acompanhe o blog
nas redes sociais

11.8.11

O Restaurante no Fim do Universo - vol. 2 [Douglas Adams]

Ed. Sextante, 1980
 – 240 páginas:

Nada como um “bom” médico para ajudar a gente a terminar um livro. Sempre tenho um fininho na bolsa, e nas “2 horas” que fico esperando, aproveito para ler...
O segundo livro da série Guia do Mochileiro das Galáxias segue com o mesmo estilo de humor debochado, continua a história meio sem noção do primeiro, só que aqui, além das viagens no espaço, eles também viajam no tempo.
Os 2/3 inicias do livro são um pouco monótonos (salvos apenas pelo Marvin), e o autor só acerta a mão novamente no final do livro, cujo desfecho é ótimo.
Depois destes dois livros passamos a acreditar que o grande problema do universo são os psicólogos (ainda bem que sou analista de sistemas...)
Leia também a resenha do "O Guia do Mochileiro das Galáxias - Vol 1".

Sinopse:

O que você pretende fazer quando chegar ao Restaurante do Fim do Universo? Devorar o suculento bife de um boi que se oferece como jantar ou apenas se embriagar com a poderosa Dinamite Pangaláctica, assistindo de camarote ao momento em que tudo se acaba numa explosão fatal? A continuação das incríveis aventuras de Arthur Dent e seus quatro amigos através da galáxia começa a bordo da nave Coração de Ouro, rumo ao restaurante mais próximo.

Nota: O Dia da Toalha é celebrado no dia 25 de Maio como uma homenagem dos fãs ao Douglas Adams. Um detalhe importante da história é a importância da toalha para os "viajantes da galáxia", a qual seria útil para as mais variadas e inimagináveis situações. A data é lembrada pelos fãs que carregam uma toalha durante o dia inteiro com eles. Alguns usam como uma capa, outros como um turbante, enfim cada um usa a toalha como deseja, desde que esteja consigo a toalha. (Fonte: Wikipédia)

comentários pelo facebook:

8 comentários em "O Restaurante no Fim do Universo - vol. 2 [Douglas Adams]"

  1. Todas as vezes que entro no Submarino e vejo lá a promoção pra levar toda a série meus dedos coçam, mas minha consciência interfere, já estou com dívidas demais.
    Fui um dos que ficou alucinado pra saber o que era o tal de "Dia da Toalha" e pesquisei pra todo quanto foi lado até saber rs.
    Tudo isso vem da mente criativa de Douglas Adams e eu sem cash pra adquirir. Ainda está em minha alça de mira e não se engane querida Gisela as analistas de sistema dominarão o mundo rs.

    ResponderExcluir
  2. acho que já comentei na 1ª resenha que tenho a serie, mas ainda nao consegui ler, né?

    Eu já nao consegui me controlar assim como o Rodolfo (acima), afinal acabei cedendo e comprei lá mesmo no submarino! hehehehe

    Assim que eu desafogar com as leituras de parceria vou pegar os meus pra ler :)

    Beeijocas!

    Rapha - Doce Encanto

    ResponderExcluir
  3. Apesar de ainda preferir o primeiro essa é quase tão bom quanto! Sem dúvida Douglas Adams conseguiu criar um universo único com seus livros.
    Quem ainda não leu, LEIA!
    Vocês não irão se arrepender!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Gi,

    primeiro, desculpe a demora em acompanhar suas resenhas. Essa semana foi meio puxada pra mim na faculdade. Espero que entenda.

    Aaaah, concordo com você. Esperar por ser atendido no Médico ou no Dentista é sempre uma ótima oportunidade pra se colocar a leitura em dia - aulas de Linguística com seu professor pateta também, como descobri recentemente.

    Então, falando da coleção do Mochileiro, eu não sei se devo me envergonhar em admitir que desisti da série logo no primeiro livro. Eu gosto muito do gênero fantástico, mas não é qualquer coisa no ramo da ficção que que me agrada, e digamos que O Mochileiro não me fisgou.

    Entretanto, COMO SEMPRE, sua resenha parece mostrar ângulos nunca antes explorados dos livros, o que para mim sempre é um convite a fazer uma [re]leitura. Agora que voltei a um ritmo onde posso ler (e respirar) vou pedir a um amigo que me empreste o volume 1 da série, e então quem sabe não vejo essa história por esse mesmo ângulo sobre o qual você descreve. ;]

    Parabéns por mais uma resenha. Um grande abraço e um ótimo fim de semana. ;]

    ResponderExcluir
  5. Gisela, apesar dessa série ser bem antiga, nunca li nada dela. Lendo sua resenha, me empolguei bastante e vou esperar uma promoção para comprar todos os livros!!

    ResponderExcluir
  6. Eu ri muito com esse livro kkkk Douglas Adams retorna a série do mesmo ritmo que o primeiro, mas esse é melhor, sem dúvidas *-*
    único da série que não me agradou muito foi o último livro " Praticamente Inofensiva".

    ResponderExcluir
  7. quando eu li esse segundo volume da série eu já tinha me acostumado com o 'estilo' do livro, porém também achei ele meio cansativo no inicio, mas com um final foi legal até.Acho que o mais interessante é quando citavam o Guia e as formas de pretérito quando se viaja no tempo.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir