acompanhe o blog
nas redes sociais

3.7.18

A Mulher Entre Nós [Greer Hendricks e Sarah Pekkanen]

Greer Hendricks e Sarah Pekkanen
Ed. Paralela, 2018 - 352 páginas
- "Aos 37 anos, a recém-divorciada Vanessa está no fundo do poço. Deprimida, ela não tem filhos, dinheiro ou amigos verdadeiros. Ao descobrir que Richard, seu rico e carismático ex-marido, está prestes a se casar de novo, algo dentro de Vanessa se quebra. A partir de agora, sua vida irá revolver em torno de uma única obsessão: impedir esse matrimônio. Na superfície, Nellie se parece com qualquer outra jovem bela e sonhadora. Mas a personalidade tranquila que ostenta é apenas uma fachada. Em sua mente, perdura um segredo que a fez fugir de sua cidade natal e que a impede de caminhar em paz quando está sozinha. Ao conhecer Richard, ela finalmente começa a se sentir segura. Ele promete protegê-la de todos os males, para o resto de sua vida. Mas, de repente, Nellie começa a receber ligações misteriosas. Fotografias em seu quarto são movidas de lugar. O lenço que ela planejava usar em seu casamento desaparece. Alguém a está perseguindo, alguém quer o seu mal. Mas quem? "

Onde comprar:

Se escrever um livro a duas mãos é difícil, imagina a quatro? Pois é, Greer Hendricks e Sarah Pekkanen mostraram uma bela sintonia nesse trabalho incrível. E sim, elas ganharam mais um admirador.

"A Mulher Entre Nós" é um thriller psicológico que, realmente, faz jus ao seu gênero. O início um pouco travado é apenas um pequeno e leve incômodo para o que as autoras magistralmente prepararam. A partir de um determinado momento, a carga de tensão aumenta, as páginas vão passando, e você nem se dá conta do mundo a sua volta. A única coisa que o leitor quer é finalizar a leitura o mais rápido possível.

Um dos pontos positivos na obra é que você duvida de tudo o que está sendo exposto naquele momento: Será que a Vanessa (protagonista) tem distúrbios mentais? Será que Richard (ex-marido de Vanessa) é mesmo um homem perfeito? Esse acontecimento narrado pela personagem aconteceu da maneira que ela fala? Essas e muitas outras dúvidas vão tomando conta das nossas mentes, e, mesmo que nós tentamos criar milhares de teorias, as autoras vêm e mostram que estamos completamente errados. Isso mesmo, as reviravoltas são incríveis, e o que me deixou mais impressionado é que elas são bem palpáveis. Peguei-me várias vezes de boca aberta por não ter imaginado o que acabava de ler. Uma dica que eu dou é: Atenção aos detalhes.

"Isso parece irônico agora, porque eu só me cerquei de mentiras. Às vezes fico tentada a me render a elas. Deve ser mais simples assim, afundar na realidade alternativa que criei, como se fosse areia movediça. Desaparecer sob sua superfície." Página 184

"No meu casamento, havia três verdades, três realidades diferentes e às vezes conflitantes. A verdade de Richard, a minha verdade e a verdade pura e simples, que é a mais difícil de reconhecer. Pode ser assim em qualquer relacionamento. Pensamos que estamos em uma linha reta em nossa união com alguém, quando na verdade formamos um triângulo, com uma das pontas sendo um juiz silencioso mas onisciente, o árbitro da realidade." Página 250

A escrita das autoras é outro dos pontos fortes do livro. A narrativa é leve, fluida e envolvente. Você quase não percebe o avançar das páginas.

A Mulher Entre Nós

A única coisa que não me agradou foi o final de uma das personagens. Achei que o "castigo" foi bem menor do que merecia. A desculpa de "trauma de infância" já está um pouco batido.

A parte gráfica está de parabéns. A capa é bem bonita, e a diagramação interna é simples e agradável aos olhos. A única coisa que não gostei foi a questão dos diálogos serem escritos no padrão americano, ou seja, não tinham travessões, eram através de aspas. Mas isso é o mesmo que você comprar uma Ferrari, e reclamar do porta luvas dele, né? (risos). Não me lembro de ter encontrado erros.

Finalizo a resenha indicando aos amantes de thrillers psicológicos cheios de reviravoltas inimagináveis, mas bastante coerentes com a trama. Leitura quatro estrelas, devido ao início um pouco travado, e ao desfecho de uma das personagens.

Link do livro no Skoob: https://www.skoob.com.br/a-mulher-entre-nos-752448ed755727.html


Nardonio Almeida
Pernambucano, formado em Artes Cênicas e apaixonado por teatro e livros. Descobriu-se leitor depois de um empurrãozinho de uma amiga. Virginiano, pé no chão e que adora a calmaria. Leitor de quase todos os gêneros literários. Afinal, quando a trama é boa, o gênero é o que menos importa.
Cortesia do Grupo Companhia das Letras
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

19 comentários em "A Mulher Entre Nós [Greer Hendricks e Sarah Pekkanen]"

  1. Oi, Nardonio.

    Ainda não o li, mas o livro já chama a atenção por colocar em cheque sentimentos conflituosos, gerados pelo fim de um relacionamento, e o que o mesmo é que capaz de fazer com uma pessoa, beirando à obsessão e loucura. E, que é algo bem real.

    Com bastante precisão, podemos dizer que ambas as mulheres, são de suma importância para o desenvolvimento e desfecho da história, pois paralelo à isso, analisando bem, podemos ver que, realmente as mesmas irão causar confusão no leitor, por ter a oportunidade de ver e tentar entender os dois lados da história, e de qual lado ficar... E, até mesmo, podendo fazer descobertas à respeito de tudo e de todos.

    Livro super desejado. Espero realizar a leitura dele o mais breve possível. Fico em feliz em saber que foi uma boa leitura, isso me anima em lê-lo, pois vi muitas opiniões controversas e tava desanimada.

    ResponderExcluir
  2. Olá Nardonio!
    Li poucas resenhas sobre esse livro mas foram ainda bem resenhas positivas, pq desde que vi o lançamento tenho interesse em conhecer, o enredo pra quem gosta do gênero parece bom, espero um dia ter uma chance de conhecer a história.]
    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Oi Nardonio,
    Se a recomendação é de thriller pode ter certeza que vou querer conferir, pois é um gênero que amo ler. Confesso que a sinopse de A mulher entre nós me lembrou, e muito, A garota no trem, mas não posso deixar que isso influencie de alguma forma em minhas expectativas em relação a leitura. Não dá para culpar Vanessa se esta vier a agir como uma ex descontrolada, pois passar por um divórcio e ainda ser trocada deve ser péssimo. Mas claro que isso só me faz pensar até que ponto suas ações podem contribuir para o mistério dessa história. Consigo ver que cada personagem tem um papel muito importante nessa trama, principalmente Vanessa e Nellie. Fiquei intrigada com a proposta de Greer Hendricks e Sarah Pekkanen e sua resenha só me deixou mais curiosa.

    ResponderExcluir
  4. Sou apaixonada em um livro que tenha elementos como: realidade, imaginação, vingança,relacionamentos. E esta obra parece conter todos estes elementos e ainda aliados a outros itens.
    Li muitas coisas positivas sobre este triller e li também que as letras das duas autoras é tão em sintonia que fica difícil saber onde começa uma e inicia a outra.
    Sou meio avessa a isso dos diálogos virem nesta forma, mas não dava para ser perfeito né? Rss
    Espero poder conferir o livro em breve!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Já li algumas resenhas sobre esse livro e todas me dão visões diferentes sobre ele e sempre aumentam minha vontade de fazer a leitura. Apesar de não gostar desse gênero a premissa é muito boa e realmente me passou a impressão de ser um livro que instiga o leitor a continuar na leitura e só parar na ultima página.
    To bem curiosa!

    ResponderExcluir
  6. Não leio tantos thrillers psicológicos mas tenho visto resenhas bem positivas desse livro e a trama parece ser bem intrigante. O começo mais lento não parece ter tirado o brilho da história e fico feliz por tua experiência ter sido positiva ;)

    ResponderExcluir
  7. Ainda não o li,apenas li algumas resenhas, mas o livro já chama a atenção por colocar em cheque sentimentos conflituosos, gerados pelo fim de um relacionamento, e o que o mesmo é que capaz de fazer com uma pessoa, beirando à obsessão e loucura.

    Ao meu ver podemos dizer que ambas as mulheres, são de suma importância para o desenvolvimento e desfecho da história, pois paralelo à isso, analisando bem, podemos ver que as mesmas irão causar confusão no leitor, por ter a oportunidade de ver e tentar entender os dois lados da história. E uma trama que chama a atenção me parece que vale muito a pena ler.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Nardonio
    Ainda não li esse livro, mas espero muito ler.
    Amo thrillers, a capa do livro é perfeita, a sinopse me chama mais atenção e a cada resenha que leio fico cada vez mais curiosa para desvendar os mistérios desta trama.
    Quero ler e ser trapaceada pelas autoras.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Ganhei o livro de presente e é o próximo da minha lista.
    Adoro todo esse gênero voltado mais pra parte psicológica, querendo saber mais sobre essa obsessão e os segredos da outra mulher.
    Quero poder ver como ficou a escrita da dupla.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  10. Dom!
    Parece um tremendo thriller, daqueles que quando começamos a ler, não queremos mais parar.
    E gosto demais quando o enredo traz reviravoltas inesperadas e ficamos chocados.
    Quero poder ler.
    “Palavras gentis não custam muito, e ainda assim conquistam muito. (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  11. Oi Domdom,
    Eu já tinha gostado do que foi apresentado na sinopse, estou bem na onda de thrillers, mas lendo sua resenha só sinto mais vontade de ler. Sendo sincera eu desconfio de todos os personagens, e claro, estou curiosa para descobrir a verdade sobre os três, principalmente sobre Richard, porque acho que ele é o que mais engana o leitor.
    Enfim, sem dúvidas irei ler, adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu estou praticamente querendo ler esse livro, a trama é bem interessante, um Thriller que gosto muito ainda mais que deixa o leitor bastante confuso mas depois vai desenrolando os nós e descobrindo as coisas...Gostei bastante e já faz parte da listinha de leitura!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  13. Olá! Ainda não li o livro, mas espero lê-lo em breve, esse é um gênero que eu comecei a ler há pouco tempo, e estou adorando, gosto desse clima de mistérios e reviravoltas.

    ResponderExcluir
  14. Esse livro já estava na minha lista de leitura. Não deve ser nada fácil mesmo criar um enredo assim junto com outra pessoa. Provavelmente tem as partes boas, mas também devem existir os conflitos de ideias. Esse início lento é compensado com o restante do enredo. Fiquei ainda mais cheio de expectativas com o livro. Esse diálogo com aspas deve ser um pouco chato mesmo, ainda não tive essa experiência.

    Evandro

    ResponderExcluir
  15. Oi Nardonio,
    Escrever um livro a quatro mãos deve ser um desafio.
    Thriller psicológico é meu estilo, fico tensa durante toda a história aguardando o desfecho, pena que o final não te agradou tanto.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Nardonio!
    Acho meio esquisito diálogos sem travessão, apesar de ler de vez em quando  livros com diálogos através de aspas, e corcordo com você sobre a desculpa de "trauma de infância" já está um pouco batido, espero não me decepcionar tanto com o fim desse personagem quando for ler A Mulher Entre Nós... Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Esse livro segue uma linha muito boa pelo de mulheres que estão frágeis psicologicamente e embora seja bem previsível acho que vale a pena dar uma conferida. As vezes nem esperamos tanto de um livro só precisamos lê-lo para saber se realmente falta algo para nós. Ambas mulheres parecem estar tentando passar por cima de seus problemas e bem, não sei o que esperar da leitura, só lendo para saber. Gostei muito da resenha.

    ResponderExcluir
  18. Escrever um livro com alguém realmente deve ser um desafio. As ideias algumas vezes não devem bater, ainda bem que nesse caso o resultado ficou muito bom, né? Uma pena que o final não agradou tanto. Mas o bom é que não tirou o brilho do livro. Desde que vi o lançamento desse livro eu fiquei interessada. E pelos quotes percebi que vou acabar marcando vários. Gosto dessas perguntas que vão surgindo durante a leitura (ou até mesmo antes de começar a ler) e conforme as respostas vão surgindo acabam vindo mais perguntas. A capa realmente está bem bonita. A editora fez um bom trabalho.

    ResponderExcluir
  19. Oi, Nardonio!!
    Estou cada vez mais apaixonada pelo gênero thriller psicológico, esse livro é muito interessante pois fiquei o tempo todo me perguntado o que vai acontecer nessa história.
    Bjos

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir