acompanhe o blog
nas redes sociais

17.7.20

O Que Ela Sussurra [Noemi Jaffe]

O Que Ela Sussurra

Cortesia do Grupo Companhia das Letras

A primeira vez que li algo da Noemi foi em 2012 com o livro “Quando nada está acontecendo” naquele momento ela já me ganhou, por isso essa resenha vem com uma admiração enorme e muitos elogios.

A escrita é completamente encantadora e tocante, sentimos de fato aquilo que a autora quem passar, é por esses livros que me apaixonei pela leitura.
Noemi Jaffe
Título: O Que Ela Sussurra
Autor: Noemi Jaffe
Editora: Companhia das Letras
Gênero: Romance
Páginas: 192
Edição:
Ano: 2020
Favorito
Onde comprar: Amazon

Temos a história de Nadejda Mandelstam, o significado do próprio nome tem a essência da sua natureza, esperança. Teve uma vida mudada completamente por uma Rússia em pedaços, estamos falando de quando Stalin toma o poder da então União Soviética. Noemi conta de forma poética o que uma mulher fez para dar voz e preservar a memória do marido Óssip.

A verídica narrativa de uma viúva que quer vingança, após a morte do marido, guardou os poemas que ele escrevia como forma de deixar vivo a memória do escritor e resistir contra a qualquer tipo de censura. E foi a partir dessa decisão que viu sua vida mudar e ser duramente perseguida pelo regime comunista. A força que essa mulher representa, a luta que ela travou tanto com os outros e consigo mesma é impressionante.

O livro é narrado pelos olhos Nadejda, onde conta não apenas sobre a perseguição que ambos sofreram, pelo o que acreditavam, mas a pobreza que passaram, o medo, as mudanças de cidades e na minha opinião o que dá a total diferença na história é como ela vai se descobrindo como mulher, se tornando uma de fato, lidando com as inseguranças, com os ciúmes, com a infidelidade.

É um livro de certa forma pesado, em diversos momento não queria parar de ler, mas me sentia obrigada a parar, respirar e a refletir o que estava lendo e quase vivenciando.

“Como se tivessem fincado um prego na máquina e ela nunca mais pudesse funcionar direito; ela engripa justamente nesse lugar e o resto fica riscado. Um soluço na memória, um corte nas amizades que fiz e fizemos desde então.”

Indico esse livro para qualquer pessoa pois ele é surpreendente, a escrita, o enredo, o desenrolar, a capa. Simplesmente maravilhoso.

Abaixo o vídeo da própria autora falando um pouquinho dessa obra e homenagem também para Nadejda no canal da Companhia das letras: 

20 comentários em "O Que Ela Sussurra [Noemi Jaffe]"

  1. Esperança! Aquele livro que parece que chega num momento tão complicado para todos nós. Hoje estou tão desanimada com tudo.
    Essa pandemia que não passa, mortes, famílias destruídas..e ler uma resenha assim, só nos faz lembrar que a guerra existe há tempos e que a dor sempre esteve ali e acolá.
    Mas que precisamos ter voz e sim, sentir esperança de que tudo irá ficar melhor.
    Já me emocionei com a resenha e como não conhecia o livro, já vai pra listinha de mais desejados!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um livro de proposta bem profunda, com temas pesados. Ele parece bem interessante.

    ResponderExcluir
  3. Que linda resenha!!!!
    Me parece ser uma história tocante e emocionante!!! Que apesar da tristeza que carrega proporciona esperança

    ResponderExcluir
  4. Primeiro que achei a capa extremamente enigmática! Fiquei aqui uns minutos tentando entender. Segundo que os livros que contam as histórias de mulheres guerreiras e suas lutas sempre são incríveis. Imagino que esse livro profundo traga justamente essas emoções.

    ResponderExcluir
  5. ola
    não conseguia essa autora e pela sua resenha parece um livro bem tocante
    e por se passar num pais que a gente pouco sabe ,porque existe poucos livros que se passam nesse pais . Um livro que trata de resiliencia acima de tudo ,da capacidade que o ser humano tem se ser forte apesar das adversidades da vida
    vai para a lista de desejados

    ResponderExcluir
  6. Nossa, eu quero esse livro.
    Não conhecia até o momento, mas a premissa e o seu elogio em relação a escrita me chamam atenção.
    A ambientação, carga emocional e intensidade também chamam atenção.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Gabriele!
    Nossa! Deve ter sido uma história bem dolorosa dela e do marido e que homenagem linda a autora fez, mostrando a importância da vida da Nadejda e o quanto ela impactou os versos do marido que estão transcritos no livro.
    Fascinante.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Olá Gabriele!
    Eu nunca li nada da autora mas pela sua resenha a escrita dela parece ser bem emocionante. Tive contato com poucos livros que abordavam o comunismo russo por isso essa história me chamou a atenção. A trajetória de Nadedja e seu crescimento pessoal são muito tocantes porém ainda sou um pouco sensível em relação a livros pesados e não sei se conseguiria ter uma experiência positiva com a obra, mas vou anotar a dica para uma leitura posterior.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá Gabriele!
    A obra com certeza deve nos emocionar por ter extremamente intimista e sentimental. A protagonista nos conquista facilmente à medida que vai nos contando todas as adversidades pelas quais passou, e como parece haver uma boa construção da personagem, é fácil perceber que a mesma foi lapidada e transformada por todos esses acontecimentos.
    Ademais, é possível perceber que Jaffe se atentou bastante para os aspectos históricos para compor a narrativa, tornando-a mais rica e informativa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Que nomes curiosos os dos livros, me fazem querer descobrir o motivo de terem sido escolhidos. Infelizmente não conheço nada da autora, mas seu nome não me é estranho. Parece ser um livro bem pesado mesmo, tanto pelo cenário, tanto pelos assuntos que aborda!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá! Parece mesmo ser uma história linda, de muita luta e dor, daquelas que com certeza nos fará ficar refletindo por muito tempo.

    ResponderExcluir
  12. Ingrid Figueiredo21 de julho de 2020 18:24

    Ainda não o li e sério, não sei se lerei. Essa capa é estranha, sei lá, me deu medo (n gosto muito de bichos gosmentos rs)
    Mas adorei que é um livro brasileiro mas se passa na Rússia, pesquisando rapidamente o nome da autora vê-se que ela é professora e crítica literária (pouca coisa não rs). Não li tantos livros quanto gostaria sobre o totalitarismo, mas sei que foi um regime bárbaro, matou mais que o nazismo e a vida das pessoas, tentando sobreviver, é algo que me deixa sem respirar em momentos de tensão e ansiosa para ver como termina, creio que esse livro foque na vida da protagonista, mostre as dificuldades e esperanças nesse período. Enquanto não supero esse medo por bichos (rs) vou procurar por outros livros da autora

    ResponderExcluir
  13. Eu gosto muito dessas histórias que nos levam para essa época, por isso, já fiquei para lá de interessada no livro, ainda mais por trazer um enredo tão forte e verdadeiro.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Gabriele!
    A medida que fui lendo sua resenha tive a impressão de que O que Ela Sussurra não é pra mim, e quando li "É um livro de certa forma pesado", tive a confirmação, é que prefiro livros mais leves, sem muito drama pois sou uma manteiga derretida 😅, por isso não pretendo ler a história de Nadejda... Bjos!

    ResponderExcluir
  15. Prefiro livros mais leves. Realmente esse livro não é pra mim apesar de amar livros ambientados em outras epocas

    ResponderExcluir
  16. Olá, Gabriele
    Fiquei emocionada de ver o vídeo da autora falando sobre essa mulher forte, e cheia de esperança como se próprio nome diz.
    Nadeja e Óssip sofreram muito por ficar exilados e mesmo assim ele escrevia os poemas.
    Uma linda história de amor, união, superação.
    Vai para a lista de desejos, assim que tiver chance lerei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oii!
    Não conhecia o livro e nem a autora, mas gostei e pela premissa parece ser muito interessante. Já irei anotar na listinha, já que gosto de livros que retratam historias de lutar e principalmente nessa época.

    Blog: Tempos Literários

    ResponderExcluir
  18. Oi, Gabriele
    Nossa, que livro tenso!
    Mas muito emocionante e importante de ser lido.
    Vou querer ler também.
    A protagonista parece ser uma mulher muito forte e batalhadora. Que busca a verdade sempre.
    Assim que der lerei.
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Não é o tipo de leitura que eu leria, mas achei profunda a resenha e a luta, principalmente por por ser uma história verdadeira, o que me motiva a ler futuramente. História de uma pessoa forte que deve fascinar a todos.

    ResponderExcluir
  20. Nossa amei a história e me lembrei, parece ser um livro bem profundo e importante de ser livro. Certeza que estará na minha lista de próximas leituras!!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir