despertando em Sebastian o que havia de pior. Quando fez treze anos e visitou o prostíbulo pela primeira vez, a prostituta olhou-o como se fosse um rato morto, e ele sabia que o motivo era sua aparência desconjuntada.

Aos vinte e quatro anos, Sebastian recebeu a notícia da morte do pai e, junto com o título, o novo marques de Dain herdou uma enorme quantidade de terras, mansões e todas as hipotecas e dívidas que vieram com elas. Seu pai deixou as finanças da família num estado deplorável, mas Sebastian empenhou seu cérebro e sua coragem para reverter sua situação financeira, tornando-se um dos um dos homens mais ricos e poderosos da Europa. Acreditando ter uma aparência ainda repugnante, envolveu-se somente com mulheres que podia comprar com seu dinheiro, e era considerado o comandante dos arruaceiros e degenerados. Ficou  conhecido como lorde Belzebu, um homem que nenhuma Dama deveria se envolver. Dain estava morando atualmente em Paris.

A Srta. Jessica Trent é uma moça peculiar, aos 27 anos, bonita, inteligente e liberal, possui um grande talento para encontrar tesouros em leilões e antiquários e para vende-los com um lucro considerável, conseguindo assim manter-se, mas sonha em abrir uma loja de antiguidades. Agora veio até Paris para salvar seu ingenuo irmão das garras do perigoso marquês de Dain.

"Ao lado dela, ele se sentiu um paspalho. Um paspalho enorme, feio e estúpido. A pergunta era: que tipo de coisa amaldiçoada era aquela mulher? A garota olhou diretamente no seu rosto de canalha e nem pestanejou."

Os dois vão travar uma batalha que vai balançar as estruturas de Paris. O problema é conseguir levar os combatentes até a mesma arena. A Srta. Trent caminha entre a sociedade respeitável. Lorde Dain vaga pelo submundo. Mas quando se encontram, fartas voam para todo lado.

"- Adoro esses apelidinhos carinhosos - disse ela, fitando-o. - Cabecinha de vento. Tontinha. Megera. Ah, fazem meu coração palpitar!"

Dain nunca conheceu alguém como Jessica, destemida e determinada. E ela se vê desconcertada com os sentimentos primitivos que percorrem seu corpo quando se encontra com Dain. Paris inteira já está apostando em quem irá ganhar esta batalha, já são conhecidos como A Bela e a Fera.

O que mais me chamou a atenção nesta obra foi a personalidade de Jessica, sua maneira direta e sem frescuras de encarar os problemas. Logo criei uma empatia forte com ela, juntando este fato com a escrita cheia de humor de Loretta Chase, o livro garantiu sua entrada na minha lista de preferidos.

"- Que inferno! Você está dizendo que sou tão importante quanto seus cavalos? - Ela levou a mão ao coração. - Ah, Dain, você é tão romântico! Fiquei extasiada."

Cortesia da Editora Arqueiro

Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

15 comentários em "O Príncipe dos Canalhas [Loretta Chase]"

  1. Pela resenha pude perceber que é bem romântico, e essa capa realmente me encantou, principalmente por esse cenário de época que simplesmente amo em capas, e claro nas histórias também. Amei. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Romances de época me seduzem, isto é um fato, mas O Príncipe dos Canalhas é um que me deixa em dúvida se irei gostar dele ou não, após ler tantas resenhas. Acredito que só lendo para saber que impressão terei do livro.
    Mas, independente se li ou não ele, acho que vou gostar muito de Jessica, pois apenas pelo que sei dela vejo que ela será um ponto alto na história.
    Apesar de a minha expectativa quanto ao livro ter abaixado consideravelmente desde que vi seu lançamento, ele ainda se encontra na minha lista de leitura e talvez o leia nas férias.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. uhuuuuuuu querida Gi, e não é que este romance um tanto "peculiar" me chamou a atenção? sua resenha me pinçou instantaneamente. eu, que não me envolvo com livros assim fiquei tentado. dou a mão à palmatória, preciso deste livro urgentemente. "a bela e a fera" deve ser algo inusitado, tanta feiúra no embate com tanta astúcia e beleza. aposto na vitória do amor! dessa vez você arrebentou com esta resenha. brigaduuuuu

    ResponderExcluir
  4. Bom adorei a resenha, mas este livro não me cativou muito, e apesar de ter comentários positivos, não pretendo ler, talvez futuramente mude de ideia.

    ResponderExcluir
  5. Ouvi muitos elogios sobre o livro, mas não leria; já que não faz meu estilo. Romances de época não me atraem.

    ResponderExcluir
  6. Gisela!
    Como adoro os romances de época, não tem como me furtar a leitura desse livro que ainda acrescenta uma personalidade forte a protagonista feminina e a sensibilização do protagonnista masculino, invertendo os papéis em romance desse tipo.
    Adorei!
    “Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra.”(Bob Marley)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir
  7. Oi Gisela!
    Esse livro está aqui na minha pilha para leitura, rs. Como estou bem atrasada com tudo, estou aos poucos colocando tudo em dia.
    Não vejo a hora de poder ler \o/
    Bjks!

    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Gisela! Esse livro tem deixado o pessoal bem dividido. Eu, particularmente, estou com muita vontade de ler. Romances de época sempre me agradaram mais e esse, por ter esse toque de humor, acho que seria mais um ponto a favor. E claro, a personalidade da protagonista contribui muito pra que a história se torne mais agradável; porque aquelas mocinhas chatas... não dá rs.

    ResponderExcluir
  9. releitura de A Bela e A Fera ♥
    Quero ler este livro e lerei com certeza.
    Imaginei Sebastian como um tipo de Shrek, hehehe...
    Já fiquei fã da Jessica e mega curiosa para saber do romance... como vai rolar este romance...
    Jessica sente coisas... Sebastian tem algo bom gente e sofreu o pobre coitado, né?
    Mas o livro parece divertido... to loca pra ler.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Gisela!
    Vou me organizar pra comprar esse livro em breve, quero muito ler e me divertir com a história de Jessica e Sebastian! A cada resenha que leio sobre ele fico mais e mais com vontade de ler. Gosto de romance de época, mocinhas independentes e sem frescuras de encarar os problemas, diálogos divertidos, casal apaixonado... Desde que vi esse livro me encantei pela capa, ela é linda!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  11. Gisela, quando comecei a ler resenhas sobre o livro, fiquei com muita vontade de lê-lo. Todo esse clima de A bela e a fera me conquistou. Já gostei muito de Sebastian, pois por trás de um homem tido como um canalha, há uma história de sofrimento que veio da infância e que ainda envolve a sua aparência e essa sua incapacidade de acreditar que alguma mulher poderia amá-lo. Gostei muito mesmo e quero lê-lo!

    ResponderExcluir
  12. Só tenho lido resenhas positivas em relação a esse livro. Só posso dizer que gostei bastante de saber que a protagonista é forte e não é cheia de mimimis, e a escrita da autora ser boa e cheia de bom humor. Tem como não se interessar em ler?!?! Claro que não!

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  13. Ai Gi, não sei só foi eu, mas dei risadas com a resenha. Já havia lido algumas, porém não me recordo desse detalhe. Imagina, uma garota que tinha tudo para ser mais uma na lista de decepção de Dain, acaba se mostrando alguém que o provocará de tal forma. Ameiiiii, já o inclui em minha lista.

    Bjsss

    ResponderExcluir
  14. Eu adorei esse livro! Apesar que de tanto o pessoal falar dele, minha expectativa estava lá no alto. Mas não foi pra tanto assim. O livro é ótimo, mas não se tornou meu preferido.

    ResponderExcluir
  15. Adorei o livro, porém dos romances históricos não é meu preferido!!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir