acompanhe o blog
nas redes sociais

16.6.22

Billy Summers [Stephen King]

Stephen King

Cortesia do Grupo Companhia das Letras

Opções de leituras de novos autores vêm e vão, mas, quando se trata do mestre do Terror, não há o que discutir ou pensar. Ele sempre estará entre minhas listinhas de prioridades.

Billy Summers
Título: Billy Summers
Autor: Stephen King
Tradutor: Regiane Winarski
Editora: Suma
Gênero: Mistério, Thriller e Suspense
Páginas: 462
Edição:
Ano: 2021
Onde comprar: Amazon

Billy Summers está a um passo da aposentadoria, mas, antes de tal feito, ele resolve aceitar o tão famoso último trabalho. O grande problema é que sua atual ocupação não é lá, digamos, muito convencional. Ele é um assassino de aluguel. Mas, se existe algo que possa falar em seu favor, é que ele só mata pessoas ruins.

Billy é um protagonista interessante de se acompanhar, pois, além de ser uma caixinha de surpresas, ainda vamos descobrindo todo o seu passado bem complicado, através do seu processo de escrever um livro com suas memórias. Sim, somos brindados com “duas tramas”: A atual, e o livro que Summers vai escrevendo nesse percurso.

Fico com a impressão de que, se Stephen quisesse, poderia, facilmente, escrever duas tramas diferentes com o material que ele nos apresentou.

“Seu eu burro pode ser um otário, mas aí está uma verdade: ele só faz se for gente ruim. É assim que consegue dormir à noite. É evidente que ganhou a vida trabalhando para gente ruim, sim, mas Billy não enxerga isso como um dilema moral.” Posição 69

Um dos grandes pontos positivos é o leque de personagens bem complexas. Não apenas Billy, mas todas as outras são bem desenvolvidas e garantem um equilíbrio interessante para toda a trama.

“- Entendido. - Billy pensa: Mas o inferno ainda vai estar te esperando, Georgie. E, se esse lugar existir mesmo, acho que vou te encontrar lá. Nós vamos tomar um drinque. Enxofre com gelo.” Posição 5704

Outro ponto positivo é a já conhecida característica do autor: A sua narrativa. King tem um controle rítmico impressionante. A oscilação entre os picos de tensão e os momentos de respiro são muito bem desenhados. Ele tem o dom de manter os leitores vidrados em suas páginas.

Já o ponto negativo, pelo menos para mim, é outra característica forte do autor: Sua riqueza descritiva. Em alguns momentos, acabei me perdendo em suas descrições de cenas. Entendo que detalhes dão uma visão ampla do que estamos acompanhando, mas, o excesso delas pode dispersar os leitores mais dispersos (eu, por exemplo. Risos).

Entretanto, como estamos falando do Mestre do Terror/Horror, meu pano está pronto para ser passado. Em relação a parte gráfica, a editora está de parabéns. A capa é bonita, e não encontrei erros.

Finalizo a resenha indicando para os amantes de uma trama com a assinatura do King: Personagens complexas e narrativa cativante.

11 comentários em "Billy Summers [Stephen King]"

  1. King sendo King! Em sua zona de conforto!
    Praticamente dois livros em um

    ResponderExcluir
  2. Dom!
    King é sempre King, não é?
    Não li esse ainda, mas fiquei imaginando o enredo.
    Gosto dos detalhes, mas é bem como falou, em excesso, tudo é veneno, concorda?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  3. Em se tratando de King, o pano está sempre a postos, não tem outra forma de definir. Eu também faço parte do time que se perde nas descrições dele. Tá, é muito legal criar um cenário completinho à volta, mas precisava tanto? rs
    Eu ainda não li esse livro, mas o Mestre consegue mesmo, causar euforia e paz, tudo alternado e casadinho!!!
    Espero de coração ler o quanto antes!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Achei muito interessante esse livro!!! Eu já tive vontade de ler algo do King, mas toda vez passa kkkkkkk
    Amei você com o pano, passando pro King kkkkkkk

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu ri com a ideio de o assassino de aluguel ser "politicamente correto", já que só mata quem merece.
    Gostei do livro dentro do livro.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Nardonio! Quero muito ler Billy Summers. Essa questão de duas tramas me fez lembrar Misery. King tem uma habilidade única na construção de personagens e na estrutura narrativa. Mais um desejado!

    ResponderExcluir
  7. Ola
    Nunca li nada do autor .Tenho A espera de um milagre mas ainda não li.
    Como não sou fã do gênero que ele escreve eu não arrisco a comprar outro livro dele.
    Mas sei que o autor é muito talentoso e tem uma legião de leitores fiéis.

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li nada do King, mas dá pra ver o quanto a escrita dele é única. Eu gosto de personagens complexos, mas é uma pena que tenha muitas descrições. Achei essa premissa bem intrigante.

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Oi Nardonio,
    Entendo totalmente quando você diz a parte negativa a riqueza descritiva, oh céus, já peguei alguns livros dele que queria saber o que ia acontecer, e lá estava ele, dando uma volta por toda a cidade, sabia de tudo, como era o chão, as casas, o céu, o formato de cada nuvem no céu, as pessoas, os pensamentos das pessoas, as árvores, os esquilos, os pensamentos dos esquilos XD

    ResponderExcluir
  10. Por mais que eu tenha um pé atrás com a escrita do autor, toda vez que me deparo com uma nova resenha de um dos seus trabalhos, não consigo controlar a empolgação de colocar mais um livrinho dele na lista, porque como boa brasileira uma hora vai (risos).

    ResponderExcluir
  11. Oi, Nardonio!
    Nunca li nada do King, mas se algum dia for ler - tenho uma certa curiosidade em conhecer sua escrita - essa riqueza descritiva com certeza vai ser algo que assim como você acharei negativo... Uma pena que Billy Summers possui esse ponto negativo... Bjos!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir