acompanhe o blog
nas redes sociais

2.8.17

Angus - o Primeiro Guerreiro [Orlando Paes Filho]

Angus - o Primeiro Guerreiro
Ed. Novas Páginas, 2017 - 368 páginas
- "Bretanha, ano de Nosso Senhor de 863. Cidades e monastérios são deitados ao chão. Os invasores fazem frente aos maiores reis da Bretanha, tudo se torna árido pela devastação. A morte se espalha por toda parte. Mas há um guerreiro de nome Angus MacLachlan, que não parece tombar diante dos ataques daneses. Ele não se curva aos dominadores nórdicos. Parece abençoado, luminoso, assim como luminosa é sua espada a espalhar cadáveres dos invasores. Ele parece libertar os cativos e propor uma nova resistência. Ele parece unifi car reis. Um oponente terrível contra a invasão, que tenta destruir a Bretanha e seus reinos para sempre. “Angus - O Primeiro Guerreiro” é o início de uma trilogia medieval ricamente ilustrada, que mistura literatura fantástica com importantes fatos históricos da humanidade."

Onde comprar:

Meu histórico com a mitologia nórdica não é dos melhores. Mesmo sabendo uma coisa sobre as aventuras de Thor aqui e ali, jamais foi algo aprofundado ou que tenha me feito buscar por mais e mais sobre este mundo. Na verdade sempre foi uma mitologia que me passava despercebida, desempolgante, não me interessava... Até ler Angus - O Primeiro Guerreiro (Novo Conceito, 368 págs.).

A trama começa com o Monge Columbus tendo uma visão do futuro. Tudo sendo destruído e as pessoas sendo escravas de demônios e vivendo no eterno sofrimento. Columbus então mostra sua visão aos druidas com a intenção de tentar encontrar algo para solucionar aquele sofrimento próspero que seria causado por uma seita que controlaria o mundo todo. A ideia de forjar uma espada capaz de combater o inimigo surge como sendo a única arma capaz de salvar a todos, onde esta será possuída apenas por uma pessoa e seu nome iria aparecer entras as brasas que ardiam em fogo. Angus.

“Num impulso levantei meu machado no ar e, sem saber por que, dei um grito que parecia vir das entranhas do meu espírito. Um grito que calou os outros guerreiros e fez com que meu pai se virasse na minha direção, esboçando um tênue sorriso nos lábios. Era meu grito de guerra, nascido ali, naquele instante, do fundo do meu ser, e que, daquele momento em diante, já sabia eu, ecoaria nos campos de batalha glorificando meu nome.”

Em seguida somos apresentados a Angus, um garoto de dezesseis anos que vive à sombra dos feitos do pai, o destemido Seawulf Yarlansson. Angus está a ponto de se tornar um guerreiro e acabara de ser convocado por Ivar Sem-Ossos para sua primeira missão. A missão consiste em ir a Terra dos Anglos vingar a morte do pai de Ivar, o Ragnar. Todavia, Ivar quer lavar a ilha dos Anglos matando todos, vingar seu pai e tomar a ilha para si, contudo Seawulf não concorda com seus princípios e fica contra Ivar. Ele acredita que um duelo deve ser olhos nos olhos e não pelas costas. É partir dai que o enredo muda completamente, e vemos Angus perdido numa floresta até ser encontrado por um sábio chamado Nennius, este por sua vez mudará a vida de Angus, e ele se tornará o que todos esperam dele.

“E foi assim que, na mesma madrugada em que matei meu primeiro inimigo, perdi meu primeiro e melhor amigo. Os nossos riam e desdenhavam da morte do inimigo [...]”

Angus - o Primeiro Guerreiro

Angus é um livro sensacional que explora a fantasia com fatos históricos e temas importantíssimos para nosso dia a dia. O autor escreve com maestria cenas de guerras, assim como desenvolve seus personagens de forma ímpar e fantástica. Angus aparentemente é um personagem chato, que o leitor não se identifica e tampouco simpatiza. Ele vai desabrochando e amadurecendo aos passar das páginas.

A narrativa é sem dúvida o principal de uma boa estória, pois não adianta a ideia do autor ser incrível se ele mesmo não sabe contar. Angus a meu ver pecou em certo modo, e explico: A narrativa em primeira pessoa irrita um pouco, o que é algo que completa o que foi dito acima sobre Angus. Pois de inicio é algo imaturo e que vai crescendo e se tornando algo perfeito ao chegar ao ápice do enredo.

A estória que já é fantástica torna-se melhor ainda com as ilustrações tão ricamente bem feitas pelo próprio autor, e não bastasse isso, o próprio Orlando criou uma trilha sonora para cada capitulo do livro, para que o leitor pudesse se ambientar enquanto lia o livro. A trilha sonora pode ser encontrada pelo QR Code e está demais.

“Vi que, ao contrário das crenças dos nórdicos, a morte não honrava os grandes guerreiros. Era inculta a força bruta insensível à selvageria. A morte, eu via naquele momento, era mais poderosa que os braços mais fortes. Era o arauto mais frio que vim a conhecer e essa forte impressão nunca mais me abandonou.”

Indico fortemente o livro para aqueles que buscam uma historia sensacional de fantasia medieval e toques de historia, vocês vão adorar. Boa leitura.


Douglas Brandão
Geminiano, formado em Magistério e futuro professor de História. Mora na Bahia e louco por livros. Um pouco ciumento e orgulho. Fanático por Harry Potter e chegou a receber o apelido de "Vírgula" por sempre dar uma opinião ou comentário, porque sempre usa "Entretanto", "Contudo" e "Todavia" por ser sempre "Do Contra". Sincero ao extremo e venho para compartilhar meu gosto de leitura com vocês.
Cortesia da Editora Novo Conceito
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

19 comentários em "Angus - o Primeiro Guerreiro [Orlando Paes Filho]"

  1. Ainda não li nenhum livro desse gênero.
    Embora eu goste de filmes com essa temática, não sei se gostaria de ler um livro com o tema. Fantasia não é muito minha praia.

    ResponderExcluir
  2. Olá Douglas!!
    Arrasou na resenha!
    Me diz que esse eh o vol 2 please!!! rsrs
    Ganhei aqui no blog Angus vol 1, espero começar lê-lo em breve, e este tbm!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Douglas, ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro e achei bem interessante o que li na sua e mesmo o personagem central não sendo aquele que curtimos logo de cara e sim aquele que cresce ao longo da história, fiquei curiosa. Agora falando em nórdicos, não leio tantos livros que tratem desse tema, mas assisto Vikings que é uma série muito boa e te recomendo se você quiser continuar e acompanhar outras histórias, dessa vez em formato de série, sobre esse mundo. Curti a resenha e se tiver a oportunidade vou querer conferir com certeza ;)

    ResponderExcluir
  4. E ai Douglas! Tudo bem?

    Atualmente estou lendo um livro do gênero, mas não curto muito obtive pela curiosidade. Adorei a resenha, apesar de não gostar muito.

    Grande abraço,
    www.cafeidilico.com

    ResponderExcluir
  5. Douglas!
    Gosto demais da mitologia Nórdica e aqui mistura fantasia com fatos históricos o que torna o enredo mais crível.
    Lembro que essa ficção fez muito sucesso logo no primeiro lançamento, acho que lá pelos anos 80 e agora está sendo relançado.
    Não li na época, mas como gosto de ficção fantasia, daria uma oportunidade ao livro e ao autor.
    Desejo um mês repleto de realizações!
    “A música é uma revelação superior a toda sabedoria e filosofia.” (Ludwig van Beethoven)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu sei pouco sobre a mitologia nórdica. Sei que Thor é um deus que tem um martelo e só ele pode usá-lo ahaha.
    A narrativa pra mim é muito importante também e achei bacana o fato dela ir crescendo e melhorando, torna mais verossímel, afinal o protagonita é o narrador e ele começa imaturo e vai amadurecendo...
    Eu perdi um pouco de interesse em livros assim, fantasia cujo personagem é um adolescente.
    Mas me interessei por esse.
    Parabéns pelo texto opinativo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Mitologia Nórdica também é uma coisa que não me atrai, nem fantasia medieval, o livro, para quem curte esses gêneros, deve ser muito bom, ainda mais por acompanhar o amadurecimento do personagem, infelizmente é um livro que não me atrai muito, mas quem sabe um dia não dê uma chance a ele.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Adoro fantasia quanto a mitologia Nórdica também conheço muito pouco mas gosto. Que bom que a narrativa assim como o personagem vai melhorando com o decorrer da historia, parece ser uma leitura interessante que deve deixar o leitor ansioso pelos acontecimentos e saber como Angus vai se sair.

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bom?
    Como você eu também não tenho conhecimento sobre mitologia nórdica, mas eu tenho muita curiosidade de conhecer, Angus parece ser um bom livro, e fiquei curiosa para conhecer a escrita do autor, pois você disse que ele escreve com maestria. Espero ter a oportunidade de ler o livro em breve.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  10. Oi Douglas,
    Eu também não tenho um histórico muito profundo com a mitologia nórdica, mas adoro tudo que a envolva. Uma história que dá inicio a partir de uma visão sobre a destruição do mundo já me atrai, mas o autor não para por aí e em meio a procura para resolver este problema ele nos apresenta Angus que, também, terá um grande desafio pela frente. Como Angus é um personagem um pouco chato, imagino que a narrativa em primeira pessoa não seja a melhor opção para este enredo, na verdade, acredito que em terceira pessoas o leitor teria uma visão mais ampla da história. Gostei de ver a dedicação do autor com este livro ao inserir ilustrações e música, aproximando, ainda mais, o leitor da trama.

    ResponderExcluir
  11. O gênero não é um dos meus prediletos, adoro assistir porém quando é na parte de leitura eu sinto que eu me arrasto para ler.
    ainda mais por ser em primeira pessoa, e um personagem que é um pouco chato, ia sentir uma leitura maçante que parece não acabar nunca.
    Mas acho bem legal as ilustrações referente a mitologia, ainda mais pelo autor ter feito de uma maneira bem rica e até com trilha sonora.

    Beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  12. Oi Douglas.
    Essa é a primeira vez que vejo eu falar desse livro, ainda não ligo nada do tema mas já vejo que eu me interessei bastante por mitologia nórdica fico muito feliz em saber que apesar de suas experiências não tão boas este livro te conquistou vou por ele com certeza na minha lista espero desfrutar dessa leitura.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  13. Eu gosto de histórias com mitologia nórdica, então após ler sua resenha adicionei imediatamente este livro em minha lista de leituras, que bom que Angus é um livro ótimo e que tem fantasia, acabei ficando muito curiosa para conferir a história deste livro.

    ResponderExcluir
  14. Olá! Gostei do enredo, a resenha definitivamente chamou minha atenção, adoro o gênero, fantasia medieval e toques de fatos históricos, já ganhou meu coração, fiquei em curiosa em conferir essa trilha sonora também, mas por se tratar de uma trilogia, prefiro aguardar para que todos os livros sejam lançados e daí navegar em mais essa aventura.

    ResponderExcluir
  15. Gosto de ver o desenvolver de um personagem quando estou lendo, Angus parecer fazer isso com simplicidade, sabe? Aos poucos vai crescendo e dominando a atenção do leitor. Que bom saber que há ilustrações no livro! A diagramação deve estar lindíssima. Bom, adoro uma fantasia, certamente leria esse livro fácil, fácil, mas a lista de leituras está enoorme, portanto, vou deixar para depois.

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Gostei bastante da trama do livro, tem uma fantasia muito maravilhosa e ainda mais sendo em época medieval. O personagen tem uma forma de evolui ao longo do capitulo e é muito difícil gosta de um personagen quando no começo ele e super ruim. Gostei muito do livro!

    ResponderExcluir
  17. Acho interessante o Orlando Paes ter elaborado uma playlist para cada capítulo, usar o recurso do QR Code é muito válido, a leitura pode e deve abranger os sentidos.Fiquei curiosa pra saber quais são as músicas,rs.
    O autor também fez as ilustrações?Que legal!

    ResponderExcluir
  18. Oi, Douglas!!
    O livro parece ter uma estória incrível!! Adoro quando temos um livro que fale algo sobre a mitologia nórdica. E esse livro livro parece ser melhor ainda por colocar na sua premissa também fortes pitadas de fantasia medieval com historia, sem dúvida é um leitura bem interessante!!
    Bjoss

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir