acompanhe o blog
nas redes sociais

18.11.16

O Cavaleiro de Bronze, Livro III - Tatiana & Alexander [Paullina Simons]

Paullina Simons
Ed. Novo Século, 2016 - 544 páginas:
      Tatiana agora tem dezoito anos. Viúva e grávida, ela foge da devastada Leningrado para começar uma vida nova na América. Mas os fantasmas de seu passado não descansam facilmente. Ela passa a ser consumida pela crença de que seu marido, o general do Exército Vermelho Alexander Belov, ainda está vivo e precisa desesperadamente de sua ajuda. Enquanto isso, a oceanos e continentes de distância, Alexander é forçado a liderar um batalhão de soldados considerado dispensável pelo alto comando soviético. No entanto, Alexander está determinado a conduzir seus homens pelas ruínas da Europa, numa tentativa desesperada de escapar da máquina de morte de Stálin e, de alguma maneira, encontrar o caminho que o conduza a Tatiana mais uma vez. Deixe-se envolver pela escrita encantadora de Paullina Simons neste romance atemporal aclamado em todo o mundo.

Onde comprar:

Enfim saiu o terceiro livro da maravilhosa saga O Cavaleiro de Bronze. Já tinha me apaixonado por ela nos dois livros anteriores e este só me deixou mais extasiada pela sofrida história de Tatiana e Alexander. É imperdível para quem gosta de uma leitura mais profunda, que trabalha muito bem o íntimo de cada personagem, expondo seus sentimentos.

A saga tem como pano de fundo a segunda guerra mundial, iniciando com o cerco que os alemães fizeram a Leningrado, em junho de 1941, que mudou do dia para a noite toda a vida da jovem Tatiana, então com dezessete anos e de Alexander, um cidadão americano, que se passava por um oficial do Exército Vermelho.

Este livro é bem interessante, pois mescla capítulos dos tempos atuais (1943), onde Alexander tenta a todo o custo manter-se vivo perante o exército Russo, que suspeita de sua nacionalidade americana, com capítulos que narra a vida de um Alexander ainda criança (1930), quando morava com seus pais nos Estados Unidos.

"- Pai, se não der certo podemos voltar, não podemos? - perguntou, olhando para a própria imagem no espelho, e não para o pai. - Podemos voltar para... - Ficou em silêncio para que o pai não notasse a sua voz fraquejar, então respirou e terminou a frase:
- Para a América?"

E depois nos anos subsequentes a mudança da família para a União Soviética, mostrando ao leitor como foi a adaptação dos Barrington ao comunismo, como no trecho abaixo, quando Alexander é apresentado a sua nova moradia em Moscou.

"- Mas o cheiro, pai...
- Não se preocupe, filho. - Harold sorriu. Sua mãe vai fazer uma faxina. Não é nada. São várias pessoas morando muito próximas uma das outras. - Apertou a mão de Alexander. - É o cheiro do comunismo, filho."

E todos os infortúnios que Alexander viveu até o dia em que conhece Tatiana, no livro um. Mas não para por aí, expõe também os fatos pela visão de Alexander até o final do livro dois, nos permitindo conhecer os pontos cegos dos dois livros anteriores, tornando a história completa.

Muito mais que uma história de amor (que por sinal é uma das mais bonitas do mundo literário, em minha opinião), o livro mostra de forma crua o lado negro do comunismo e também os inúmeros horrores causados pela segunda guerra mundial. E no centro de tudo isso, dois jovens tentando simplesmente sobreviver.

Os outros capítulos retratam a adaptação de Tatiana na América. Como ela esforça-se para sobreviver sem o grande amor da sua vida. Lá ela conhece Edward, um médico que a ajuda neste novo mundo e Vikki, uma enfermeira que se torna sua única amiga. Os dois gostam muito de Tatiana e tentam a todo custo faze-la entender que sua vida precisa continuar. A convivência entre a americana Vikki e a Russa Tatiana serve para mostrar os contrastes entre as duas culturas.

"- E do que mais você gosta?
- Do bacon delicioso - respondeu Tatiana. - Também do conforto. Tudo que os americanos criam e produzem é para facilitar a vida. A música é agradável e as roupas são confortáveis. As mantas não pinicam. Há leite e pão para comprar perto de casa. Os sapatos são do tamanho certo. As cadeiras são macias. É gostoso viver aqui. - Olhou pela janela ao passarem pela rua 14. - Há tanto que nem valorizam - acrescentou baixinho."

Durante todo o livro, Paullina Simons interrompe o que os personagens estão vivendo para trazer à tona recordações do seu passado e essa alternância entre presente e passado cria uma densa e empática carga emocional.

"- Você disse a Edward e a mim que ele está morto.
- E se fui precipitada? - disse, contemplando pela janela a paisagem verdejante de Massachusrtts, através da qual o trem atravessava a toda velocidade.
- Estava me procurando? - havia perguntado Tatiana uma vez, e ele respondera: "Toda vida"."

Ainda existe um quarto livro, mas este já tem um desfecho que por si só é satisfatório, pois foi incluído um epílogo com algumas cenas que fazem parte do último volume, o que desobriga o leitor o ler o próximo. Mas quem já chegou até aqui com certeza vai esperar ansiosamente pelo lançamento do The Summer Garden (O Jardim de Verão). Veja mais informações em The Bronze Horseman Brasil

A Saga O Cavaleiro de Bronze é um drama histórico que todos deveriam conhecer, mostrando que a guerra é, antes de tudo, cruel e amarga, que devora a vida e a alma dos envolvidos nela, uma verdadeira brutalização do ser humano. Com estes elementos em mãos, Paullina Simons narra sua história com uma densidade chocante.

Sensacional, emocionante, colossal. Não deixe de conhecer um dos romances mais sublimes de todos os tempos.

Clique sobre as capas para ler as resenhas dos livros anteriores:

 
 Cortesia da Editora Novo Século
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

19 comentários em "O Cavaleiro de Bronze, Livro III - Tatiana & Alexander [Paullina Simons]"

  1. Olá!
    Gostei bastante Gi, eu já conhecia por nome, hj q tive oportunidade de ler resenha...Vou anotar!!
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. cara Gi, sou alucinada por romances históricos. aquele pano de fundo que podemos procurar pela grande teia, os conflitos, as engrenagens políticas, as traições. fico envergonhado quando me deparo com uma saga deste calibre e nunca tenha ouvido falar. já está anotado paullina simons em minhas próximas aquisições (preciso me controlar, tenho mais livros do que sou capaz de ler em 5 anos, rs). fiquei dessa forma quando ouvi falar de "boudica" de manda scott (ainda aguardo ansiosamente o lançamento do quarto e último volume pela bertrand brasil, que pelo jeito já abandonou o projeto) e assim que a li tornei-me fã inconteste. pesquisei um pouco sobre paullina simons e descobri que ela nasceu na antiga união soviética, então tem pedigree pra falar das misérias do comunismo. sua resenha está apaixonante como sempre. bela dica, bela saga!

    ResponderExcluir
  3. Tenho muito vontade em ler essa saga, curto muito esse gênero, vejo todo mundo falando super bem dos livros, essa sua resenha me deixou ainda mais curiosa em conferi essa história.

    ResponderExcluir
  4. Li só a sinopse e já amei!
    N~
    ao li a resenha, pois ainda não li os dois livros anteriores!
    Mas vou ler!
    Gente que sinopse é essa?
    Magnifico! Achei bem interessante!
    Beijossss;

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bom?
    Eu já havia ouvido falar a trilogia, e os livros parecem ser magníficos, com uma carga emocional muito elevada, e o momento retratado é complicado, gostei de ouvir que é uma das historias de amor mais bonitas do mundo literário, pretendo ler quando tiver a oportunidade.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  6. Oi Gi!! Eu ainda não li nenhum livro da saga, mas a premissa é bem interessante. Bom saber que é um trama profunda, bem trabalhada e que o terceiro é tão bom quanto os demais!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia essa saga mas ler sua resenha já me fez me apaixonar pelas obras. Gostei do enredo se passar na Segunda Guerra Mundial, de tratar do comunismo e ainda trazer um romance verdadeiro, cheio de altos em baixos. Como disse não conhecia a série então não sei todos os detalhes principais do enredo, mas o pouco que conheci foi suficiente para me encantar. Amei a resenha e a dica.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  8. Gi!
    Realmente a guerra destrói sonhos, fantasias e impossibilita uma vida normal.
    Achei fascinante todo enredo para demonstrar as diferenças culturas e ainda o cultivo do amor, apesar de todas as intempéries e desacertos na vida do casal.
    “É melhor saber coisas inúteis do que não saber nada.” (Sêneca)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de NOVEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  9. Não me recordo dessa saga Cavaleiro de Bronze..
    Pela resenha dá pra sentir que transmite uma carga emocional bem forte,também pudera,tratar da segunda guerra não é fácil,mas também tem dá pra ver um lado do romance.

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Amo livros que tem como plano de fundo, guerras que realmente aconteceram isso me cativa muito, adorei a premissa sei que vou amar a leitura o livro por si só ja demonstra que tem uma imensa carga emocional, enfim essa série será uma das minha próximas leituras sem sobra de dúvidas.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  11. Oláaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    Não conhecia essa saga mas ler sua resenha já me fez me apaixonar pelas obras.
    Gostei do enredo se passar na Segunda Guerra Mundial, de tratar do comunismo e ainda trazer um romance verdadeiro, cheio de altos em baixos.
    Como disse não conhecia a série então não sei todos os detalhes principais do enredo, mas o pouco que conheci foi suficiente para me encantar.
    Amei a resenha!

    ResponderExcluir
  12. Hello my dear!
    <333
    Eu já havia ouvido falar a trilogia, e os livros parecem ser magníficos.
    Com uma carga emocional muito elevada, e o momento retratado é complicado,
    gostei de ouvir que é uma das historias de amor mais bonitas do mundo literário, pretendo ler quando tiver a oportunidade.
    Quero muito ler agora!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Gisela!!
    Que resenha linda!! Amei conhecer essa Saga O Cavaleiro de Bronze. Parece ser bem interessante a premissa deles.
    Beijoss

    ResponderExcluir
  14. Oi Gisela,
    Até que enfim mesmo! Estava há espera desse livro desde o ano passado. Sou apaixonada por essa saga, li os dois primeiros livros e amei demais, é uma história muito emocionante.
    Amo livros com histórias que se passam na Segunda Guerra Mundial, sei que são pesadas e muitas vezes cruéis, mas esses livros nos fazem refletir a respeito do que a humanidade é capaz.
    Esse terceiro livro é um dos que mais desejo ler até o final do ano, e amei saber que tem a visão do Alexander, tanto quando ele era criança como também na época atual em que se passa a história.
    Nem li esse livro ainda mas com certeza vou esperar ansiosamente pelo lançamento do quarto livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá, Gisela.
    Já estou de olho na série faz um tempinho. Então a sua resenha só me deixou mais animado para conferir a obra.
    Adoro enredos com um fundo histórico. Se os personagens são bem trabalhados e o relacionamento é bonito, ainda melhor.
    Excelente resenha.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de novembro. Serão dois vencedores, dividindo 3 livros.

    ResponderExcluir
  16. Gostei do enredo do livro. Amo romances com fundo histórico.
    É inegável que as capas dos livros são lindas, mas achei meio contemporâneas, pela capa não imaginei que se tratava de um romance que se passa em 1943.

    ResponderExcluir
  17. Gisela, não tinha noção do que se tratava essa série. Eu sempre via as capas e achava que fosse uma saga de aventura. Que surpresa agora ao saber que se trata de um romance histórico carregado de drama. Não tenho tanta vontade assim de ler, mas gostei da resenha e a história parece prender do início ao fim, o que me deixou curiosa.

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Li algumas resenhas dessa serie e fiquei muito interessada nessa historia, e lendo a resenha desse livro fiquei ainda mais curiosa para ser essa serie, não imaginava que era quatro livros, mas gostei da forma que a autora da um desfecho nesse livro e achei legal como temos duas linhas temporais nesse livro !!

    ResponderExcluir
  19. Oi, Gi!
    Confesso que não tenho o costume de ler histórias que envolvam guerras, pelo contrário, fujo delas. Acho a atmosfera pesada demais e me sinto dentro até demais da história, e sei que sentiria muito a dor dos dois tentando viver em meio a tudo isso. Só pela resenha eu já me solidarizei com a situação da Tatiana por estar viúva e grávida em um país diferente, mas no momento não é um livro que eu pretenda ler.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

siga no instagram @lerparadivertir