acompanhe o blog
nas redes sociais

7.6.17

O Livro dos Espelhos [E. O. Chirovici]

O Livro dos Espelhos
Ed. Record, 2017 - 325 páginas
A verdade de um é a mentira de outro. Um livro com uma trama tão perturbadora que bota o leitor num jogo de espelhos. Quando o agente literário Peter Katz recebe por e-mail um manuscrito parcial intitulado O livro dos espelhos, ele fica intrigado. O autor, Richard Flynn, descreve seus dias em Princeton, e documenta sua relação com Joseph Wieder, um renomado psicólogo, pesquisador e professor. Convencido de que o manuscrito completo vai revelar quem assassinou Wieder em sua casa, em 1987 — um crime noticiado em todos os jornais mas que jamais foi solucionado —, Peter Katz vê aí sua chance de fechar um negócio de um milhão de dólares com uma grande editora. O único inconveniente: quando Peter vai atrás de Richard, ele o encontra à beira da morte num leito de hospital, inconsciente, e ninguém mais sabe onde está o restante do original. Determinado a ir até o fim neste projeto, Peter contrata um repórter investigativo para desenterrar o caso e reconstituir o crime. Mas o que ele desenterra é um jogo de espelhos, uma teia de verdades e mentiras.

Onde comprar:

"Recebi o original do livro em janeiro, quando todos na agência ainda tentavam se recuperar da ressaca das festas de fim de ano". Pág. 11

E é com esse parágrafo que começamos nessa jornada: O trecho de uma carta de apresentação. Logo após, somos apresentados aos primeiros capítulos desse manuscrito parcial escrito por Richard Flynn, ao qual afirma serem os fatos ocorridos em meados dos anos 80, época em que iniciava sua vida adulta. Nessas páginas, Flynn afirma solucionar o caso de um assassinato ocorrido há quase 30 anos. O grande problema é que Richard só enviou os primeiros capítulos, e agora, Peter Katz (o agente que recebeu o Email), precisará encontrar a parte restante desse livro. É nesse momento que entram mais narradores na trama. Isso mesmo: "os narradores". Pelo que percebi, a partir desse ponto, foram mais dois: John Keller (repórter investigativo) e Roy Freeman (detetive aposentado, que investigou o assassinato na época).

Um grande problema que achei foi que o E. O. Chirovici não conseguiu diferenciar os narradores. Confesso que, quando estava adiantado em alguns capítulos, percebia que o narrador tinha mudado. Mesmo assim, sua narrativa é leve, fluida e envolvente. É o tipo de escrita que te conquista desde a primeira página. Pois, mesmo a trama não tendo um ritmo frenético, uma vez que não há corrida contra o tempo, você não consegue largar a leitura facilmente.

"Há muito tempo notei que, quando estamos envolvidos com algo, parte do nosso cérebro continua remoendo aquilo, mesmo quando estamos pensando em outra coisa." Pág. 263

Outro ponto que me frustrou foi a descoberta do(a) verdadeiro(a) culpado(a). Torcia para que fosse outra personagem, mas isso foi apenas um desejo de leitor mesmo. Em "termos técnicos", o desfecho foi satisfatório. Ficou tudo muito bem encaixado.

"Quando você finalmente descobre a verdade sobre um caso pelo qual é obcecado há um tempo, é como perder um companheiro de viagem tagarela, intrometido e talvez até mal-educado, mas que você se acostumou a ter por perto quando acorda de manhã." Pág. 229

O Livro dos Espelhos

Em relação a parte gráfica, a Record está de parabéns. A capa é bonita e condiz com a trama. A revisão está bem feita e a diagramação interna é simples e agradável aos olhos.

Finalizo a resenha indicando o livro para quem gosta de uma trama investigativa sem grandes suspenses, pois, nesse caso, o crime aconteceu há quase três décadas. Vale mais para aguçar nossa curiosidade e testar nossas habilidades detetivescas.

Link no Skoob: https://www.skoob.com.br/o-livro-dos-espelhos-653219ed655039.html


Nardonio Almeida
Pernambucano, formado em Artes Cênicas e apaixonado por teatro e livros. Descobriu-se leitor depois de um empurrãozinho de uma amiga. Virginiano, pé no chão e que adora a calmaria. Leitor de quase todos os gêneros literários. Afinal, quando a trama é boa, o gênero é o que menos importa.
Cortesia do Grupo Editorial Record
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

44 comentários em "O Livro dos Espelhos [E. O. Chirovici]"

  1. Olá Nardonio!
    Adorei conhecer mais sobre o livro.
    Adoro suspense, com toda ctz vou qrer embarcar nesse livro!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Embarca mesmo. É uma ótima leitura.
      BJS!!!

      Excluir
  2. caro Nardônio, confesso que o que me instigou neste livro foi ler "Lee Child" na capa, rsrsrs. sei que isso é doentio, mas quando a gente gosta de um autor e ele nos indica um livro, acabamos por lê-lo, coisa de gente doida. bela resenha, parabéns!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou assim como você também, amigo! kkkkkk
      Até porque, os autores não iriam indicar algo que não fosse bom, né?!?!
      Abraços!!!

      Excluir
  3. Olá Nardonio ;)
    Primeiramente quero dizer que achei a arte da capa linda... parece combinar muito com o livro!
    O livro parece ter uma ótima premissa, apesar dessa confusão de narradores.
    Adoro thrillers, mas que pena saber que tem pouco suspense! Mas mesmo assim vou dar uma chance ao livro!
    Obrigada pela indicação ;)
    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é muito bonita e condiz com a trama mesmo, Isabela.
      Mas essa parte do pouco suspense não prejudica a leitura. É só ir preparado e se jogar na proposta. Quando você ler, dá uma passadinha por aqui e fala pra nós o que você achou.
      Abraços!!!

      Excluir
  4. Olha, o livro não me chamou muito atenção, eu adoro uma trama investigativa mas tem que ter um bom suspense pra me cativar se não ja sei que vou largar! Mas gostei da sua ressalva: "vale pra testar as habilidades detetivescas", hahaha.
    E a capa é muito bonita mesmo como a Isabela disse!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha aí, tá vendo?!?! Uma ressalva vale mais do que mil palavras. kkkkkk
      Acho válido você dar uma chancezinha.

      Excluir
  5. Já vi resenhas falando que esse livro deixou muitas perguntas sem respostas no final, mas concordo com você que o final ficou encaixado, porque não seria suspense se não houvesse esse embaralhamento mental.
    E falando no culpado eu já desisti, por eu nunca acerto mesmo.
    Ótima resenha!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho sérios problemas para descobrir os culpados, mas sou brasileiro e não desisto nunca. kkkkkkk
      Valeu pelo comentário!!!

      Excluir
  6. Oi Nardonio.
    É uma pena que o livro não foi lá 100% para você Ele está na minha lista de leitura algum tempo já justamente por eu ter adorado a premissa fiquei um pouco triste em saber que não tem muito suspense e nem revira voltas mas ainda assim espero desfrutar dessa leitura muito em breve.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode desfrutar sem medo, Marlene! O livro é muito bom. É só ir preparado para o que ele propõe.
      BJS!!!

      Excluir
  7. Oi Nordonio, pra falar a verdade leio muito poucos livros desse gênero, mas curti a dica pra aguçar as habilidades detetivescas haha. O questão dos narradores é importante, mas o livro parece ter mais qualidades que defeitos e assim anotei a dica pra quando quiser me aventurar pelo gênero ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lili! Tem bem mais qualidades do que defeitos. Se fosse questão de porcentagem, creio que teria 90% de aprovação.
      Valeu pelo comentário!!!

      Excluir
  8. Oi Nardonio,
    Um livro dentro de outro livro, mas onde os mistérios são reais e o protagonista se vê extremamente envolvido na trama, quase como se fosse um personagem do próprio. Com certeza, O Livro dos Espelhos chama atenção por seu plot diferente e instigante e como todo livro do gênero algumas coisas funcionam e outras não. Peter vai passar pela frustração que nós leitores passamos ao nos depararmos com a falta de um final em uma leitura ou quando este só acontece no livro seguindo (e ainda não foi lançado). Mas esse manuscrito revela mais do ele imaginava e levanta alguns mistérios que precisam ser solucionados. A premissa do livro me chamou muita atenção e pretendo ler, mas a forma de narrativa que o autor escolheu é algo que pode atrapalhar a leitura e dificultar na compreensão da trama.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você falou tudo, Gislaine! É bem isso mesmo.
      No meu caso, só senti um leve incomodo nessa questão dos narradores, mas quando pegamos o ritmo da coisa, a leitura flui.
      Valeu pelo comentário!!!

      Excluir
  9. Dom!
    Além do autor que tenho em alta conta, estou bem curiosa por ler esse thriller, o fato das suas ressalvas, na minha opinião, não me deixa menos motivada, ao contrário, fiquei ainda mais instigada por detectar quais os possíveis fatos não tão agradáveis.
    “A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir é a sabedoria da humildade.” (T. S. Eliot)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JUNHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é minha primeira experiência com o autor, Rudy! Gostei bastante!
      E, depois de ler, dá uma passadinha aqui e nos fala o que achou, tá?!?!
      BJS!!!

      Excluir
  10. Parece ser uma leitura interessante apesar do suspense ser fraco, pois adoro um bom suspense, a trama desperta a curiosidade em saber o que aconteceu com o restante do manuscrito e o que houve com o crime quem é o culpado, mas pelo visto vai ser mais complicado do que o Peter imagina, parece ser uma intriga e tanto isso daí.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Maria! Não é um suspense agoniante, mas é mais uma espécia de mistério mesmo. Saber o que houve na trágica noite do acontecido.
      Vale a leitura!
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  11. Essa é a primeira resenha que leio sobre esse livro, e fiquei bem curiosa sobre a história principalmente por que adoro livros policiais! Me deu muita vontade de ler. Parece ter muitos mistérios, adoro isso. Queria saber como acaba. O livro parece ser um livro legal de ler. Acho estranho quando um autor escolhe dar o papel de narrador para mais de um personagem na história. Sempre ocorre o risco de não nos apegarmos a nenhum deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ludmila!
      Então, nesse caso, o autor conseguiu desempenhar um bom trabalho em relação a dividir a narração, pois são vários capítulos para cada um deles, e tem como criarmos um elo com eles. A escrita também é bem agradável. Espero que você tenha oportunidade de lê-lo.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  12. Eu já tinha visto este livro, mas não sabia sobre o que se tratava a história, e após ler a sinopse e sua resenha, fiquei curiosa para ler este livro, apesar da história não fazer muito meu estilo de leituras, sobre manuscritos e livros com histórias policiais, espero gostar da história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que você dê uma oportunidade a esse livro. Particularmente gostei de lê-lo.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  13. Olá!
    Já faz um tempinho que tenho curiosidade para ler esse livro. A premissa é muito boa. Gostei muito dos seus comentários e as críticas negativas que você fez são bem relevantes. Adoro livros de mistério, então já vou anotar na listinha <3
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Natali!
      Então, o legal é que as partes positivas sobrepõem as negativas. Acho que se você ler, não irá se arrepender.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  14. Já tinha visto esse livro em algum lugar, e as pessoas estavam elogiando muito, to com vontade de ler, mas não muita, KKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o grande barato é ler alguma coisa sem grandes expectativas mesmo. Assim é mais fácil de sermos fisgados pelo livro.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  15. Olá!!!
    Já li algumas resenha do livro e até que foram boas, todo esse envolvimento de investigação e mistério ainda aconteceu a um bom tempo me deixa bem curiosa para conhecer e saber como isso tudo ira acabar.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também fiquei curioso desde a primeira página. Acho que você vai gostar dele.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  16. Olá!
    Amo livros de mistérios e suspense, adoro ser fisgada por uma trama intrigante assim, que fisga o leitor desde o inicio. Estou duplamente curiosa com essa história, pois quero conhecer o desfecho do manuscrito e também saber o que realmente aconteceu com o professor. O que mais gosto em livros com investigação é tentar acertar quem é o “culpado”, e modéstia a parte confesso que estou ficando boa nisso, haha
    Acho que é uma leitura viciante e cheia de surpresas, vou querer ler quando surgir a oportunidade.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho essa mania de "brincar de detetive" com tramas investigativas. Confesso que nunca consegui acertar nada. kkkkkkk Se você acertar, passa aqui pra nos falar, tá?!?!
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  17. Curto livros de trama investigativa mas com bastante suspense e pelo que você falou em sua resenha esse não é o caso de O livro dos espelhos, e sinceramente não me interessei pela trama do livro, sem falar que eu achei esse detalhe sobre a mudança de narrador bastante negativo... portanto, esse é um livro que eu não leria.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo, Any! Também tenho esse mesmo interesse por suspense. Mas o grande ponto positivo desse livro, com certeza, é a escrita fluida e o domínio da trama. Acho que você deveria dar uma chance. Vai que ele te surpreende, né?!?!
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  18. Boa noite!
    Achei a premissa intrigante e cativante, adoro livros de romance policial, porém, confesso que tenho um problema com a falta de diferenciação de narradores. Já desisti de uma leitura inteira por conta disso. Também prefiro quando o mistério é o mais misterioso de todos rs
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Dan!
      Então, nesse caso em específico, essa "não diferenciação" de narrador não foi mais forte do que a escrita do autor (ainda bem. kkkk), que é muito boa, por sinal.
      Abraço e muito obrigado pelo comentário!

      Excluir
  19. Fiquei curiosa com esse O Livro dos Espelhos, tem um título interessante, não ter uma diferenciação entre os narradores é um ponte negativo, mas adoro um suspense psicológico,especialmente quando é do tipo que não dá pra largar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O título é, realmente, bastante interessante. Assim como a escrita do autor. Pode dar uma chance, que você não vai se arrepender.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  20. Olá! Parece ser uma leitura com uma escrita leve e bem envolvente, que apresenta um mistério interessante, uma pena que você achou a narrativa um pouco confusa, mas certamente o adicionarei
    a minha lista, pois adoro tramas investigativas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode dar uma chance sem medo, Elizete. Os prós foram muito mais fortes dos que os contras.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  21. Olá,
    Sou más fã de suspenses, misterios que te deixando bastante curiosa com que realmente aconteceu. O livro me pareceu super bem, e trama e bem legal e envolvente mas me pareceu bem rapida, não teve aquele suspense no ar mas valeria a pena ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O suspense, nesse caso, foi apenas para saber quem matou e o motivo, pois, como já sabemos desde o início, o assassinato já foi há quase três décadas. Mas pode ler sem medo. É uma boa leitura.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  22. Oi, Nardonio!!
    Gostei bastante da resenha e que pena que o livro não é tão maravilhosos assim, mas como gosto de livro que tem um pitada de suspense sem dúvida pegaria esse livro para ler.
    Bjoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode pegar sem medo de se decepcionar, Marta! Super indico.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir