acompanhe o blog
nas redes sociais

11.9.20

Eu Estou Pensando Em Acabar Com Tudo [Iain Reid]

Iain Reid

Cortesia da Editora Rocco

Voltamos a falar do livro "Eu Estou Pensando Em Acabar Com Tudo" de Iain Reid, publicado em fevereiro de 2017 pelo selo Fábrica231 da editora Rocco. Agora está sendo lançado o filme na Netflix, então que tal recordar a resenha do livro?

Eu Estou Pensando Em Acabar Com Tudo
Título: Eu Estou Pensando Em Acabar Com Tudo
Autor: Iain Reid
Tradutor: Santiago Nazarian
Editora: Fábrica231
Gênero: Psicológicos Mistério, Thriller e Suspense
Páginas: 224
Edição:
Ano: 2017
Onde comprar: Amazon

Sabe quando você está no meio de um pesadelo e sente que tem algo muito errado, mas não tem certeza do quê? Foi exatamente assim que eu me senti durante boa parte desse livro.

Iain Reid (de quem eu nunca tinha ouvido falar antes) constrói aqui uma narrativa no mínimo desconfortável, não no sentindo ruim, é desconfortável de um jeito que mexe com você, que te instiga e te faz querer ler uma página atrás da outra. Que te deixa suspenso, tenso e ansiando por mais. Perturbador de um jeito que lembra Hitchcock. Uma sensação de “tem algo estranho acontecendo aqui, mas eu não faço ideia do que possa ser”.

Essa é sensação que te persegue desde as primeiras páginas. Narrado em primeira pessoa, o livro acompanha uma garota que está viajando com o namorado para conhecer os pais dele. A princípio não temos muita informação sobre eles. Sabemos que o nome dele é Jake e sabemos que ela está pensando em acabar com tudo (daí o nome do livro - daaaã). Sim, é isso mesmo que você leu: ela pensa em terminar o relacionamento e, mesmo assim, está a caminho da fazenda dos pais do namorado para ser apresentada a eles. Estranho? Imagina! Você não viu (leu?) nada ainda! Acontece que nossa protagonista, tem sido atormentada pelo “Chamado”, uma ligação misteriosa que ela recebe de vez em quando. Uma voz falseada que deixa uma mensagem estranha (e isso nem é spoiller porque está na sinopse).

Ela está pensando em acabar com tudo. Ela tem sido perturbada por um homem que deixa sempre a mesma mensagem. Eles estão indo conhecer os pais dele. Ele dirige. Eles conversam. E você tem certeza de que tem algo estranho acontecendo aqui.


No decorrer da viagem o casal discute vários assuntos, dos mais triviais aos mais filosóficos e, através das reflexões da protagonista, conhecemos um pouco da historia de cada um, e da história dos dois como casal. Isso, por si só, é interessante. Mas há mais aqui. Há um desconforto fininho, tênue, quase frágil. Uma sensação de que alguma coisa não está se encaixando como deveria, de que algo está estranhamente desarranjado. Há medo aqui também. Não um medo “filme B de terror”. Nenhum susto. Nenhum grito. Só um medo surdo, proveniente da sensação de algo ruim vai acontecer, talvez na próxima página, talvez no próximo capítulo, mas vai acontecer. Na verdade, você tem a clara sensação de que já está acontecendo.

“Conhecer alguém é como montar um quebra-cabeça sem fim. Nós encaixamos as menores peças primeiro e nos conhecemos melhor no processo. Os detalhes que sei sobre Jake - que ele gosta de carne bem passada, que evita usar banheiros públicos, que odeia quando as pessoas cutucam os dentes com as unhas depois de uma refeição - são triviais e inconsequentes comparados às verdades maiores que levam tempo para se revelar de fato.”

Esse livro foi lindamente publicado (aliás, parabéns a todos os envolvidos). Quando digo lindamente, quero dizer que eles arrasaram muito tiveram todo um cuidado com a publicação. O livro está maravilhoso! O design interno parece ter sido desenvolvido com muito carinho e, embora a única ilustração seja a da guarda/folha de guarda, o livro é bastante visual. No início de cada capítulo tem uma pagina preta com letras brancas, na qual a primeira frase se repete, como se alguém tivesse rabiscado a primeira versão. A fonte do título também dá a impressão de ter sido escrita a mão. E o que dizer dessa capa-dura-soft-touch-com-letras-em-alto-relevo? Tenho uma queda por esse tipo de capa. Sério. ❤ Sei que é estranho dizer isso de thriller psicológico, mas é muito amor pra um livro só. Ok. Muito amor pra uma encadernação só.


Eu estou pensando em acabar com tudo é uma jornada psicológica, permeada de reflexões filosóficas. Te prende do começo ao fim e te faz sentir desconforto, medo e aflição quase que o tempo todo. Gosto disso. Gosto de livros que provoquem sensações, que instiguem, que envolvam. Gosto de tentar entender o que está acontecendo. Gosto quando acontece algo que eu possa tentar entender.

Enfim, não posso te contar muito mais sobre a história, não quero estragar sua experiência. Mas realmente espero ter despertado sua curiosidade e que você tente entender porque ela está pensando em acabar com tudo.

Por falar em acabar… acho que vou ficando por aqui.

Deixo para vocês o Trailer de Estou Pensando Em Acabar Com Tudo.

19 comentários em "Eu Estou Pensando Em Acabar Com Tudo [Iain Reid]"

  1. Então..nessa última semana, o livro voltou aos grandes debates e ele que estava quase esquecido, está ai.
    Eu ainda não o li, mas pretendo e muito, principalmente depois de ter assistido a adaptação na Netflix e ter sentido falta de muitas respostas!
    E sim, já li que essas respostas estão no livro!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Olá Andressa!
    Pelo título do livro e pelo mês em que estamos (Setembro Amarelo), eu pensei que o tema da história fosse suicídio. Ledo engano. Como fã de thriller adoro essa sensação de apreensão ao ler a história, que ao mesmo tempo nos arrepia e instiga mais ainda a leitura. Ian Reid também é um completo estranho para mim. Edição capa dura é TUDO, também adoro. Vou correndo conferir o trailer.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Estou vendo muuuitas resenhas desse livro e adoro quando isso acontece. A história é extremamente instigante, faz dá vontade de correr e começar a ler pra saber porque esse tanto de desconforto.
    Achei o livro muito bonito!

    ResponderExcluir
  4. Oi, oi!

    AAA fiquei extremamente feliz de ver essa resenha aqui hoje, sério! Eu tô doida pra ler esse livro, principalmente quando fiquei sabendo que as pessoas não estavam entendendo nada do filme, gosto de coisas assim. Eu adoro thriller psicológico! Que trabalho belíssimo foi feito com o livro, dá até gosto de ler assim, né?

    ResponderExcluir
  5. Eu sempre vi esse livro por aí, mas não sabia do que se tratava até o momento. Confesso que a premissa me surpreendeu e o título me enganou.
    Interessante essa tensão, esse desconforto que a obra proporciona. Ainda não sei se vou ler, mas conhecer sua opinião ajuda a ter mais noção do que essa leitura significa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Desde o lançamento do filme da Netflix, o livro está no hype não é?
    Já conhecia o livro pois uma amiga curte muito.
    Eu particularmente acho a história um tanto quanto parada e acho que para mim, o filme funcionará melhor

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Eu já tinha visto muita gente falando desse livro, mas nunca tinha vontade de ler.
    Agora com sua resenha fiquei intrigada com o livro, parece ser bom mesmo, e agora quero ler KKKKKK
    Já vi muita gente criticando o filme :/

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olha, pelo trailer da Netflix, seria uma coisa que não me interessaria muito. Mas a sua resenha, falando sobre esse medo velado, esse sentir que tem algo errado, isso me intrigou muito. Fiquei curiosa para saber qual é o problema e porque ela quer acabar com tudo.
    Vou ler o livro e, sim, vou acabar assistindo o filme na Netflix.

    ResponderExcluir
  9. Andressa!
    Bom ver que a diagramação da editora foi impecável.
    Tudo tão enigmático, inclusive sua resenha que falou, falou e não entregou nada de nadeja, bem ao estilo do livro, acredito eu.
    Fato é que livros assim, me deixam intrigada e logo já quero fazer a leitura, para entender como tudo acontece e por quê… Fiquei achando que seria um experimento para pesquisa, mas quero conferir.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Interpretem bem mal o título desse livro pensei que se tratava de suicídio. Não vi a adaptação ainda na Netflix, e também não li o livro, mas vou atrás dele para comparar o livro, com filme.
    Gosto muito de comparar a literatura com adaptação principalmente da Netflix, que a maioria é bem ruim. Gosto de saber opinião dos outros antes de ler ou assistir qualquer coisa então vou levar sua opinião em consideração.
    Também gosto de livros misteriosos que faz a gente pensar antes de terminar a história, lógica e raciocínio.

    ResponderExcluir
  11. Olá Andressa!
    Eu amo quando um autor usa de recursos inovadores para prender completamente o leitor com uma obra, e aqui percebe-se que Reid fez exatamente isso.
    O que mais chama atenção é que não se trata de uma história de terror, e mesmo assim nos sentimos agoniados e incomodados no decorrer da leitura, pois a atmosfera criada e a própria construção dos personagens corroboram para essas sensações.
    Fiquei muito intrigado para saber onde tudo isso vai dar, e com certeza deve haver alguma revelação surpreendente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Que capa mais linda. Eu vi mesmo que o livro ia ser adaptado para um filme na Netflix, mas nunca tinha lido nada sobre. Eu amo thrillers psicológicos e não sabia que o livro era desse gênero, já adicionei à lista de leituras!! Vou tentar ler antes de ver o filme. Adoro quando os livros nos trazem essas sensações diversas! A edição está mesmo impecável pelas fotos, imagina pessoalmente..
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, Andressa! Assisti ao filme e, pra ser sincera, não curti tanto. É complexo, difícil e sem mta dinâmica. O tempo todo dentro dos devaneios dos personagens. E olha que eu adoro essa vibe psicológica. Acho que o que fez eu terminar o filme foram os diálogos, interessantes e reflexivos. Acredito que o livro funcionaria melhor, visto que responde várias perguntas que ficaram suspensas no filme.

    ResponderExcluir
  14. Nossa, é um livro de 2017, pensei que tivesse sido lançado recentemente😂
    A premissa dele é muito boa e original, o fato de a história ser contada em apenas uma viagem e traz um suspense muito forte. Mesmo assim ele não me interessando muito, porém parece bom para quem gosta do estilo.

    ResponderExcluir
  15. Olá! Acredita que eu ainda não consegui tirar esse livro da minha lista de leitura, quem sabe agora com o lançamento do filme eu não me anime e finalmente o leia, afinal continuo intrigada quanto ao que vai acontecer na história.

    ResponderExcluir
  16. Puxa, não conhecia esse livro, mas achei bem intrigante e com um título que desperta a curiosidade total. A capa ficou perfeita, sem exageros e mesmo assim ficou um charme. Espero poder assisti a adaptação na netflix.

    ResponderExcluir
  17. Oi, Andressa
    Já conhecia o livro, mas não tive oportunidade de ler. Agora com o filme da Netflix, a vontade de ler veio com tudo.
    A edição está lindíssima, um capricho!
    Eu gosto muito de thrillers, mas esse livro deve proporcionar muitos sentimentos no leitor, entre eles a agonia, o desespero a cada virar de página.
    O trailer é interessante e causa um certo medo até, parece ser um bom filme.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. ola Eu nem imaginava que o livro é de 2017 ,e já vi esse livro em varios lugares mas nunca tinha lido algo sobre .não sabia do que se tratava .sé pensei que era sobre suicidio .Não vi o filme Tambem não sabia que tinha filme ,como ve estou por fora de tudo relacionado a esse livro e tambem não sei se lerei o livro .talvez sim .

    o

    ResponderExcluir
  19. Oi, Andressa!
    É meio estranho mesmo, bem sem sentido a protagonista pensando em terminar o relacionamento mas mesmo assim indo conhecer os pais do namorado, aí tem coisa rsrs... Curto thriller psicológico, se a oportunidade de ler Estou Pensando Em Acabar Com Tudo surgir lerei com certeza!
    Não sabia do lançamento do filme, mas acho que vou esperar ler o livro pra só então assistir ao filme... Bjos!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir