acompanhe o blog
nas redes sociais

2.2.17

Ed e Lorraine Warren: demonologistas [Gerald Brittle]

Gerald Brittle
Ed. Darkside, 2016 - 272 páginas:
      Eles enfrentaram os mistérios mais sinistros dos últimos sessenta anos, sempre em busca da verdade. Agora é a sua vez de entrar em contato com o sobrenatural. Você tem coragem? Então leia “Ed & Lorraine Warren: Demonologistas”, a biografia definitiva dos mais famosos investigadores paranormais do nosso plano astral. Não é de hoje que os fãs do terror conhecem Ed Warren e sua esposa, Lorraine. O casal foi retratado em filmes de grande sucesso, como Invocação do Mal, Annabelle e Horror em Amityville. Mas basta folhear as páginas de “Ed & Lorraine Warren: Demonologistas” para constatar que, muitas vezes, a vida pode ser bem mais assustadora que o cinema. No livro, Gerald Brittle desvenda alguns dos principais casos reais vividos pelos Warren. Ed e Lorraine permitiram ao autor acesso exclusivo aos seus arquivos sobrenaturais, que incluem relatos extraordinários de poltergeists, casas mal-assombradas e possessões demoníacas. O resultado é um livro rico em detalhes como nenhum outro.

Onde comprar:

Não acreditamos em fantasmas, mas eles acreditam em nós

Não sou tão cético quanto Padre Quevedo, confesso que “creo en brujas”. É uma forma de dizer que não sei de nada, portanto tudo é possível nesse e em outro mundo. Por que há tanto interesse em espíritos e fenômenos sobrenaturais? Em última análise e de forma mais pessoal, por que “eu” me interesso por estes assuntos?

Eu poderia dar aqui inúmeras explicações filosóficas sobre o quanto é importante conhecer, estar a par dos grandes segredos e descobertas do universo. De como o medo do desconhecido nos impulsiona a desvendar o que há por trás de manifestações incompreensíveis a nós, ignorantes de plantão. Mas minha justificativa é mais prosaica: quando me deparei com o livro Ed e Lorraine Warren: demonologistas (Darkside, 272 páginas) de Gerald Brittle eu simplesmente perdi a compostura, não antes daquele frio na barriga que indica que precisamos ler de qualquer maneira a obra que poderá nos meter medo por meses a fio. Pode chamar isso de fraqueza em minha formação ou desvio de caráter. Eu diria que é apenas e tão somente curiosidade.

O casal Warren é o objeto deste livro, seus casos, seus enfrentamentos. Uma coisa é ler um livro de ficção, mais precisamente de terror, outra é se deparar com casos documentados sobre o que realmente aconteceu com os envolvidos. É assustador! E este livro trata justamente disso – o “mal” existe – queira você ou não.

“Por incrível que possa parecer, a demonologia e o exorcismo ainda são praticados na era moderna. De fato, existem sete demonologistas reconhecidos apenas na América do Norte. Seis são clérigos ordenados, membros de diversas das principais religiões. O sétimo é Ed Warren. Cada um deles é único. Todos vivenciaram horrores para além do imaginável. E cada um desses homens vive em constante risco de vida.”

Ed “viu” seu primeiro “fantasma” aos 5 anos, contou ao pai policial que pediu a ele que esquecesse o episódio (não esqueceu) e não contasse a ninguém (guardou segredo). Ed se apaixonou pela sensitiva Lorraine, que tem a facilidade de ver e se comunicar com espíritos. Foi o enlace perfeito, um casamento em prol do combate a forças obscuras e sobrenaturais (ou preternaturais, como costumam dizer). Inúmeros livros e filmes ficcionais se basearam nos dramas do casal: “Horror em Amityville”, “Annabelle”, “Evocando espíritos”, “A casa das almas perdidas”, só para mencionar os mais conhecidos.

Chegar aos locais onde se travará a guerra, nem sempre é algo que os sentidos apreciem:

“... No ar, pode ser que paire um forte odor de enxofre, ozônio ou excremento. Se há uma possessão em curso, esse indivíduo é capaz de vir para cima de você como um tremendo monstro. Objetos estarão levitando. O interior da casa talvez esteja arruinado devido à ação de forças invisíveis: todos os objetos, grandes ou pequenos, estarão revirados e quebrados. É muito comum que se ouçam pancadas inacreditáveis vindas das paredes. E nas próprias paredes, é provável que afirmações obscenas ou antirreligiosas tenham sido escritas por mãos invisíveis em uma dúzia de línguas diferentes... Objeto religiosos são profanados ou pendurados de cabeça para baixo, bem à vista de todos... Caos absoluto! E, envolvendo tudo isso, haverá uma atmosfera de perversidade tão densa que você poderia cortá-la com uma faca. Ecoarão gritos pavorosos, profundos gemidos sinistros ou gargalhadas maníacas, capazes de fazer o seu sangue gelar nas veias...”

Através de palestras, tratam de passar à frente suas vivências, como professores em meio aos alunos:

“Há dois tipos de espíritos que são encontrados em verdadeiras situações de lugares mal-assombrados... Um tipo é humano; o outro, no entanto, é inumano. Um espírito inumano é algo que nunca caminhou sobre a terra em forma humana.”

Os Warren nos explica que há 3 estágios distintos da atividade demoníaca. A primeira delas é a infestação:

“Durante o estágio da infestação, a estratégia é provocar medo – e desse modo gerar energia psíquica negativa –, o que começa a fragilizar a vontade humana... os fenômenos demoníacos não tendem a ocorrer a menos que um indivíduo dê alguma espécie de ‘permissão’ para que um espírito entre na sua vida.”

A segunda fase é a opressão:

“Embora o horror vivenciado durante a infestação já seja terrível, ele é tão somente uma preparação para o pandemônio que tende a ocorrer no estágio seguinte... durante a opressão, o espírito começa a assumir o controle e a usar todo o poder maligno que tem à sua disposição.”

Por fim a possessão, que é a tomada total do indivíduo oprimido:

“Muitas vezes, a pessoa possuída tem uma aparência comum, como você e eu... Exceto por uma coisa: os olhos. Dizem que os olhos são as janelas da alma, e acredito que seja verdade, porque o que se vê nos olhos de uma pessoa severamente oprimida ou possuída é diferente de tudo o que você já viu. Os olhos não ficam caídos ou meio adormecidos; ficam arregalados e vigilantes. Além disso, o que se vê naqueles olhos não é humano: é selvagem, animalesco e cheio de ódio. Já vi esse olhar enlouquecido e sobrenatural muitas vezes na vida e, em cada ocasião, parece que perco uma pequena parte de mim no processo...”

Como podemos observar, a pessoa que enfrenta este poder negativo, esta manifestação metafísica sombria, é um ser diferente, marcado para sempre e geralmente solitário:

“Quando todo o lamentável processo termina... para o exorcista o suplício ainda não chegou ao fim. Nenhum exorcista jamais sai ileso de um confronto com o Mal. Ele permanece para sempre sozinho, apartado dos outros homens, sentindo o aguilhão e o ódio mordaz que o diabo reserva a Deus. Essa é a verdadeira natureza do exorcismo maior!”

Os Warren, assim como um grande amigo que tenho chamado Fabio Shiva, acreditam na “Lei da Atração” – pensamentos e ações positivas tendem a atrair coisas positivas; o contrário, reiteradas transgressões, maldades praticadas de forma gratuita, atrairia coisas (espíritos) negativas. Tudo seria uma questão de estar vibrando na mesma frequência. É bom sempre nos policiarmos sobre nossas palavras e ações.

Quero deixar claro que vejo tudo com ressalvas, principalmente quando leio que dinheiro desaparece onde há “problemas demoníacos” e reaparece (teletransporta-se) na carteira de algum feiticeiro praticante de magia negra. Na maioria das vezes não se pode culpar um agente preternatural por crimes cometidos por pessoas desequilibradas. Porém, o que temos aqui são casos raros minuciosamente estudados e documentados.

“...fechar a mente ao conhecimento é que é irracional... as pessoas precisam desaprender a percepção estreita da vida que lhes foi ensinada e, então, serem expostas ao fato de que o mundo é um lugar muito mais complexo e sério do que elas foram levadas a acreditar.”

Seria de bom tom não virarmos as costas a tudo o que não conseguimos explicar através da ciência. E não poderia deixar de exaltar que esta obra lançada pela Darkside não é apenas um livro, é degustação para todos os sentidos (repleto de fotos e com um acabamento impecável), um documento pra lá de obrigatório a céticos e curiosos como eu.

Advertência aos que se impressionam com facilidade: leiam o livro durante o dia!

Rodolfo Luiz Euflauzino
Ciumento por natureza, descobri-me por amor aos livros, então os tenho em alta conta. Revelam aquilo que está soterrado em meu subconsciente e por isso o escorpiano em mim vive em constante penitência, sem jamais se dar por vencido. Culpa dos livros!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

32 comentários:

  1. Olá, Rodolfo! Amei a resenha!
    Estou mega curiosa para ler esse livro. Além de ser uma obra publicada pela querida editora Darkside, aborda um tema que sou curiosa assim como vc: o sobrenatural.
    Já assisti todos os filmes que vc mencionou ou na resenha. Adoro filmes de terror!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oii Rodolfo!
    Adorei como escreveu a resenha, parabéns!
    Realmente não devemos dar as costas á tantas coisas inexplicáveis...
    Qro mto ler Ed & Lorraine, desde o lançamentos já está na lista de desejados, estou esperando uma oportunidade...
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Queria ler qualquer um dos livros Ed & Lorraine mais ainda não deu, mais da um medo de acreditar que enfrentaram tantas coisas se forem mesmo reais, quero ler pelo menos uma obra para realmente me convencer afinal não custa conferir.

    ResponderExcluir
  4. Oi Rodolfo...
    Parabéns pela sua resenha... Ficou incrível!!! Ainda não tive coragem de encarar esse livro nem nada que envolva o casal Warren... Sou medrosa demais... kkk .... Mas vou tentar deixar esse meu medo de lado e aos poucos (e somente durante o dia, rsrs) ler essa obra.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Pensa numa pessoa medrosa e sou eu kkk
    Mas esse livro me deixou curiosa demais, posso até abandonar pelo medo, mas vou tentar ler

    ResponderExcluir
  6. Rodolfo!
    Ao contrário de você, sou bem crédula quando se trata de assuntos sobrenaturais e paranormais. Meus pais foram parapsicólogos e pude presenciar durante toda minha existência fenômenos que talvez a ciência não explique.
    Há muito conheço e ouvi falar de alguns casos analisados pelo casal, mas ver muitos reunidos em um livro e ainda com fotografias, deve ser um luxo que quero me permitir assim que tiver oportunidade!
    Buuuuu!
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  7. Caro Rodolfo, adorei sua resenha! Sempre tive medo de livros ligado a demônios e exorcismos mas sua resenha me despertou a curiosidade sobre esses assuntos e me identifiquei com muita coisa pois sempre penso que pessoas negativas abrem brecha para o mal, e acho válido termos informações a esse respeito. Imagino que o livro seja bem informativo e impressionante mas também tirará muitas duvidas acerca do sobrenatural bem como abrir os olhos das pessoas que não acreditam que o mal exista.

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha!
    Não vejo a hora de parar pra ler este livro ♥

    Bjks

    ResponderExcluir
  9. Olá Rodolfo!
    Bem instigante sua resenha. Parabéns mais uma vez pela forma como aguça a curiosidade de seus leitores!
    Como vc sabe tenho medos a vencer antes de me aventurar por enredos como este, rss... Acredito que é inegável a existência do mal em nosso meio desde que o mundo é mundo e nas suas mais variadas facetas. Inclusive, os evangelhos bíblicos são recheados de passagens que retratam episódios de possessão...
    Bem, travamos um combate espiritual diário e como dizem os mais velhos: "Que Deus nos livre dos mau-olhados!" Abraço...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não saiu meu nome publiquei novamente rs

      Excluir
  10. Olá Rodolfo!
    Bem instigante sua resenha. Parabéns mais uma vez pela forma como aguça a curiosidade de seus leitores!
    Como vc sabe tenho medos a vencer antes de me aventurar por enredos como este, rss... Acredito que é inegável a existência do mal em nosso meio desde que o mundo é mundo e nas suas mais variadas facetas. Inclusive, os evangelhos bíblicos são recheados de passagens que retratam episódios de possessão...
    Bem, travamos um combate espiritual diário e como dizem os mais velhos: "Que Deus nos livre dos mau-olhados!" Abraço...

    ResponderExcluir
  11. Rodolfo, meu caro, resenha linda, bem colocada, questionada na medida da curiosidade do leitor... ficou difícil comentar. Bom, vc sabe das minhas convicções, não cabe aqui explorá-las. Primeiro fui saber se os Warren existiram ou eram personagens (perdoe-me a completa ignorância). Fiquei espantada com o trabalho deles (ela ainda viva), naturalmente foram refutados por várias entidades, que luta travaram! Para mim está bem claro que o mal existe sim, personificado por entidades espirituais carregadas de ódio, mágoa, inveja, sobretudo sem esclarecimento ainda, sem despertar. O que alguns chamam demônios eu considero tão somente homens e mulheres carregados de sentimentos perversos, ainda na escuridão, mas que tb são criaturas de Deus, então fadadas à iluminação. Concordo com o Fabio Shiva, atraímos aquilo que sintonizamos. Não seria à toa que se fala tanto em vibrações positivas, pensamento positivo, harmonização, todas essas coisas não estão aí com o único propósito de vender livros de autoajuda. aliás, as religiões buscam trazer esse conforto, essa mudança de atitudes, esse convite a nos tornarmos "homens novos" (na crença cristã) ou "iluminados" (nas crenças orientais). Estamos todos a caminho, precisamos uns dos outros, não duvido que esse casal corajoso e empenhado tenha ajudado tantas pessoas. As que foram atormentadas, claro, mas especialmente as entidades causadoras de tanto terror. O que penso é que é preciso ter grandeza moral para enfrentar o mal, esforçar-se para permanecer no bem. Mas o que é o mal, quantos pontos de vista teremos? O mal existe, sim, mas o bem é a lei, o caminho, a resposta, lei de progresso. Não há mal que não tenha fim, não é assim a frase? Ainda que demore.
    Estas ideias todas que vc lançou dão muita discussão, nos enriquecem. Lembrei da minha conterrânea Rachel de Queiroz, que dizia que é muito triste não ter fé (ela mesma, ateia). Se com ela já passamos por tantas dificuldades, sem ela acho que fica tudo mais obscuro.
    Não consegui dissociar minha espiritualidade do comentário, no final das contas... Espero ter contribuído para atiçar a questão, pelo menos.
    Beijão. Fiquei curiosa com a história pessoal desse casal.

    ResponderExcluir
  12. Assisti muitos filmes de terror na minha  adolescência mas deixei, não faz meu gênero e confesso que não é um gênero que eu aprecie a ler... Mas curti sua resenha, e pra quem é fã desse estilo literário com certeza Ed e Lorraine Warren: Demonologistas é uma ótima dica.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Desde que foi lançado tenho muita vontade de ler esse livro. Sou uma fã de filmes de terror, assisto sempre que posso, e dependendo do filme, fico com muito medo kkkkk que foi o caso do Invocação do Mal 2. Mas acho que só li um livro desse gênero, e tenho muita curiosidade. Com certeza iria ler só durante o dia kkkkkkk e ainda assim passar algumas semanas sem dormir bem. Esses casos do Ed e da Lorraine Warren me pareceram sempre ser interessantíssimos, e pretendo ler com certeza. Sua resenha só me deixou com mais vontade do que eu já estava, e essa edição da Darkside é maravilhosa.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  14. Ola Rodolfo, amei sua resenha, ate porque amo terror, não sou facil de me assustar mas achei super interessante esse livro, nunca li algo desse genero porém quero ler pra ver como deve ser a forma de terror em palavras...

    ResponderExcluir
  15. Vou iniciar o meu comentário elogiado-o como sempre faço, simplesmente porque você sabe o que faz, expressa-se muito bem e nos envolve com suas palavras e opiniões.
    Maaaaaaaas!
    Este livro com certeza não leria. Engraçado, sou uma pessoa fissurada por ficções de terror, mas quando o assunto é fatos reais, mijo nas calças. haha
    Tudo tem uma explicação. Sou como Ed Warrem, que aos 5 anos de idade viu sua primeira manifestação sobrenatural... Fatos que não gosto de lembrar, pois aos 15 anos eu não seu como, mas bloqueei essas visões e sensações. Sinto que se voltar a falar a respeito ou ler/assistir algo tão real que mexerá com minhas lembranças, estarei quebrando esse bloqueio.
    Portanto, corro desses livros por mais incríveis que eles possam ser. Para o meu próprio bem e de minha família.

    Bjão
    Ni

    ResponderExcluir
  16. OLá Rodolfo!!
    Caprichou na resenha hein amigão.
    Eu já tinha comentado e dito que estava ansioso esperando pela sua resenha desse livro que como você diz é válida tanto para os céticos como os curiosos. Faço parte do grupo dos curiosos.Amo leituras como a desse livro e é claro que depois dessa sua resenha supimpa vou querer ler.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  17. Oi Rodolfo!
    Eu não sou fã dos filmes de terror (prefiro os livros na qual eu não preciso ver a cena hahaha), mas assisti Anabelle e Invocação do mal. Quando descobri que era baseado em fatos reais, jurei nunca mias olhar nenhum filme de terror hahaha
    Mas concordo que pensamentos positivos atraem coisas positivas.
    Não sei se acredito fielmente em possessão, mas sei que existe coisas ruins nesse mundo. Também não sei se vou ter coragem de ler o livro, mas adorei a resenha hahaha Beijos

    ResponderExcluir
  18. Oi Rodolfo! Que resenha é essa? Só de ler já fiquei arrepiada!
    Eu adoro livros de terror e é claro que esse já vai direto para minha lista de desejados. Confesso que, por serem fatos reais, fico com medo, mas a curiosidade fala mais alto.
    Muito obrigada por mais essa dica de leitura!Abraços

    ResponderExcluir
  19. HAHAHA Deus é mais kkk que medo dessas coisas kkk mas mesmo assim acho mega interessante,pois eu não acredito em fantasma,assombração (..) mas acredito sim em possessões demoníacas,espíritos do mal,então aqueles trechos que fala dos 3 estágios da possessão demoníaca me lembrou muitooo os relatos de um amigo meu que é envolvido na igreja e já presenciou muitas vezes isso e me contou,então nisso sim eu acredito,no mundo existe o bem e o mal,não há como negar,então cruz credo,tenho medo mas acredito kkk

    Eu adorei sua resenha,além de dar sua opinião e discorrer sobre o tema,você ainda trouxe alguns trechos que ajudam a elucidar melhor o conteúdo do livro,e por eles percebo que é um livro de muita credibilidade,os autores se apoiam em fatos vivenciados e que são realmente contundentes,e eles têm propriedade p/ falar pois transparece que já visualizaram essas manifestações diversas vezes. Creio que para quem gosta do tema e não se contenta só com a "superficialidade" dos filmes,é uma ótima leitura...Já eu prefiro ficar nos filmes,ainda mais Annabelle que já estava louca p/ assistir (e não sabia que era baseado nas experiências do casal)!!

    No mais,imagino mesmo que o livro deve ser daquelas edições p/ ser degustada,olha a editora! Não vi até hoje nenhum livro deles que não arrasassem nas edições,e essa questão de trazer as fotos enriquece ainda mais a obra.

    PS: Poderia ter mostrado pelo menos uma foto que o livro traz hihi,fiquei curiosa!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  20. Olá!!! Eu não gosto muito desse gênero, não curto livros ou filmes de terror, ainda mais com eventos sobrenaturais, então esse é um livro que não pretendo ler por enquanto.

    ResponderExcluir
  21. Fiquei tanto que assustada quando li "principais casos reais", eu sou daquelas pessoas que não duvida que possa existi algo sobrenatural no mundo que vivemos. Mas... aquele trem de ver pra crer. Sem duvidas nenhuma o que mais despertou interesse foi Evocando espíritos porque Ed viu seu primeiro espirito nele, o que meu deu bastante cursiodade na relação de crianças de anos vendo ao do tipo

    ResponderExcluir
  22. Não gosto de filmes nem de livros de terror, sou medrosa de nascença. Mesmo assim já ouvi falar e muito sobre esse casal (quem não?). Para quem curti acho que é uma leitura obrigatória.

    ResponderExcluir
  23. Olá Rodolfo!

    Eu também acredito na lei da atração portanto tento ao máximo não ficar emitindo pensamentos/vibrações negativas. Eu sou medrosa em matéria de terror, não assisto filmes e ainda não li livros muito pesado. Mas tenho alguns na lista para tentar, mas como você disse, quando se trata de coisas documentadas as coisas ficam ainda mais assustadoras. rsrs

    Excelente resenha! ;)

    ResponderExcluir
  24. Oi Ro!!!

    Amei a resenha, muito bem escrita, como sempre. Mas tb senti falta de algumas fotinhos, rs.
    Eu morro de curiosidade de ler esse livro mas, por ser real, a coragem é nula!!

    :*

    ResponderExcluir
  25. Oi, tudo bom?
    Gostei da resenha, mas devo dizer que não pretendo ler o livro nem de dia hahaha, sou muito medrosa, então acabo por não sentir interesse por essas coisas, romance é a minha praia e zona de conforto, porém para quem curte o gênero o livro parece ser uma ótima pedida.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  26. "Não acreditamos em fantasmas, mas eles acreditam em nós" frase de impacto,rs
    Tenho mais curiosidade em ler Amityville,mas encararia essa leitura também.

    ResponderExcluir
  27. Oi Rodolfo.
    Adorei sua resenha, mas cara sejamos sinceros em nem li e já estou com medo, eu acho que não teria coragem nenhuma de ler uma obra como essa, apesar de ter adorado a premissa a coisa toda de ver fantasma me apavora só de pensar, essa com certeza não é uma leitura par mim.
    Boa Noite.

    ResponderExcluir
  28. Linda resenha, caro amigo! E fico muito honrado e grato pela menção! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  29. Olá, Rodolfo.
    Esse é um livro que eu não daria nada, ao menos até ler a sua resenha. Sua descrição mudou minha forma de ver a obra e vale a pena conferi-la. Afinal, casos documentados são raros e merecem ser conferidos. Apesar de adepto da ciência, realmente não podemos virar as costas a tudo que ela não pode explicar.
    Excelente texto.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de fevereiro. Serão dois vencedores, dividindo um vale compras e dois livros.

    ResponderExcluir
  30. Com certeza a leitura seria realizada durante o dia. Morro de medo de fantasmas e espíritos, não acredito nisto, mas vai saber né?
    O livro parece incrível, principalmente por não ser uma ficção e sim relatos documentados sobre casos paranormais. Acredito ser impossível continuar incrédulo diante da leitura.
    A edição da Darkside esta mesmo maravilhosa.
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  31. Oi!
    Geralmente fujo dos livros e filmes de terror, mas estou lendo algumas resenhas sobre esse livro e achei bem interessante, conheci o casal pelos comentários sobre esse livro deles, e achei diferente como acaba sendo um livro mais com uma cara de guia, nos ensinando um pouco mais sobre esse universo, me deixando bem curiosa !!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

 
Ler para Divertir © 2015 - Blog no ar desde 31.10.2010
topo giovana joris • design e código gabi melo