acompanhe o blog
nas redes sociais

25.10.17

A Bússola de Ouro, Vol. 01 - Fronteiras do Universo [Philip Pullman]

A Bússola de Ouro
Suma de Letras Brasil, 2017 - 344 páginas
- "Lyra Belacqua e seu daemon, Pantalaimon, vivem felizes e soltos entre os catedráticos da Faculdade Jordan, em Oxford. Até que rumores invadem a cidade – são boatos sobre os Papões, sequestradores de crianças que estão espalhando o medo pelo país. Quando seu melhor amigo, Roger, desaparece, Lyra entra em uma perigosa jornada para reencontrá-lo. O que ela não desconfia é que muitas outras forças influenciam seu destino e que sua aventura a levará às terras congeladas do Norte, onde feiticeiras e ursos de armadura se preparam para uma guerra. Embora tenha a ajuda do aletiômetro – um poderoso instrumento que responde a qualquer pergunta –, nada a prepara para os mistérios e a crueldade que encontra durante a viagem. E, mesmo que ainda não saiba, Lyra tem uma profecia a cumprir, e as consequências afetarão muitos mundos além do dela."

Onde comprar:
Amazon, Submarino, Travessa, Cultura

Gente, que livro lindo! Sério, nuca tinha lido nada do Philip Pullman antes (não me julguem), e também não tinha visto o filme. Então a história é completamente nova pra mim. E que história! Estou apaixonada. E ansiosa pra ler a continuação. Esse é daqueles livros que você entende exatamente porque se tornaram clássicos.

Philip Pullman

A trilogia Fronteiras do Universo está sendo republicada no Brasil pela Suma de letras, que, aliás, fez um trabalho lindo no design das capas: todas elas são trabalhadas com detalhes em brilho e os desenhos que ilustram, além de lindos tem tudo a ver com a história. Seja lá quem for o responsável, tá de parabéns.

A Bússola de Ouro

O universo de Philip Pullman é bastante parecido com o nosso, pelo menos geograficamente. Porque em A Bússola de Ouro existem feiticeiras; ursos que falam, usam armaduras e são excelentes lutadores; religião, ciência e política se confundem e se misturam; todas as pessoas, sem excessão, possuem um daemon, que é uma espécie de manifestação da alma em forma de animal.

E é tudo muito bem construído.

Philip Pullman

Lyra Belacqua é uma garota órfã esperta e bagunceira que leva a vida despreocupadamente nos arredores da Faculdade Jordan, junto com seu daemon. Até coisas estranhas começam a acontecer: surgem boatos envolvendo uma misteriosa substância chamada “pó” e crianças de vários lugares estão desaparecendo. Entre elas Roger, melhor amigo de Lyra. Assim sendo, a garota parte em uma ousada missão para salvar o amigo e cumprir uma profecia a respeito da qual ela nem sabe.

“Nas ultimas semanas um boato vinha se espalhando pelas ruas — um boato que fazia algumas pessoas rirem e outras silenciarem, assim como algumas pessoas riam de fantasmas e outras tinham medo: sem nenhum motivo, crianças estavam começando a desaparecer.”

Uma das grandes dificuldades em se escrever personagens mais jovens é que eles quase nunca parecem crianças reais. Crianças na ficção raramente parecem ser de verdade. Esse livro é uma excessão à essa regra.

Salvo alguns raros momentos em que Lyra parece esperta (e sortuda) demais pra idade dela, o autor demonstra muita sensibilidade na construção dos personagens infantis. Há crianças boas e ruins, espertas, mentirosas, tímidas, arteiras, brigonas… enfim, crianças que parecem crianças. Lyra, por exemplo, é daquelas crianças mal-criadas e manipuladoras que aprontam mil e uma confusões na sessão da tarde e tá sempre armando alguma coisa. E ainda assim a gente gosta dela. Porque ela também é inocente, preocupada com os amigos e não entende muito bem como funciona o mundo adulto. Também é impossível não gostar do Pantalaimon que, além de daemon, funciona como grilo-falante/voz-da-consciência pra Lyra inúmeras vezes.

Eu gostei bastante dos personagens de modo geral. Destaque para Iorek Byrnison, o melhor e mais honrado urso de armadura que já existiu.

A Bússola de Ouro

Pullman é daqueles autores que te pegam pela mão e te inserem em um novo universo de forma tão sutil que você nem percebe, mas começa a comprar todas as regras desse mundo novo naturalmente. Ele não te enfia nenhuma informação goela abaixo gratuitamente, ao invés disso ele te mostra muito delicadamente coisas que vão fazer toda a diferença na sua interpretação da história.

Um exemplo disso é que ele passa boa parte do livro construindo a relação humano-daemon, assim, na medida em que a história vai passando e você entende o que está acontecendo o impacto é muito mais do que se o autor tivesse dado essa informação à troco de nada.

Talvez essa última parte tenha ficado um pouco confusa, mas não quero dar nenhum spoiler que estrague a sua leitura. Então seja uma boa pessoa e leia o livro pra entender do que eu estou falando, tudo bem?

Depois volta aqui e me conta o que achou.

Abraço!


Andressa Freitas
Mineira, aspirante à escritora e estudante de cinema. Se pudesse moraria em uma biblioteca, como não posso, estou empenhada em transformar minha casa no mais próximo disso possível. Viciada em séries e filmes, adoro ler, comer e viajar. Nerd assumida, fotógrafa de profissão, amo aprender coisas novas e imaginar histórias alternativas pra absolutamente tudo.
Cortesia do Grupo Companhia das Letras
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

14 comentários em "A Bússola de Ouro, Vol. 01 - Fronteiras do Universo [Philip Pullman]"

  1. Oi Andressa,
    Eu amo a trilogia Fronteiras do Universo! Leia os outros dois. Vc vai amar tanto quanto amou A Bússola de Ouro.
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir
  2. Oi Andressa, tive a oportunidade de ver o filme, que gostei muito e gostaria que as continuações fossem gravadas mas acho não vai acontecer, mas ainda não li o livro e se já gostei do filme imagino que vá gostar ainda mais do livro e de ler o restante da história. Gostei da resenha, do fato do autor não dar um ar adulto as crianças, e universo criado é bem mágico e envolvente. Espero ter a oportunidade de ler os livros futuramente *__*

    ResponderExcluir
  3. Que livro mais lindo ainda não li, porém olha essa capa?
    Que história mais legal. Gostei bastante da sua resenha.
    Já quero ler agora.

    ResponderExcluir
  4. Oi Andressa!
    Não te julgo, também nunca li nada do autor, rsrs.
    Parece ser bem fantasioso o universo dele, gosto disso, principalmente sendo com crianças, e ele não mostrando essas crianças com atitudes de adultos, isso deve ter tornado a leitura interessante!
    Pelo que vi tem uma adaptação cinematográfica né? Se tiver oportunidade irei assistir e ler ..
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  5. Andressa!
    Gosto demais de livros de ficção/fantasia e bem escritos como esse, deve ser uma delícia de leitura.
    Já assisti o filme e pelo jeiot, é bem fiel ao livro.
    E é bem como falou, foi criada toda uma relação entre os protagonistas para que o enredo seja desenvolvido de forma plaulatina e que possamos entender todos os motivos que as coisas acontecem.
    “Todo o nosso saber se reduz a isto: renunciar à nossa existência para podermos existir.” (Johann Goethe)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  6. Oi Andressa.
    Eu concordo com você, as crianças de ficção raramente passam a impressão de serem realmente criança e eu adorei o fato de que o autor trabalhou isso muito bem.
    Eu ainda não li nada dele ( não me julgue kkkkkk) porém confesso que depois desse relançamento fiquei muito curiosa para conhecer suas obras e escrita, a premissa me chamou muito a atenção e fiquei feliz em saber que desfrutou da obra.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. Hey Andressa!
    Sou louca pra ler esse livro, o que me chama atenção na história é a riqueza dos detalhes que o autor passa para o leitor, não li o livro ainda mas já vi o filme, é perfeito!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Andressa!
    Não conhecia a trilogia Fronteiras do Universo, e apesar de ter achado interessante e bem curioso a parte de cada pessoa ter o seus próprios daemon, não fiquei curiosa para conhecer a história da Lyra e nem descobrir o que está por trás dos desaparecimentos das crianças... por isso A bússola de ouro é um livro que eu não leria...
    Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Eu li e adorei, assisti o filme também, mas o livro é bem melhor como sempre ou na maioria das vezes. Adorei o urso bem que queria um pra mim rs. Adorei a personagem principal é uma garotinha de muita garra e o jeito que se importa com os amigos é encantador, aliás gostei de todas as crianças, achei que foi muito bem elaborada a trama e os personagens muito bem trabalhados.

    ResponderExcluir
  10. Lembro de ter visto A Bússola de Ouro com outra capa, achei essa nova bem fofa.
    Vi o filme, os daemons são encantadores.
    "Pullman é daqueles autores que te pegam pela mão e te inserem em um novo universo de forma tão sutil que você nem percebe",sim, é tão gostoso pegar uma leitura assim, tenho uma queda por fantasia.

    ResponderExcluir
  11. Olá! Quem eu sou na fila do pão para te julgar, até porque também não li, até a presente data, que conste nos autos, nada do autor, o que pretendo mudar o quanto antes, ainda mais com essa sinopse e resenha que aguçaram minha curiosidade em saber mais sobre esse mundo onde você possui um Daemon e existem tantas outras criaturas mágicas. Já quero entender qual será o desenrolar de tantas aventuras. Sem dúvida esse vai para a minha lista de leitura, ainda mais agora que estou tentando ser uma pessoa boa (risos).

    ResponderExcluir
  12. Oi, Andressa!!
    Também nunca li nada do autor Philip Pullman, acho que só assisti o filme mesmo!! Que por sinal o que mas chama a atenção são os ursos que podem falar, sei que a estória tem muito mais coisas mas só lembro dessa parte mesmo.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  13. Ainda não consegui ler nada do Philip, porém minha amiga disse que foi uma das melhoras leituras que já fez e me indicou.
    Já faz um bom tempo que quero ler está serie, pois parece uma fantasia fantástica!
    Nunca vi o filme, pois sempre quis ler antes para não ficar fazendo comparações depois haha

    ResponderExcluir
  14. Oi Andressa,
    Diferente de você eu assisti ao filme quando foi lançado e me lembro que achei a proposta da trama muito interessante e, por isso, havia ficado interessada o livro, mas nunca o li. Desenvolver personagens infantis parece um desafio para muito autores, mas aqueles que conseguem transmitir a verdadeira essência do que é ser criança (pontos positivos e negativos) já tem minha atenção. Philip Pullman explorou a imaginação muito bem e criou uma história que agrada todas as idades. As novas edições da trilogia estão lindas e quem sabe não me animo e adquiro os exemplares para, finalmente, ler esta história.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir