acompanhe o blog
nas redes sociais

22.3.19

Todas As Pequenas Luzes [Jamie McGuire]

Jamie McGuire
Cortesia do Grupo Editorial Record

A autora Jaime McGuire já é conhecida pela serie Belo Desastre/Irmãos Maddox. E por não ter gostado de alguns livros da autora, já comecei a leitura com um pé atrás. E confesso que esta leitura foi uma grata surpresa. Já que este é um livro Young Adult, tem uma pegada bem diferente dos bad bays Maddox.

Todas As Pequenas Luzes
Título: Todas As Pequenas Luzes
Autor: Jamie McGuire
Tradutor: Ana Guadalupe
Editora: Verus
Gênero: Romance Young Adult
Páginas: 350
Edição:
Ano: 2018
Onde comprar: Amazon

Elliot tem uma relação bem complicada com os pais e por isso encontra refúgio na casa dos tios na cidade de Oak Creed, antiga moradia da família. Ele ama fotografia e quando ganha uma máquina de seu tio em seu aniversário de dez anos, sai em busca de algo para fotografar. Ele só não esperava participar de um momento tão íntimo e tão triste de uma garotinha que viraria o centro do seu mundo. Ele espera o momento passar, mas não se aproxima. Eles só vão se tornar amigos alguns anos depois.

“Eu me perguntei o que tinha acontecido com o cachorro e há quanto tempo ela morava naquela casa enorme que tomava conta do quintal inteiro e fazia sombra na rua toda e nas demais casas quando o sol se movia lá no alto. Senti certo incômodo por não saber se ela estava sentada no chão porque se sentia mais segura ali, com o cachorro morto, do que lá dentro.”

Elliot passa todos os verões em Oak Creed e aos quinze anos Catherine o surpreende em um momento familiar complicado. A partir desse momento eles criam um laço de amizade quase inseparável. E junto com o desenvolvimento dessa amizade vamos conhecendo as dificuldades e os problemas de cada um.

Catherine é uma jovem quieta e com pouquíssimos amigos. E quando ela começa essa amizade com Elliot, parece que tudo vai ficar melhor. Ele tem a segurança e a serenidade que ela tanto precisa para enfrentar as dificuldades e os bullings que sofreu a vida inteira. Ela tem uma amizade intensa com seu pai, que sempre a tratou como uma princesa, sempre lhe deu apoio em tudo.

“Os corredores da escola estavam especialmente quietos na manhã de terça-feira. Os alunos pareciam cansados, e a princípio pensei que era só por causa do céu nublado e do frio. Mas havia outra coisa se aproximando com a frente fria. Só que nós ainda não sabíamos disso.”

Logo no fim do verão, quando Catherine mais precisa do apoio de Elliot ele é obrigado a ir embora da cidade, e ela se sente mais do que nunca sozinha e abandonada. Decidida, ela se isola de seus outros dois únicos amigos e é claro, não querendo ver o "traidor" do Elliot nem pintado a ouro na sua frente. Porém, dois anos depois, Elliot volta para cidade, mas agora, para cursar o último ano e reconquistar a amizade e quem sabe o amor de Catherine.

“- Eu me apaixonei por você naquele verão, Catherine. E continuei te amando depois.”

Enquanto ela fica cada vez mais sozinha e reclusa (já que é considerada a esquisitona da escola), ele se torna o popular jogador principal do time de futebol da escola. Mas o objetivo de Elliot não é ser famoso, e sim reconquistar Catherine e leva-la embora dessa cidade horrorosa.

“Mamãe e eu tínhamos contas a pagar, e isso implicava guardar os segredos das pessoas que andavam pelos nossos corredores. Se os vizinhos soubessem a verdade, não nos deixariam ficar.”

Mas parece que o destino não está querendo colaborar muito com este casal, pois quem está em apuros agora é o Elliot...

O livro consiste em um típico romance de adolescentes com seus autos e baixos. Elliot é de origem indígena e esse é um detalhe bem interessante abordado na história. O enredo tem algumas pontas soltas que não me permitem dar cinco estrelas.

E o final realmente me enganou e me surpreendeu.

comentários pelo facebook:

14 comentários em "Todas As Pequenas Luzes [Jamie McGuire]"

  1. Mesmo tendo lido coisas bem negativas a respeito deste trabalho, prefiro acreditar que não é possível que a autora tenha errado tanto.
    Conheço pouco das letras de Jamie, mas mesmo assim, Belo Desastre conquistou inúmeros fãs leitores e sei que talvez tenha se criado uma expectativa muito grande em relação a novos trabalhos.
    Mas como sou fã de romances, com certeza, quero muito tirar minhas conclusões!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Sendo bem sincera achei a sinopse um tanto quanto clichê. Conforme lia a resenha achei que seria mais uma história onde o casal se reencontra depois de um tempo separados. Jamie já escrever sobre isso, vide o sucesso arrebatador dos Maddox.
    Gostei que ela criou um protagonista "fora" dos padrões das histórias.

    ResponderExcluir
  3. Olá Adriana!
    Gosto de livros nessa temática, principalmente pela autora retratar a relação dos jovens com o bullying e tudo mais. O romance me pareceu bem fofo, e acho que não agradou muito os fãs da autora devido a falta de sensualidade na história. É um livro que se tiver a oportunidade com certeza irei ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Adriana!
    Realmente essa obra destoa bastante das outras tramas de McGuire, mostrando que a autora sabe inovar sua escrita e entregar outros gêneros de forma satisfatória. Apesar de aparentar ser lenta, a história conta com personagens bem caracterizados que servem de âncora para a abordagem de assuntos triviais, porém importantes de serem discutidos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Ah, estou muito em dúvida com esse livro.
    Pensei em ler porque gosto da Jamie, mas vejo que a leitura não está tão incrível.
    Gostei da resenha, achei interessante saber sobre o personagem indígena.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Adriana,
    Como muitos conheci a Jamie Mcguire lendo Belo Desastre.
    Pena que há pontas soltas na história =/, tirando esse ponto negativo parece valer a pena conferir, interessante o personagem ter origem indígena e adoro quando o final surpreende.

    ResponderExcluir
  7. Adriana!
    Li apenas um livros dos irmãos Madoxx, mas o que li, gostei.
    Bem, faz tempo que não leio um Young Adult, por achar depois de um tempo que tudo era mais do mesmo e já estava me enjoando, mas, se diz que esse vale a pena, quem sabe?
    Não gosto quando ficam pontas soltas, pelo visto, será nova série, né?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Uma capa tão simples e tão linda! Já posso imaginar os persongens andando pela cidadezinha.
    Gostei muito do enredo descrito. Talvez as pontas soltaas se encaixem caso tenha um próximo livro. Esses YA são muito bons para se ter uma leitura leve, apesar de conhecer os altos e baixos desse romance adolescente.
    Quero muito ler mais esse livro da Jamie.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Eu gosto da escrita da Jamie, mas até hoje fiquei com um pé atrás em relação a suas histórias, desde o lançamento de Belo Funeral (um livro totalmente dispensável e desnecessário, na minha humilde opinião), por isso esse novo trabalho da autora já me deixou com os dois pés atrás (esse final com pontas soltas me deixou receosa hein). A única coisa que chamou minha atenção é tentar entender o porquê Elliot foi embora.

    ResponderExcluir
  10. Oi Adriana,
    Já li alguns livros da Jamie McGuire e gostei bastante, mas todos fazem parte de uma mesma série então não sei como seria a escrita da autora fora dela e acho até que foi por isso Todas As pequenas Coisas me chamou atenção, pois seria a oportunidade de conferir mais histórias da autora. Apesar da premissa clichê este é o tipo de enredo que me interessa. Uma amizade que se torna uma relação mais complicada do que aparenta é um bom tema para se tratar em livro, pois é uma oportunidade de explorar e tratar de diversos sentimentos entre os personagens. Elliot ser de origem indígena trás uma diversidade que quase nunca encontro nos livros e acho isso bem importante, principalmente em se tratando de um romance americano.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Adriana
    Ainda não li nada da autora, mas vejo muitos comentários dos seus livros.
    Esse livro tem uma capa maravilhosa que desde o seu lançamento eu namoro ele.
    O enredo apesar de ser um clichê eu gosto, recentemente li Correndo Descalça que tem um personagem indígena e as tramas são um pouco parecidas foi o melhor livro que li até agora nesse ano.
    Fiquei bem curiosa em conhecer Elliot e Catherine, espero poder ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu sou bem apaixonada por essa capa e o titulo sempre me chamou atenção quando estou na livraria mais nunca parei para ler a sinopse, ao ler a resenha aqui me deixou um tanto curiosa por ele e a trama realmente e bem interessante..

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  13. Oi, Adriana!
    Da Jaime McGuire li apenas Belo desastre, Desastre iminente e Belo casamento - gostei apenas do segundo - e sinceramente não fiquei interessada em ler os livros da série Irmãos Maddox...
    Não costumo ler muito Young Adult, mas me interessei pela trama de Todas as pequenas luzes, fiquei curiosa para saber como irá se desenvolver o relacionamento entre Eliot e Catherine, mas quando for ler o livro iniciarei sem muitas expectativas para não me decepcionar por conta das pontas soltas que você citou... Mas enfim, obrigada pela dica! Bjos!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Adriana!!
    Para falar a bem a verdade nunca li nada da Jaime McGuire, conheço a série Belo Desastre/Irmãos Maddox, mas nunca fiquei curiosa para fazer essas leituras, e pelo jeito não vai ser dessa vez que vou da uma chance para a autora, pois mesmo gostado da resenha não fiquei interessada em fazer essa leitura.
    Bjos

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir