acompanhe o blog
nas redes sociais

25.7.22

Amari e os Irmãos da Noite, Vol. 01 - Série Investigações Criminais [B. B. Alston]

B. B. Alston

Cortesia do Grupo Companhia das Letras

Amari e os Irmãos da Noite é o primeiro livro da trilogia Investigações Criminais. Essa fantasia juvenil repleta de magia e representatividade chamou a atenção de muita gente e chegou rápido à lista dos mais vendidos do New York Times. Ele também foi indicado ao Goodreads Choice Awards de 2021, na categoria de Melhor Infanto-Juvenil, e ficou na quinta colocação.

O livro de estreia do autor B. B. Alston também chamou a atenção de seus colegas e recebeu ótimos comentários de autores, como Angie Thomas, de O Ódio que Você Semeia, e Nic Stone, de Cartas para Martin.

Amari e os Irmãos da Noite
Título: Amari e os Irmãos da Noite
Autor: B. B. Alston
Tradutor: Solaine Chioro
Série: Investigações Criminais
Editora: Seguinte
Gênero: Fantasia, Infanto-Juvenil
Páginas: 366
Edição:
Ano: 2022
Onde comprar: Amazon

Amari Peters é uma jovem negra que nunca se sentiu bem-vinda no colégio de elite, onde tem uma bolsa de estudos. Quando seu irmão mais velho, Quinton, some sem deixar pistas, todos acreditam que ele se envolveu com pessoas erradas e foi morto, afinal isso é o que todos esperam de um garoto negro que mora no conjunto habitacional. Todos, menos Amari.

Certo dia, ela recebe uma maleta enviada pelo irmão e descobre sobre a Agência de Casos Sobrenaturais, uma organização secreta responsável por manter os seres extraordinários, como fadas, lobisomens e alienígenas afastados dos humanos. Amari vai precisar competir com outros jovens para ingressar na Agência e descobrir a verdade sobre seu irmão.

B. B. Alston é um autor negro e nos apresenta uma protagonista jovem e negra que sabe o que quer e batalha por isso apesar de todas as dificuldades que sua classe social ou a cor da sua pele podem trazer. Entretanto, ela não se utiliza disso como desculpas. Como a autora Nic Stone disse, Amari é “A heroína de que todos precisamos”.

“Se estou preparada? É quase como ser a garota negra do conjunto habitacional e ver o sr. Jenson sentir a necessidade de me observar bem de perto toda vez que vou a sua vendinha. Ou perceber o quanto os entrevistadores da minha bolsa de estudos ficaram surpresos por eu falar tão bem. As pessoas presumem coisas sobre nós baseadas em características que não podemos mudar. Então eu faço o que posso para provar que elas estão erradas, para ser alguém que elas não esperam que eu seja.”

Sem levantar bandeiras, o autor consegue discutir sobre o preconceito racial e social através de uma história repleta de ação e magia. Esta fantasia infanto-juvenil é muito bem escrita, te prende do início ao fim. Mas, acredito que os mais jovens, principalmente, as meninas vão gostar bastante.

A diagramação da Editora Seguinte é ótima e amei a capa. Mantiveram a mesma capa da edição norte-americana. Outro detalhe que eu amo é o gráfico que a Seguinte sempre coloca na contracapa e que indica os temas que consta no livro: Seres Sobrenaturais, Aventuras mágicas, Heroína destemida, Elevadores falantes e Tapetes voadores.

Amari e o Grande Jogo (tradução literal), o segundo livro da trilogia Investigações Sobrenaturais, está previsto para ser lançado no final de agosto deste ano nos Estados Unidos. Ansioso para saber como a história vai seguir a partir de agora.

Com amor, André

11 comentários em "Amari e os Irmãos da Noite, Vol. 01 - Série Investigações Criminais [B. B. Alston]"

  1. Oi, André! Ainda não havia lido nada sobre essa trilogia e achei muito legal uma fantasia infanto juvenil com representatividade e temas importantes. Pelo visto Amari irá enfrentar muitas adversidades nesse mistério que cerca o irmão desaparecido. Muitas aventuras e magia!

    ResponderExcluir
  2. Gosto dessa abordagem seu vitimismo, pois isso sim mostra que qualquer um pode chegar onde quiser, independente da raça e outras questões.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Mesmo não sendo meu tipo de livro, adoro quando um livro tem representatividade e trata de maneira natural, sem palestrinha.

    ResponderExcluir
  4. Por estar cada vez mais lendo fantasia, esse livro já entrou na minha listinha de muito desejados assim que foi lançado.
    A capa é a coisa mais linda do mundo e sim, uma aventura repleta de magia, de aventuras, mesclando com a representatividade que a obra entrega e essa confiança de Amari no irmão!!!
    Com certeza, espero ler o quanto antes!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  5. André!
    Precisamos de livros como esse que incentivem as mais jovens a lutarem como heroínas.
    Amo livros infanto-juvenis de fantasia e com grande ensinamento como esse.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Que capa mais linda! Não imaginaria que se trata de uma série de investigações criminais só de olhar pra ela ou pro título, se eu não lesse a resenha, infelizmente me passaria despercebido, pois parece "só mais uma fantasia". É ótimo como o autor consegue abordar tantos assuntos importantes, trazer ensinamentos e ainda deixar o livro interessante não só para os jovens, mas para todos (ainda mais considerando que é um livro de estreia). Adorei o quote e a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi, André!
    Nossa, que capa linda! 😍
    Amo fantasia mas não curto livro infanto-juvenil... Contudo, fiquei bem interessada na trama de Amari e os Irmãos da Noite, e a protagonista é bem do tipo que eu gosto, que sabe o que quer e batalha por isso... Espero que os outros dois livros da trilogia não demorem a serem lançados. Bjos!

    ResponderExcluir
  8. Olá, André

    Como uma boa amante de fantasia já fiquei louca para ler esse!
    Muito bom que esse livro é juvenil e trás tanta representatividade.
    Fiquei empolgada, já vou adicionar na minha lista

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto de fantasias, gosto de infanto-juvenis e isso já é um bom começo. Outro ponto legal é a discussão da questão racial de forma natural como deveria ser, simples como é "todos nós deveríamos ter o mesmo direito, mesmo com as diferenças que cada ser humano tem diante do outro". Eu já coloquei esse primeiro livro da trilogia na minha lista. A capa tá linda, e já estou ansioso para que os outros volumes não demorem a sair.

    ResponderExcluir
  10. Que bacana saber sobre esse livro. Eu gosto de fantasia, e o fato dessa ser cheia de representatividade me chama bastante atenção. E as palavras da Nic Stone, além dessa resenha incrível, me deixaram curiosa com essa protagonista.

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Acho muito válido os autores trazerem cada vez mais protagonistas negras para os livros Precisamos de mais personagens assim inseridos de forma natural nos livros.
    Que ótimo que a protagonisa e5 toda determinada .

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir