acompanhe o blog
nas redes sociais

11.5.20

Codinome Villanelle [Luke Jennings]

[Luke Jennings
Cortesia do Grupo Companhia das Letras

E a felicidade de receber um livro que foi base para uma série televisiva de um dos meus gêneros preferidos fica onde? Nas nuvens, é claro! Só posso adiantar que foi uma leitura bastante rápida, pois, além do livro ser curtinho, a narrativa é viciante.

Codinome Villanelle
Título: Codinome Villanelle
Autor: Luke Jennings
Tradutor: Leonardo Alves
Série: Killing Eve
Editora: Suma
Gênero: Policial, Suspense e Mistério
Páginas: 239
Edição:
Ano: 2020
Onde comprar: Amazon

Codinome Villanelle” usa duas frentes narrativas em 3ª pessoa: A de Oxana Vorontsova, conhecida sob o pseudônimo Villanelle (durante a narrativa ela vai adotando outras identidades de acordo com o trabalho que lhe for atribuído.), e de Eve Polastri, nossa protagonista escolhida para capturar a vilã. Achei bastante interessante essa abordagem, pois temos uma visão mais ampla dos acontecimentos. Senti que conheci um pouco mais a Villanelle, pois o autor inseriu mais informações sobre o passado dela.

“Quando era bem jovem, ela havia aprendido que as pessoas podiam ser manipuladas. O sexo era útil nesse sentido, e Oxana adquiriu um apetite voraz. Não tanto pelo ato em si, embora isso proporcionasse alguma satisfação, quanto pelo entusiasmo da caça e da dominação psíquica. Ela gostava de escolher figuras de autoridade para servir de amantes. Suas conquistas haviam incluído professores homens e mulheres, um colega do pai na Spetsnaz, uma jovem de uma academia de Kazan com quem ela estava disputando os Jogos Universitários e o melhor de todos: a psicoterapeuta a quem fora encaminhada para avaliação em seu primeiro ano na Universidade.” Posição 333

As personagens principais, apesar de serem bem complexas, caem um pouco no clichê do gênero literário. De um lado, a espiã russa de uma beleza incomparável, psicopata, fria e calculista (clichê); e do outro, Eve Polastri, funcionária do serviço secreto, inteligente, sagaz, e que deixa sua vaidade e família em segundo plano (mais do mesmo). E a parte clichê não ficou apenas nas personagens. Uma pergunta que faço é: Alguém já leu algo do gênero em que um dos lados tem a possibilidade clara de eliminar seu adversário, mas não o faz? Pois é! Isso também acontece aqui. Mas algo que achei interessante, e, até certo ponto inovador para mim, foi o embate “mulher x mulher” em uma trama investigativa. E, nessa guerra, Villanelle, por enquanto, leva vantagem. Enquanto a vilã conhece Eve, e, até certo ponto, os seus passos, a outra ainda não conseguiu identificar seu alvo.

“De pé ali no terraço, em sua jaula de neve, Villanelle sente a ansiada onda de poder. A sensação de invencibilidade que o sexo promete, mas só um assassinato bem-sucedido proporciona de fato. A certeza de que ela permanece sozinha no centro tumultuoso dos acontecimentos. E olhando à sua volta, com os homens mortos aos seus pés, ela vê uma cidade reduzida às suas cores essenciais. Preto, branco e vermelho. Trevas, neve e sangue. Talvez apenas uma pessoa russa consiga entender o mundo assim.” Posição 1354

A narrativa, creio eu, é o ponto alto do livro. É rápida, fluida, dinâmica, como pede qualquer trama do gênero. O autor consegue segurar a atenção do leitor de forma bastante sólida. Não foi uma trama de grandes picos de tensões e/ou reviravoltas, mas cumpre ao que se propôs: Dar uma base e ampliar possibilidades para os próximos volumes da série.

Em relação a parte gráfica, como li em ebook, não tenho muito o que falar. A capa é bonita e não encontrei erros durante a leitura.

Indico o livro para os fãs da série “Killing Eve”, e para quem gosta de um thriller investigativo com todos os ingredientes do gênero.

23 comentários em "Codinome Villanelle [Luke Jennings]"

  1. Um dos livros mais desejados desde que o vi recentemente.
    Acabei vendo a primeira temporada de Killing Eve tem pouco tempo(e só não vi as outras ainda, pois fico passando mil na frente..rs) mas verei assim que puder.
    Amei conhecer a série, até por trazer Sandra(suspira, Greys Anatomy)
    Muito show e agora com o livro, quero saber mais sobre estas duas mulheres tão opostas.
    Mas quero a versão física..rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Olá, Nardonio

    Eu tentei assistir a série, e apesar de ouvir muito elogios, não consegui ficar presa a ela. Então nem terminei a primeira temporada.
    Por isso, não tenho tanta vontade de ler o livro.
    A capa do livro é muito bonita, gostei bastante
    nem sabia que o livro era curto.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Amei a resenha, já quero ler :D

    https://www.submersaempalavras.com/

    ResponderExcluir
  4. Curti muito a premissa de Codinome. Parece ser uma leitura eletrizante.
    Sempre vejo sobre a série. Muito premiada.
    Gosto muito da Sandra.

    ResponderExcluir
  5. Olá Nardonio!
    Aparentemente o livro se distancia bastante da série. Aqui temos uma trama bem construída e que foca bastante no passado de Villanelle (o que é ótimo para que o leitor possa entender a mente psicótica da personagem) ao passo que Eve não recebe muito destaque, mas como se trata de uma série é esperado que haja um maior desenvolvimento nos próximos volumes.
    Como um livro introdutório, Codinome Villanelle não rende muito em relação à trama, mas prepara os jogadores no tabuleiro para um embate ainda a acontecer.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. ola
    gostei de saber que a narrativa é agil e narrada em terceira pessoa
    ainda não assisti a serie já coloquei na minha lista quanto ao livro tambem pretendo fazer a leitura a futuramente

    ResponderExcluir
  7. Oi, Nardonio
    Não vi a série, mas pelos comentários está fazendo sucesso. Tem a Sandra Oh amo tudo o que ela faz, se entrega ao personagem.
    Amei a capa do livro, uma pena ter só em ebook.
    Villenelle é um camaleão, para atingir seu objetivo usa qualquer artimanha para conseguir.
    Quero poder ler e ver a série depois, beijos.

    ResponderExcluir
  8. Dom!
    Curto muito esse estilo de livro com suspense, mistério, brigas e por aí vai.
    Parece um policial muito bem escrito, mesmo que esse primeiro livro seja para apresentação.
    Gosto quando tem passado e presente.
    Assisti alguns capítulos da primeira temporada da série, preciso continuar.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Olá! Parece ser um livro bem dinâmico, com uma história que te prende, ainda não tive a oportunidade de conferir a série de TV, mas achei o enredo bem interessante, ainda mais por ser um livro rápido.

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nardonio
    Eu confesso que o livro não faz parte nem um pouco do gênero que costumo ler, mas resolvi arriscar e já tenho ele aqui, falta só tomar a coragem pra fazer a leitura. Imagino que será mais tranquila do que outras que já me arrisquei a fazer. Espero gostar!
    Beijo
    https://www.capitulotreze.com.br/

    ResponderExcluir
  11. ingriD Figueiredo12 de maio de 2020 22:37

    Voce tem que assistir a serie! tem uma desenvoltura que eu acho que vc vai gostar mais do que foi feita no livro.
    Eu lembro que tem alguns personagens que não existem no livro (ou que morreram logo no inicio mas no seriado continua firme e forte), na série é focado nessa obsessão que uma tem sobre a outra, fora que a inteligencia da assassina é melhor trabalhado. Mas de qualquer maneira espero que a autora melhore algumas coisas no próximo livro

    ResponderExcluir
  12. Gostei bastante da sinopse, já que estou tomando gosto por enredos investigativos. Recentemente estou vendo bastante propaganda sobre a série Killing Eve, mas só descobri que ela era baseada nesse livro recentemente, o que me interessou bastante, mas ainda não tive oportunidade de assistir.

    ResponderExcluir
  13. Olá Nardonio!
    A capa desse livro é maravilhosa mesmo. Eu não assisto a série, mas gosto desse clima de investigação e perseguição. Vendo pelo seu ponto de vista a caracterização das personagens é bem clichê mesmo, mas nada que a gente não goste rs. Como se trata de uma série, espero que nos próximos livros a história cresça e não existam tantas gafes como deixar a oportunidade de matar a inimiga passar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Uau, arraso de resenha, já estou doida para ler. Não conhecia a história nem a série mas já adicionei a lista para ler e assisitr. Simplesmente sou apaixonada por tudo que envolva Suspense e mistério, amo thrillers e com personagens clichês assim melhor ainda. Parece ser um livro e tanto com uma premissa maravilhosa. Fora que a capa desse livro é tudo.

    ResponderExcluir
  15. Eu adoro a série e nao esperava que tivesse livro.Fiquei animada pela leitura, justamente por ser uma série que mexe muito com os sentimentos e misterio.

    ResponderExcluir
  16. Eu gostei da capa.
    Confesso que não faz muito o meu gênero, mas é bom saber que tem uma narrativa fluida e que prende o leitor.
    Me parece ser um thriller descomplicado.

    Abraços

    ResponderExcluir
  17. Oi Nardonio,
    Tenho ouvido falar muito deste livro por causa da série de TV, a qual ainda não assisti e, para ser honesta, não fazia ideia que se tratava de uma adaptação. Adoro histórias com espionagem, apesar de só as acompanhar através de filmes e séries de TV. Um livro trazendo o tema me chama atenção, ainda mais por trazer os dois lados da história protagonizados por mulheres. Só é uma pena ver uma obra com tanto potencial apelar para o lado clichê e, realmente, tudo o que você descreveu já foi abordado em muitas outras histórias. Talvez, por isso o livro não trás tantas reviravoltas. Mas como se trata de uma série há uma chance de que os outros livros tragam um conteúdo melhor explorado e, espero, mais ação e surpresas.

    ResponderExcluir
  18. Ainda não assisti a série, acho que vou fazer isso após a leitura do livro. Amo um thriller, esse parece ser um daqueles com uma história inteligente, esses suspenses sempre me fazem ansiar pelos próximos livros hahha. Muiro curiosa para participar e acompanhar as missões de Villanelle!!

    ResponderExcluir
  19. Um livro rápido com uma leitura fluída, às vezes, é tudo que precisamos não é mesmo, e mesmo com todos esses clichês o enredo parece ter muitos pontos positivos.

    ResponderExcluir
  20. Eu não conhecia o livro e nem a série. O que me chamou a atenção foi a espionagem, algo que acho fantástico. Com certeza procurarei esse livro.

    ResponderExcluir
  21. Eu estava muito ansioso pra ver a série, mas assim que vi o lançamento do livro me segurei mais um pouco para a leitura. Eu gostei bastante do livro, a apresentação e desenvolvimento das personagens, narrativa fluída e cenas de confronto me fascinaram. Acredito que, por ser um livro muito introdutório, não é uma das melhores leituras para quem assistiu a série antes. Mesmo assim, vale a leitura.

    ResponderExcluir
  22. Não sabia que tinha um livro!!!

    A série eu ouvi falar pq a atriz que fez a Christina Yang tá nela! hahaha Mas eu ainda não tive a oportunidade de assistir, apesar de eu ouvir falar muito bem. Parece boa, sim!
    Aliás, esses clichês que vc fala não existem na série? Espero que não.

    Provavelmente eu vou acabar vendo a série antes de ter a oportunidade de ler o livro maaaaaas pretendo fazer as duas coisas

    ResponderExcluir
  23. Oi, Domdom
    Não conhecia o livro, mas achei as protagonistas bem interessantes e diferentes.
    A trama toda parece ser cheia de surpresas e se tem espionagem sempre é legal!
    Vou procurar a série também!
    Bjs

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir