acompanhe o blog
nas redes sociais

4.7.18

Dentes De Dragão [Michael Crichton]

Ed. Arqueiro, 2018 - 304 páginas
- "Em 1876, no inóspito cenário do Oeste americano, os famosos paleontólogos e arquirrivais Othniel Marsh e Edwin Cope saqueiam o território à caça de fósseis de dinossauros. Ao mesmo tempo, vigiam, enganam e sabotam um ao outro numa batalha que entrará para a história como a Guerra dos Ossos. Para vencer uma aposta, o arrogante estudante de Yale William Johnson se junta à expedição de Marsh. A viagem corre bem, até que o paranoico paleontólogo se convence de que o jovem é um espião a serviço do inimigo e o abandona numa perigosa cidade. William, então, é forçado a se unir ao grupo de Cope e eles logo deparam com uma descoberta de proporções históricas. Mas junto com ela vêm grandes perigos, e a recém-adquirida resiliência de William será testada na luta para proteger seu esconderijo de alguns dos mais ardilosos indivíduos do Oeste."

Onde comprar:

William J. T. Johnson é um jovem estudante de Yale College, na Filadélfia, que, assim como tantos outros de sua geração, pode ser descrito como “teimoso, preguiçoso, mimado e insensível a tudo que não tenha a ver com a satisfação de seus próprios desejos”. Perfeitamente satisfeito com a frivolidade de seus hábitos, Willian pretendia passar o verão de 1876 na Europa quando uma aposta com seu “arquirrival”, Harold H. Marlin, de faculdade muda seus planos: Mil dólares se Johnson passasse o verão em uma escavação de ossos promovida pelo professor Marsh no Oeste Americano.

Pois é, Willian passaria “o verão inteiro na companhia de um professor que todos consideravam doido, catando ossos velhos em algum deserto escaldante e horroroso” graças a uma aposta.

A viajem até que começa bem, mas as paranoias do professor Marsh em relação a Willian chegam a tal ponto que, convencido de que Jonhson é um espião a serviço do inimigo, o abandona sozinho em uma perigosa cidade do Velho Oeste.

Este “inimigo” seria o também paleontólogo Edwin Cope, que Marsh acusa abertamente de roubos e intrigas diversas para sabotar seu trabalho de escavação.


Ardiloso ou não, é Cope que vem ao socorro de Willian, recrutando-o em sua própria expedição. E eles acabam se deparando com descobertas de proporções colossais e que, sem dúvida, entrarão para a história da paleontologia.

Mas com as grandes descobertas também surgem grandes perigos. A região da escavação é uma terra cheia de conflitos entre o exército americano e índios nativos que tiveram suas terras invadidas pelos garimpeiros seduzidos pelo ouro do Valho Oeste, e Marsh também não vai facilitar muita coisa para o grupo de Cope.

“Pronto para escavar em nome de Yale?”

É estranho reparar que senti mais empolgação escrevendo o resumo do livro do que senti com o livro propriamente dito.

Michael Crichton é o autor do livro que deu origem ao filme Jurassic Park, então, para falar a verdade, esperava uma história mais eletrizante. No fim das contas, a narração foi um pouco parada e mesmo as partes mais tensas, a meu ver, não fizeram justiça à fama de Crichton (claro que sempre posso estar enganada em relação aos outros livros dele).

No fim das contas, Dentes de Dragão é uma aventura razoável ambientada no Velho Oeste americano durante a era de ouro da caça aos fósseis.


Luíza Thereza
Capixaba de coração e de nascença, Bacharel em Administração e apaixonada pela literatura desde o primeiro "Era uma vez". Fã incondicional da fantasia e apreciadora inveterada dos romances, os autores Anne Rice, J. K. Rowling e J. R. R, Tolkien ocupam um lugar especial em minha estante.
Cortesia da Editora Arqueiro
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

20 comentários em "Dentes De Dragão [Michael Crichton]"

  1. Oi, Luíza.

    Por o enredo criado, o livro sem dúvidas, aparenta ter muito potencial. Ao mesmo tempo em que parece ser um pouco cansativo.

    A rivalidade mostrada só acalenta e dá mais fôlego para a trama, por proporcionar ao leitor muita aventura ao lado dos personagens. Bem como descobertas, como resultado de toda a exploração.

    ResponderExcluir
  2. Oi Luíza, eu achei bacana Jurassic Park ter sido originado de outro livro do mesmo autor rsrs, eu não sabia e vi essa informação em outra resenha que li desse livro e tanto lá como aqui, as expectativas não foram todas alcançadas. O resumo tá mesmo empolgante e é uma pena que o mesmo não tenha acontecido contigo ao ler o livro. Mas é uma trama bem criativa e até acho que daria uma adaptação boa pra uma série. ;)

    ResponderExcluir
  3. Oi Luíza,
    Não sei nada sobre o velho oeste americano então não tenho nenhuma base de referência o que não é ruim, pois aqui está minha chance de adentrar este mundo através de uma história cheia de aventura. Nunca li nenhuma obra de Michael Crichton, mas já assisti a Jurassic Park várias vezes e amo a história. Pelo o que sei dessa obra, o autor foi bem ousado ao unir fatos reais em uma história ficcional, mas acho que esse é seu diferencial. Em um primeiro momento achei William Johson meio infantil, mas talvez isso se deva por ele ainda ser jovem. Acho que faltou um pouco mais para essa aventura se destacar, mas isso não muda o fato de o autor ser bem conhecido e que, provavelmente, suas outras obras tenham mais a oferecer.

    ResponderExcluir
  4. A premissa me parece muito boa mas fiquei com a sensação de que o livro poderia ter sido mais bem explorado, acho que o autor poderia ter incrementado mais elementos para fazer a leitura ter um grande diferencial. Mas ainda assim, parece ser um livro bom.
    Não gosto desse gênero então não é uma leitura que eu faria.

    ResponderExcluir
  5. Olá Luiza!
    Estou bastante interessada em ler esse livro, sempre tive curiosidade qdo se fla do assunto mas pouco sei sobre, espero um dia conseguir ler e tbm conhecer a escrita que parece ter agradado alguns leitores.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oie, tudo bem?
    Infelizmente não é muito meu estilo de leitura preferida!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  7. O ruim de um autor que escreve algo muito bom, é que se cria esta expectativa de que tudo que ele fizer dali em diante,será igual ou até melhor.
    Mas não funciona assim né? Infelizmente...
    Esta é a primeira resenha que leio deste lançamento e confesso que estava muito curiosa em relação a obra. Mas e nítido pela sua resenha a obra se arrasta um pouco e que o enredo que tinha tudo para ser perfeito,fica meio que perdido assuntos que não combinam.
    Mesmo assim,se tiver oportunidade, quero ainda conhecer sim este livro,levando em conta o trabalho do autor.
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Havia visto o livro por causa do autor, mas a premissa não me despertou a curiosidade.
    Eu li Jurassic Park e adorei, mas parece que esse é bem diferente e não tão empolgante.
    Acho que não leria, mas quem sabe qualquer dia.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  9. Olá, Luíza
    Li algumas resenhas sobre esse livro com comentários positivos e negativos.
    Penso que para explicar como era a paleontologia antigamente é válido, mas não podemos criar expectativas de que esse livro será completamente perfeito como Jurassic Park.
    Espero ter a chance de ler esse livro que tem como perseguições, bandidos, índios e... dinossauros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Luiza
    Poder ler um livro escrito por um renomado autor e ainda baseado em fatos e rivalidades reais da época, deve ser uma fantasia deliciosa de acompanhar.
    Fiquei bem curiosa.
    “Palavras gentis não custam muito, e ainda assim conquistam muito. (Blaise Pascal)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JULHO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  11. É a primeira resenha que leio deste lançamento e confesso que achei meio massante não me deixou curiosa para ler.E um otimo enredo mas não me chamou atenção em nada.Mas quem sabe me esbarrando com ele até provoque alguma curiosidade.

    ResponderExcluir
  12. Oi Luíza,
    Se o livro for baseado em fatos reais, pode ser interessante acompanhar pelo conhecimento que traz, sou bem leiga no assunto, mas acredito que essa busca por "ossos velhos" pode ser divertida.
    Pena que se tornou cansativo, mesmo não gostando de Jurassic Park achei o livro bem legal.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Nossa, o livro é mais historia do que uma aventura né.. Adorei a resenha, o livro me chamou bastante atenção pela trama e ainda mais envolvendo escavação, historia antigas, adoro muito isso..Espero ler em breve!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  14. Eu sou um grande fã Jurassic Park e na primeira vez que vi esse livro imaginei um enredo completamente diferente. Ainda assim, acho interessante a trama e mesmo diante de um enredo que parece pecar pela falta de um ritmo mais eletrizando, eu leria. Muitas vezes me sinto assim também, mais empolgado pelo resumo criado na minha cabeça do que pelo livro em si. Parece que muitas vezes os autores erram a mão, exageram ou perdem oportunidade de fazer algo melhor.

    Evandro

    ResponderExcluir
  15. Oi Luíza,
    Michael Crichton já tem bagagem com Jurassic Park, que ainda não li, mas escutei bons comentários.
    Nessa história a escavação é um ponto forte, o cenário de Velho Oeste não é muito meu estilo, mas em um momento pra sair da zona de conforto arriscaria.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Luiza!
    Confesso que achei bem confusa a trama de Dentes de Dragão, e sinceramente não fiquei curiosa para acompanhar as aventuras de Willian pelo Velho Oeste americano... por isso eu não leria Dentes de Dragão. Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Olá! O enredo do livro não me empolgou muito, não consegui me conectar com os personagens ou com a história, uma pena que um autor que escreveu um livro que deu origem a uma franquia tão bacana quanto Jurassic Park, não tenha conseguido repetir a dose nesse livro.

    ResponderExcluir
  18. Fiquei interessado, gosto do gênero e ainda mais por ter misturado ficção e realidade. A rivalidade entre os personagens deve ter deixado a leitura ainda mais divertida e ágil, tem muitas coisas acontecendo também, adoro reviravoltas que deixam a trama mais surpreendente. Espero que os personagens me surpreendam!

    ResponderExcluir
  19. Apesar de não ter o costume de ler esse gênero, achei a premissa do livro interessante. Preciso ser sincera e dizer que não conheço praticamente nada sobre essa época do Velho Oeste e nem sobre fósseis. Então, provavelmente se eu lesse esse livro ele teria uma história bem diferente e única. Uma pena que o livro não foi tão bom assim pra você. Acho que prefiro começar a ler esse autor por outro livro, um que seja mais eletrizante.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Luiza!!
    Gostei da premissa da história e sou louca para ler Jurassic Park, só assisti o filme e adorei!!! Fiquei bem curiosa sobre esse livro que envolve velho oeste com paleontologia.
    Bjos

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir