acompanhe o blog
nas redes sociais

26.9.14

Ivvi [Leandro Andreo]

Ed. Pandorga, 2014 - 120 páginas:
      “Ivvi” é um livro de poemas que conta a história de amor entre o poeta e Ivvi, sua musa. A paixão do poeta, os encontros, os desencontros, as mágoas e toda a história são contados através de poemas extremamente líricos, dotados de musicalidade em cada verso, ornados com lindas rimas e elaborados com a mais preciosa métrica e ritmo, garantindo ao leitor um prazer a cada poema lido. A história é contada ao longo de cinco capítulos, terminando com uma bela e rara coroa de sonetos. Ivvi é um livro feito para ser degustado, poema a poema, seduzindo o leitor a cada pedaço dessa linda história. Como diz no próprio livro, são versos que vão te fazer suspirar! 


Onde comprar:


Ivvi é sim um livro de Poemas, e, diga-se de passagem, um dos melhores que já li. Primeiro porque o autor consegue expressar muito bem seus sentimentos, conta uma história de amor entre o Poeta e sua musa inspiradora, uma linda jovem chamada Ivvi, segundo porque ele fala de amor num tom pessoal e suas poesias são comunicativas e espontâneas.

O Livro é dividido em 5 partes: "O Amor", "Sobre Ivvi", "Para Ivvi", "Sem Ivvi" e "Coroa de Sonetos". Em cada uma delas, vai se formando esta belíssima história, com direito a todos os tipos de emoções que afligem um coração apaixonado. É tão envolvente que vamos lendo e torcendo pelo poeta, desejando que ele consiga conquistar sua musa inspiradora.

"Desde o instante em que nasci,
Disto jamais me esqueci
E me esforço desde então,
Para ser boa pessoa,
Quem sabe Deus me abençoa
Com, de Ivvi, a aceitação.
Ah! Mas Deus já foi clemente,
Dando-me um grande presente,
Ao pô-la em meu coração."

Como a sinopse do livro diz, Ivvi é para ser degustado, fui lendo devagar e curtindo a beleza singela de cada uma de suas estrofes. O Autor diz na contra capa que os poemas deste livro têm o simples objetivo de fazer o leitor suspirar e viver o que há de melhor com a(o) Ivvi da sua vida, bem, comigo ele atingiu seu objetivo, pois o livro me envolveu tanto que até cheguei a perder o ponto que teria que saltar do metro, de tão absorta que estava na sua leitura.

“Quando tu, bela Ivvi, conheci,
Meu mundo se virou completamente.
Desalento, que outrora era aparente,
Perdeu-se de repente. Eu sorri.
Os dias se passavam, percebi
Que tu não me saías mais da mente,
Eras tão jubilosa e, certamente,
A mulher mais bonita que já vi.”

Delicie-se com este lindo livro.

Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!

*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

17 comentários em "Ivvi [Leandro Andreo]"

  1. essa edição esta linda beijos
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Apesar de não gostar muito de poemas, achei muito legal sua resenha.
    É incrível quando um livro consegue capturar o leitor tão intensamente a ponto de fazê-lo perder a hora. O Leandro parece ter sido muito feliz na composição, na estruturação e também na escolha das palavras, emocionando e cativando quem lê sua obra.
    Fico feliz em ver nossos autores se destacando em seus estilos!!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Nossa, deve ser realmente lindo esse livro!
    Adoro poemas e uma historia de amor inteirinha descrita em diversos poemas
    deve ser mesmo apaixonante!
    Vou colocá-lo na minha lista para futura leituras. Adorei a resenha.

    Beijinhos!
    Jaque - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  4. todo bom romântico que se preza tem um pezinho na poesia... tenho lá meus preferidos - florbela espanca, leminski, augusto dos anjos, o poetinha e outros que agora não me vêm à memória. porém, tenho inúmeras dificuldades no entendimento, talvez porque devamos lê-los nunca como um romance, mas pegá-lo num dia nublado, abrindo em uma página qualquer e aí sim, o clima, o momento, tudo conspirara para que da abstração nasça a empatia. poesia é beijo roubado no portão, diferente de um romance que é namoro antigo. bjos querida Gi.

    ResponderExcluir
  5. Eu estou vendo muita gente falar bem dele, mas ainda tenho muito receio de começar a ler. Eu não sou fã de poemas, mas pelo visto parece ser bem gostoso de se ler. Ainda mais pelos trechos que você destacou que são lindos.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Amei esses trechos do livro e se ele tivesse sido me apresentado a um tempo atrás eu o leria, mas no momento não estou interessada em ler poesia.

    ResponderExcluir
  8. Tenho certeza que o livro deve ser ótimo mas não gosto muito de poemas e sei que não teria paciência para ler mesmo sendo muito bom :/

    ResponderExcluir
  9. Gi, eu também li esse livro e entrou para a minha lista dos melhores que li. Foi uma surpresa e tanto ler a obra desse autor e saber de sua magnificência.

    ResponderExcluir
  10. Eu sou uma admiradora incontestável dos poetas. A beleza e simplicidade que eles conseguem transmitir em suas palavras é algo difícil de ser visto hoje em dia, por aí. Li vários livros de sonetos até então, mas achei muito interessante a proposta de um livro de poemas contínuos, contando uma história (foi o que eu entendi que o autor tentou fazer). Com certeza lerei quando tiver oportunidade.

    ResponderExcluir
  11. Eu não curto poema, mas acho que isso acontece de tanta coisa ruim que leio por ai. Qualquer junção de palavras jogadas ao vento e postadas no face são ditas como poesia e isso me deixa irritada, porque poesia tem "regras"...
    Eu gostei de saber que este livro segue, pelo menos aparentemente.
    Adorei os quotes... lindos!
    E agora fiquei com vontade de ler. Acho que valerá a pena!

    ResponderExcluir
  12. Gi, querida, adoro quando vejo um bom livro de poesia divulgado. Sou completamente apaixonada por poesia.
    Não é fácil imprimir sentimento, ideia e verdade numa poesia. O leitor percebe quando a escrita vem mais da criação que do coração. Poesia requer sensibilidade, é a escrita da alma. Não passa um dia sem que eu leia uma coisinha de poesia - se é q ouso chamar qualquer poema de coisinha... Cresci entre livros de poesia.
    Gostei de Ivvi, quero ler.

    ResponderExcluir
  13. Acho que toda poesia tem que ler lida com calma, sem pressa, para poder assimilar a ideia do autor.

    ResponderExcluir
  14. Não sou fã de poesias, mas essas que você colocou na resenha, eu gostei, pois são bem simples, mas de uma delicadeza impressionante. E concordo com você, um livro de poesias não pode ser lido de uma vez. Tem que ser em doses homeopáticas.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  15. Deve ser um livro lindo pra quem curte poesias, o que não é o meu caso... Pra mim seria uma leitura extremamente cansativa... A história por trás me pareceu muito bonita, mas eu não daria conta de aproveitar ao máximo se tentasse ler...
    Kisses =*

    ResponderExcluir
  16. Achei a temática do livro interessante, mas eu não gosto de livros de poemas. Gostei da capa, nem parece de livro de poemas.

    ResponderExcluir
  17. Confesso que não sou muito de ler poemas, mas é sempre bacana conhecer algum livro, ainda mais sendo bom e tendo uma história contada através dos poemas.

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir