acompanhe o blog
nas redes sociais

4.7.16

Temporada Dos Ossos, Vol. 01 - Série Bone Season [Samantha Shannon]

Samantha Shannon
Ed. Fantástica Rocco, 2016 - 448 páginas:
    Distopia com uma pegada sobrenatural são os ingredientes da série Bone Season, de Samantha Shannon, que chega ao Brasil pelo selo Fantástica Rocco. Ambientada em 2059, a trama acompanha a protagonista Paige Mahoney, uma andarilha onírica, alguém capaz de entrar na mente das pessoas e captar pensamentos e fragmentos de sonhos. Considerada traidora pelo governo, Paige paga por seu dom com a sua liberdade e é enviada para uma prisão secreta em Oxford. Lá, ela conhece os Rephaim, criaturas de uma raça antiga que desejam controlar a clarividência de Paige e de outros como ela, e precisará aprender a confiar em aliados improváveis não só para reconquistar a liberdade, mas garantir a própria sobrevivência. Considerada um dos principais nomes da literatura de fantasia dos últimos tempos, Samantha Shannon entrega aos leitores um romance surpreendente e arrebatador.

Onde comprar:

Distopia é um dos meus gêneros preferidos e Temporada dos Ossos já entrou na minha lista de prediletos. Samantha Shannon não tem uma narração eletrizante, pelo contrario, ela vai montando aos poucos todo o cenário para a criação de uma sociedade distópica, até um pouco difícil de ser assimilada a princípio, mas que me envolveu e cativou complemente.

Estamos em 2059, numa Londres dividida entre aqueles ditos "normais" e os ditos "clarividentes", minoria considerada perigosa e por isso caçada pela sociedade. Uma pessoa não se torna clarividente, ela nasce assim, alguns nunca chegam a descobrir este "Dom", outros sabem e tentam não serem pegos. Os clarividentes se organizaram em gangues, já que empurrados para margem da sociedade, são forçados a entrar para o crime, em uma questão de sobrevivência, pois se forem pegos, são condenados à morte.

Aos dezenove anos Paige é uma clarividente e se considera afortunada, trabalha para Jaxon Hall, o mini lorde responsável pela área I-4, junto com mais cinco empregados diretos. Eles se chamam de Sete selos. Seu pai (um normal) não conhece sua verdadeira situação, acha que Paige trabalha como servente num bar de oxigênio, uma ocupação mal paga, mas legalizada.

Para manter a cidade livre dos clarividentes, também conhecidos como "desnaturais", existe uma força policial chamada Scion, especializada em caça-los, tornando muito perigoso para os clarividentes circular fora do submundo. Só que Paige sempre visita seu pai nos fins de semana e numa destas visitas, acidentalmente é capturada pela Scion, presa e levada para uma colônia construída na antiga cidade de Oxford, onde os clarividentes são usados como escravos e alimento dos Rephaim, uma raça humanoide, muito poderosa.

É nessa colônia penal, chamada Sheol I, que se desenvolve a trama do primeiro livro da série, onde nos é explicado todos os diferentes tipos de clarividentes e seus dons, e também onde Paige descobre que existe muito mais por trás da perseguição aos seus, ela se vê envolvida em algo muito maior, que pode levar a sua destruição e de seus amigos. Por meio de suas lembranças, o leitor descobre toda sua trajetória até a sua captura, enquanto acompanha o drama de sua atual situação, presa e escravizada num lugar onde uma fuga torna-se praticamente impossível.

"Chamamos essas colheitas feitas a cada década de Temporadas dos Ossos. Esta é a Temporada dos Ossos XX. (...) Tráfico humano. Não, tráfico de videntes. Scion tinha nos mandado para a escravidão."

O primeiro ponto positivo do livro é sua originalidade, que juntamente com a narrativa em primeira pessoa de Paige Mahoney, torna a leitura no mínimo curiosa, mas que para mim foi algo inaudito. É um mundo totalmente novo, onde cada fragmento de informação vai construindo nosso conhecimento desta inovadora distopia e nos mantendo aficionados na leitura.

É sem dúvida uma série que aposto no seu sucesso absoluto, e uma leitura que agradará a ambos os sexos, por não ser focado no romance, e sim em mistérios e aventuras inéditas (mas tem romance também e bem interessante), além de rico em personagens interessantes, todos muito bem caracterizados, alguns vilões odiosos, outros ainda indefinidos, mas em sua maioria, pessoas que precisam fazer o que for necessário para sobreviver.

Devido à riqueza de informações contidas no livro, não vou descrever exatamente o que são os clarividentes e o que conseguem fazer com seus diferentes dons, além de que podem se comunicar com os mortos. É uma obra para ser degustada devagar, a fim de absorvermos todo o seu conteúdo. E depois ficar torcendo pelo lançamento de sua continuação, já que este primeiro livro é só a ponta de um iceberg.

E aqui estou eu, recomendando a leitura, pois sei que quem gosta de distopias, vai se maravilhar nesta imperdível leitura e virar fã de carteirinha de "Bone Season".

 Cortesia da Editora Rocco
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

24 comentários:

  1. Oi Gih, que capa bonita hem. Parabéns pela resenha, está muito bem escrita e conseguiu prender minha atenção. Já vou adicionar esse livro na minha lista.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  2. querida Gi, sua resenha me flechou rapidamente, há palavras nela que são mágicas, tais como "distopia". isso mesmo, leio toda e qualquer distopia que passa por mim, faço isso desde "a revolução dos bichos" e " battle royale", pai e mãe de todas as outras que surgiram (confesso que "1984" continua em minha lista).
    tenho uma atração enorme por sagas desta natureza, mas o que realmente me chamou a atenção foi a menção de "sheol". leio de tudo um pouco, de temas religiosos a estudos de ocultismo, eles têm reserva especial em minha estante. logicamente que sheol (que pode ser túmulo e até inferno), passagem antes da ressurreição não passaria incólume por meus olhos.
    então, após esta resenha m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, quero ler a saga! dica especial esta sua hein.

    ResponderExcluir
  3. Oi Gisela!

    Estou me distanciando das distopias ultimamente, mas o livro parece ser realmente bom. Acho que os mistérios e essa pitada sobrenatural parece ser o grande trunfo da obra!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Eu também amo distopias, e adoro quando os autores vão nos explicando o cenário de pouco em pouco, nos envolvendo com a narrativa. Os personagens parecem ser bem construídos, adorei o fato de não focar no romance, a capa está linda e estou louca para me aventurar nesse universo

    ResponderExcluir
  5. Oiii Gi!!
    Ameeeei, ameeeei a resenha! Distopias sempre me prendem atenção e se vem acompanhada com sobrenatural então, melhor ainda....
    Já tinha ligo algo sobre a série mas nunca tinha lido á fundo, confesso que me surpreendi com o livro, qro conferir loguinho!
    Bjs! Parabéns pela resenha!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Hey, tudo bom?
    Essa distopia parece ser realmente muito boa. Estou bem curiosa para saber mais sobre os clarividentes e sobre os outros personagens que estarão presentes na trama. A narrativa parece ser envolvente e o universo criado pela autora me pareceu bem original. Espero adorar a leitura do livro.

    ResponderExcluir
  7. Amo livros com essa pegada, então já fiquei louca para ler esse. HAHHA

    ResponderExcluir
  8. Olá, Gisela.
    Esse livro tem tudo para me agradar: distopia, trama original, não foca no romance e não tem aquela coisa acelerada desde o início, o que não me agrada. Gosto de livros que vão sendo construídos aos poucos, com inteligente.
    Ótima dica!

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de julho. Serão quatro livros e dois vencedores!

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Como sempre, ótima resenha! E a dica de leitura está perfeita. A capa desse livro é muito bonita e fiquei bem curiosa para ler, depois de todos comentários que você fez. Gosto de distopia e sendo livro que terá continuação, fica muito interessante! Já adicionado a minha lista. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi, Gisela!
    Não curto distopias mas essa pegada sobrenatural presente em Temporada dos ossos me agrada bastante, achei bastante interessante os poderes da Paige, mas quando li que o livro não focar no romance o pouco interesse que tive no início da sua resenha foi a zero, não leio livros que não focam num romance, não gosto... Mas sem dúvida essa é uma ótima dica pra quem gosta do gênero, tenho certeza que essa série será um sucesso entre os amantes de distopias.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Oiii
    Não sabia que esse livro era uma distopia.
    Amo distopia,mas achei una pena não focar no romance.
    Mesmo assim darei uma chance.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Sua resenha está muito boa. Eu não conhecia este livro, mas lendo um pouco mais sobre a história, fiquei bem curiosa, por ser distopia, e ser sobrenatural, sem dúvida pretendo ler, é um estilo de história que me agrada.

    ResponderExcluir
  15. Pessoal, Não se preocupem que tem romance no livro e dos bons, tá.

    ResponderExcluir
  16. Oi Gi!!
    Distopia também é um dos meus gêneros preferidos e essa pegada sobrenatural só me deixou com mais expectativas, rsrs. Adoro quando nesse tipo de leitura o foco não fica no romance mas sim na trama. Só por saber qua o enredo é repleto de mistérios e aventuras inéditas, além de personagens interessantes e uma trama original, já me deixou em êxtase. com certeza foi pra lista de desejados.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Amo distopias, principalmente pelo fato do autor ter que criar uma sociedade totalmente nova. Adorei a comunicação com os mortos e estou curiosa para saber quais são os outros dons. Com certeza é mais um para minha lista.

    ResponderExcluir
  18. Oi,
    Gosto bastante de distopia e essa me agradou! Como você disse é algo inédito. Gosto desse ponto de sobrenatural com os clarividentes. Tem tudo pra dar certo d já está na lista de desejados!

    ResponderExcluir
  19. Distopia com sobrenatural?Chamou minha atenção.
    Os clarividentes podem se comunicar com os mortos e podem fazer mais coisas ainda?Que interessante!
    Parece bem construido,adoro mistérios,a resenha me deixou curiosa pela leitura,Gisela.

    ResponderExcluir
  20. Até gosto de distopia. Tenho algumas preferidas, mas essa não me animou ao ponto de ler agora. Vou adicionar a lista e espero mudar de ideia mais para frente.

    ResponderExcluir
  21. eu adoro distopias, tudo bem q ultimamente eu andava meio desapontada pq era sempre mais do mesmo.
    mas, adorei saber que essa traz muita coisa nova! pessoas clarividentes!! e o romances em segundo plano simplesmente amei
    preciso ler esse livro!
    mais um (ou uns) para a minha lista

    ResponderExcluir
  22. Nossa, fiquei encantada com a sua resenha, eu não tinha ouvido falar do livro ainda, não li muitos livros do gênero, mas tenho gostado dos que tenho livro e Temporada dos ossos já vai entrar na minha lista de desejos, estou super curiosa para saber o que realmente são capazes de fazerem os clarividentes e o por que eles são perseguidos. Creio que irei amar o livro.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  23. Eu adoro distopias, e essa me deixou muito curiosa. Já tinha ouvido falar do livro, mas não sabia do que se tratava. Agora que li sua resenha estou muito ansiosa pra ler o livro, e esperando que a continuação seja publicada logo. Quero saber mais sobre os clarividentes e sobre a temporada dos ossos, que não ficou muito claro pra mim só pela rsenha.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  24. Não conhecia a série, porém, quero ler pra ontem!
    To amando distopias, mas aquelas que tem mortes e tiroteios logo na primeira página não gosto tanto, não kkkkk
    Esse livro parece ser recheado de mistérios, reviravoltas e muita adrenalina na medida certa, sendo construído aos poucos, o que me agrada muito.
    bjsss

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo