acompanhe o blog
nas redes sociais

15.5.18

Um Reino De Sonhos, Vol. 01 - Dinastia Westemoreland [Judith Mcnaught]

Um Reino De Sonhos
Ed. Bertrand Brasil, 2018 - 378 páginas
- "Um romance da Dinastia Westmoreland Royce Westmoreland, o “Lobo Negro”, é enviado pelo rei da Inglaterra para invadir a Escócia. Quando seu irmão, Stefan, sequestra Jennifer e Brenna Merrick, filhas de um lorde escocês, do convento onde vivem, as vidas de Royce e Jennifer se entrelaçam. Ele, um poderoso guerreiro que já ganhou muitas batalhas, não vê a hora de encontrar uma mulher que o amará pelo homem que é, não pelo medo inspirado por sua lenda. Ela, uma jovem rebelde em busca do amor e da aceitação de seu clã, mesmo na condição de prisioneira, não se deixa abalar pela fama de seu arrogante captor. Conforme os conflitos entre os dois se tornam mais frequentes, a urgência de se entregarem um ao outro só aumenta. Certa noite, quando ele a toma apaixonadamente nos braços, desperta nela um desejo irresistível. Mas, se Jennifer seguir seu coração, perderá tudo aquilo pelo que vem lutando e jurou honrar."

Onde comprar:

Orgulho, patriotismo e paixão, estes são os elementos que movem a estória de Judith McNaught em Um Reino de Sonhos. Este romance é do gênero histórico medieval, do século XV, e retrata o embate entre uma bela escocesa raptada e seu algoz inglês.

Jennifer é uma moça de dezessete anos que perdeu a afeição do seu clã depois que o enteado de seu pai começou a espalhar histórias caluniosas e terríveis sobre ela, inventadas com tanto engenho que todos acreditaram nele. Desacreditada, foi enviada para morar num convento. Cheia de energia e paixão pela vida, sonha em provar ao pai que é corajosa e fiel ao seu clã. Seus dois maiores defeitos são a impulsividade e a imprudência, e por causa deles acabou nas garras de seu maior inimigo: O Lobo Negro, um brutal guerreiro inglês cujos exércitos estão oprimindo seu país, um homem que a capturou, manteve como prisioneira, tirou sua virgindade e destruiu sua reputação.

O Lobo Negro é considerado pelos escoceses pior e mais perigoso que o próprio diabo, o Senhor vivo do Mal, um ser monstruoso que ameaça a existência deles. É o inimigo mais odiado e mais temido da Escócia.

Quando Jennifer e sua irmã foram raptadas e levadas para o acampamento do Lobo Negro, ela tentou ser forte e forçou-se a enfrenta-lo, mesmo que por dentro estivesse morrendo de medo, devido a todas histórias horripilantes sobre ele: "Ele não mantém prisioneiros a menos que seja para torturá-los. Ele ri quando suas vítimas gritam de dor. Ele bebe o sangue delas...".

Judith Mcnaught

E cada vez que Jennifer apronta das suas, ela só aumenta a fúria do Lobo Negro, que está disposto a mostrar para a jovem o que é sentir medo, ensinado-a a aprender a ter medo dele.

"Se sua intenção era mostrar a ele, da maneira mais clara possível, que ela era uma vítima da força bruta e que ele era o bruto, Jenny alcançara seu objetivo. Se sua intenção era irritá-lo, ela estava começando a conseguir isso também."

Sendo um livro de romance, vocês já podem imaginar oque vem por aí, né? Jennifer faz o que ninguém nunca teve coragem de fazer, enfrenta o temível Lobo. E a jovem não tem noção de sua beleza (afinal no convento não tinha espelho). E mesmo quando uma atração muito forte começa a despertar o coração da moça, ela se força a rejeita-la, afinal o Lobo é o principal inimigo do seu amado clã.

O que encanta no livro é mesmo a maneira gostosa que Judith Mcnaught conta sua estória, ela trabalha com vários personagens e não se esquece do humor, além, é logico, da paixão passional entre os protagonistas. E também mostra um pouquinho dos costumes do século XV, onde era comum uma jovem se casar aos quatorze anos (Jennifer aos dezessete já era considerada uma solteirona) e o pior, a agressão física permitida como castigo as mulheres.

"- A única razão pela qual não há paz é que você continua a perturbá-la com seus cercos nocivos e batalhas intermináveis - informou, de um modo sombrio. - Os ingleses não conseguem estar bem com ninguém."

E quanto mais intransponível o amor entre duas pessoas que são inimigos juramentados, maior é a emoção para o leitor. Recomendado para os fãs do gênero.


Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

25 comentários em "Um Reino De Sonhos, Vol. 01 - Dinastia Westemoreland [Judith Mcnaught]"

  1. Oi, Gisela.

    Acho que ali, refém do exército inglês, a Jennifer teve a oportunidade de conhecer um outro lado do Royce, bem como eles tiveram que passar por cima dessa rivalidade de ambos os clãs.

    E acho que um dos destaques do livro, também é essa questão política, esse embate entre os clãs rivais.

    ResponderExcluir
  2. Amo muito esta escritora... O final deste livro é de arrepiar... Maravilhoso!!! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá Gisela
    O livro já me ganhou, a partir do momento que você descreveu ele como histórico medieval. Eu amo obras com essa pegada, adoro saber como eram os costumes no século passado. Me parece ser um ótimo livro, espero ler a obra o mais brevemente possível.

    ResponderExcluir
  4. Gi!
    Parece um super romance de época histórico fascinante.
    Gosto de ler sobre os cenários e costumes da época, é sempre um bom aprendizado.
    Gostei muito.
    “Eu gosto de escutar. Eu aprendi muito escutando cuidadosamente. A maioria das pessoas nunca escuta. “(Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO – 4 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  5. Estes romances medievais chegaram para ficar(graças a Deus), apesar de que nos últimos tempos, a demanda do gênero ainda anda meio baixa.
    Fazia tempo que não lia uma resenha de um livro assim, mas adorei o que li acima!
    Me peguei ficando surpresa com o lance da agressão às mulheres, mas se tratando daquela época, tudo era permitido, ainda mais com a parte "frágil e submissa" da relação.
    O amor brota quando menos se espera e os protagonistas da história parece que aprenderão bem isso.rs
    Vai para a lista de desejados com certeza.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Oi Gisela, Judith é uma autora que escreve muito e escreve bem, seus livros são longos mas não possuem histórias tediosas e sempre há muitas emoções envolvidas, nesse livro não foi diferente, a relação de amor e ódio deles é passada pro leitor e a leitura torna-se uma viagem super empolgante. Eu tenho alguns livros dela e amo todos, mas sei que Judith é aquela autora ame ou deixe, eu amo e quero mais livros dela por aqui ;)

    ResponderExcluir
  7. Olá Gi!
    Adorei conhecer o livro, já add aos desejados, a capa está linda e pelo que já li sobre o enredo e da escrita posso esperar uma leitura linda e fluída...
    Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Oi Gisela,
    Eu já tinha visto alguns comentários sobre esse livro, mas não sabia muito sobre oq se tratava. Achei legal, vou dar uma chance.

    ResponderExcluir
  9. Oi Gi.
    Que premissa mais intrigante, eu adoro livros históricos, sempre me sinto dentro da história e concordo com você, quando os persianagens são inimigos mortais, sempre sobra para op leitor essa emoção de ver os personagens se rendendo, eu gostei de saber que o livro também traz um pouco dos costumes do século XV e enfim, não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  10. O enredo parece ser bastante interessante e tem bons elementos para segurar o leitor. Além do romance ter como cenário essa época medieval que costuma render boas estórias, parece que as personagens são bem construídas e tem muito a oferecer. Realmente nesse tempo as meninas se casavam muito novas, embora nos assuste imaginar isso acontecendo aos 14 anos com algumas garotas.

    ResponderExcluir
  11. Esse livro me fez lembrar um pouco de GOT,gosto de romance de gênero histórico medieval,esse é volume único?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É livro único - o próximo livro da série já se passa no século XIX

      Excluir
  12. Sou louca por histórias improváveis e conspirações tudo em um mesmo livro,adorei a resenha essa mocinha vai dar trabalho,kkk

    ResponderExcluir
  13. Século XV já é bem o finalzinho da Idade Média, mais próximo dos costumes da Idade Moderna do que do imaginário que temos do medievo. Achei interessante a história, apesar de bastante clichê. Só fiquei preocupada com uma coisa e gostaria de perguntar: a autora consegue levar realmente a trama ou acaba acontecendo uma romantização do abuso sofrido pelas irmãs?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anny, na verdade não teve abuso, o Lobo não é este monstro que eles pintam, e a protagonista vai descobrindo isso no decorrer da história.

      Excluir
  14. Olá! Eu adoro a escrita da Judith McNaught, seus livros são ótimos, fico muito feliz que eles estão sendo relançados, em versões tão lindas como essa, o livro é simplesmente maravilhoso, eu adoro como ela consegue mesclar romance, humor e suspense, essa, sem dúvida, é uma das minhas séries favoritas da autora (se bem que é difícil escolher qual é, de fato, a minha favorita!).

    ResponderExcluir
  15. Oi, Gisela!
    Confesso que não gosto de personagens como a Jennifer - impulsiva e imprudente - mas acho que esses defeitos dela ajudou bastante ao enfrentar o temível Lobo Negro, né?! Fiquei bem interessada em conhecer mais desse Lobo, e já adicionei Um Reino de Sonhos na minha lista de leitura... Valeu pela dica. Abraços!

    ResponderExcluir
  16. Oi Gisela,
    Já li romances de época, mas nenhum que se passasse em um século tão remoto e com protagonista escocesa. Por mais que eu goste de um romance (sendo ele histórico ou contemporâneo), algumas coisas neste livro me incomodam, mas entendo que estas eram comuns no período adotado para a história. Gosto que Jennifer seja corajosa a ponto de enfrentar o Lobo, mas me preocupa como o medo passará para o amor e a forma que este sentimento será mostrado na trama. Adorei o trabalho que a editora fez com a capa e o uso de cores e contrastes delicados entre os elementos que a compõem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gislaine, não se preocupe, também fiquei com esse receio, principalmente porque a no incio do livro a personagem diz que o Lobo a capturou, manteve como prisioneira, tirou sua virgindade e destruiu sua reputação, mas na verdade, não foi bem assim que que as coisas aconteceram. Posso afirmar que todo se encaixa perfeitamente e o n o fim acabamos nos apaixonando pelo LOBO.

      Excluir
  17. Oi, Gi!!
    Já anotei a indicação desse livro da Judith McNaught!! Adoro livro de romance é principalmente do gênero histórico medieval. E gosto mais ainda quando a mocinha não estar nem ai para a fama do mocinho!!
    Bjos

    ResponderExcluir
  18. Oi, Gi
    Só tive contato uma vez com a obra da autora mas gostei bastante. Acho legal quando as autoras viajam pelos séculos e trazem mais do que estamos acostumados, que é o séc. XIX. Eu gostei da escrita da Judith mas confesso que pouco me lembro dela, por isso vou colocar este livro na lista.
    Beijos!
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
  19. Que livro!!! Imagina uma escocesa apaixonada justamente por um inglês seu maior inimigo ? não da pra imaginar como a Jennifer se sentiu no começo. A leitura também traz todos os horrores que as mulheres daquela época passaram, e confesso que ficou difícil ter simpatia pelo Royce depois de tudo que ele fez. Mas vou ler pra saber se ele me convence kkkk

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia a autora, mas achei incrível toda essa premissa.
    Gosto muito quando a trama é medieval, e mostram bastante todos esses costumes , clãs e coisas dessa época. A mocinha se apaixonando pelo seu algoz por mais que seja clichê, a autora parece ter conseguido se reinventar e fazer a gente ficar vidrada na trama.
    Já quero muito ler.

    beijiinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  21. Oi, Gisela!
    Já conhecia o livro, mas ainda não tinha lido resenha completa assim sobre o mesmo.
    Incrível a história ter essa pegada medieval, clãs, e mulher com gênero forte, guerreira.
    Quero ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir