acompanhe o blog
nas redes sociais

6.1.20

O Jogo do Coringa, Vol. 02 - Duologia Warcross [Marie Lu]

Warcross
Cortesia da Editora Rocco

Atenção, jogadores! Coloquem seus óculos NeuroLink, e vamos embarcar nesse novo cenário virtual, que dará um fim nessa duologia tão bem desenvolvida pela autora Marie Lu.

Marie Lu
Título: O Jogo do Coringa
Autor: Marie Lu
Tradutor: Regiane Winarski
Duologia: Warcross
Editora: Fantástica Rocco
Gênero: Ficção Científica, Young Adult
Páginas: 304
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Nessa segunda parte, Emika terá um trabalho complicado pela frente: Ela terá que escolher em quem confiar. Mas, como confiar em alguém, quando todas as pessoas passam a mostrar suas verdadeiras faces? Quem está falando a verdade? Qual caminho trará menos prejuízos para o mundo? São quesionamentos que qualquer leitor também terá durante a leitura.

“- Minha capacidade de contar mentiras se tornou tão grande que chegava a me convencer de que eram verdades. Sabe como isso se chama? Autoengano, Emika. Mentiras são contadas com mais facilidade quando você não as vê como mentiras. Meu pai dizia que desejava ter minha capacidade de acreditar de coração em uma coisa irreal, poque, se você consegue acreditar em qualquer coisa, pode se fazer acreditar na felicidade. É por isso que estou viva e ele está morto. Porque os circuitos do meu cérebro conseguiam fazer essa ligação, e os dele não. - Ela se inclina para a frente e me olha com sinceridade. - Talvez você também seja boa nisso. Imagino que seja uma habilidade útil para uma caçadora de recompensas.” Página 126

Um dos grandes pontos positivos dessa continuação é que a impresivibilidade se fez presente. Uma boa parte das pesoanagens começaram a mostrar um lado, até então, desconhecido por todos, e isso deu uma dinamizada na trama. Confesso que foram tantas reviravoltas e dubialidades, que passei a desconfiar até de mim (risos).

“Quando aceitei a proposta de trabalho de Hideo como caçadora, o maior risco que achei que estivesse assumindo era da minha identidade ser roubada ou talvez ter que enfrentar um hacker dentro do Warcross. Agora, de alguma forma, fiquei enrolada em uma teia de segredos e mentiras, e um passo errado em qualquer direção pode custar a minha vida.” Página 116

Já um ponto que me incomodou foi que, em algumas partes, a autora pecou pelo clichê: Quem acredita que consegue invadir a sede de uma empresa de tecnologia e não ser notado?; ou "Não se importe comigo. Continue a batalha e salve o mundo!". Sim! Esses foram alguns artifícios usados pela autora.

O final dessa história foi bastante satisfatório. A Marie Lu conseguiu amarrar todas as pontas soltas, e criou um desfecho palpável. Nada de artimanhas mirabolantes, nem romantização. Todos tiveram o que mereceram.

Em relação a parte gráfica, a Rocco fez um trabalho incrível. A capa está bonita e seguiu o padrão do primeiro. A diagramação interna é simples e agradável aos olhos. Não encontrei erros. Nota 1000.

Ao finalizar a duologia, fica quase impossível não levantar reflexões bem pertinentes: Até onde vai o poder da tecnologia? Será que não estamos entrando em uma dependência exacerbada perante todas essas mudanças? Enfim, a autora deu um tiro certeiro ao embarcar nesse universo, e abre espaço para revisitar essa temática sempre.

Indico a "duologia" para os amantes de ficção científica, thriller psicológico e de ação. E que gostem de tramas cheias de reviravoltas.

Se você quiser conhecer um pouco sobre o livro anterior desta duologia, clique na capa para ler a resenha:


comentários pelo facebook:

11 comentários em "O Jogo do Coringa, Vol. 02 - Duologia Warcross [Marie Lu] "

  1. Me lembro bem quando o primeiro livro foi lançado e apesar de ser um universo que eu não domine, adorei a premissa não somente do enredo, mas o capricho da edição que era e ainda é bem diferente dos ditos "normais".
    Agora com o encerramento da duologia, espero ter a oportunidade de conferir ambas as edições e me jogar sem medo neste universo desconhecido!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Que dilema Emika enfrenta não é? Confiança nessa situação que ela passa é algo primordial.
    Até que curto clichês mas tem que fazer sentido. Mas parece que Marie Lu derrapou algumas vezes.

    ResponderExcluir
  3. Interessante, não conhecia. Vou procurar o volume 1 para ler.

    ResponderExcluir
  4. Olá Nardonio!
    Eu adoro a escrita de Marie Lu e estou cheia de expectativas e relação a essa duologia. Essas lições que a história deixa são muito relevantes mesmo, serve de alerta para todos nós. Acho bem impactante essa dúvida de em quem confiar e a sensação de duvidar até da sombra, assim ficamos alertas e sempre somos surpreendidos por alguma revelação bombástica. A capa é de arrasar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Nardonio,
    Marie Lu é uma autora que sempre me chamou atenção por suas histórias distópicas. Estou com uma de suas trilogias em mãos e será uma de minha próximas leituras. Será meu primeiro contato com sua escrita e espero gostar. Não sabia que Warcross se tratava de uma duologia e, considerando que series muitos longas tem se tornado difíceis de eu concluir, adorei isso. Acho que a autora quis ousar em trazer tantas surpresas para esta sequência e, já que este é o último livro, porque não? Nesse tipo de trama acaba sendo mais difícil fugir dos clichês, que não é algo que me incomoda, mas se o enredo tinha tanto para se destacar a autora podia ter trabalhado melhor esta parte e feito dessa história algo bem mais inovador. Ainda assim, é impossível não ficar curiosa com esta trama, principalmente com um final satisfatório e reflexivo. Espero ter a chance de conhece-la em breve.

    ResponderExcluir
  6. Dom!
    Tão bom quando um segundo livro vem carregado de reviravoltas, inclusive com a personagem principal, trazendo um lado que ninguém esperava.
    Curiosa para saber como se resolverão todos os problemas e como será o final.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  7. Olá! Nossa estamos em um novo ano e eu ainda não tive a oportunidade de conferir os livros dessa autora, a conclusão da história parece ter sido muito boa, embora o enredo dos livros não tenha conseguido me conquistar completamente (em razão desse pezinho na ficção científica), eles seguem na minha listinha.

    ResponderExcluir
  8. Confesso que não tenho o costume de ler ficção científica e thriller, mas tenho a vontade de conhecer a escrita da Marie Lu. Parece bem desenvolvida.
    E eu gosto quando a leitura traz reflexões.

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li o primeiro, mas gostei muito do enredo do livro. Confesso que também ainda não li nada da autora, mas adoro livros de Ficção Científica. Gostei de saber que o livro tem um final satisfatório, fiquei mais animada. Com certeza darei uma chance para esse livro.

    ResponderExcluir
  10. Não lembro de ter livro alguma resenha do primeiro livro, mas acompanhando esse segundo volume, não deu para entender bem o que se passa, mas deu para entender sobre o conflito de confiança que a personagem esta, isso achei interessante e curioso para eu ler.

    ResponderExcluir
  11. Confesso que fiquei meio confusa lendo a resenha, já que não conheço o primeiro livro e nunca vi uma resenha dele.
    Não sou fã de ficções cientificas, por isso não me interessei muito na duologia, mesmo o enredo parecendo bom.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir