acompanhe o blog
nas redes sociais

17.2.20

Todas as suas (im)perfeições [Colleen Hoover]

Cortesia do Grupo Editorial Record

Tudo começa com Quinn e Graham se conhecendo num momento terrível. Pois eles descobrem que estão sendo traídos por seus respectivos parceiros.

Título: Todas as suas (im)perfeições
Autor: Colleen Hoover
Tradutor: Adriana Fidalgo
Editora: Galera Record
Gênero: Romance, Drama
Páginas: 304
Edição:
Ano: 2019
Onde comprar: Amazon

Graham está parado em frente a porta do noivo de Quinn tentando criar coragem para tomar satisfações quando Quinn chega de viagem antes da hora para fazer uma surpresa ao noivo nas vésperas do casamento. Os dois ficam ali, na frente do apartamento conversando por um bom tempo e saem dali cada um para o seu lado. Mas o destino desses dois já havia sido traçado.

“- Se você iluminar apenas as suas imperfeições, todas as suas qualidades ficarão na sombra.”

Meses depois os dois se reencontram e aí sim começa uma emocionante história de amor.

Quinn e Graham descobrem muitas afinidades que os tornam um casal quase perfeito. Pois depois de alguns anos de casamento e inúmeras tentativas de ser mãe, seja por gravidez natural, fertilização, ou adoção, Quinn se torna uma mulher muito infeliz e amargurada. Praticamente uma prisioneira apática em seu próprio casamento, que tinha tudo para ser maravilhoso.

A sua infertilidade traz à tona uma mulher que nem ela mesma sabia que existia, por exemplo o rancor por um marido que faz tudo para lhe agradar e que apesar disso, ela acha que ele não tem nenhuma empatia pelo seu sofrimento.

“As pessoas acreditam que um casamento só termina quando não há mais amor. Quando a raiva suplanta a felicidade. Quando o desdém substitui a alegria. Mas Graham e eu não estamos zangados um com o outro. Apenas não somos mais as pessoas que costumávamos ser.”

A narrativa é em primeira pessoa e feita por Quinn e logo no início é praticamente impossível não sentir um carinho muito especial pelo sofrimento deste casal.

A história é intercalada entre presente e passado, o que as vezes é angustiante pois vamos vendo como um casal que se ama tanto se torna o mesmo casal que mal se olha nos olhos, que quase não se toca, que mal se toleram. A infertilidade destruiu todos os sonhos de Quinn e nem todo o amor e paciência de Graham são suficientes para trazer sua amada de volta.

“- Sinto sua falta, Quinn. Demais. Você está aqui, só que não está. Não sei para onde foi ou quando partiu, mas não faço ideia de como trazer você de volta. Estou tão sozinho. Moramos juntos. Comemos juntos. Dormimos juntos. Mas nunca, jamais me senti tão sozinho em toda a minha vida.”

Eu juro que eu entendo todo o sofrimento de Quinn e realmente não foi fácil. Mas ficou muito claro para mim que se os dois tivessem apenas sentado e conversado, esse livro nem existiria. E confesso que todo carinho que adquiri por Quinn durante a leitura foi se esvaindo conforme a leitura progredia e terminei torcendo para que Graham terminasse com alguém que realmente o merecesse.

E acho que o erro da autora foi manter esses relatos de passado e presente até o final, deveria ter focado mais no presente em um dado momento da história, pois eu cheguei a pular para os momentos do presente pela curiosidade dos acontecimentos e só então voltava para ler sobre o passado.

Todo o mistério do livro gira em torno de uma caixa que foi fechada por eles no dia do casamento. O que dá a entender que se essa caixa for aberta em algum momento significa que o casamento deles acabou.

E quando eles decidem abrir a tal caixa, e ali sim meu ódio por Quinn foi definitivo pois me provou o quanto Quinn foi egoísta em determinados momentos e o quanto o Grahan não merecia passar por tudo aquilo.

“O coração do meu marido é minha salvação, mas seu toque se tornou um inimigo.”

Enfim, se eu disser que não gostei do livro eu estaria mentindo, pois realmente a Colleen Hoover escreve muito bem e é impossível não se apaixonar por Grahan. E quem gosta da autora provavelmente vai gostar muito do livro.

Mas também não posso dizer que gostei demais do livro, porque foi meio frustrante para mim, sem contar que eu tenho uma relação de amor e ódio com a autora pelas minhas leituras anteriores.

comentários pelo facebook:

12 comentários em "Todas as suas (im)perfeições [Colleen Hoover]"

  1. Hahhahaah Ufa!!!Eu não estou sozinha no mundo! Tenho esse sentimento de amor e birra com a autora faz um tempo,mas admito que me sinto totalmente contrária a opinião alheia e isso até me incomoda. Por vezes, eu fico desconfortável de admitir que não curto tanto ou que me decepcionei algumas vezes com algum livro dela.
    Este lançamento é um dos mais desejados por mim e tenho a sensação de que irei gostar, não me pergunte os motivos.
    Mas penso que será algo até novo em vista dos demais livros da Colleen!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  2. CoHo é sempre uma leitura emocional, visceral. 
    Que faz chorar e aquece o coração ao mesmo tempo.
    Uma pena que não funcionou muito pra você.

    ResponderExcluir
  3. Sou extremamente apaixonada pela Colleen Hoover. A edição é linda e a história me deixou curiosa para saber mais sobre a história desses personagens e esses momentos de conflitos deles. Gostei do enredo e estou curiosa saber o desenrolar dessa história.

    ResponderExcluir
  4. Olá! Então estamos juntas, porque também tenho essa relação de amor e ódio com a autora (risos). Seus últimos lançamentos não me agradaram tanto assim, por isso, não me empolguei muito em relação a essa história, e depois dessa resenha, confesso que fiquei ainda mais desanimada, quem sabe um dia desses (com outro livro) não me arrisco novamente a ler algo da CoHo.

    ResponderExcluir
  5. Ah, esse se tornou o meu livro favorito da Colleen.
    A premissa é tocante, e CoHo conseguiu desenvolver com uma delicadeza absurda.
    Quinn e Graham tem um lugar cativo no meu coração.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da autora, mas tenho muita vontade de conhecer a sua escrita, já que ouço falar muito bem dela. Mas esse livro me deixou meio em dúvida sobre uma possível leitura, já li várias resenhas sobre ele, mas fiquei com a impressão que ou você gosta ou você não gosta.
    Fiquei com a impressão que a Quinn apresenta um comportamento um tanto imaturo, que em vez de sentar e conversar com o marido, prefere se isolar.

    ResponderExcluir
  7. Depois de algumas decepções com os livros da CoHo, eu não consigo me animar com seus lançamentos, sei lá, mas suas histórias não conseguem me prender.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu já li muitos falarem bem da Colleen Hoover e de suas obras. Tenho muita vontade de ler e conhecer. Esse livro faz parte dos meus desejados. A premissa é ótima e espero ler logo!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  9. Oi, Adriana!!
    Só li um livro Colleen Hoover até o momento e depois não senti tão atraída para ler algo dela novamente, então provavelmente não vou ler esse livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá, Adriana
    Muitas pessoas tem uma relação de amor e ódio pelos livros de CoHo.
    Li um livro dela que É Assim Que Acaba e gostei muito, quero ler outros livros dela.
    Apenas de ler sua resenha já dá um quentinho no coração por Graham.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Comecei a ler esse livro recentemente e foi meu primeiro contato com a escrita da Collen hoover e o Adorei como ela aborda a questão do dilema de adoção na vida de uma mulher que quer gerir o próprio filho muito interessante a proposta da obra Espero não me desapontar

    ResponderExcluir
  12. Oi, Adriana
    Olha, vou ser sincera kkkkkkkk já li três dessa autora e não gostei de nenhum!
    Mas, a sua resenha me cativou, sério, agora quero tentar lê-lo.
    Fiquei com dó da Quinn, por mais que ela seja egoísta, deve ser muito triste não ter filhos para quem tanto deseja e sonha em ter.
    Fiquei curiosa para saber do final desse casal, se será feliz ou não.
    Vou tentar dar essa última chance para a Colleen.
    bjs

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir