acompanhe o blog
nas redes sociais

12.7.19

A Dama Mais Desejada, Vol. 01 [Julia Quinn, Eloisa James, Connie Brockway]

Julia Quinn, Eloisa James, Connie Brockway
Cortesia da Editora Arqueiro

A dama mais desejada foi escrito em conjunto por 3 grandes autoras: Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway, sendo duas delas já conhecidas pelo público brasileiro e uma que ainda não lançou nada por aqui, mas acreditem, ela também é ótima, constatei assim que descobri que os capítulos que ela escreveu foram os que mais gostei.

No início do livro temos um índice dos capítulos mostrando quem escreveu cada um deles, passei batido por esta parte, li o livro todo e ao final, depois de ter julgado cada uma das histórias, fui verificar quem as escreveu. E para deixar a mesma surpresa para vocês, não vou mencionar na resenha quem é responsável por qual história.

Este livro segue o mesmo modelo da série "Lady Whistledown", lançada também pela editora Arqueiro, mas aqui com uma pequena diferença, trata-se de uma mesma história que segue sua linha de tempo, contudo retrata três casais principais, ao invés de um, fato que deixou o livro bem dinâmico.

A Dama Mais Desejada
Título: A Dama Mais Desejada
Autor: Julia Quinn, Eloisa James, Connie Brockway
Tradutor: Ana Rodrigues
Série: A dama mais...
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance de Época
Páginas: 272
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Tudo começa com a necessidade de Hugh Theodore Dunne, Conde de Briarly, de encontrar "urgentemente" uma esposa. Sendo o conde um homem impar dentro de sua classe social, pois seu único interesse são seus cavalos árabes onde muitas vezes ele mesmo se encarrega de doma-los, e percebendo ser uma ocupação perigosa, compreende a grande necessidade de gerar um herdeiro, caso venha a falecer prematuramente.

Sendo assim, Hugh mantém-se afastado da sociedade, não tendo tempo para "encontrar" uma esposa, já que não compareceu a nenhum dos bailes da temporada, e não deseja perder seu precioso tempo flertando com jovens debutantes. Por isso solicita a sua irmã que faça uma lista das jovens moças mais adequadas para o papel de futura condessa.

Carolyn, sua querida irmã, faz a bendita lista, reúne um grupo com as candidatas para passar uma temporada na sua mansão, aproveitando para também tentar arrumar um marido para sua melhor amiga, Lady Georgina Sorrell, que aos vinte e cinco anos já é viúva, mesmo que essa amiga negue querer se casar novamente.

A moça que encabeça a lista de Carolyn é a grande sensação da temporada, Gwendolyn Passmore, uma beldade que estremeceu os salões de bailes, provocando inveja nas outras debutantes, pois por ande vai, uma legião de homens vai atrás. Mal sabem elas que Gwendolyn não deseja toda esta atenção, somente a paz e tranquilidade de sua casa, pois é extremamente tímida e fica muito nervosa quando está cercada de gente.

A segunda moça da lista, Katherine Peyton, apesar de bela, é um pouco assustadora, pois conversa com os homens como uma igual, é sempre simples e espantosamente direta em suas colocações, o que acaba amedrontando seus potenciais pretendentes.

Carolyn também convida alguns cavalheiros interessantes, afinal de contas o número de homens e mulheres devem ser iguais nestes acontecimentos sociais, mais um em especial foi convidado para encantar sua grande amiga e, quem sabe, remover a ideia de nunca mais se casar de sua cabeça, pois o capitão Neill Oakes é um herói de guerra muito charmoso.

“- O capitão Neill Oakes é um herói de guerra, dono de uma propriedade adorável... não que você precise disso... e, acima de tudo, ele é tão másculo! Eu nem gosto de uniformes e mesmo assim fiquei toda arrepiada quando o vi sendo apresentado à rainha.”

Tudo muito bem orquestrado, a reunião no campo começa, entretanto, seu irmão Hugh, mesmo sendo o mais interessado em arranjar uma esposa, acaba, como sempre, se dedicando mais aos seus cavalos. Contudo ele está tranquilo, é um conde, e que moça não deseja se casar com um conde? Até que Carolyn começa a perceber que as coisas não estão saindo como ela imaginava.

Bem, como disse antes, não quero estragar a surpresa de leitura, é uma história única, mesmo sendo diferente do que estamos acostumados já que conta com vários personagens "principais". Não vou contar de qual casal mais gostei para não dar spoiler, entretanto conforme disse anteriormente, foi o casal protagonista de trama de Connie Brockway.

Fiquei impressionada com este livro escrito a seis mãos, pois cada uma das autoras, quando está escrevendo a sua parte, já vai introduzindo todos os personagens, sendo que suas histórias vão ser completados por outra. É como uma corrida de bastão, onde uma inicia e vai passando o bastão para a próxima, e no fim, se você não tivesse sido avisado que o livro foi escrito por três autoras, pensa se tratar de uma só, tamanha a comunhão entre elas.

A Dama Mais Desejada é o primeiro volume da duologia "a dama mais...".

comentários pelo facebook:

9 comentários em "A Dama Mais Desejada, Vol. 01 [Julia Quinn, Eloisa James, Connie Brockway]"

  1. Por isso não sabia nada sobre uma das autoras, Connie. Achei estranho, mas como o tempo anda curto, nem fui entender os motivos. Mas que bom que a autora seguiu o padrão(e até melhor, talvez) do que Julia e Eloisa, já tão conhecidas e amadas por todos nós.
    Adorei a premissa do livro, principalmente por não ter um casal protagonista somente, mas sim vários e com jeitos diferentes. Como se fossem três contos ali, se unindo com uma finalidade, entreter e fazer suspirar!
    A capa é uma riqueza à parte e com certeza, espero ter a oportunidade de conferir a obra o quanto antes!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá Gisela!
    Embora não apresente algo muito original em relação ao gênero, a obra possui uma qualidade indiscutível, sendo que es escritas combinadas de Quinn, James e Brockway se complementam harmoniosamente. Ademais, todos os protagonistas são trabalhados de modo a se distinguirem totalmente uns dos outros, fazendo com que o leitor vá conhecendo a personalidade de cada um à medida que cria empatia e passa a torcer para os casais.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi Gisela,
    Quando eu vi que a Arqueiro iria lançar este livro fiquei bem curiosa para saber como seria essa união entre as autoras, mesmo só conhecendo a escrita de Julia Quinn. A premissa de A Dama Mais Desejada trás, mesmo, uma proposta bem diferente e já começa pelo fato de Hugh decidir, por sua conta, que quer casar e isso abre brechas para tantas interações com diferentes personagens. Pelo que pude acompanhar até agora dessa história, ela realmente funciona e gostei dessa sua ideia de não saber o que cada autora escreveu e quando eu for ler esse livro farei da mesma maneira.

    ResponderExcluir
  4. Quando vi três autoras escrevendo um livro só pensei que pudesse deixar bem confuso e cheio de pontas soltas. Que bom que as três histórias se integram e interagem bem. Fiquei interessada em ler, me parece que será uma série muito boa.

    ResponderExcluir
  5. Oi Gi!
    Chegou a fanática por Romance de Época!!! Rsrs
    Julia e Eloisa divas que amo e leio tudo que é publicado no Brasil. Connie realmente é inédita por aqui, mas se minhas divas a chamaram para esse projeto é porque é merecedora do posto.
    Muitas damas e cavalheiros não é mesmo? Sinto cheiro de confusão, que iria proporcionar boas risadas.
    Quem será a escolhida de Hugh? Mal posso esperar para ler e descobrir.

    ResponderExcluir
  6. Olá Gisela!
    Estou muito ansiosa para ver como as três autoras criaram essa história. Achei bem bacana a divisão de capítulos para cada uma, mas como você disse melhor se ater a isso depois de ler todo o livro. Já vi que a missão de Carolyn de arrumar uma esposa para o irmão vai ser difícil, pois ele não está muito empenhado em encontrar alguém. Super curiosa para saber quem são os casais protagonistas dessa obra. Ah, e a capa está uma graça!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Antes de mais nada,preciso dizer que essa capa é uma lindeza!
    Ainda não conheço a escrita de nenhuma delas, não sou tão familiarizada com romance de época, mas acho que será uma boa oportunidade de ler 3 em 1.
    Amo quando há essa conexão entre os contos.
    A leitura parece ser bem prazerosa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! Não teve como não suspirar com mais esse livro delicioso, é clichê sim, porém (também) muito divertido acompanhar as histórias desses casais, e como fã de romances de época eu amei, fiquei bem curiosa para ler mais coisas da Connie Brockway.

    ResponderExcluir
  9. Olá Gisela,
    Amei essa ideia de colocar vários casais, acho que deixa a história bem mais interessante para o leitor, porque vai acompanhar vários personagens!
    Gosto muito dos livros da Julia Quinn, mas nunca li nada das outras duas.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir