acompanhe o blog
nas redes sociais

24.3.16

Muito Veneno e um Pouco de Lirismo [Leandro Andreo]

Leandro Andreo
Ed. Kasuá, 2015 - 100 páginas:
      Poesia para criticar poesia: esta é a proposta de Muito Veneno e um Pouco de Lirismo. Criticando o poema contemporâneo, que se apoia no verso livre para chamar qualquer coisa de poesia, este livro vem para abalar as estruturas e mostrar que a boa poesia, livre ou não, nasce a partir da combinação entre técnica e inspiração. Com uma temática variada, a parte “veneno” do livro critica, entre outras questões, a ausência de rima e métrica no verso contemporâneo, o desconhecimento dos poetas sobre as técnicas literárias, a obscura pretensão da transgressão pretendida, a crítica literária e o mercado editorial. No final, a parte “lirismo” atenua o tom do livro e traz de volta a poética lírica presente no início de carreira, falando de amor.

Onde comprar:


Conheci o autor Leandro Andreo através de seu primeiro trabalho, Ivvi. E agora tive novamente o prazer de ler seu novo livro: Muito Veneno e um Pouco de Lirismo. Gosto do estilo do autor de contar uma história através de seus poemas. Como? Leandro passa uma mensagem a cada poema e no final do livro, quando juntamos tudo, compreendemos o que o autor quis nos transmitir com sua obra.

No seu livro atual, acredito que ele fez um desabafo e também quis dar um recado aos críticos, principalmente àqueles insensíveis ao tipo de trabalho como o dele, recheado de lirismo. Eu sou absolutamente leiga no assunto "Poesia", sou somente uma leitora que gosta do gênero, e não sei avaliar este tipo de trabalho através das técnicas poéticas utilizadas. Simplesmente leio e geralmente gosto, pois a maioria dos poetas são pessoas sensíveis e escrevem com o coração, o que acaba me seduzindo profundamente.

"Cuido que não mais me agrida
Que objurguem poema meu.
Se alguém ele comoveu,
Declaro missão cumprida."

A poesia que mais me emocionou foi "Noite de Ano Novo", talvez porque lembrei muito de meu pai falecido ou simplesmente porque entendi completamente os sentimentos do personagem e fiquei comovida, mas é justamente isso que me encanta nos poemas, a maneira como eles conseguem tocar a minha alma.

A Poesia vem perdendo seu espaço neste mundo globalizado onde damos pouco valor aos assuntos d´alma, mas ainda existem corações apaixonados nos dando esperança para que a poesia viva.

Convido a todos a conhecer a mais nova obra de Leandro Andreo.
Gisela Menicucci Bortoloso
Capixaba, leonina, analista de sistemas e mãe. Apaixonada por livros, sou uma leitora compulsiva e como o tempo é curto, leio em todo o lugar: esperando o elevador, dentro do ônibus, no salão de beleza... Ler é meu prazer e minha paixão!
*Sua compra através dos links deste post geram comissão ao blog!

comentários pelo facebook:

17 comentários em "Muito Veneno e um Pouco de Lirismo [Leandro Andreo]"

  1. ahhhh a poesia, como somos resistentes ao que é emocional. hoje em dia queremos tudo muito rápido, tudo mecânico, racional. tenho certa dificuldade com poesia, na realidade, tenho meus autores preferidos: leminski, florbela, augusto, cecília... então vivo comparando. mas me forço a enxergar com o coração o que a mente clarividente dos poetas enxerga com naturalidade. tudo para eles é poesia, então os invejo. não conheço o autor, mas sendo recomendação sua, já me vejo virando as páginas do livro e me enchendo de poesia.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Gisela.
    Gosto muito de poesia e imagino que esse livro deve ser de uma beleza incrível. A beleza da poética ainda está bem viva e toca de uma maneira profunda quem se permite sentir.
    Fiquei bastante curioso para conferir o livro do autor.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente nunca me dei bem com poesia, não consigo chegar ao final de livros só de poesias. As vezes leio e gosto de um poema ou outro, mas não é algo que me agrade muito. Prefiro textos em prosa. Provavelmente não leria esse livro.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  4. Poesia e eu até hoje não nos damos muito bem, não sei se sou insensível demais ou ainda não encontrei um poema que me tocasse, mas não consigo me emocionar por mais belas que eu veja que são as palavras escolhidas pelo autor, logo li pouco do gênero. Já li outras resenhas desse livro e parece que o autor soube tocar aqueles que são apreciadores do gênero, mas não acho que é o tipo de livro que eu leria.
    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Gisela, eu desde de pequena tenho uma paixão por poesias. É como você falou, ela é escrita com amor e nos tocam com a alma.
    Eu ainda não conheço os poemas do autor Leandro Andreo, mas logo me vi interessada em ler só em saber o quanto você gostou.
    Adorei a dica.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Lembro da capa do Muito Veneno e um Pouco de Lirismo por ter sido divulgado aqui,no Ler para Divertir.
    A sinopse não tinha me cativado,mas a resenha chamou minha atenção e conseguiu clarear a proposta do livro,poesia tem um espaço no meu coração,fiquei curiosa com a Noite de Ano Novo.

    ResponderExcluir
  7. Não curto livro de poesia. Já até li alguns e até gostei, mas não sei nesse momento leria um livro desse tipo. Bom... quem sabe mais para frente?!

    ResponderExcluir
  8. Aaaaaah poesia! Eu q sou doida por poesia e me arrisco escrever um pouco tô completamente louça por esse livro! A resenha ta linda! Bjs!

    ResponderExcluir
  9. eu adorei os versos q vc colocou, avaliar poesias é sempre muito complicado e ainda por cima um livro, pq as vezes vc gosta de uns e de outros não. não conhecia o autor, vou dá uma olhada para saber mais, faz tempo q eu não leio poemas

    ResponderExcluir
  10. Oi Gisela, eu não leio muito poesia mas fiquei curiosa em relação ao livro, já que ele te emocionou ja coloquei ele na minha lista de leitura obrigada pela dica bjs.

    ResponderExcluir
  11. Confesso que livros de poesia não faz muito meu gênero, lia sim mas na minha adolescência, contudo, quem sabe o gosto por poesia "desperte" ao ler Muito veneno e um pouco de Lirismo?...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Já conhecia o livro do Leandro Andreo e achei bem interessante seu livro principalmente a critica que ele faz é mesmo não sendo um gênero que estou lendo muito ultimamente, gosto livro !!

    ResponderExcluir
  13. Muito Veneno e Um Pouco de Lirismo me interessou por conta desse diferencial que o autor faz entre a poesia antiga e a contemporânea. O livro não é um gênero que leio comumente, mas daria uma chance.

    ResponderExcluir
  14. Fiquei curiosa e um pouco receosa por que o autor criou o livro poético para criticar a poesia, mas por fim consegui entender a razão da criação da obra por parte do autor e o que ele realmente critica a falta de poesia.

    ResponderExcluir
  15. Achei bem interessante a capa do livro, porém como você mesma citou a poesia vem perdendo seu espaço, e eu confesso que não gosto de poesias, mas achei bem interessante, sei de um amigo que com certrza vai amar esse livro poético.

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Eu não sou fã de livros de poesia, Gisela, este parece bem interessante, mas sinto que deve ser lido no momento certo. Sucesso para o autor!

    ResponderExcluir

Qual sua opinião sobre o livro? Compartilhe!

Tecnologia do Blogger.
siga no instagram @lerparadivertir