acompanhe o blog
nas redes sociais

22.5.17

Resistência [Affinity Konar]

Resistência
Ed. Rocco, 2017 - 320 páginas
      Narra a trajetória de duas irmãs gêmeas lutando pela sobrevivência na Segunda Guerra Mundial. Pearl e Stasha chegam a Auschwitz em 1944 e ainda vivem sob o encantamento da infância – têm uma conexão muito forte, se entendem, se confortam e brincam juntas. Como parte de um experimento chamado Zoológico de Mengele, as irmãs conhecem o horror e têm suas identidades fraturadas pela dor e pelo sofrimento. No inverno, Pearl desaparece; Stasha chora pela irmã, mas mantém a esperança de encontrá-la viva. Ao final do conflito, Stasha se depara com um mundo em ruínas, uma Polônia devastada pela guerra, e tenta reconstruir sua vida a partir dali. Narrado com uma voz poderosa e única, que desafia qualquer expectativa ao atravessar um dos períodos mais devastadores da história contemporânea e mostrar que há beleza e esperança até diante do caos e ganhou elogios da crítica e de autores como Anthony Doerr.

Onde comprar:

Vamos resumir e facilitar as coisas para você que pensa em ler Resistência: se tiver estômago fraco, não leia! Calma, calma, não estou dizendo que o livro é ruim, porque não é, mas é pesado, MUITO pesado, e não de uma forma bem dosada.

Mas vamos a partir do começo: Resistência conta a história de duas irmãs gêmeas idênticas, Pearl e Stasha, que no fim da Segunda Guerra Mundial vão parar em Auschwitz, no “zoológico”, como é conhecida a parte do campo de concentração dedicada aos experimentos do Dr. Menguele.

A história relata então o tempo que essas meninas passam no campo de concentração e parte do período pós-guerra.


Eu sempre fui fascinada por livros, filmes e documentários sobre a segunda guerra mundial, e talvez por isso tenha achado uma ótima ideia a proposta do livro, e sim, eu já tinha conhecimento das obras do famigerado Dr. Menguele, então a questão não é que eu não soubesse dos horrores que aconteciam por trás das portas do laboratório, mas sim como eles foram apresentados.

O estilo de escrita do livro é impecável, é um tipo de narrativa que não é tão comum de se encontrar e que nem todos os autores são capazes de desenvolver. Sabe quando você lê um livro e parece que as frases e parágrafos foram muito bem pensados? Então, Resistência é assim, e não há como negar essa qualidade.

Mas existe um paradoxo narrativo que me incomodou bastante durante toda a leitura: ao passo que a autora tenta nos apresentar a história de uma forma lúdica, pelo fato das meninas serem narradoras, há partes em que há uma verdadeira “pornografia de sofrimento” e uma cena em particular da segunda parte do livro foi tão desnecessária, mas tão desnecessária, que eu tenho que confessar que preferi pular alguns parágrafos.

Resistência

A construção das personagens principais é boa, embora eu ache que a dos coadjuvantes seja melhor, já que as meninas ora são descritas como bastante precoces para a idade ora suas ações e falas denotam uma infantilidade e inocência de uma criança de 6 anos ao invés de 13, que é a idade que têm quando a história começa.

No mais o livro em si é bom, apesar do livro ter me rendido uma bela ressaca, já que a carga das cenas ainda ficaram pairando na minha mente, mas se você se interessa pelo tema e tem estômago forte: vai fundo! Perda de tempo garanto que não vai ser.

Top Comentarista de Maio

Laiara Dias
Baiana, criada no Mato Grosso, casada com um mineiro e cai de paraquedas nas terras capixabas. Viciada em Youtube e Netflix, chocólatra assumida, devoradora de chick-lits. Amo um bom romance açucarado e não resisto a um toque de pimenta na literatura, nem a uma colher de farinha no prato. Choro a toa, rio alto, e não consigo decidir entre ser ogra ou princesa! Muito prazer, essa sou eu!
Cortesia da Editora Rocco
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

26 comentários em "Resistência [Affinity Konar]"

  1. Oi Lai!
    Eu também sou fascinada por livros da segunda guerra mundial. Realmente os campos de concentração trouxeram histórias horrorosas a tona. Mesmo que pesado com certeza vale a leitura e é claro que vai rolar aquela ressaca literária.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Laiara, então eu não faço parte do grupo com estômago forte, mas curti a resenha e acho que essa é uma ótima indicação para quem tem curiosidade sobre a segunda guerra mundial. A capa é bem bonita, mas o assunto parece ser realmente pesado e apesar de não ter tido vontade de embarcar na leitura fiquei curiosa sobre o tal do Dr. Menguele e acho que até que vou fazer uma rápida pesquisa.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Laiara
    Pela resenha já senti que não consigo pegar esse livro em qualquer momento,tenho que fazer uma boa preparação para encarar essa carga de violência das cenas

    ResponderExcluir
  4. Oi, Laiara. Assim, desde quando mais nova sempre fui apaixonada por documentários sobre a Segunda Guerra Mundial, principalmente sobre os campos de concentração, acho fascinante mesmo que seja um pouco pesado. Assim, nunca li nada a respeito disso, não sei bem se a leitura me faria tão bem quanto um documentário faz, mas eu vi muitas resenhas positivas do livro e quero dar uma conferida.
    Beijo.
    Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  5. É claro que irei fundo. Vou prestar atenção para estar cenas desnecessárias que você citou. Talvez a autora quisesse causar algum impacto a mais... pode ser... só eu lendo pra saber, rs.

    Bjkssss

    ResponderExcluir
  6. Oi Laiara.
    Desde que lançou este livro que ele está na minha lista de leitura Eu adoro quando tem essa temática de Segunda Guerra Mundial uma pena que o livro não foi 100% para você eu confesso que não costumo pular parágrafos mas te entendo eu estou muito ansiosa para ler essa capa é linda e só de resenha me deixou bastante intrigada, não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Fiquei com vontade de ler esse livro, apesar de ter um tema tão tenso e triste, que certamente me renderão muitas lágrimas.

    ResponderExcluir
  8. Olá Laiara ;)
    Sempre me interessei por livros e filmes com temática da segunda guerra mundial, e já tinham me indicado Resistência.
    Gosto de livro com narração dividida entre pontos de vistas diferentes, e pelo que você disse que é um livro pesado e emocional, acho que vou gostar.
    Bjos
    PS: acho essa capa muito linda *-*

    ResponderExcluir
  9. Oi Laiara,
    Minha única experiência com livros ambientados na guerra foi com A menina que roubava livros e gostei bastante, apesar de não ser um tema fácil de se ler. Resistência é mais que um livro sobre Guerra, acredito que a verdadeira batalha esta na luta Pearl e Stasha (e de outras crianças) em sobreviver as atrocidades provocadas por Dr. Mengele. Mesmo essa temática não sendo uma que me instigue a querer ler todos os livros lançados do gênero, fiquei bem interessada neste livro e em conhecer a história dessa irmãs.

    ResponderExcluir
  10. Ótima indicação, mas também um livro daqueles beeeeem pesados! Já tinha lido uma resenha dele em outro blog, fiquei bem curiosa pra ler.
    Gosto muito de ler livros com esse tema, como o de Anthony Doerr "Toda Luz que não podemos ver". Muito bem escrito e uma estória que prende.
    Está na minha lista :3

    ResponderExcluir
  11. De fato o tema da Segunda Guerra Mundial chama atenção de muitas pessoas, não só pelo contexto historico, mas como um alerta de como uma guerra é tão devastadora na vida das pessoas,e em nenhuma hipotese devemos pensar em começar outra. O ser humano necessita aprender amar as pessoas e serem mais unidas. O que o livro propõe me atrai muito, gosto de ler livros que retratam a realidade, e aposto que é a narrativa é bem mais eufemica do que de fato ocorreu de fato naqueles campos. Sera uma das minhas proximas compras. Gostei de saber seu ponto critico sobre a obra. Parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  12. Tem muito tempo que quero ler esse livro, primeiro por se retratar de uma estória que se passa na segunda guerra mundial, no campo de concentração, tudo isso me chama atenção, e desperta interesse já que foi algo que marcou nossa estória de todo o planeta terra. Só não imaginava que a trama seria densa, com cenas chocantes, e bem claras do que se passava naquele local, tornando cada cena real. Estou curiosa e ansiosa por essa leitura, quero me adentrar a essa estória.

    ResponderExcluir
  13. Olá Laiara!
    O livro já está na minha listinha, q está imensa rsrs
    Desde q li uma resenha sobre ele tenho mta vontade de conhecer, apesar de o assunto ser triste sou curiosa pra ler e conhecer ainda mais...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Oi Laiara!!!
    Não sabia que a historia do livro era tão pesada, só tinha visto que o livro era lançamento mas tinha lido bem pouco a respeito agora não sei se leria por agora mas ainda sim a escrita me pareceu ótima.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  15. Olá Laiara!!
    Infelizmente eu não tenho estômago forte. Acho que eu não conseguiria ler esse livro, nem consigo assistir novelas de época sem ficar louca de raiva com as injustiças que não são punidas porque o tempo permite, eu com certeza ficaria muito mal por dias se lesse esse livro, ainda mais por se tratar de uma época tão trágica e narrada pelos olhos de crianças. Enfim, não faz meu estilo de leitura, porém, posso dizer que amei a resenha e parabéns por ter estômago forte. Beijos!!

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Nunca pensei que esse livro falaria desse tema, uma trama muito envolvente, com certeza tem historia nesse livro que realmente irá tocar a mim e minha propia mente. Nem sei como ficaria depois de ler um livro desse com certeza demoraria para refletir e me recompor. Eu realmente preciso ler esse livro, se antes já queria, agora quero muito mais!

    ResponderExcluir
  17. Livros e filmes sobre essa fase do mundo realmente são tristes por vermos várias coisas desumanas que já aconteceram na humanidade. A resenha me instigou mais a querer a ler o livro.
    Abçs

    ResponderExcluir
  18. Fiquei interessada em ler, pois gosto de historias que abordam esse período da guerra, são historias muito tristes e revoltantes, uma luta pela sobrevivência no meio de tanta crueldade, deve ser bem comovente e muito densa, deixa leixar o leitor muito angustiado com as coisas que essas meninas sofreram, não só elas como os outros também.

    ResponderExcluir
  19. cara Laiara, tenho um fraco pelos livros que tratam do absurdo da "guerra", porque ele nos rememora um tempo não vivido, mas ainda vívido no coração de muita gente que passou por isso. não podemos cruzar os braços e pensar que isso nunca mais irá se repetir, afinal de contas basta um governo despótico qualquer com manias de grandezas apertar o botão vermelho e pronto, tudo pode ir pelos ares. então louvo sua coragem na leitura e mais ainda nos comentários. parabéns! jamais deixemos os horrores da guerra caírem no esquecimento.

    ResponderExcluir
  20. Oi.
    Sua resenha está fantástica, parabéns. Gosto muito de ler livros com esse tema, pois sempre nos proporcionam um questionamento sobre a vida, liberdade e humanidade.
    Espero ter a oportunidade de ler esse também, apesar dos pontos negativos que você citou.
    Valeu a dica.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  21. Laiara!
    Como já falei anteriormente, gosto muito dos livros que retratam os acontecimentos da segunda guerra e poder ler sobre as atrocidades cometidas pelo médico da morte, Mengele, deve ser um livro duro, triste, visceral, porém imprescindível para entendermos todo sofrimento que aquelas pessoas passaram e aqui mais especificamente as gêmeas com a experiências crueis que viveram.
    “A solidão é a mãe da sabedoria.” (Laurence Sterne)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. não conhecia esse livro
    é impressionante como a segunda guerra ainda rende história, mas realmente o que aconteceu nos campos de concentração não é para qq um.
    a única coisa q me incomodou foi os comentários sobre a personalidade das garotas que pareciam ser mais imatura do q a idade delas
    mas mesmo assim espero poder ler o livro em breve

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Ainda não li nenhum livro sobre a segunda guerra mundial, mas peguei alguns dicas de livros com esse tema para poder finalmente ler algo, mas já esse livro não me interessante, principalmente por esse lado pesado e forte da historia e ainda mais com cenas desnecessárias, parece ser um livro mesmo muito duro de se ler e para iniciar nesse tema acaba não sendo o livro certo !!

    ResponderExcluir
  24. Olá,
    Pra falar bem a verdade, não gosto de ler livros que retratam esses atos monstruosos da Segunda Guerra Mundial, não me sinto bem lendo, como você disse, tem que ter um estômago forte, e eu não tenho!

    ResponderExcluir
  25. Gosto de livros que contam as histórias de Auschwitz, mas quando a narrativa é crua normalmente não tenho estômago forte para a leitura, principalmente quando a narrativa é realizada por crianças ou adolescentes.

    ResponderExcluir
  26. Vou ouvir a tua sugestão, então definitivamente não é um livro para mim. Gosto de história, mas acho que não sou uma pessoa preparada para uma leitura que não seja dosada.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir