acompanhe o blog
nas redes sociais

10.10.17

Caçador em Fuga - Sobreviver é a Única Lei [George R. R. Martin, Gardner Dozois e Daniel Abraham]

Caçador em Fuga
Ed. Leya, 2017 - 304 páginas
- "Uma aventura surpreendente sobre a liberdade, escrita pelo mestre George R.R. Martin. Ao despertar num lugar escuro, Ramón Espejo não se lembra de como foi parar ali. Logo ele descobre que é refém de uma raça alienígena e que, para recuperar sua liberdade, será forçado a ajudá-los a encontrar outro humano como ele – um fugitivo. Quando a caçada começa, no entanto, Ramón recupera algumas lembranças: a miséria e as péssimas condições de trabalho e de vida no México; a decisão de deixar a Terra e explorar um novo planeta-colônia, São Paulo; o sonho de encontrar metais valiosos e enriquecer; o desejo de uma nova chance. Agora, envolvido numa estranha perseguição nesse mundo hostil e imprevisível, Ramón precisa encontrar uma maneira de escapar de seus captores... e depois, de alguma forma, sobreviver. No entanto, à medida que suas memórias se fortalecem, Ramón descobre que seu pior inimigo pode ser ele mesmo."

Onde comprar:

Finalmente, depois de anos, tive oportunidade de ler algo escrito pelo mestre George R. R. Martin (mesmo que a autoria tenha sido dividida com mais dois autores). E já posso dizer que foi bem satisfatória.

"Caçador em Fuga" tem como personagem principal Ramon Espejo, um típico anti-herói, pois, de bonzinho ele não tem nada. É malandro, metido a esperto, e vive se metendo em confusões. Tem relações conturbadas com as mulheres. Aqueles tipos de relações entre tapas e beijos, literalmente. E achei essa parte bem interessante, pois essa personagem, apesar de todos esses defeitos, tem um carisma que nos faz torcer por ele em diversas partes da trama. Mas, no meu caso, a partir de um determinado ponto, passei a torcer por outra personagem (não posso falar quem, pois seria um spoiler enorme).

De início, não entendemos muito bem o que está acontecendo, pois o ponto de partida é dado quando Ramon acorda em um lugar escuro e completamente desconhecido por ele. Sua memória também está meio conturbada, pois ele não se lembra de muitas coisas que aconteceram antes desse "desmaio". Então, conforme vamos avançando as páginas, vamos descobrindo tudo junto à personagem. E que universo incrível que os autores criaram, viu?!

"Quando Ramón Espejo acordou, estava flutuando num mar de escuridão. Por um instante, sentiu-se relaxado e despreocupado, boiando tranquilo. Até que sua identidade retornou preguiçosamente, uma lembrança tardia e indesejada." Pág. 09

Outra personagem que merece ser citada é Maneck. É de uma raça alienígena, e seu entendimento das coisas é bem literal. Muitas das reações humanas que são bem comuns eram estranhas para ele, como o riso, por exemplo. A cada questionamento dele, ficava imaginando uma criança na fase dos "porquês". Foi disparado a personagem que mais gostei.

Em relação a narrativa, gostei bastante, apesar de achar que em alguns momentos a coisa ficou um pouco truncada. Esperava um ritmo de trama bem mais rápido, mas, no geral, a coisa fluiu tranquilamente. Outro ponto interessante na questão escrita, é que os autores utilizavam termos desconhecidos por nós. Não temos um glossário, nem notas de rodapés que explicam esses termos, mas, de acordo com o contexto, consegui entende-los.

"Porque o incidente é engraçado? O homem do qual você falou tinha sido instruído a copular com a fêmea de sua espécie e matar um carnívoro de grande porte. Se era o tatecreude dele, ele não o cumpriu. Porque optou por copular com o carnívoro? Ele era aubre? A criatura o feriu, mas poderia tê-lo matado. O homem não entendeu que este poderia ser o resultado de suas ações? Ele se comportou de maneira contraditória." Pág. 119

No quesito gráfico, a Leya está de parabéns. A capa está bem bonita, a diagramação interna é simples e bem confortável aos olhos, e a revisão está impecável. Nota máxima.

Indico a leitura para quem gosta de uma boa ficção científica, com pitadas de reflexões sobre as atitudes humanas.

Link no Skoob: https://www.skoob.com.br/cacador-em-fuga-670082ed671935.html


Nardonio Almeida
Pernambucano, formado em Artes Cênicas e apaixonado por teatro e livros. Descobriu-se leitor depois de um empurrãozinho de uma amiga. Virginiano, pé no chão e que adora a calmaria. Leitor de quase todos os gêneros literários. Afinal, quando a trama é boa, o gênero é o que menos importa.
Cortesia da Editora Leya
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

15 comentários em "Caçador em Fuga - Sobreviver é a Única Lei [George R. R. Martin, Gardner Dozois e Daniel Abraham]"

  1. Olá Nardonio!
    Não conhecia o livro e já adorei.
    O enredo tá bacana e me agradou bastante, a capa tá linda tbm.
    Já qro!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      É uma boa leitura pra quem gosta de ficção científica. Se você lê-lo algum dia, passa aqui pra nos dizer o que achou, tá?!
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  2. Oi Nardonio, achei a capa desse livro bem bonita e gostei de sabe que a edição está com nota máxima. A premissa da história é bem interessante e tem cara de filme, o que é super positivo pra histórias de ficção em minha opinião, conseguir visualizar a ação torna a história mas dinâmica. Ter George R. R. Martin como um dos autores parece ser um bônus, e para aqueles que assim como eu ainda não tiveram oportunidade de ver a escrita dele apesar de conhecê-lo uma boa oportunidade. Boa resenha ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lili!
      Pois é. A Leya sempre nos brinda com edições maravilhosas em relação a parte gráfica/revisão de suas obras.
      Acho que você precisa lê-lo e vir aqui dar suas impressões. Garanto que não vai se arrepender.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  3. Dom!
    Maravilha de livro, né?
    Além de ser fã de fantasia/ficção com aliens, gosto demais da escrita do Georgge R.R. Martin e fiquei bem empolgada com todo enredo, carregado de ação.
    Gostaria muito de ler.
    Desejo uma ótima semana produtiva!
    “Saber quando se deve esperar é o grande segredo do sucesso.” (Xavier Maistre)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rudy!
      O livro é muito bom mesmo. Como é a primeira experiência com George R. R. Martin, e tem outros dois autores, não deu pra saber o que se tem do George nessas páginas, mas, pelo que li, acho que aprecio a escrita dos três.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  4. Também nunca li nada do Georgge e confesso que aquela série dele não me interessa muito.
    Porém nesses tempos eu vi muitas resenhas sobre esse livro e a maioria era bem satisfatória.
    Adoro tramas desse jeito e preciso de um livro mais denso para ler nesse feriado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você não vai se arrepender de dar essa chance. É um livro que agrada uma boa parte de leitores, pois tem ação e partes mais "cabeça" também.
      Quando você ler, aparece por aqui pra falar suas impressões, tá?!?!
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  5. Oi Nardonio.
    Adorei essa capa, não li nada do autor George, porém sempre tive curiosidade em ler, o fato de que o início é um pouco confuso não me animou, já que se o livro não me prende no começo, dificilmente irá funcionar no resto, mas enfim, adorei que ele perguntando tudo, acho fofo.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Marlene!
      Entendo esse lado de desanimar quando o livro não nos prende no começo, mas, às vezes, vale a pena fazer uma forcinha.
      Obrigado pelo comentário!

      Excluir
  6. Ainda não li nada do Martin, mas tenho vontade de ler sua escrita esse com três autores deve ter ficado interessante adoro historias que envolvam alienígenas e esse universo criado por eles despertou minha curiosidade, O Personagem Ramon deve ser uma figura e estamos acostumados a torcer pelo bonzinho da historia mas aqui temos algo diferente o personagem não é bonzinho, mas torcemos por ele mesmo assim interessante isso.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Nardonio!
    Não curto ficção científica, e confesso que não fiquei curiosa para conhecer a história de Ramon Espejo, por isso eu não leria
    Caçador em Fuga - Sobreviver é a Única Lei...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Oi Nardonio,
    Ainda não tive nenhuma experiência com a escrita de George R. R. Martin, mas não foi por falta de interesse. Caçador em Fuga me parece ser bem interessante tanto pela parceria do autor com outros nomes, quanto por ser uma ficção científica (gênero que não leio muito, mas que sempre me desperta interesse). O que mais me chamou atenção é o protagonista, pois nem sempre temos um anti-herói como uma narrador de uma história. A confusão na narrativa no início da leitura condiz bem com o que o Ramon está sentido e faz o leitor se envolver mais na trama.

    ResponderExcluir
  9. Oi Dom Dom
    Não vou mentir, não gosto do George, e nem do tema do livro. Acho que o personagem ramon não me convenceria. Sou mais de mocinhos, não sou fã dos "anti- heróis" (preconceito, eu sei, rsrs).
    Parabéns pela resenha, apesar de não curtir o livro achei ela incrível.
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Olá! Gosto bastante da escrita do George R. R. Martin, confesso que adoro a série As Crônicas de Gelo e Fogo, e gostei bastante também da sinopse deste livro, o fato de ser um anti-herói já me deixa curiosa em saber qual será seu desfecho, juntando com a parte da resenha em que você diz que muda a sua torcida, ai meu Goku, preciso já desse livro.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir