acompanhe o blog
nas redes sociais

11.9.19

Vilão [V. E. Schwab]

Cortesia do Grupo Editorial Record

"Vilão" é um belo título para chamar a atenção de uma boa quantidade de leitores. Muitas vezes, essas personagens riquíssimas acabam ganhando um destaque maior do que os mocinhos. E o pior, alguns são até mais carismáticos que eles. Então posso dizer que fui conquistado pela possibilidade de ler algo sob a visão deles. E que bom que fui contemplado.

Título: Vilão
Autor: V. E. Schwab
Tradutor: Flavia de Lavor
Editora: Record
Gênero: Fantasia Urbana
Páginas: 364
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Eri e Victor são os grandes protagonistas/antagonistas dessa trama. Isso mesmo, eles podem ser, tranquilamente, classificados nos dois quesitos. Tudo sempre vai depender do ponto de vista ao qual o leitor mais se aproxima. Durante um bom tempo torci por um deles, mas, conforme os motivos que faziam as personagens agirem eram apresentados, minha torcida acabou mudando de lado, e segui com essa até o final.

“Alguém poderia muito bem se dizer um herói e mesmo assim sair por aí matando dezenas de pessoas. Outro poderia ser rotulado de vilão por tentar impedi-lo. Muitos humanos eram monstros, e muitos monstros sabiam fingir humanidade. A diferença entre ele e Eli, suspeitava, não era a opinião que tinham a respeito dos EOs, mas a forma de reagir a eles.” Página 286

A autora desenvolveu sua trama através da narrativa passado/presente, e essa escolha foi perfeita, pois, conforme íamos vendo as ações no presente (a curiosidade chegava ao nível 1000 nesses momentos), os capítulos narrados no passado mostravam as causas dessas. Outra característica que ajudou bastante nesse quesito foi o tamanho dos capítulos. São bem curtos, e deram um ritmo interessante à história, pois fazem com que o leitor fique com aquela sensação de ler só mais um capítulo antes de uma pausa maior, mas, quando se dar conta, já se foram uns cinco, no mínimo.

Algo que me chamou a atenção foi a quantidade de temas abordados que dão belos momentos de reflexão/discussão. E, um deles, bastante atual, por sinal, pode ser visto nesse trecho a seguir:

“Os EOs são errados, e eu sou um EO, logo devo ser errado. Era a equação mais simples do mundo; entretanto, não estava correta. De alguma maneira, não estava correta. Ele sabia no fundo do coração com uma estranha e simples certeza que os EOs eram errados, que não deveria existir. Mas tinha a mesma certeza de que ele não era, não da mesma forma. Diferente, sim, inegavelmente diferente, mas não errado.” Página 210

Até que ponto uma pessoa, mesmo estando inserida a um determinado grupo, não faz uma autocrítica, e prefere apontar o dedo para seus semelhantes? Um pouco depois desse trecho, na mesma página, a personagem "se acha um enviado de Deus" para cumprir sua missão. Isso mesmo, o nome de Deus é inserido em seus devaneios, e isso nos faz refletir sobre nossa sociedade atual em que, muitas vezes, as pessoas julgam/agem utilizando-se do nome de divindades/entidades de diferentes religiões. E o pior, se acham acima do bem e do mal e não sentem um pingo de remorso com seus atos.

Em relação a parte gráfica, a Record está de parabéns. A capa é muito bonita e a arte interna, apesar de simples, também é bonita. Não encontrei erros e a revisão está perfeita.

Indico esse livro aos amantes de ficção científica e que apreciem personagens dúbias. Todos são heróis e vilões ao mesmo tempo.

comentários pelo facebook:

18 comentários em "Vilão [V. E. Schwab]"

  1. Se eu não ler este livro o quanto antes vou enlouquecer..rs
    Eu espero que isso aconteça bem rápido, não,não eu enlouquecer,mas sim, ler o livro.
    O título é realmente já um convite inicial bem feito. Até que ponto todos nós não somos vilões ou heróis??
    Acho que é bem o lance do bem e do mal que todos nós possuímos mesmo e o autor acertou muito na construção dos dois personagens nessa mistura boa!
    Lerei com toda a certeza do mundo.rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Olá! Até agora só li coisas positivas sobre a escrita dessa autora, principalmente nesse livro, gosto muito da proposta dele, essa mistura de ficção científica com suspense, além claro dessa capa linda, e o fato de ambos os protagonistas não serem perfeitos, os dois terem defeitos é bem diferente do que estou acostumada a ler.

    ResponderExcluir
  3. Já tem é tempo que eu vejo resenhas super positivas sobre esse livro e eu só querendo ler.
    Fico imaginando quem é o verdadeiro vilão nesse enredo. Estou super curiosa para saber o que esse s personagens fizeram e o que aconteceu entre eles.
    Quero muito ler em breve.

    ResponderExcluir
  4. Essa desconstrução ou essa alternância entre Vilão e Herói- papéis geralmente bem definidos em livros- pode, em um primeiro momento, causar certa estranheza, mas só a genialidade de VE Schwab é capaz de criar personagens tão instigantes quanto Victor e Eli,cheios de nuances,complexos, coisas boas e más, que acreditam estar fazendo o que é certo.

    ResponderExcluir
  5. Olá Nardônio!
    Esse livro teve um hype enorme na época de lançamento, e dá pra ver que toda essa ansiedade é compreensível, pois Shwab parece ter construído um universo riquíssimo, com protagonistas muito bem aprofundados. A obra consegue engajar uma vertente interessante acerca da questão bem x mal, mostrando que tudo é uma questão de perspectiva. Só acho que a ficção científica mesmo poderia ter sido mais explorada, principalmente esse poderes dos personagens. Mas essa estratégia de alternar entre o passado e o futuro compensa as ressalvas, pois instiga a curiosidade do leitor.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oiii ❤ Já faz um tempo que tenho ouvido muita coisa positiva sobre os livros da Victoria Schwab e que quero ler algum deles, então acho que Vilão pode ser uma oportunidade para isso.
    O que mais gostei é que dependendo do ponto de vista do leitor, um dos personagens vai ser o herói e o outro, o vilão. Achei isso incrível, não é algo que vemos sempre em livros, achei muito genial.
    Gostei que é um livro que trz boas reflexões, ainda mais sobre o fato das pessoas usarem o nome de Deus para seu interesse próprio.
    Adoraria fazer essa leitura.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  7. Olá! ♡ Confesso que foi exatamente por causa desse título que eu passei a querer muito ler esse livro. Sou totalmente a favor dos mocinhos sempre, mas tenho uma queda pelos vilões também kkkk, por vezes eles chamam mais a atenção do que os próprios mocinhos.
    Acho muito interessante e intrigante o fato de os personagens poderem ser classificados por essas duas formas, dependendo sempre do ponto de vista de quem está lendo. Esse é mais um motivo para eu estar muitooo animada com essa leitura, nunca li nada parecido. A trama me parece bem original!
    Tenho que confessar que livros com capítulos mais curtos são os meus favoritos. Eu geralmente não tenho problemas com capítulos maiores, mas tenho a sensação de que com os capítulos menores as vezes a leitura flui melhor.
    Adorei sua resenha, é a melhor que eu li sobre esse livro! ♡
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  8. Oi Nardonio,
    Eu já percebi que os livros dessa autora sempre chegam ao Brasil com um hype muito grande, o que só aumenta a curiosidade entre os leitores sobre suas histórias e escrita. Eu estou tendo meu primeiro contato com a autora no momento com o livro A Guardiã de Histórias e espero que, ao final, eu possa dizer que gostei de sua escrita. Vilão vem com a promessa de algo diferente ou, ao menos, uma visão diferente sobre temas e assuntos que já vimos em algum momento. A narrativa passado e presente é algo que gosto muito, principalmente em uma história como essa, onde é fundamental compreender cada momento da vida dos personagens. Em se tratando de sinopses instigantes V. E. Schwab tem as melhores e mais uma vez fiquei curiosa com uma obra de sua autoria.

    ResponderExcluir
  9. Estou lendo resenhas maravilhosas sobre esse livro, até me chamou atenção, mas não sabia que tinha relação com ficção científica.
    Gostei de saber que é uma história que nos faz pensar, e acredito que não há vilão nessa história.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Dom!
    Gosto demais de livros onde podemos acompanhar os protagonistas e ficar torcendo por um ou por outro, com temas diversos e narrativa entre passado e presente me conquistam totalmente, fiquei com a maior vontade de poder ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  11. Olá Nardônio!
    Concordo com vc que depende do ponto de vista do leitor taxar o mocinho e o vilão e não vejo porque eles não podem ser a mesma pessoa. Esse idealismo de se sentir enviado para uma missão em nome de uma divindade pode ser polêmica. Não sou muito fã de ficção científica, mas sem dúvida é uma leitura intrigante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Pra mim os vilões sempre chamam mais a atenção. Eles que geram aquele rebuliço e algumas vezes até ganham melhor meu coração do que muitos mocinhos por ai. Bom saber que a maneira como is capítulos foram construídos faz com que a leitura seja fluida. Estou muito curiosa para conhecer Eri e Victor, saber para qual lafo irei torcer.

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Li tantas resenhas desse livro que quanto mais leio mais quero ler. A trama é bem envolvente, tem uma premissa ótima e claro envolve um mundo incrivelmente incrível, gosto de ficção cientifica, com certeza irei amar.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  14. Com certeza esse é um título que chama muito atenção, a capa também é bem bonita, e o enredo pra lá de interessante, gostei que não haja mocinhos e vilões definidos e que tudo depende da situação e ponto de vista em que os personagens estão envolvidos, outro ponto muito positivo é essa possibilidade em refletir sobre temas tão atuais.

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Essa é a primeira vez que vejo esse livro, não sabia nada sobre ele, parece ser muito bom.
    O título é bem chamativo e capa é bem interessante, só com essas duas coisas, sua curiosidade vai lá em cima kkkkk
    Vou procurar mais coisas sobre o livro.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Nardonio
    Li muitas resenhas desse livro e todas foram positivas, para autora só elogios.
    A capa é maravilhosa com um título que chama atenção e nos convida para ler.
    Grande sacada de colocar os personagens como reais, afinal todos nós temos lado bom e mau, basta saber dosar e qual usar mais.
    Quero muito poder ler, beijos.

    ResponderExcluir
  17. Oi, amigo!
    Adorei sua resenha e estou louca para ler Vilão!
    Ainda não li nenhum da autora, mas sempre leio resenhas empolgantes dela.
    Esse livro parece trazer diversas reflexões interessantes, além desses personagens conflitantes!
    Muito legal essa questão sobre usar o nome de deus para atos ruins e/ou egoísta. Bem parecido com nossa atualidade mesmo...
    bjs

    ResponderExcluir
  18. Curti a resenha, até por ser diferente das outras que li, ppis mostraram apenas pontos negativos que me fizeram desanimar de ler. Acho que vou dar uma chance a esse livro.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir